Molho de Camarão e Mini Tomates para Massas

Postado em Comfort Food, Dicas, Fácil, Frutos do Mar, Massas e Pizzas, Molhos, Pratos Principais, Receitas de 30 minutos, Receitas Italianas, Receitas Rápidas - 14 de março de 2017

Massa Fresca com Molho de Camarões e Tomate Cereja_Blog Figos e Funghis

Massa com frutos do mar é um dos meus pratos preferidos da culinária italiana, e sempre que vou a algum restaurante que tem esta opção é quase impossível resistir! Quando estou na praia um dos meus passeios preferidos é ir ao Perequê, famoso bairro dos pescadores e de restaurantes caiçaras tradicionais no Guarujá justamente para comprar camarões e peixe fresco, e sempre volto com uma porção deles para congelar e ter em casa para quando der vontade.

 

Foi num desses finais de semana que “deu vontade” que surgiu esta receita. Eu tinha um pacote de massa verde artesanal em casa – aqui em SP eu gosto muito muitíssimo de comprar massas na Pastagrano, que além de ser praticamente minha vizinha tem as massas artesanais mais deliciosas e delicadas que eu conheço na cidade. [Não é jabá não, é dica preciosa mesmo, eu sou consumidora deles e recomendo de coração e sem medo de ser feliz!] Quando o produto é bom, o serviço idem e o preço é justo sou a primeira a indicar!

 

Mas voltando à receita do molho de camarões, uma massa boa requer um bom molho, feito no capricho ainda que seja daqueles bem rápidos de preparar, como este aqui, preparado com tomates frescos, camarões e temperinhos. Quem é que precisa de mais para ser feliz num almoço de domingo?! Então bora anotar, pinar muito e enviar para as amigas porque esta é uma receita facílima e rapidíssima, além de ser uma deliciosidade!!! Aliás, por falar em pinar muito, o perfil do Figos e Funghis lá no Pinterest está cada dia mais lindo, com todas as receitas do blog separadinhas por pastas específicas. Já temos uma pasta recheada de receitas para a Páscoa, então corre lá pra conferir ok?!

 

MOLHO DE CAMARÕES E TOMATES FRESCOS PARA MASSA

(rende 4 oorções)

 

Ingredientes:

  • 12 camarões grandes, bem limpos, sem casca mas com a cauda
  • 1 caixinha de tomates cereja (aproximadamente 300g)
  • 6 tomates italianos sem as sementes e bem picados
  • 1 xícara (café) de vinho branco seco
  • 3 colheres (sopa) de azeite
  • 2 dentes de alho fatiados
  • 1/2 cebola bem picada
  • 1 ramo de manjericão
  • 1 punhado de salsinha
  • pimenta moída e sal a gosto

 

Modo de Preparo: Aqueça bem uma frigideira grande ou caçarola e refogue a cebola até ficar transparente, depois junte o alho e não deixe dourar. Junte os camarões em seguida e salteie rapidamente até que fiquem branquinhos, mas sem deixar dourar. Retire e reserve. Regue a frigideira com o vinho branco e junte os tomates italianos picados, o manjericão, tempere com pimenta e sal, depois deixe cozinhar em fogo baixo por 10 minutos. Junte os tomates cereja, os camarões reservados e metade da salsinha, deixando cozinhar tampado por 5 minutos. Por fim junte a outra metade da salsinha e ajuste o sal se achar necessário. Sirva com alguma massa cozida de sua preferência.

 

Bom Apetite!

Bolinhos de Batata-doce Assados

Postado em Abobrinha, Acompanhamentos, Antepastos, Comidinhas, Comidinhas da Oli, Cozinhando para os Pequenos, Fácil, Light, Molhos, No forno, Petiscos, Receitas Rápidas, Vegetarianas - 06 de fevereiro de 2017


Bolinho de batata-doce2_Blog Figos e Funghis

Vira e mexe eu falo aqui sobre termos opções saudáveis sim, mas ao mesmo tempo comida saudável tem obrigação de ser gostosa. Inclusive, a denominação “comida saudável” pra mim me remete imediatamente a alimentos frescos, naturais e que a natureza nos dá. São tantas possibilidades que os alimentos da terra nos proporcionam, e embora eu sempre tenha tido muito interesse pela comida saudável foi depois de ter me tornado mãe que esta questão virou uma espécie de obsessão pra mim, e o motivo é bem simples: eu tinha pânico de que minha filha se tornasse uma criança seletiva que rejeitasse legumes, frutas e verduras. Por isso desde quando a Olivia iniciou a introdução alimentar eu fico imaginando novas formas de servir um determinado alimento. Dessa vez quem virou bolinho foi a batata-doce, que todos em casa adoram!

 

Na verdade esta é uma receitinha bem básica, muito fácil de preparar e que pode ter algumas variações. No lugar da batata-doce você poderia usar abóbora japonesa, cenoura, mandioquinha e até mesmo batata inglesa. Os temperinhos são os responsáveis pelo sabor, e a temperatura alta do forno garante a casquinha crocante do lado de fora. Pode ser servido como entrada em tamanho menor, pode ser servido como prato principal de uma refeição vegetariana e pode ainda ser usado como substituto do hambúrguer carnívoro em um delicioso sanduíche.

 

Esta receitinha tem o plus de instigar a curiosidade das crianças, porque toda criança ama bolinhos para comer com as mãos, e lá em casa a Olivia adora ficar chuchando o bolinho em algum molho. Neste dia que tirei as fotos eu servi os bolinhos acompanhados de um delicioso relish de abobrinha que eu também ensino hoje aqui. Aliás, já vou avisando que este relish é altamente viciante por ser absurdamente delicioso, além de durar até 1 semana armazenado em pote com tampa na geladeira!! Espero que gostem! Se alguém fizer a receita ou alguma variação dela vem aqui contar, combinado?

