Bolinhos de Abobrinha Facílimos

Postado em Abobrinha, Comidinhas, Comidinhas da Oli, Cozinhando para os Pequenos, Dicas, Fácil, Receitas de Família, Receitas Rápidas, Vegetarianas - 01 de junho de 2017

Bolinhos de abobrinha_Figos e Funghis

Eu adoro um bolinho salgado! Desde a minha infância quando as minhas lembranças me trazem os bolinhos de arroz deliciosos da minha avó, os bolinhos de couve-flor divinos da minha mamy (esta receita é baseada neles) e todos os tipos de bolinhos árabes que ajudava a minha bisa preparar. Quando subia um cheirinho no ar eu corria para a cozinha, não sei ao certo se era ansiedade para comer logo – como a que vejo na Olivia hoje quando estou preparando algo – ou se era interesse em aprender a fazer, mas sinceramente acho que era gula mesmo…hahahahha

 

Bem, de lá pra cá as coisas não mudaram tanto (a não ser pelo fato de eu sentir imensas saudades das comidas das minhas avós), eu continuo amando bolinhos e hoje os preparo mais do que nunca – numa versão mais saudável e atual que não usa fritura, claro – por causa da Oli, ela ama todos os tipos de bolinhos também como a mamãe, e adora me ajudar na cozinha como vocês já sabem. Sim, quem me acompanha no Instagram pode ver no Stories a Olivia dividindo a cozinha comigo quase todos os dias. E ela se diverte muito, ou melhor, NÓS nos divertimos muito.

 

Mas não é só a parte da diversão que torna bacana o hábito de levar as crianças para a cozinha. Muitos estudos de comportamento já comprovaram que quando a criança participa do processo de preparo da comida ela se interessa mais pelo alimento que foi usado e tem curiosidade em experimentar, e é aí que, na minha opinião, entra uma grande e importante arma para mamães e papais derrotarem a velha mania infantil em rejeitar alimentos novos que fujam da sua rotina. Eu tenho um exemplo em casa e percebo que quando a Olivia vê um legume ou uma fruta que nunca viu antes, se ela achar esteticamente feio ela faz “eca” e diz que aquilo é ruim e que não vai provar, mas se eu a levo para a cozinha e peço para ela me ajudar a lavar, ressalto as qualidades do alimento – exemplo: olha que cor linda que tem esta fruta!, ou então: você já reparou que quando cortamos a carambola ela vira uma estrelinha? – mostrando como vou prepará-lo e ela participa de tudo isso, fatalmente ela vai querer provar depois, e as chances de gostar aumentam. A parte da diversão na cozinha garante o interesse em repetir a experiência, e assim você pode ir oferecendo novos alimentos a cada nova aventura. Percebeu como envolver os pequenos na cozinha pode ajudar na melhora da alimentação?

OLI na cozinha

Voltando à receita, estes bolinhos são uma ótima opção para você começar a se aventurar com os filhotes na cozinha, porque é fácil e pode perfeitamente ser preparada por crianças. Elas podem acrescentar os ingredientes todos na tigela, misturar e quando chegar o momento de ligar o fogo, obviamente esta tarefa deve ficar com os adultos. O fato dos bolinhos serem pequenos e fofinhos cativa as crianças. É uma receita bem fácil mesmo, além de poder ser preparada muito rápido, se você quiser pode inclusive deixar a abobrinha desidratando na geladeira umas horinhas antes e ir fazer outras coisas, depois quando for para a cozinha com o pequeno(a) você prepara a receita toda. Os bolinhos são muito versáteis também, e com esta mesma receita você pode variar os legumes usando cenoura ralada, brócolis ou couve-flor picadinho, chuchu picadinho, beterraba, enfim, use a mesma base e prepare os bolinhos conforme os ingredientes que tiver à mão e o que mais te agradar.

 

BOLINHOS DE ABOBRINHA FACÍLIMOS

(rende 12 unidades)

Ingredientes:

  • 1 abobrinha pequena bem lavada
  • 1 colher (café) rasa de sal
  • 1/4 de xícara (chá) de farinha de trigo
  • 1 colher (sopa) de creme de ricota ou cream cheese
  • 1 ovo
  • 2 colheres (sopa) de leite frio
  • 1 colher (sopa) de queijo parmesão ralado
  • 3 colheres (sopa) de salsinha fresca bem picada

 

Modo de Preparo: Corte as pontinhas da abobrinha e rale-a no ralo grosso, colocando em seguida sobre um escorredor de massa e polvilhando o sal por cima, para desidratar. Deixe descansar por 40 minutos sobre um prato raso para que a água que escorrer da abobrinha fique no prato. Depois deste tempo esprema bem a abobrinha com as mãos para retirar todo o excesso de água. Em uma tigela junte a farinha de trigo, a abobrinha desidratada, o ovo, o creme de ricota, o queijo parmesão e misture bem. Pingue o leite aos poucos até obter uma massa cremosa e ainda firme. Por fim junte a salsinha e misture novamente. Aqueça bem uma frigideira antiaderente e pincele com um fio de azeite de modo que todo o fundo fique com uma camada de azeite. Coloque a massa às colheradas, usando uma colher de sobremesa para fazer bolinhos pequenos e delicados. Quando dourar de um lado vire e doure do outro. Escorra sobre papel absorvente e sirva em seguida.

 

Dicas: Pode substituir a farinha de trigo por farelo de aveia ou farinha de arroz, e o leite pode usar qualquer um de sua preferência. Já o creme de ricota pode ser trocado por tofu cremoso para uma versão sem lactose.

Bolinhos de abobrinha2_Figos e Funghis

E então, gostaram? Por aqui vocês sabem, sempre tem receitinhas fáceis e gostosas, além de muitas dicas sobre alimentação infantil e receitinhas para os pequenos também! Falando nisso, quem me acompanha no PINTEREST vai poder conferir as pastas novinhas em folha, criadas especialmente para o dia dos namorados, para as festas juninas e comidinhas para as crianças.

 

Beijo e até o próximo post!

 

Rolinhos de Berinjela Moussaka

Postado em Berinjela, Carnes, Fácil, No forno, Pratos Principais, Receitas de Família - 09 de maio de 2017

Rolinhos de Berinjela Mousaka_F&F

Tendo criança pequena em casa e preparando o almoço ao menos 4 vezes por semana eu preciso de ideias novas para não correr o risco de cair na mesmice, então passo um tempo imaginando algumas variações para receitas que eu adoro, como no caso desta receita de hoje. Os sabores são os mesmos da tradicional e já amada moussaka, mas a apresentação é outra, em rolinhos, o que deu um charme extra ao prato.

 

Como a maioria já deve saber, a moussaka é um prato típico da culinária grega, bem semelhante à nossa lasanha de berinjela na montagem, que também não leva massa, mas leva rodelas de batatas cozidas, fatias de berinjela, um recheio delicioso de carne moída, uma cobertura generosa de molho bechamel e queijo para gratinar. Nossa, como eu amo este prato!! Me dá água na boca só de pensar. Então esta receita aqui é um pouco mais leve porque não tem batatas, e é mais prática também porque em vez de montar todas aquelas camadas e ter um super cuidado na hora de cortar e servir para que ela não se desmanche toda, nesta versão aqui você consegue fazer porções menores para poucas pessoas e os rolinhos individuais facilitam a vida na hora de calcular a quantidade que vai ser colocada no prato.