 

BOLINHOS DE BATATA-DOCE ASSADOS

(rende 6 unidades grandes ou 12 pequenas)

 

Ingredientes:

  • 2 batatas-doces bem lavadas
  • 2 ovos
  • 1/2 xícara (chá) de quinoa já cozida
  • 1 fio de azeite
  • salsinha picada a gosto
  • 1 colher (chá) de curry
  • sal

 

Modo de Preparo: Preaqueça o forno em 220º. Leve as batatas-doces para cozinhar com a casca até que estejam bem macias. Escorra e descasque. Em uma tigela coloque as batatas e amassa-as. Junte os ovos, o curry, a quinoa cozida, e a salsinha picada. Por fim adicione o azeite e o sal. Misture tudo muito bem até obter uma massa firme e temperada por igual. Modele os bolinhos no formato que desejar (bolinhas ou mini hambúrgueres) e ajeite sobre a assadeira levemente untada com um fio de azeite. Leve para assar por 15 minutos, depois retire do forno, vire os bolinhos e torne a assar por mais 15 minutos. Sirva quente.

Bolinho de batata-doce_Blog Figos e Funghis

 

RELISH DE ABOBRINHA

(rende aproximadamente 300g)

 

Ingredientes:

  • 3 abobrinhas pequenas bem lavadas e cortadas em cubinhos
  • 1/2 cebola bem picada em cubinhos
  • 2 dentes de alho ralados ou triturados
  • 1/4 de xícara (chá) de vinagre branco (usei de arroz, mas pode ser de maçã)
  • 1 colher (sopa) de semente de mostarda em grãos
  • 1 pitada de açúcar demerara
  • 1 dente de cravo
  • 1 folha de louro
  • 1/4 de xícara (chá) de azeite
  • sal a gosto
  • pimenta moída a gosto (opcional – se for servir para crianças não coloque)

 

Modo de Preparo: Em uma frigideira aqueça rapidamente um fio de azeite. Refogue em seguida a cebola até ficar transparente, e o alho rapidamente. Junte a abobrinha picada e salteie por apenas 2 minutos. Elas devem ficar crocantes mesmo. Reserve. Em outra panelinha junte o vinagre, a folha de louro, o dente de cravo, o açúcar e o sal e deixe ferver. Desligue e espere esfriar. Coloque a abobrinha reservada em um pote e regue com a mistura de vinagre, completando com o azeite em seguida. Armazene fechado em geladeira e sirva com bolinhos, pães, torradas ou como complemento de sanduíches.

Bolinho de batata-doce3_Blog Figos e Funghis

Que tal preparar esta receita fácil e deliciosa nesta #segundasemcarne ?

 

Bom Apetite!

 

Molho Branco Falso ou Molho Branco de Couve-flor

Postado em Dicas, Fácil, Gastronomia Funcional, Light, Massas e Pizzas, Molhos, Pratos Principais, Receitas de 30 minutos, Receitas Especiais (s/ Glúten/Lactose), Receitas Rápidas, Vegetarianas - 05 de setembro de 2016

Molho Branco Falso_F&F

Eu já falei aqui outras vezes que sou totalmente apaixonada por couve-flor né? Mas também pudera, além de ser um vegetal muito saboroso tem também diversas qualidades nutricionais pois é rica em cálcio, fósforo e Vitamina C. Por outro lado a couve-flor quase não tem calorias pois não tem nada de gordura e o carboidrato contido nela é baixíssimo, o que faz dela um vegetal maravilhosamente versátil. Em casa todos amam! Gosto de preparar desde saladas e vinagretes a sopas, versões gratinadas, curry vegetariano, arroz falso de couve-flor, tabule de couve-flor (usando aquele “arroz de couve-flor” no lugar do trigo), purê de couve-flor e até hambúrguer vegetariano de couve-flor! Prova disso é que aqui no blog tem infinitas receitas com ela.

 

Dessa vez eu quis testar fazer a couve-flor como um molho bem cremoso e denso, para usar como molho de macarrão como se fosse um molho branco, e para isso eu usei o mesmo princípio de quando eu faço sopa cremosa de couve-flor, ou aquele molho pesto de brócolis que eu já ensinei aqui, deixando mais grosso e menos líquido. Já vi uma versão parecida em blogs gringos, mas todas usavam queijo parmesão ou outro queijo cremoso, o que para a minha finalidade – que queria um molho com quase nada de calorias – não servia. Decidi então cozinhar apenas os floretes de couve-flor no leite (pode ser leite zero lactose ou até mesmo leite vegetal) com um refogado bem perfumado de cebolas, alho, noz-moscada (tem algo que remeta mais a molho bechamel do que noz moscada gente?!) e no final processei tudo e tinha um “molho branco falso” absurdamente delicioso, cremoso e viciante para o meu macarrão integral. Se você estiver numa dieta brava daquelas que não pode nem pensar em chegar perto de macarrão esta mesma receita rende uma sopa de couve-flor divina para até 4 pessoas.

Molho Branco Falso montagem_F&FMolho Branco Falso montagem2_F&F

Com este mesmo “molho branco falso” e amigo da dieta você pode fazer receitas gratinadas, deixar o creme mais grossinho (usando menos leite) e fazer um purê para servir com alguma carne, enfim, dá pra usar bem a criatividade e usar o molho branco de couve-flor em tudo o que você usaria o clássico bechamel. Olha que maravilhosidade, uma receita magrinha, mega fácil de preparar e ainda por cima sem glúten e sem lactose, ou seja,uma receita para todos. Faz e depois me conta o que você achou, tenho certeza que esta receita vai virar figurinha fácil na sua cozinha assim como virou na minha.

Molho Branco Falso2_F&F

MOLHO BRANCO FALSO OU MOLHO BRANCO DE COUVE-FLOR

(rende 500g)

 

Ingredientes:

  • 2 pés de couve-flor pequenos ou 1 grande (somente os floretes)
  • 2 e 1/2 xícaras (chá) de leite desnatado sem lactose (ou outro de sua preferência) quente
  • 1 cebola bem picada
  • 2 dentes de alho bem picados
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • 1 pitada generosa de noz-moscada
  • pimenta moída a gosto
  • sal a gosto
  • 1 colher (sobremesa) de manteiga ghee

 

Modo de Preparo: Aqueça brevemente o azeite em uma panela e coloque a cebola para refogar. Quando começar a ficar transparente junte o alho (para esta receita não é necessário dourar a cebola). Enquanto isso retire somente os floretes do pé de couve-flor e pique-os em pedaços pequenos (não precisa fazer o arroz de couve-flor porque depois iremos processar tudo). Junte na panela do refogado de cebola e alho e rale uma boa quantidade de noz-moscada, sal e pimenta seca. Junte o leite quente, mexa, tampe e deixe cozinhar em fogo brando por 10 minutos. Enquanto isso cozinhe a massa em bastante água com sal. Retire a couve-flor do fogo e processe com um mixer ou jogue tudo dentro de um processador ou liquidificador. Bata bem até obter um creme denso e homogêneo. Se achar necessário pingue um pouco mais de leite quente até conseguir o ponto de molho branco. Escorra a massa e sirva com o molho branco de couve-flor. Se quiser reserve por até 2 dias em pote tampado na geladeira para usar em outras receitas.

 

Molho Branco Falso3_F&F

Bom Apetite!

 

E não se esqueça, esta receita você viu primeiro aqui, no blog Figos & Funghis!

 

Molho Barbecue Caseiro facílimo

Postado em Acompanhamentos, Clássicos, Fácil, Molhos - 20 de janeiro de 2016

Molho Barbecue2_F&F

Em casa nós amamos receber os amigos para um churrasco quando o tempo favorece, e eu sempre faço questão de preparar algo diferente. Num desses últimos eu havia comprado uma peça de costelinha de porco e imediatamente pensei em prepará-la com molho barbecue (aquele famosésimo molho americano para churrasco), e aí aproveitei para fazer uma receitinha de molho barbecue que eu fazia muito na adolescência para acompanhar fondues e que nunca apareceu aqui no blog…eu estava com saudade dela.

 

Tá bom Fabi, mas molho barbecue eu posso comprar pronto né? Pode sim, claro! Mas vou te dizer que esta receita é tão rápida e tão descomplicada que você vai ter até vergonha de ir ao mercado e comprar o barbecue pronto ;) Ah, e o mais bacana é que se você for usar o molho barbecue para assar carnes de cozimento mais lento que vão ficar um bom tempo no forno (ou na churrasqueira, ou na panela) você nem precisa cozinhar o molho barbecue antes, pois ele cozinhará juntamente com a carne e ficará bem encorpado, lindão, mas sem correr o risco de queimar. Não sei se é tecnicamente correto, mas eu gosto de fazer assim e sempre dá certo! Então anota aí e depois me conta o que achou, combinado?

 

MOLHO BARBECUE CASEIRO – FACÍLIMO

(rende aproximadamente 300g)

 

Ingredientes:

  • 1/2 cebola ralada ou triturada
  • 1 dente de alho ralado ou triturado
  • 1 fio de azeite
  • 2 colheres (sopa) de açúcar mascavo
  • 1/3 de xícara (chá) de vinagre de maçã ou de arroz (prefiro sempre o de arroz por ser mais suave)
  • 1/3 de xícara (chá) de água
  • 2 xícaras (chá) de ketchup
  • 2 colheres (sopa) de molho inglês
  • 1 colher (sopa) de mostarda dijon
  • 2 colheres (sopa) de mel
  • 1 colher (chá) de páprica defumada
  • 1 pitada de cominho em pó
  • pimenta preta moída na hora a gosto
  • 1 colher (café) de sal

 

Modo de Preparo: Aqueça o azeite em uma panela e refogue rapidamente a cebola e o alho, e quando começarem a suar junte o ketchup, o vinagre, o açúcar mascavo, a água, a mostarda, o molho inglês e o mel e mexa bem. Ainda em fogo alto junte a pimenta, a páprica defumada, o cominho em pó e o sal. Misture novamente. Deixe cozinhar em fogo alto até levantar fervura, mexendo ocasionalmente. Depois de levantar fervura reduza o fogo e deixe cozinhar por aproximadamente 30 minutos com a panela destampada e mexendo ocasionalmente. Ao final do cozimento o molho estará bem encorpado e com uma cor mais escura. Deixe esfriar e armazene em potes de vidro com tampa por até 1 mês na geladeira.

Molho barbecue_F&F

 

Bom Apetite!

 

Salada de agrião, abóbora, cereja fresca e queijo brie e crocante de parma – Especial Natal

Postado em Comidinhas, Datas Especiais, É Natal, Entradas, Fácil, Frutas, Light, Molhos, Queijo, Receitas de 30 minutos, Saladas - 04 de dezembro de 2015

Salada de cereja reduzida_F&F

 

E então o ano passou voando mais uma vez e nós já estamos perto do Natal! UAU! Não sei se me desespero por tantos planos que não consegui cumprir ou se festejo por todos os que consegui realizar, pois sempre fico dividida quando coloco na balança, já que a sensação é a de que poderia ter feito mais, ter feito melhor, ter feito diferente…são muitos julgamentos internos, mas acho que viver é isso afinal, devo ser normal….hahahah

 

Mas agora vamos falar de algo do Natal que eu apenas amo de paixão: COMIDA DE NATAL! E eu gosto tanto das comidinhas vintage* quanto das mais moderninhas. Peru assado com farofa? Yes, please! Salpicão de frango? Pra mim tem que ter alho poró e milho! Lasanha vegetariana? Adoro! Tábuas de queijos e petiscos e uma proposta mais casual? Ôpa, tô dentro! Gente, pra mim comida de Natal é assim, é muito mais que só um prato de comida gostosa, mas é a reunião da família, dos amigos, a celebração de um ano que se despede. É o conjunto, não apenas o que vai dentro da panela. Comida de Natal pra mim tem que ser feita acima de tudo com amor, e aí pode apostar que dá certo!