 

Uma receita fácil, prática e com ingredientes que todo mundo costuma ter em casa: berinjela, carne moída, cebola, queijo parmesão e leite. Perfeitinha para almoços em dias de semana, mas que também não faz feio num almoço de família aos domingos. Anota aí!

Rolinhos de Berinjela Mousaka2_F&F

 

ROLINHOS DE MOUSSAKA

(serve 3 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 1 berinjela grande e cortada em fatias finas no sentido do comprimento
  • 250g de carne moída
  • 1 cebola bem picada
  • 2 dentes de alho
  • 1 cenoura cortada em cubinhos
  • 2 xícaras (chá) de leite
  • 1 colher (sopa) generosa de farinha de trigo
  • 1 pitada de noz moscada
  • pimenta moída e sal a gosto
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • queijo parmesão para gratinar

 

Modo de Preparo: Coloque as fatias de berinjela sobre um escorredor de massa ou de arroz e polvilhe sal por todas as fatias. Deixe desidratar por uns 30 minutos, depois lave bem cada fatia para retirar o sal e aperte nas mãos para retirar o excesso de água, mas com cuidado para não rasgar as fatias. Enquanto as fatias de berinjela desidratam prepare o recheio e o molho. Para o recheio refogue metade da cebola e o alho em 1 col. de sopa de azeite e coloque a carne moída em seguida, mexendo em fogo alto até que ela mude de cor. Junte a cenoura picada em cubinhos, regue com um pouco de água, reduza o fogo e tampe a panela, deixando cozinhar por uns 10 minutos. Para o molho refogue a outra metade da cebola em 1 col. de sopa de azeite e junte a farinha de trigo. Deixe dourar um pouquinho e junte o leite aos poucos, pingando e mexendo para dissolver a farinha a cada nova adição de leite. Tempere com noz moscada e sal, e quando adicionar todo o leite reduza o fogo para o mínimo e deixe levantar fervura, aí desligue e reserve. Preaqueça o forno a 200º. Para a montagem dos rolinhos estique cada fatia de berinjela sobre uma tábua de cozinha, coloque um pouco de recheio em uma das pontas e enrola até o final. Faça isso com todas as fatias e ajeite os rolinhos lado a lado em um refratário. Cubra com o molho bechamel e depois polvilhe queijo parmesão (ou outro de sua preferência) a gosto para gratinar. Leve ao forno por 15 minutos, ou até que os rolinhos estejam gratinados.

 

Gostou? Então me deixe saber: Pine, compartilhe, divida com seus amigos ;)

 

Bom Apetite!!

 

Arroz de Bacalhau

Postado em Arroz, Bacalhau, Comfort Food, Datas Especiais, Fácil, Peixe, Pratos Principais, Receitas de Família - 24 de março de 2017

Arroz de Bacalhau_Blog Figos e Funghis

A Páscoa já está chegando, e é inevitável pensar nas deliciosas comidinhas desta época, concorda? Pois é, a boa notícia é que por aqui tanto o peixe de uma forma geral quanto o bacalhau sempre foram muito prestigiados, e há uma infinidade de receitas fáceis e gostosas pra você se jogar e escolher qual combina mais com a sua família. Aliás, quem aqui ainda não segue o perfil do blog lá no Pinterest? Se ainda não segue corre lá, porque as receitas mais bacanas do blog estão todas separadinhas por pastas específicas, inclusive uma só de Receitas de Páscoa e outra só de bacalhau!

 

Hoje eu trago uma receita nova com bacalhau que tem jeitinho e sabor de comfort food, além de ser super econômica pois o bacalhau usado aqui é em lascas, e não em postas, e em tempos de crise é sempre bom ter uma opção assim. Fiz este prato em casa num almoço de família e fez o maior sucesso, afinal quem é que não gosta de um arroz todo molhadinho e cheio de coisinhas gostosas?!

 

Para o Arroz de Bacalhau eu usei arroz arbóreo mesmo, mas não o preparei como risoto, preparei como arroz comum, mas você pode usar qualquer arroz que preferir, o arroz agulhinha do dia a dia fica delicioso nesta receita também. O que você de fato precisa saber é que todo o segredo e a graça deste arroz, são o tempero e a umidade, então quanto mais molhadinho ficar mais gostoso ele será! Tenho certeza que na sua casa também vai ser um sucesso! Deliciosidade pura minha gente!

Arroz de Bacalhau2_Blog Figos e Funghis

ARROZ DE BACALHAU

(serve muito bem 6 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 2 xícaras e 1/2 (chá) de arroz branco cru
  • 1 cebola grande bem picada
  • 2 dentes de alho bem picados
  • 3 tomates italianos bem maduros e picados
  • 3 colheres (sopa) de azeite
  • 2 xícaras (chá) de grão-de-bico deixado de molho por ao menos 12 horas, e escorridos
  • 300g de bacalhau em lascas, já dessalgado e sem espinhas
  • 2 xícaras (chá) de floretes de brócolis já cozidos al dente
  • 1 xícara (chá) de vagens picadas ou cortadas ao meio
  • 1 xícara (chá) de mini tomates
  • 2 folhas de louro
  • 3 colheres (sopa) de cebolinha picada
  • 3 colheres (sopa) de salsinha picada
  • pimenta moída e sal a gosto
  • 6 xícaras (chá) de água

 

Modo de Preparo: Em uma panela grande aqueça o azeite e refogue a cebola, o alho, a cebolinha e as folhas de louro até que a cebola esteja bem transparente e começando a dourar. Junte o arroz e frite bem, deixando todos os grãos com aquele brilho bonito. Em seguida junte os tomates picados, as lascas de bacalhau e cubra com a água. Deixe cozinhar até levantar fervura e prove, se precisar de sal adicione neste momento. Adicione também o grão-de-bico neste momento, reduza o fogo para o médio e deixe a panela semi tampada. Mexa de vez em quando e prove, sem deixar a água secar totalmente, a ideia é o arroz ficar bem úmido mesmo. Quando o arroz estiver quase pronto adicione os mini tomates, o brócolis já cozido e as vagens cruas mesmo (elas cozinham super rápido). Prove novamente e ajuste o tempero se achar necessário. Finalize com a salsinha picada e regue com um bom fio de azeite. Sirva em seguida, na panela mesmo, que é para dar aquela cara de refeição em família e manter o arroz sempre aquecido.

 

Muuuuito suculento :)

 

Bom Apetite!