 

Bom, este mês vou colocar várias receitas lindas de Natal (EBA!!!)e espero que inspiradoras também, para ajudar tanto quem quer preparar um clássico natalino e também quem quer inovar com uma receita mais modernosa. Para começar, escolhi uma saladinha que é a minha cara! Amo saladas, mas acho que elas devem ser sempre lindas e caprichadas para dar prazer de comer, e também para saciar por mais tempo. Esta salada ficou diva, tudo combinou super bem, e para acompanhar preparei um molho com aceto balsâmico e geleia de frutas vermelhas diet. Ficou o ó! Um verdadeiro glamour de salada pra você arrasar na noite de Natal! Aliás ó, pulo do gato>>>> este MOLHO DE GELEIA é incrível e facilita horrores, já que com esta receitinha você consegue preparar deliciosos molhos para saladas no sabor que quiser, só mudando o sabor da geleia ;)

 

SALADA DE AGRIÃO COM ABÓBORA ASSADA, QUEIJO BRIE, CHIPS DE PARMA E CEREJA FRESCA

(serve 4 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 1/2 maço de agrião bem lavado e seco
  • 2 xícaras (chá) de abóbora cortada em cubos médios
  • queijo brie fatiado a gosto
  • 4 fatias de presunto cru
  • 10 cerejas frescas sem caroço
  • 1/2 xícara de amêndoas sem sal picadas
  • azeite o quanto baste
  • 1 pitada de curry em pó
  • pimenta a sal a gosto

 

Molho da salada:

  • 2 colheres (sopa) de vinagre balsâmico
  • 4 colheres (sopa) de azeite
  • 1 colher (sopa) de água
  • 2 colheres (sopa) de geleia de frutas vermelhas
  • 1 pitada de sal

Pulo do gato >>> Coloque todos os ingredientes em um pote de vidro com tampa, feche e agite bem até que estejam totalmente incorporados.

 

Modo de Preparo da salada: Espalhe os cubos de abóbora sobre uma assadeira e regue com azeite. Polvilhe o curry e o sal e leve para assar por 20 minutos a 180º. Coloque as fatias de presunto cru em uma assadeira e leve ao forno preaquecido a 180º por 5 minutos, ou até dourar e ficar crocante. Agora monte a salada. Disponha as folhas de agrião na base e sobre elas ajeite os cubos de abóbora assada, aí distribua os pedaços de queijo brie, as cerejas frescas cortadas ao meio, as amêndoas picadas e finalize com os chips de presunto cru. Sirva com o molho de geleia.

 

Salada de cereja reduz2_F&F

 

E aí, gostaram da saladinha?! Semana que vem tem muito mais!

Beijo!

(comidinhas vintage* aquelas que o povo insiste em chamar de cafonas, mas eu me recuso porque pra mim comida boa não tem época, aí decidi chamar carinhosamente de comidinha vintage)

Molho Pesto de Brócolis

Postado em Fácil, Light, Molhos, Receitas Rápidas - 20 de janeiro de 2015

Molho Pesto de brócolis_F&F

Esta receita combina duas coisas que eu amo muito: molho pesto e brócolis. Uma das massas mais preparadas aqui em casa é a clássica com brócolis ao alho e óleo, mas preparo bastante massa com pesto tradicional de manjericão também, e gosto de brincar com diferentes variações deste molho tão saboroso. Dessa vez adicionei brócolis ao molho pesto e amei o resultado, pois ficou muito muito bom!

 

Uma coisa muito bacana nesta receita é que ela aproveita o pé de brócolis todinho, inclusive os talos, é zero desperdício. Para quem não curte muito talos eu garanto que nesta receita eles agregam ainda mais sabor e textura ao molho. Este molho é bem versátil pois além de ser usado em massas pode ser usado em saladas, no preparo de risotos, como pasta para recheio de sanduíches, e até mesmo como dip para vegetais crus servidos como petisco (os famosos crudités). Este molho pesto fica gostoso tanto na versão fria quanto na versão quente. Façam, vocês vão amar!

 

MOLHO PESTO DE BRÓCOLIS

 

Ingredientes:

  • 1 pé de brócolis japonês
  • 1/4 de xícara (chá) de azeite
  • 1/4 de xícara (chá) da água do cozimento do brócolis
  • 4 colheres (sopa) de amêndoas (com ou sem pele)
  • 2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
  • suco de 1/2 limão tahiti
  • 1 dente de alho
  • sal à gosto

 

Modo de Preparo: Lave bem o brócolis e pique em pedaços médios. Cozinhe no vapor até que estejam macios, mas ainda al dente e reserve 1/4 de xícara da água do cozimento. Num processador ou mixer junte o brócolis cozido, as amêndoas, o queijo parmesão, o azeite, o suco de limão, o alho e o sal e bata até obter uma pasta. Se achar necessário adicione a água reservada do cozimento aos poucos para alcançar a textura desejada, mais firme e cremosa ou mais líquida, dependendo para qual finalidade irá utilizar o molho pesto.

 

Para conferir a receita de Molho Pesto Clássico, assista ao vídeo: AQUI

 

Para conferir a receita de Crudités, um petisco fácil e rápido (foto abaixo) em que o molho pesto pode ser usado clique AQUI

Crudites_2-cópia

 

 

Bom Apetite!

Spaghetti com Camarão à Putanesca

Postado em Clássicos, Fácil, Frutos do Mar, Massas e Pizzas, Molhos, Pratos Principais, Receitas Italianas - 18 de junho de 2014

Spaghetti com camarão à putanesca_F&F

 

Eu amo massas, mas apesar de ter os meus molhos preferidos às vezes eu gosto de variar, e foi assim que surgiu a ideia de fazer um molho à putanesca com camarões. A variação deste molho clássico acrescido de camarões ficou simplesmente divina, tem um toque salgadinho e apimentado que faz toda a diferença. Para acompanhar e dar um charme a mais no prato eu fiz disquinhos de queijo parmesão, outra dica muito fácil de reproduzir aí na sua cozinha.

 

Esta massa fica linda e muito saborosa e é perfeita para os almoços de final de semana ou de feriado (andamos cheios de feriado por aqui hein?! Eba!). Tenho certeza que sua família e seus convidados irão se deliciar e pedir a receita :)

 

SPAGHETTI COM CAMARÕES À PUTANESCA

(serve 4 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 500g de camarões médios limpos, sem cabeça e sem casca
  • 500g de spaghetti
  • 4 tomates italiuanos sem pele e sem sementes picados
  • 1 lata de tomate pelado com o suco
  • 4 colheres (sopa) de azeitonas pretas sem caroço picadas
  • 4 colheres (sopa) de alcaparras
  • 1 pimenta dedo-de-moça sem sementes bem picada (ou outra de sua preferência)
  • 3 dentes de alho fatiados
  • 1 punhado generoso de manjericão fresco
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • sal a gosto

 

Para os discos de parmesão:

  • 200g de queijo parmesão ralado fino
  • 2 colheres (sopa) de farinha de trigo

 

Modo de Preparo: Leve água abundante para ferver para cozinhar o spaghetti. Enquanto isso aqueça o azeite em uma frigideira grande e doure levemente o alho fatiado. Junte os tomates italianos frescos picados, os tomates pelados com o suco e metade do manjericão. Cozinhe por 20 minutos e adicione as azeitonas e as alcaparras. Leve a massa para cozinhar na água fervente e adicione bastante sal na água. Cozinhe o molho por mais 5 minutos e junte os camarões limpos e descascados. Ajuste o sal e tampe a frigideira. Cozinhe por mais 5 minutos, escorra a massa e sirva com o molho por cima, finalizando os pratos com mais manjericão fresco picado e com um *disquinho de parmesão em cada prato. Sirva bem quente.

 

*Para fazer os discos de parmesão preaqueça o forno em 200º por 15 minutos. Misture o queijo parmesão com a farinha de trigo em um bowl e com a ajuda de um aro ajeite a mistura em uma assadeira antiaderente, fazendo o máximo de disquinhos que conseguir. Eles não podem ficar em uma camada grossa pois precisam ficar fininhos e crocantes ao final. Depois de moldar os disquinhos com um aro sobre a assadeira leve para o forno e asse por 15 a 20 minutos, ou até que os disquinhos estejam dourados. Retire do forno e espere esfriar. Depois de frios eles estarão crocantes para serem servidos com a massa.

 

Bom Apetite!

 

Polenta gratinada com molho bolonhesa

Postado em Carnes, Clássicos, Comfort Food, Dicas, Molhos, Pratos Principais, Receitas Italianas - 05 de dezembro de 2013

Polenta gratinada_F&F

Tem alguém em casa que ama polenta e sempre me pede pra fazer, esteja frio ou calor. Outro dia eu estava um tanto sem ideia para um almoço de domingo e quando bati o olho no pacotinho de polenta na despensa logo pensei em usá-lo para agradar quem eu amo da forma que eu mais gosto: preparando uma comida especial que ele adora!

 

Como eu tinha carne moída bem fresquinha na geladeira parecia óbvio que o molho da polenta seria bolonhesa, mas não qualquer molho bolonhesa, mas sim o meu molho bolonhesa todo incrementado e com alguns segredinhos que eu vou compartilhar agora aqui com vocês. E para dar um toque ainda mais especial eu fiz as polentinhas em porções individuais e recheei com lascas de queijo gouda, aproveitando um pedaço que eu já tinha em casa. Olha, só posso dizer que ficou mara! Delicia, delicia, delicia!

 

POLENTA RECHEADA E GRATINADA COM MOLHO BOLONHESA

(rende 6 porções individuais)

 

Ingredientes:

  • 1 xícara (chá) de polenta instantânea pré-cozida (gosto muito da Divella)
  • 1 litro de caldo (2 dentes de alho inteiros, 1 folha de louro, 1 cebola cortada ao meio, 1 cenoura cortada ao meio, 1 alho poró inteiro, sal)
  • lascas de queijo gouda para rechear

 

Para o Molho Bolonhesa:

  • 300g de carne moída 
  • 4 tomates maduros sem pele picados
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • 1 dente de alho bem picado
  • 1/2 cebola bem picada
  • 1/4 de xícara (chá) de vinho tinto
  • 1 punhado de azeitonas pretas sem caroço picadas
  • 1 colher (café) de canela em pó
  • 1 pitada generosa de pimenta moída
  • folhas de manjericão fresco
  • sal a gosto
  • queijo parmesão ou pecorino ralado para gratinar

 

Modo de Preparo da Polenta: Coloque 1 litro de água para ferver junto com a cebola cortada ao meio, a cenoura, o alho poró, a folha de louro e os dentes de alho. Quando ferver retire os legumes e o louro do caldo, abaixe o fogo e acrescente devagar a polenta (farinha de milho), sem parar de mexer com um batedor de arame (fouet), para que não empelote. Cozinhe sem parar de mexer por uns 2 (como promete a embalagem) a 3 minutos e desligue. Distribua em um refratário grande ou em 6 individuais, preenchendo até a metade, faça uma camada com lascas de queijo (usei gouda, mas pode ser outro da sua preferência). Complete os ramequins com mais polenta, deixando espaço para o molho.

 

Molho Bolonhesa: Aqueça o azeite numa frigideira grande e refogue rapidamente a cebola e o alho. Acrescente a carne moída e refogue até que esteja levemente cozida. Junte os tomates picados, o vinho tinto e cozinhe em fogo médio com a panela tampada por 10 minutos. Após este tempo adicione a azeitona picada, a canela em pó, a pimenta moída, as folhas de manjericão e ajuste o sal. Cozinhe por mais 5 minutos e desligue. Cubra a polenta ainda quente com este molho, polvilhe queijo parmesão por cima e leve para gratinar por 10 minutos, ou até que o queijo esteja derretido e levemente dourado. Sirva bem quente com mais queijo ralado por cima.