 

Fricassé de Frango Light

Postado em Aves, Clássicos, Comfort Food, Comidinhas, Comidinhas da Oli, Fácil, Frango, Light, No forno, Pratos Principais, Receitas de Família, Receitas Rápidas - 30 de agosto de 2016

Fricassé de Frango Rápido_Figos e Funghis

Eu passei a minha infância comendo o fricassé de frango da minha mãe. Foi com ela que comecei a cozinhar, e as receitas dela pra mim sempre são as melhores, afinal além de serem mesmo muito boas me trazem aquela memória afetiva gostosa do passado. E o fricassé sempre foi uma das receitas que eu e minha irmã mais pedíamos para a minha mãe, empatada com o strogonoff, com a lasanha de berinjela, a abobrinha recheada e o feijão branco que ela faz. E eu estaria sendo injusta se me esquecesse da torta de batata, do frango chileno e do arroz de Braga…muitas receitas da dona Letícia já passaram por aqui, e foi a partir de uma receita dela que nasceu este fricassé meio fajutinho, é verdade, mas ainda assim delicioso e numa versão light com poucas calorias.

 

É o tipo de receita que todo mundo gosta, especialmente as crianças. Olivia por exemplo não pode ver milho na frente que abandona todo o restante do prato só pra ficar catando os grãos um a um. Ela come muito bem (sorte a minha! ufa!) e gosta de praticamente tudo, mas nada consegue competir com o milho…hahahahha. Só pra vocês terem uma ideia, a nova moda dela é comer milho cozido no café da manhã…sim, verdade. Eu que já amava milho desde sempre (sim, ela tem a quem puxar) agora amo mais ainda porque toda semana tem alguma receita com milho em casa. E num desses dias eu improvisei um fricassé de frango light, com quase nada de gordura e substituindo o molho bechamel por um molho à base de creme de ricota. Ficou bom demais, e outro ponto positivo é que é muito fácil de fazer e fica pronto rapidinho. Fiz em porções individuais, mas minha mãe costuma fazer uma travessa enorme para servir a família toda nos almoços de domingo. Aliás, por falar nisso, é engraçado pensar que quando nos tornamos adultos a comida de domingo mais perfeita é justamente aquela que era o nosso trivial em dias de semana, e da qual sentimos uma imensa falta quando nos mudamos da casa da mamãe. As melhores coisas da vida são mesmo as mais simples, e todos os dias eu tento plantar no coraçãozinho da Oli essas lembranças gostosas <3.

 

FRICASSÉ DE FRANGO LIGHT

(serve 4 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 4 filés de peito de frango bem limpos e sem pele, cortados em cubos
  • 3 espigas de milho verde cozido ou 1 lata grande
  • 1/2 xícara (chá) de azeitonas verdes sem caroço fatiadas ou picadas
  • 1 xícara (chá) de creme de ricota light
  • 2/3 de xícara (chá) de leite desnatado
  • 1 fio de azeite
  • 1 cebola picada
  • 1 dente de alho bem picado
  • salsinha fresca bem picada
  • sal e pimenta a gosto
  • batata palha para finalizar

 

Modo de Preparo: Tempere os cubos de peito de frango com sal e pimenta a gosto. Coloque o azeite em uma frigideira bem quente e doure os cubos de frango. Se quiser dê uma desfiada bem grosseira nos cubos de frango, mas se preferir deixe assim mesmo. Junte a cebola, o alho, o milho e as azeitonas. Ajuste o sal e a pimenta se necessário e adicione salsinha fresca picada a gosto. Forre o fundo de ramequins individuais ou de um refratário grande com o refogado de frango e milho. Reserve. Preaqueça o forno a 190º. Enquanto isso misture o creme de ricota com o leite e leve ao fogo médio em uma panelinha, assim que começar a ferver desligue.Cubra o refogado de frango com o molho e leve para gratinar por 15 a 20 minutos. Quando estiver pronto retire do forno e cubra com batata palha. Sirva em seguida.

Fricassé de Frango Rápido3_Figos e Funghis

Receitinha simples, rápida, fácil e mais que tudo isso: deliciosa!

Fricassé de Frango Rápido4_Figos e Funghis

Bom Apetite!

 

Beijo!

Fabi

Arroz Farofado Express

Postado em Acompanhamentos, Arroz, Fácil, publieditorial, Receitas de 30 minutos, Receitas de Família, Receitas Rápidas, Vegetarianas - 13 de janeiro de 2016

Arroz farofado express_F&F

Outro dia repassando algumas receitas do blog eu descobri que nunca postei aqui uma receita que é um verdadeiro clássico na minha família: o arroz “farofado”! Bom, sei que o nome não é dos mais ortograficamente corretos, mas desde criança eu conheço a receita por este nome então acho que tenho licença poética para transgredir um pouquinho só a língua portuguesa né?! hahahah

 

Muitos de vocês já devem ter se deparado com este tipo de receita em mesas de churrasco, e ela é realmente deliciosa, mas o que mais me conquista nela é a praticidade e a rapidez no preparo! E os motivos são bem simples: utiliza-se arroz que já esteja pronto, farofa também já pronta e temperada e outros poucos ingredientes que você quiser acrescentar. No meu eu gosto de usar sempre cenoura ralada, milho verde e salsinha, mas minha mãe coloca ainda ovo cozido picado e pimentões vermelhos. Também fica uma delicia! É um prato super democrático e combina perfeitamente com churrasco. A farofa dá um toque crocante ao arroz e você pode prepará-lo poucos minutos antes de servir, de tão simples e tão rápida que é esta receita. Serve também para improvisar um almoço gostoso nos dias de correria.

 

Esses dias voltei de férias depois de passar quase 20 dias fora da minha casa, ou seja, geladeira estava praticamente vazia e o que me salvou foi a despensa. Nela eu tinha um pacote de arroz pronto e já temperado que pode ser aquecido em forno de micro-ondas, um lançamento que a Uncle Bens havia me mandado para testar. Trouxe das minhas férias um pacote de farofa de milho temperada que ganhei de um amigo que mora em Goiás, aí foi só juntar milho cozido, cenoura ralada, salsinha da horta e pronto, em menos de 10 minutos, sim, eu disse 10 minutos!!! eu tinha um arroz farofado super delicioso para o almoço, na companhia de um bife grelhado. Aqueci o arroz no micro-ondas e depois juntei tudo direto na tigela de servir, não sujei nem uma panela sequer, eba, isto quer dizer que esta receitinha faz parte do #MovimentoPanelaLimpa kkkk. E não precisei de mais nada para ser feliz!

 

ARROZ FAROFADO EXPRESS

(serve até 4 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 240g ou 2 xícaras de chá de arroz pronto (branco ou integral)
  • 1 caixinha de milho verde cozido
  • 1 cenoura grande descascada e ralada
  • 1/2 xícara (chá) de farofa pronta temperada (à sua escolha)
  • 1/3 xícara (chá) de salsa fresca bem picada
  • 1 fio de azeite

 

Modo de Preparo: Aqueça o arroz conforme as instruções da embalagem. Já na tigela que irá servir misture o arroz, o milho, a cenoura, a salsinha e o fio de azeite. Depois junte o arroz e a farofa já temperados. Mexa tudo delicadamente, enfeite com salsa fresca e sirva. Mais fácil impossível!