 

Polenta gratinada2_F&F

 

Dicas: 

1) Eu gosto de cozinhar a farinha de milho (polenta) num caldo de legumes bem saboroso e aromático em vez de apenas água fervente, e acredito que isto dê um sabor muito mais especial ao prato, mas se quiser use apenas água fervente;

 

2) O meu molho bolonhesa sempre leva canela em pó, independentemente se isto é considerado correto ou não segundo a receita original, na minha opinião a canela casa perfeitamente com pratos que levam carne moída, assim como em alguns pratos da cozinha árabe;

 

3) Eu prefiro o molho bolonhesa mais encorpado e com menos caldo, mas se você quiser mais caldo basta acrescentar à receita suco de tomate, tomate pelado em lata à gosto ou ainda polpa de tomate diluída em água.

 

Bom Apetite!

 

Carpaccio de Carne Caseiro

Postado em Carnes, Clássicos, Fácil, Light, Molhos, Petiscos - 13 de novembro de 2013

Carpaccio de Carne_F&F

Fazer o próprio carpaccio pode parecer dificílimo e até impossível à primeira vista, mas a verdade é que não é não. Basta prestar atenção em alguns pequenos truques e o carpaccio caseiro poderá ser uma realidade, e ainda mais barato do que o comprado pronto.

 

Eu amo carpaccio, e sei bem que grávidas são proibidas de consumi-lo – o que é bem triste no meu caso porque eu estou com uma saudade! – mas outro dia recebi alguns amigos em casa e como era um dia quente tive a ideia de fazer carpaccio com um molhinho bem gostoso e servir com folhas verdes e torradas. Tão bom!

 

Pois bem, o Natal está chegando e o ano novamente passou voando. Alguns leitores já me enviaram e-mails pedindo sugestões de receitas para a ocasião festiva – sim, a temporada de receitas natalinas está aberta aqui no blog, animem-se! – e resolvi começar por esta dica de petisco que é uma delícia, além de ser um verdadeiro clássico. Muitos amam carpaccio! E se for acompanhado de um molhinho no capricho então fica irresistível. Apenas lembre-se que a carne deve ser ultra fresca e muito bem conservada em geladeira até o momento de servir, pois carne crua é delicada e com este calor desértico que faz no final do ano não podemos bobear.

 

Outra dica: faça o seu próprio carpaccio se for servir numa recepção para poucas pessoas (no máximo 12 eu diria), porque se for fazer para um batalhão é um trabalho à toa, fica mais fácil comprar aquele da caixinha mesmo e tá tudo certo, sem drama.

 

CARPACCIO CASEIRO COM MOLHO DE MOSTARDA E MEL

(serve até 8 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 1 peça de 1 kg de lagarto bovino bem limpo e fresco 

Para o Molho:

  • 3 colheres (sopa) de mostarda (gosto da dijon, mas pode ser da comum também)
  • 3 colheres (sopa) de azeite
  • 1 colher (sopa) de mel
  • 2 colheres (sopa) de água filtrada
  • 2 colheres (sopa) de alcaparras bem picadas
  • queijo parmesão ou peccorino ralado a gosto
  • sal e pimenta a gosto
  • folhas de manjericão para finalizar

 

Modo de Preparo: Embrulhe bem a peça de lagarto em filme plástico, apertando a carne, e leve ao congelador por 3 horas. Depois deste tempo desembrulhe a carne do filme plástico e com uma faca bem afiada corte fatias bem finas – o mais finas que conseguir – e reserve. Se as fatias não ficarem tão finas quanto o desejado coloque uma a uma entre dois pedaços de filme plástico e amasse a carne com as costas de uma colher, ou dê leves batidinhas com um martelo de cozinha para que as fatias fiquem bem fininhas (também vale usar um rolo de macarrão se achar mais prático), mas tome cuidado para não rasgá-las. Ajeite todas as fatias em um prato grande, regue com o molho, finalize com o queijo ralado e sirva com folhas verdes e torradas. Se for preparar com antecedência reserve o molho para o momento de servir, cubra as fatias de carpaccio com filme plástico e mantenha em geladeira. O ideal é servir o carpaccio geladinho e bem fresco.

 

Para o molho: coloque todos os ingredientes – exceto o queijo parmesão – num pote de vidro com tampa, feche e agite muito bem. Regue o carpaccio com o molho e finalize com o queijo parmesão e com as folhinhas de manjericão.

 

Bom Apetite!

 

 

 

Salada de Couve com Laranja

Postado em Eu testei!, Fácil, Light, Molhos, Receitas de 30 minutos, Receitas Rápidas, Saladas, Vegetarianas - 16 de outubro de 2013

Salada de Couve com laranja_F&F

Outro dia assistindo ao delicioso programa do Rodrigo Hilbert – o novo queridinho do Brasil em se falando de programas culinários na TV – o vi preparar uma apetitosa salada de couve crua com molho de laranja e na hora minha boca se encheu de água!

 

É claro que eu precisava preparar, não só porque o moço em questão cativa pelo seu jeito simples e prático de apresentar as receitas, mas também porque eu amo couve e já provei algumas vezes salada de couve crua, mas não com este tempero. Além de tudo a salada ficou linda e é absurdamente saudável! Quem olha pra ela tão simples não imagina a delícia que é a combinação da couve com o molho de laranja, é viciante!

 

Prepará-la é realmente muito fácil e o segredo está em usar uma couve orgânica e quanto mais fresquinha melhor. Eu fiz questão de comprar a minha assim – não curto muito aquelas que já vem cortadinhas na bandeja mesmo sendo ultra práticas porque pra mim não se compara ao sabor de uma couve cortada na hora. Outro segredinho foi a dica que o próprio Rodrigo deu no programa dele: colocar a couve já fatiada de molho em água para retirar o amargor da folha. Feito isso é só fazer o molho e ser feliz, muito feliz!

 

SALADA DE COUVE CRUA COM MOLHO DE LARANJA

(receita do Programa Tempero de Família, GNT)

(serve bem 2 pessoas)

 

Ingredientes:

 

  • 2 xícaras (chá) bem cheias de couve fresca fatiada em tiras bem fininhas
  • 1 laranja com a casca bem lavada
  • 1 colher (chá) de mostarda (usei mostarda com mel e ficou divino)
  • 2 colheres (sopa) de vinagre (usei aceto balsâmico)
  • 6 colheres (sopa) de azeite
  • pimenta moída a gosto
  • sal a gosto

 

Modo de Preparo: Antes de fatiar a couve retire todos os talos do centro das folhas. Faça uma pilha com as folhas e enrole todas juntas. Usando uma faca bem afiada fatie a couve em tirinhas bem finas, o mais fino que conseguir. Coloque a couve fatiada de molho em água por uns 5 minutos, depois escorra a água e transfira a couve para o recipiente de servir. Prepare o molho usando um vidro com tampa. Com a laranja ainda inteira rale a parte amarela da casca bem fininha de modo a fazer mais ou menos 2 colheres de raspas de casca de laranja. Dentro do vidro coloque o azeite, o vinagre, a mostarda, o suco da laranja, o sal e a pimenta. Tampe o vidro e agite bastante para que o molho se misture de forma homogênea. Regue a salada com o molho e finalize com as raspas da casca de laranja. Sirva em seguida.

 

Bom Apetite!

 

Palitos Crocantes de Abobrinha

Postado em Abobrinha, Acompanhamentos, Comidinhas, Dicas, Light, Molhos, No forno, Petiscos, Vegetarianas - 23 de setembro de 2013

Palitos de abobrinha_2

 

Esta receita é surpreendente e deliciosa! É tão gostosa que dá até pra duvidar que seja mesmo light! Mas é light sim porque os palitos de abobrinha são empanados numa mistura de farinha integral e depois assados. Quando esta delicinha sai do forno está crocante parecendo batata frita, um acompanhamento super saudável para sanduíches ou uma opção de petisco leve para receber os amigos em casa.

 

Como tudo na vida tem o seu lado B, esta receitinha aqui também tem uma parte chatinha, porque dá um pouco de trabalho para empanar os palitos um a um, mas nada tão aterrorizante assim, nada que você mulher poderosa na cozinha não tire de letra :) e eu garanto que os minutos de chatice valem muito à pena depois pelo resultado! Quando fiz em casa quase não sobrou pra mim, porque “alguém” que duvidava do sucesso da receita atacou os potinhos de abobrinha como se não houvesse amanhã…

 

Ó, a receitinha de hoje tem um bônus: o meu molho caseiro preferido de tomates! Pra vocês usarem e abusarem!

 

PALITOS CROCANTES DE ABOBRINHA

(rende 2 porções)

 

Ingredientes:

  • 3 abobrinhas médias bem lavadas e cortadas ao meio
  • 3 colheres (sopa) de farinha de trigo integral
  • 3 colheres (sopa) de farinha de trigo comum
  • 2 colheres (sopa) de farinha de milho
  • 1 colher (sopa) de queijo parmesão (opcional)
  • 1 colher (café) de sal
  • 1/2 colher (café) de pimenta moída
  • 2 ovos batidos com o garfo
  • azeite o quanto baste

 

Modo de Preparo: Preaqueça o forno em 250º. Enquanto isso unte uma assadeira com azeite e reserve. Numa tigela misture as farinhas, o queijo parmesão, o sal e a pimenta. Com uma colher de chá retire as sementes das metades das abobrinhas e depois corte-as em palitos. Passe os palitos de abobrinha pelos ovos batidos e depois pela mistura de farinhas e coloque na assadeira untada. Repita esta operação até que todos os palitos de abobrinha estejam empanados. Regue as abobrinhas com um fio de azeite (se tiver um borrifador de azeite o resultado será ainda melhor) e leve ao forno preaquecido por 10 minutos, retire, vire as abobrinhas e asse por mais 10 minutos do outro lado. Sirva bem quente com um molho de tomates básico*.

 

Meu molho de tomates básico: bata no liquidificador ou mixer 1 lata de tomates pelados com o suco (geralmente eu não bato, pois uso este molho com massas, mas para este tipo de receita – e também para pizzas – eu prefiro bater pra ficar mais homogêneo). Numa panela refogue 2 dentes de alho bem picados no azeite e junte o tomate batido + 1 colher rasa de café de sal. Quando o molho começar a ferver junte 1 colher de sopa rasa de açúcar mascavo – pois é, pra mim o açúcar mascavo faz TODA a diferença neste molho – e folhas frescas de manjericão (eu sempre coloco bastante e só uso o da folhona grande e brilhante). Abaixe o fogo, tampe a panela e deixe apurar por uns 40 minutos. Ajuste o sal e a pimenta se for necessário e desligue. Este molho pode ser armazenado em potes de vidro com tampa na geladeira por até 4 dias (dá pra congelar também). Fica delicioso com uma massa cozida. Só isso já faz a felicidade de alguém, pode confiar!

 

Quer uma dica de ouro? Anota a receitinha deste molho e leva pra vida, você certamente irá encontrar muitas receitas para usá-lo e por favor, lembre-se de mim quando o sentimento de felicidade e satisfação invadir o seu ser! hahahahaha

 

Neste vídeo AQUI eu ensino a fazer o meu molho de tomates preferido! Caseirinho e delicioso!

 

Palitos de abobrinha_1

 

Bom Apetite!!!

 

 

Couscous com Pesto de Agrião

Postado em Acompanhamentos, Fácil, Massas e Pizzas, Molhos, Receitas de 30 minutos, Receitas Rápidas, Vegetarianas - 29 de julho de 2013

Couscous com pesto de agrião_F&F

Eu adoro couscous porque acho um prato fácil, rápido e muito versátil, que aceita muitas combinações diferentes. É como se fosse macarrão, você pode fazer o molho que tiver vontade que vai ficar bom! Só que dessa vez eu usei um couscous diferente, conhecido como “couscous israelense” ou “pearl couscous” (que traduzindo para o português seria couscous pérola).