 

Arroz farofado express2_F&F

 

Ah, quanto ao arroz pronto testado está super aprovado, o tempero é suave e os grãos são soltinhos, além de ser um quebra galho enorme pela praticidade, mas se você quiser fazer o teste também fique sabendo que por enquanto esta linha só está sendo vendida na região Sul do país, ou seja, nos Estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

 

Beijinhos!

 

artigo-patrocinado_FF

Biscoitinhos Amanteigados de Canela de 4 Ingredientes

Postado em Comidinhas, Contos, Cozinhando para os Pequenos, Datas Especiais, Doces, É Natal, Fácil, No forno, publieditorial, Receitas de 30 minutos, Receitas de Família, Receitas Rápidas - 17 de dezembro de 2015

Biscoitinhos de canela1_F&F

Uma das melhores recordações que eu tenho dos Natais da minha infância é o cheiro de comida que pairava no ar na fazenda dos meus avós e que começava uns três dias antes do dia 24. Era sinal de que a minha avó e suas ajudantes já estavam preparando a comida para a tradicional ceia da nossa família, para a qual ela recebia em média 50 pessoas todos os anos. Sim, era muita gente! Minha avó sempre fez questão de acompanhar tudo de perto, e eu como já amava um fogão não saía do pé dela. Era uma delicia passar aqueles dias inteiros em torno do ritual natalino, e no qual toda a família se envolvia. Um dos meus perfumes preferidos destas ocasiões era o dos biscoitinhos amanteigados de canela assando no forno, que depois seriam recheados e que na data da ceia seriam servidos na mesa de chás e cafés após a sobremesa. É claro que nós, crianças, pegávamos alguns antes da data especial e o acompanhávamos mesmo com sorvete quando chegava a hora certa de comer.

 

E desde então esses biscoitinhos não podem faltar no meu Natal! Este ano também já iniciei a Olivia nesta tradição, pois como ela já está maiorzinha e participa muito mais de tudo me ajudou a preparar seus primeiros biscoitinhos de canela, e se divertiu tanto que até da massa crua comeu.

Biscoitinhos de canela2_F&F

Desta vez eu usei a minha manteiga queridinha do momento, a Lurpak, e explico o porquê de tanta simpatia: é uma manteiga pura, composta apenas de creme de leite fresco e fermento lácteo, sem nenhum tipo de conservante ou produtos químicos com nomes difíceis de serem decifrados. É manteiga e pronto! Biscoitinhos de canela são coisa séria pra mim, e a alimentação da minha filha mais ainda, por isso eu prefiro usar uma manteiga de qualidade e que de quebra ainda tem um sabor incrível, que eu poderia descrever como, ãh, me deixe pensar, ãh…manteiga de verdade! Como as que a minha avó preparava lá na fazenda dela quando tinha mais disposição. Hoje ela prefere que eu mesma compre a manteiga e lhe prepare os biscoitinhos de presente…rsrsrsr

Biscoitinhos4_F&F

 

O que mais eu posso dizer sobre esta receita tão querida pra mim? Posso dizer que ela é absurdamente fácil, leva apenas 4 ingredientes e que está toda explicadinha em vídeo (acompanhada do melhor clima de Jingle Bells) e para conferir é só apertar o PLAY!

 

BISCOITINHOS AMANTEIGADOS DE CANELA

(rende 30 unidades pequenas ou 20 médias)

Ingredientes:

  • 200g de manteiga LURPAK sem sal amolecida em ponto de pomada
  • 1 e 1/2 (chá) de farinha de trigo
  • 1 xícara (chá) de açúcar
  • 2 colheres (sopa) de canela em pó
  • 200g de chocolate derretido em banho maria ou 4 colheres de sopa de geleia da sua preferência (opcional)

#boacomidamerece #lurpakbr #façasuamágica

Espero que gostem da receita! Continuem acompanhando os posts aqui do blog e também as atualizações diárias no Instagram (@figosefunghis) e no Facebook, com muitas dicas de receitas para as Festas de Final de Ano!!!

Amanhã tem receita nova por aqui, espero vocês!!

 

 

artigo-patrocinado_FF

 


Carne Assada com Manteiga de Mostarda L’ancienne

Postado em Carnes, Comfort Food, Dicas, Fácil, Figos&FunghisTV, Pratos Principais, publieditorial, Receitas de Família, Vídeos - 02 de dezembro de 2015

Carne assada2_F&F

 

Esta receita é muito especial pra mim porque minha mãe a prepara para a nossa família desde que eu era ainda uma pequena criança gulosa, mas não sabia preparar nem ovo frito. Ela é especial não só pela memória afetiva que me traz, mas também por ser uma receita que tem várias qualidades que eu aprecio muito: é prática, é fácil, leva apenas 5 ingredientes (já contando com a carne) e suja pouquíssima louça!

 

Quer saber de outra coisa irresistível nesta receita? Um pedaço suculento de carne é totalmente besuntado com a deliciosa manteiga Lurpak, e que foi aromatizada com mostarda l’ancienne – aquela mostarda envelhecida dos grãozinhos que estouram na boca, sabe? Pois é, carne, manteiga e mostarda, não tem como dar errado! Para acompanhar preparei as famosas batatas crocantes de parmesão que fazem o maior sucesso aqui no blog! Agora pensem no aroma que sai pela fresta do forno enquanto tudo isso assa? Só digo uma coisa: Ulalá!

Carne Assada Lurpak_F&F

Para conferir esta receita DE BABAR dá um play no vídeo aqui embaixo. A lista de ingredientes está na descrição do vídeo no canal do blog no Youtube ;)

 

 

Viram como é simples e delicioso fazer mágica na cozinha? Basta escolher os ingredientes certos e caprichar na dose de amor que vai na panela!

Pena que vocês não puderam sentir o cheirinho delicioso que eu senti por aqui.

#façasuamagica #comidaboamerece #lurpakbr


 

artigo-patrocinado_FF

Cheesecake que não vai ao forno

Postado em Clássicos, Doces, Fácil, Receitas de Família, Sobremesas, Tortas - 26 de junho de 2014

Cheesecake sem assar_F&F

 

Aqui em casa nós adoramos Cheesecake, uma tradicional receita americana de torta com base de massa crocante e recheio de cream cheese. Além de ser deliciosa esta torta é bem fácil de fazer, e esta versão aqui que não precisa ir ao forno é mais fácil ainda e fica igualmente deliciosa!

 

O bom de não precisar levar ao forno é que ela pode ser preparada em menos tempo e em praticamente qualquer lugar, basta ter uma geladeira à disposição. Para acompanhar fiz uma caldinha de mirtilos (ou blueberries) com açúcar orgânico que ficou simplesmente divina, mas no lugar dela poderia ser também a clássica combinação de frutas vermelhas, ou uma camada generosa de geleia caseira. Outro ponto bastante interessante é que como não precisa ir ao forno esta torta pode ser preparada por crianças que amam ir pra cozinha e sem oferecer nenhum risco, ou seja, é diversão garantida na cozinha!

 

CHEESECAKE QUE NÃO VAI AO FORNO

(rende 12 fatias médias)

 

Ingredientes:

  • 1 pacote e 1/2 de bolacha maizena
  • 12 colheres (sopa) de manteiga sem sal em temperatura ambiente
  • 2 colheres (sopa) de açúcar
  • 750g de cream cheese (ou 5 caixinhas de 150g)
  • 1 lata de leite condensado
  • suco de 1 limão
  • 1 colher (chá) de extrato ou essência de baunilha

 

Para a calda de mirtilos:

  • 300g de mirtilos frescos
  • 10 colheres (sopa) de açúcar orgânico
  • 1 colher (café) de suco de limão

 

Modo de Preparo: Coloque todo o pacote de bolacha dentro de um saco zip, feche e bata bastante com um martelo de cozinha até que esteja tudo bem triturado. Passe para um bowl e junte o açúcar e a manteiga e misture bem até formar uma massa com aspecto de “areia” bem grossa. Espalhe bem esta massa sobre uma forma de aro removível e aperte bem contra o fundo e até 1 dedo de altura nas laterais. Leve para o freezer por 15 minutos. Enquanto isso prepare o recheio. Coloque todo o cream cheese numa batedeira e bata em velocidade média até que esteja bem aerado e aumentado de volume. Junte o leite condensado, o suco de limão e a essência de baunilha e bata mais um pouco para incorporar. Desligue a batedeira e passe todo este recheio para a forma com a massa que estava no freezer, alisando bem a superfície com uma espátula. Leve para a geladeira por no mínimo 2 horas para firmar o recheio. Quando estiver bem firme retire da forma, corte em fatias médias e sirva com a calda de mirtilos por cima e uma porção de chantili se quiser. Eu ainda acrescentei umas tirinhas de limão cristalizado compradas prontas para dar um charme.

 

Para a calda : Coloque todo o mirtilo em uma caçarola e misture o açúcar e o suco de limão. Leve para cozinhar em fogo baixo até engrossar e obter um ponto de xarope, que é quando você colocar a colher na calda e ela ficar toda recoberta com o líquido, sem escorrer completamente.

 

Bom Apetite!

 

Goulash

Postado em Carnes, Clássicos, Cogumelo, Comfort Food, Fácil, Inverno, Pratos Principais, Receitas de Família - 29 de maio de 2014

Goulash_F&F

O friozinho delicia já chegou por aqui e é claro que as comidinhas também ficam mais quentes, mais suculentas e mais reconfortantes. Eu amo uma comida com caldos e molhos, e pra mim os ensopadinhos são a escolha número um no inverno quando preparo alguma receita com carne.

Esta receita aqui, por exemplo, o Goulash, é uma das minhas receitas preferidas desde criança. É quase uma carne de panela, mas se diferencia um pouco por conta dos temperinhos extras que são típicos desta receita húngara com molho à base de páprica que por aqui ganhou a companhia de cebolas, cenouras e cogumelos. Olha, só digo uma coisa, o caldinho temperado colocado sobre uma porção de arroz fresquinho pode causar muita alegria em um dia frio e chuvoso. Eu não resisto, e você?

GOULASH

(serve duas pessoas)

Ingredientes:

  • 300g de carne bovina cortada em cubos (alcatra, coxão mole, peito ou músculo)
  • 2 cebolas grandes cortadas em pétalas
  • 2 cenouras grandes descascadas e fatiadas
  • 100g de cogumelos paris limpos e fatiados
  • 2 dentes de alho
  • 1 lata de tomates pelados
  • 2 xícaras (chá) de caldo de carne ou legumes
  • 1 xícara (chá) de vinho branco
  • 1 colher (sopa) de páprica picante
  • 1 colher (sopa) de páprica doce
  • 1 colher (sopa) de óleo de girassol
  • pimenta moída a gosto
  • sal a gosto
  • salsa fresca picada para finalizar

 

Modo de Preparo: Numa panela de pressão aqueça o óleo e refogue a carne até dourar. Junte o alho, as pápricas, os tomates pelados, o vinho, o caldo e as cenouras e mexa. Feche a panela, cozinhe por 40 minutos em fogo médio após pegar a pressão, espere a pressão sair, abra a panela e junte as cebolas e os cogumelos. Cozinhe com a panela destampada por mais 15 minutos, ajuste o sal e a pimenta a gosto e sirva sobre arroz ou sobre purê de batatas. Finalize com a salsa fresca picada a gosto.

 

Bom Apetite!

 

Torta de Batata e Mandioquinha com Carne

Postado em Carnes, Clássicos, Comfort Food, No forno, Receitas de Família, Receitas Rápidas, Tortas - 29 de abril de 2014

Torta de batata e mandioquinha_F&F

 

A receita de hoje pra mim tem um sabor de nostalgia, de infância e de afetividade, já que toda semana minha mãe era forçada a prepará-la de tanto que pedíamos. e bem, hoje não é lá muito diferente já que sempre que vamos visitá-la a tortinha integra a lista de desejos. Ah, exatamente, quando vamos para a casa dos meus pais a primeira coisa que minha mãe pergunta é: o que vocês querem que eu faça? Em outras famílias a pergunta pode ser: onde querem ir? Que filmes iremos assistir? Mas na minha família tudo sempre gira em torno da comida, e da cozinha.

 

Esta torta lembra bastante um escondidinho, afinal são duas camadas de uma massa de batata com um recheio de carne no meio, mas não se enganem, porque a única coisa que esta tortinha tem de parecido com o escondidinho é a forma de montá-la. O diferencial dela – e o que pra mim a torna irresistível – é justamente a massa, que é leve, fofinha e ultra saborosa. Parece um nhocão de forno, aliás, a receita é a mesma, e fica divino também! A receita é fácil, daquelas que se guarda na caixola e não se esquece mais, para qualquer dia, qualquer hora e qualquer ocasião….ah que delicia!

 

TORTA DE BATATA E MANDIOQUINHA COM CARNE

(serve bem 6 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 4 batatas grandes cozidas
  • 4 mandioquinhas grandes cozidas
  • 1 xícara (chá) de farinha (pode trocar por farinha sem glúten)
  • 1 ovo inteiro
  • 1/2 xícara (chá) de leite (pode usar sem lactose)
  • 1 colher (sopa) de manteiga
  • 1 colher (sopa) de azeite
  • sal a gosto

 

Para o recheio:

  • 600g de carne moída
  • 1 cebola pequena bem picada
  • 2 dentes de alho bem picados
  • 2 colheres (sopa) de óleo de girassol ou azeite
  • pimenta e sal a gosto
  • salsa fresca picada a gosto
  • azeitonas em caroço picadas (opcional)

 

Modo de Preparo: Preaqueça o forno em 180º. Depois de cozinhar as batatas e as mandioquinhas descasque-as e amasse-as. Com elas ainda bem quentes misture o ovo, o leite, a manteiga, o sal e mexa bem. Adicione a farinha de trigo e mexa mais um pouco. Forre o fundo de um refratário com metade desta massa de batatas. Enquanto isso em uma frigideira refogue a cebola e o alho no óleo e em seguida a carne moída. Tempere com pimenta, sal e salsa fresca picada. Se quiser adicione azeitonas verdes picadas a gosto. Desligue e espere esfriar um pouco o recheio. Cubra a parte da massa que já está no refratário com o recheio de carne moída e em seguida cubra com a outra metade da massa. Polvilhe queijo parmesão ralado por cima de tudo e leve ao forno por 30 minutos, ou até que esteja levemente dourada na superfície.

 

Bom Apetite!

 

 

 

Carne Louca

Postado em Antepastos, Carnes, Clássicos, Fácil, Light, Petiscos, Receitas de Família, Sanduíches - 08 de abril de 2014

Carner louca_final_F&F

 

Carne louca é uma receita ultra clássica, é bem antiga mesmo e por isso alguns até a consideram meio demodê, mas pra mim na cozinha não existe isso, as receitas que eu gosto nunca caem de moda, e assim a carne louca da minha mãe, que me acompanha desde os lanchinhos que eu levava no recreio aterrissou por aqui hoje.

 

É uma receita tão fácil de fazer e com ingredientes tão simples que eu acredito que você tenha os ingredientes agora mesmo aí na sua geladeira para preparar esta delícia para o lanche da tarde ou jantar. Uma coisa que eu amo nesta receita da minha mãe é que ela não leva vinagre como muitas outras que eu vejo por aí, o que deixa a carne mais saborosa na minha opinião.

 

Sim, eu sei que todo mundo tem sua própria receita de carne louca, e que talvez até seja bem parecida com esta aqui, mas como nem todos que vem até aqui sabem cozinhar uma receita básica e ultra clássica assim nunca é demais! Sem contar que é linda, super colorida, saudável e deliciosa!

 

CARNE LOUCA DA D. LETÍCIA

(rende aproximadamente 1kg)

 

Ingredientes:

  • 1 peça de lagarto de 1kg, bem limpa
  • 2 cebolas grandes fatiadas
  • 2 pimentões vermelhos grandes
  • 2 pimentões amarelos grandes
  • 1 pimentão verde grande
  • 2 dentes de alho amassados
  • 1 xícara (chá) de azeitonas verdes sem caroço picadas
  • 1 xícara (chá) de salsa fresca picadinha
  • 3 colheres (sopa) de azeite
  • 2 colheres (sopa) de óleo de girassol
  • sal a gosto

 

Modo de Preparo: Numa panela de pressão coloque o óleo e deixe esquentar. Junte a peça de lagarto e sele de todos os lados, dando uma leve fritada até que a parte externa esteja levemente dourada. Junte o alho, e refogue. Cubra com água até passar um palmo da altura da carne, tempere com sal e feche. Cozinhe na pressão em fogo médio por 1 hora, desligue, abra a panela e veja se já está no ponto de desfiar. Se não estiver retorne ao fogo com a panela tampada e deixe mais 30 minutos na pressão, acompanhando sempre para não queimar. Depois desligue, retire a carne e desfie. Enquanto isso em outra panela coloque 2 xícaras da água do cozimento da carne e deixe ferver, Junte então os pimentões já limpos e cortados em tiras, a cebola também em tiras e as azeitonas e cozinhe rapidamente por uns 3 minutos, apenas para dar uma murchada leve. Adicione sal a gosto, mas cuidado porque a carne já estará salgada. Desligue, espere esfriar e monte num refratário camadas de carne desfiada e camadas de pimentões com cebola, e camada de salsinha. Vá regando com um fiozinho de azeite se desejar. Cubra com filme plástico e leve à geladeira até o momento de servir. Esta receita dura até 5 dias na geladeira e meu jeito preferido de servir é com pão ciabatta.

 

Bom Apetite!

 

Bife de Panela

Postado em Carnes, Clássicos, Dicas, Fácil, Pratos Principais, Receitas de Família, Receitas Rápidas - 06 de março de 2014

Bife de Panela_F&F

 

Esta receitinha além de ser muito fácil é daquele tipo de receita que pode ser preparada com qualquer corte de carne, até mesmo aquelas que são mais durinhas, já que é toda preparada na panela de pressão.

 

Aqui em casa eu preparo a carne desta forma quando quero fazer um ragu no molho vermelho para massas. Isto fica especialmente bom com massas longas e o spaghetti com ragu é um clássico. Dá para aproveitar carne que sobrou do churrasco (porque nem toda sobra de churrasco deve ser condenada a virar arroz carreteiro né?), aquele corte de coxão mole ou até mesmo o duro que estava numa super promoção no açougue e por aí vai.

 

Outra coisa que eu amo nesta receita é que como a carne é cozida na panela de pressão já com o molho, basta colocar todos os ingredientes na panela, fechar e aguardar que esteja pronta. Além disso é uma receita versátil já que pode ser servida assim como prato principal acompanhada da clássica dupla arroz com feijão, ou com purê de batatas, ou como ragu de uma massa, ou ainda como acompanhamento de um risoto ou recheio de torta. Me lembro que quando eu era criança e minha mãe tinha pouco tempo para preparar nossos almoços por conta da rotina atribulada que implicava em cuidar de 2 filhas pequenas ela preparava muito este bife de panela pra nós, e amávamos quando ela cozinhava batatas junto com a carne, ou quando servia sobre um delicioso purê bem quentinho e cremoso. Enfim, praticidade é a palavra que eu gosto de usar para definir esta receita.

 

BIFE DE PANELA 

(server 4 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 600g de bife bovino (pode ser contrafilé, coxão mole, coxão duro, cupim, maminha)
  • 1 fio de óleo vegetal
  • 1 lata de tomates pelados picados
  • 1 cebola grande bem picada
  • 1 medida da lata de tomates de água
  • 1 cenoura grande descascada e cortada em cubinhos
  • 3 dentes de alho amassados ou espremidos
  • 4 colheres (sopa) de vinho tinto
  • 1 pedaço de bacon bem picadinho (opcional)
  • 1/2 xícara (chá) de salsa fresca picada

 

Modo de Preparo: Na panela de pressão coloque o fio de óleo (se for usar bacon nem precisa do óleo ok?) ou o bacon e aqueça. Se estiver usando bacon deixe fritar e junte a cebola, o alho e a cenoura e refogue por alguns minutos até que a cebola esteja começando a dourar. Junte os bifes e com a ajuda de um garfo de cabo longo vá virando-os para que selem de todos os lados. Em seguida regue com os tomates pelados picados e seu suco, junte a água, a salsinha picada, o vinho tinto e tampe a panela ainda em fogo alto. Depois que a panela pegar pressão e começar a chiar abaixe o fogo para a chama média e conte 30 minutos. Depois deste tempo desligue o fogo e aguarde a pressão sair para abrir a panela. Sirva a carne quente como prato principal ou desfie para fazer ragu.

 

Bom Apetite!

 

Bolo Húngaro com Frutas Secas e Castanhas

Postado em Bolos, Clássicos, Datas Especiais, É Natal, Fácil, Receitas de Família, Receitas Especiais (s/ Glúten/Lactose) - 28 de novembro de 2013

Bolo seco de frutas e castanhas_F&F

Ah gente, que delícia esta época do ano né?! O Natal já está logo aí e com ele chegam as velhas nostalgias natalinas, as recordações de infância, o encontro com a família que mora longe, a confraternização com os amigos, e é claro, todas as comidinhas que tem cara, cheiro e sabor de Natal!

 

Este bolo aqui por exemplo, pra mim tem muita cara de Natal, faz lembrar minha infância quando minha avó preparava e a casa ficava toda perfumada a canela, cravo, baunilha…ah como é gostoso lembrar daqueles tempos, tempos de uma infância feliz em que as preocupações eram apenas comer, desfrutar do carinho dos avós, andar descalça, brincar até cansar e dormir exausta. Este bolo pra mim tem um outro aspecto especial, ele me lembra o meu doce avô que amava as frutas secas, as castanhas de todos os tipos e os panetones perfumados. Foi com ele que aprendi a gostar desde cedo destas gostosuras e foi também com ele que descobri a nossa preferência em comum por cerejas, nossa fruta mais amada – que também chega por aqui em abundância nesta época o ano. Hoje como infelizmente ele não está mais conosco eu posso trazê-lo um pouquinho para perto de mim quando faço estas receitas que ele amava.

 

Mas então, o bolo! É uma receita que alguns chamam de bolo húngaro (não me perguntem o motivo, e se alguém souber eu agradeço a contribuição), outros de bolo seco, outros de bolo de frutas e castanhas e outros de bolo de Natal (pois é, mais uma versão de bolo de natal por aqui), mas o que importa mesmo é a delícia que é este bolinho. Com pouca farinha e riquíssimo em fibras cada pedacinho dele tem um pouco de tudo que vai na receita, e no início pode atá parecer que não vai dar liga, que não vai crescer porque tem muito mais frutas e castanhas do que massa, mas olha, eu garanto que dá sim muito certo e não apenas cresce lindo como perfuma a casa toda. É irresistível! Dá até para separar em mini porções, colocar numa caixinha bonita e dar de presente, um verdadeiro mimo.

 

Bolo Húngaro com Frutas e Castanhas (ou mais um Bolo de Natal)

(rende 12 fatias)

 

Ingredientes:

  • 1 xícara (chá) bem cheia de farinha de trigo* (pode usar integral se preferir) (leia abaixo a sugestão para uma versão sem glúten)
  • 4 ovos
  • 2/3 de xícara (chá) de açúcar mascavo
  • 1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
  • 1 colher (chá) de fermento químico em pó
  • 200g de castanha do Pará picadas grosseiramente
  • 100g de amêndoas picadas grosseiramente (ou nozes)
  • 150g de ameixas secas sem caroço picadas grosseiramente
  • 150g de damascos secos picados grosseiramente
  • 150g de cerejas em calda escorridas (reserve 2 colheres de sopa da calda)
  • 1 colher (chá) de canela em pó
  • 1 colher (chá) de cravo em pó
  • 1 colher (chá) de gengibre em pó
  • 1 colher (chá) de essência de baunilha
  • 2 colheres (sopa) da calda das cerejas

 

Modo de Preparo: Preaqueça o forno em 180º. Unte com manteiga e enfarinhe uma forma de bolo inglês (retangular) e reserve. Numa tigela misture as frutas secas já picadas com as castanhas e junte as especiarias e a essência de baunilha e a calda de cereja. Separadamente bata rapidamente com um garfo os ovos. Junte-os à mistura de frutas e castanhas e depois some o açúcar, a farinha peneirada, o fermento e o bicarbonato também peneirados. Misture tudo com uma colher até que esteja bem incorporado e tenha pedacinhos de frutas e castanhas por toda a massa. Derrame na forma, dê leves batidinhas nela para a massa se alinhar e leve para assar por 1 hora (aproximadamente, dependendo do seu forno) ou até que esteja firme e levemente dourado na superfície. O teste do palito é super válido aqui também! Depois de assado retire o bolo do forno e só desenforme depois que estiver frio.

 

Dicas: 

1) Para tornar este bolo uma versão sem glúten substitua a farinha de trigo por farinha de arroz ou de linhaça.

 

2) Para uma versão sem açúcar substitua por adoçante culinário de forno e fogão, mas reduza a quantidade pela metade pois estes adoçantes são bem mais fortes. Se quiser também pode simplesmente excluir o açúcar da receita, ou para uma versão ainda mais natural use o mel.

 

3) Use as frutas secas e castanhas que tiver em casa se não achar todos os ingredientes, o importante é caprichar na quantidade.

 

Bolo seco de frutas e castanhas2_F&F

 

Bom apetite!

 

Pão Caseiro Fácil

Postado em No forno, Pães e Tortas, Receitas de Família - 06 de novembro de 2013

Pão Caseiro Fácil_F&F

Este pão aqui foi feito com muito amor porque é coisa de mãe. Na última visita da minha mãe aqui em casa eu estava com muita vontade de comer o pão caseiro de leite que ela faz: fofinho, macio, quentinho e que derrete deliciosamente um pedaço de manteiga…ah ah, que delícia!

 

A receita deste pão tão lindinho é super fácil de preparar e não exige que você seja habilidoso com panificação ou que aplique muitas técnicas, aqui é necessário apenas um pouco de dedicação, ingredientes de qualidade (e no prazo de validade, é claro) e carinho pro pão ficar bem macio e crescer todo bonito dentro do forno.

 

Quando eu tenho muita vontade de um pão caseiro e não tenho tempo de fazer pães mais elaborados eu faço este aqui, e é sucesso garantido sempre! A massa é aquela mesma massa do famoso rocambole colorido há décadas na minha família (ou Braço Cigano) – cuja receita eu já dei algumas vezes aqui no blog – e que eu também costumo usar para fazer todo tipo de salgados assados e até mesmo cobertura de algumas tortas. A diferença é que para o pão eu uso manteiga porque acho que fica bem mais saboroso.

 

Tá com vontade de um pão caseiro vapt-vupt bem gostoso, macio e quentinho? Então vem comigo que hoje mesmo vai ter pão com gostinho de amor no café da tarde aí na sua casa!

 

PÃO CASEIRO DE LEITE BEM FÁCIL

(rende 2 pães de tamanho médio)

 

Ingredientes:

  • 1/3 de xícara de óleo vegetal
  • 1/2 copo de leite morno (medida do famoso copo de requeijão*, sabe?)
  • 2 copos* de farinha de trigo
  • 1 colher (sopa) bem cheia de manteiga em temperatura ambiente
  • 1 ovo inteiro
  • 1 envelope (10g) de fermento biológico seco instantâneo
  • 1/2 colher (café) de sal
  • 1/2 colher (café) de açúcar
  • 1 gema batida com um tiquinho de água para pincelar

 

Modo de Preparo: Numa tigela coloque o fermento e regue com o leite morno. Mexa rapidamente com um garfo. Acrescente o óleo, o ovo inteiro e a manteiga. Bata com um garfo ou batedor de arame e reserve. Enquanto isso coloque a farinha de trigo em outro recipiente com o açúcar e o sal, misture. Faça um buraco no centro e despeje ali a mistura líquida. Mexa bem com um garfo até começar a tomar consistência de massa. Nesse momento passe a massa para uma tábua enfarinhada ou bancada (o que preferir) e trabalhe a massa por alguns minutos, apenas até que ela esteja lisa e homogênea. Faça uma bola com a massa, retorne ao recipiente, polvilhe farinha por cima, cubra com um pano e deixe descansar por 30 minutos. Preaqueça o forno em 200º. Depois do tempo de descanso divida a bola em duas partes e modele dois pães. Pincele levemente a gema batida sobre os pães. Coloque-os em uma assadeira untada com manteiga e depois enfarinhada e leve para assar por 30 minutos em 200º ou até perceber que os pães estão crescidos e levemente dourados na superfície. Coma bem quentinho com manteiga e geleia.

 

Dica: Este pão continua gostoso por até 2 dias se for guardado em sacos do tipo “zip”, mas eu duvido que sobre alguma coisa dele para guardar ;)

 

Pão Caseiro2_F&F

 

Bom Apetite!

 

Salada Refrescante de Batata com Hortelã

Postado em Acompanhamentos, Comfort Food, Fácil, Receitas de Família, Receitas Rápidas, Saladas, Vegetarianas - 07 de outubro de 2013

Salada de Batata com hortelã_F&F

 

Em casa nós conhecemos esta salada como “kibe de batata”, mas olhando assim de kibe ela não tem nada. Não leva trigo, é sempre servida fria – quanto mais fria melhor aliás – não precisa ser amassada com as mãos, não tem pimenta síria, mas desde que eu era criança pra mim é kibe de batata…

 

O que você precisa saber desta saladinha é que ela é simplesmente divina para almoços de verão. A combinação de temperos faz com que ela seja mesmo irresistível e super refrescante. Eu gosto de fazer esta salada quando faço churrasco em casa, e fica uma delícia inclusive para comer com pão e torradas, substitui lindamente a tradicional “salada de maionese”, e o melhor: sem um tico de maionese sequer. Esta saladinha também pode ser base de uma bruschetta (aí é só colocar sobre o pão com alho e levar ao forno para dar aquela douradinha básica), e pode ser inclusive assada e misturada ao trigo de kibe para se tornar uma versão de kibe vegetariano – ahá, será que vem daí então a tradição da minha família em chamá-la de kibe de batata? Bom, sei lá.

 

O fato é que com uma saladinha tão versátil assim você pode partir para várias outras formas de servir, e como eu amo receitas versáteis e práticas que podem ser adaptadas para várias outras, esta salada é um verdadeiro coringa pra mim. Mas cuidado, esta salada não é tão inofensiva quanto parece, eu garanto que olhando assim você pode não dar muito valor, mas basta colocar na mesa para perceber que esta combinação de ingredientes é viciante e quando fizer churrasco aproveite e faça bastante, porque ela desaparece rapidinho! Gente, peraí, é BATATA né?! Quem não ama?! Eu amo muito esta salada de batatas, e dentre todas as que já fiz e já provei na vida esta é sem dúvida a minha preferida, um verdadeiro vício!

 

SALADA REFRESCANTE DE BATATA COM HORTELÃ

(serve até 6 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 4 batatas grandes e bem lavadas com a casca
  • 1 cebola pequena bem picada
  • 1 dente de alho grande ralado ou triturado
  •  4 colheres (sopa) de azeite extravirgem
  • suco de 1 limão
  • 1/2 xícara de hortelã fresca picada
  • pimenta moída na hora
  • sal a gosto
  • mais azeite para finalizar

 

Modo de Preparo: Cozinhe as batatas em água abundante até que estejam macias – mas não desmanchando. Descasque as batatas e amasse-as ainda quentes. Em seguida junte a cebola, o alho e tempere com o suco de limão, o azeite, o sal e a pimenta. Misture bem. Por fim acrescente a hortelã picada e misture novamente. Ajuste o sal e a pimenta se precisar e passe para uma tigela de servir. Alise a superfície e passe um garfo, para fazer a apresentação. Regue com uma porção de azeite, cubra com filme plástico e leve à geladeira por pelo menos 30 minutos. Sirva bem fria com um ramo de hortelã por cima, pães, torradas e o que mais desejar.

 

Bom Apetite!

 

Arroz de Braga

Postado em Arroz, Clássicos, Comfort Food, Fácil, Frango, Pratos Principais, Receitas de Família - 10 de junho de 2013

10_06_2013_14_24_43

 

Este arroz é o típico prato rápido e prático de ser preparado, talvez seja por este motivo que eu cresci comendo o arroz de braga preparado pela minha mãe. Esta receita é dela e é tão boa que eu simplesmente continuo seguindo-a à risca, pois não acho necessário qualquer aprimoramento ou adaptação. A não ser pelo fato de que eu prefiro usar as favas grandes quando eu encontro (aquelas que parecem grandes feijões brancos).

Continue Lendo …

Filé ao forno com legumes

Postado em Carnes, Fácil, No forno, Pratos Principais, Receitas de Família - 22 de abril de 2013

Filé ao forno_F&F

Este é o tipo de receita que lembra minha infância. Uma carninha bem saborosa feita com legumes coloridos e num molhinho pra lá de especial. Receitas assim são a cara da minha mãe, que é prática que só na cozinha! Ela sempre fez essas receitas pra nós e por isso pra mim tem jeito de infância.

Continue Lendo …

Bolo de Banana, Pecã e Uvas passas

Postado em Bolos, Clássicos, Dicas, Doces, Fácil, No forno, Receitas de Família - 11 de abril de 2013

Bolo de Banana_F&F

Como vocês sabem eu não sou muito fã de doces, mas esses bolinhos mais simples eu adoro! Outro dia ganhamos uma caixa de bananas do tipo nanica e depois de tanta granola com banana resolvi usar algumas delas para fazer um bolo com pecã e uvas passas que eu amo!

Continue Lendo …

Frango assado com legumes

Postado em Clássicos, Comida de Fazenda, Fácil, Frango, No forno, Receitas de Família - 08 de abril de 2013

 08_04_2013_12_45_05

Quando eu era criança minha mãe fazia muito nos almoços de dia de semana esta receita de frango assado com vegetais. A receita é bem simples de fazer, e a melhor parte é que o aroma do franguinho assando toma conta da casa toda, aquele cheiro de comida boa e bem feita, sabe?

Continue Lendo …

Pizza de Panela de Pressão

Postado em Clássicos, Comidinhas, Fácil, Massas e Pizzas, Receitas de Família - 22 de fevereiro de 2013

pizza de panela3_F&F

Esta pizza de panela de pressão é uma tradição na família do marido. Minha sogra é especialista nelas e faz para os filhos desde que eram crianças. Desde a primeira vez que eu provei eu simplesmente me apaixonei pela massinha leve e saborosa e também pela facilidade no preparo, até que outro dia resolvi fazer em casa uma noite de pizzas e a receita escolhida foi a pizza de panela de pressão. Sucesso garantido!

Continue Lendo …