Continue Lendo …

Salada Niçoise

Postado em Clássicos, Fácil, Light, Molhos, Receitas de 30 minutos, Receitas Rápidas, Saladas - 19 de fevereiro de 2013

Salada Niçoise

Eu já falei bastante desta salada francesa por aqui, pois eu adoro este tipo de salada que é super completa, bem colorida e muito nutritiva também.

Continue Lendo …

Molho fácil de manteiga com amêndoas para massas

Postado em Fácil, Massas e Pizzas, Molhos, Receitas Rápidas - 27 de outubro de 2012

Sabe quando você tem uma massa recheada super especial em mãos? Então, para estas massas o ideal é usar um molho simples e delicado, sem muitas fusões de sabores diferentes, justamente para valorizar a delicadeza da massa e o sabor do recheio.

Continue Lendo …

Linguado com champignon na manteiga

Postado em Clássicos, Dicas, Fácil, Molhos, No forno, Peixe, Pratos Principais, Receitas de 30 minutos, Receitas Rápidas - 10 de outubro de 2012

Esta receitinha é amada em todo o Brasil, é bem conhecida como “Linguado à Belle Mouniére”, e foi isto o que eu fiz, mas como não tinha alcaparras eu fiz só com champignon e salsa e ficou um “QUASE” Belle Mouniére maravilhoso. 

Continue Lendo …

Salada completa com molho de mostarda, balsâmico e mel

Postado em Acompanhamentos, Entradas, Fácil, Light, Molhos, Queijo, Receitas de 30 minutos, Receitas Rápidas, Saladas, Vegetarianas - 17 de julho de 2012

Em casa nós gostamos muito de salada! Até mesmo no inverno naquelas noites que não são tão geladas uma saladinha cai bem antes de um pedaço de torta ou de uma sopinha gostosa. Com o tempo eu descobri qual é a nossa salada preferida e o molho também! A salada precisa ter sempre uma base de folhas variadas (eu gosto de já servir cortadinha para facilitar), tomatinhos cereja, algum tipo de queijo e sementes – as minhas preferidas são as de abóbora (sem casca e já salgada) e o gergelim preto ou branco. Por isso é que eu a chamo de salada completa, tem folhas, tem proteína, tem fibras…

Continue Lendo …

Massa com cogumelos flambados no whisky

Postado em Cogumelo, Comfort Food, Dicas, Fácil, Massas e Pizzas, Molhos, Pratos Principais, Receitas de 30 minutos, Receitas Rápidas, Vegetarianas - 10 de julho de 2012

Esta massa é simplesmente perfeita pra mim! Eu amo massa, amo cogumelos e amo um molho de macarrão assim, só com base de azeite, ou manteiga, ou ambos. Esta massa já passou aqui no blog outras vezes, mas vocês sabem como é né, com o tempo nós vamos aprimorando nossas receitas preferidas e nunca achamos que chegamos à receita definitiva, e assim eu deixei de usar a vodka da receita antiga para usar o whisky no momento de flambar os cogumelos, e achei muito mais saboroso, mais suave, enfim, estou em love total com esta receita nova! E a melhor parte é que é uma massa leve e muito rápida de preparar. Outra coisa importante que faz desta massa uma queridona aqui em casa é o fato de usar poucos ingredientes, e se for difícil encontrar o cogumelo fresco use champignom mesmo, e até com palmito no lugar dele a massa fica muito boa! Olha só que delícia:

Continue Lendo …

Talharim ao alho e óleo com brócolis

Postado em Clássicos, Comfort Food, Fácil, Massas e Pizzas, Molhos, Receitas de 30 minutos, Receitas Rápidas, Vegetarianas - 02 de julho de 2012

Mais uma vez a famosa massa ao molho alho e óleo com brócolis por aqui! E não poderia ser diferente já que esta é uma das massas que eu mais faço aqui em casa, ela é uma das nossas queridinhas. Depois de comer tanto moqueca com dendê e frutos do mar na Bahia eu não via a hora de chegar na minha cozinha e preparar uma massa cheia de brócolis! A comida da Bahia é deliciosa com toda certeza, mas não é um tipo de comida que faz parte da minha rotina, e parece que quando estamos lá fica difícil de encontrar pratos com legumes e vegetais por lá que não levem molho, dendê ou muita pimenta. Então nos últimos dias de viagem eu estava sonhando com um belo prato colorido cheio de legumes. 

Continue Lendo …

Spaghetti Alfredo com linguiça defumada e manjericão

Postado em Comfort Food, Fácil, Inverno, Massas e Pizzas, Molhos, Pratos Principais, Receitas de 30 minutos, Receitas Rápidas - 24 de maio de 2012

Molho Alfredo é perfeito para as noites frias. Cremosinho, quente, saboroso e cheio de queijo :) quem não gosta? Outro dia fiz mais uma variação para este molho delicioso, com linguiça fininha defumada e manjericão, e o resultado foi uma massa mais completa, bem saborosa e perfumada. Eu gosto do molho Alfredo tradicional, mas também gosto muito de utilizá-lo como base e acrescentar outros ingredientes, acho que ele é um molho suave que comporta algumas combinações sem comprometer a delicadeza da massa. Sabe aqueles pratos que fica difícil não repetir? E se tiver uma boa taça de vinho como companhia fica mais que perfeito! E pra quem nunca tentou fazer o molho Alfredo na vida eu só digo que está perdendo tempo…então corre pra cozinha e prepara de uma vez esta delícia!

Continue Lendo …

Sopa de cenoura com molho de gorgonzola

Postado em Comfort Food, Dicas, Fácil, Inverno, Molhos, Sopas e Caldos - 29 de abril de 2012

Primeiro devo começar este post dizendo que um pequeno estoque de caldo caseiro no freezer pode salvar muitas das suas noites frias. Eu já disse aqui no blog infinitas vezes que não sou contra o uso de caldos industrializados para a cozinha do dia a dia, mas vamos combinar que não há comparação entre o industrializado e o caseiro, a para uma sopa sem nenhuma pretensão se tornar uma sopa espetacular o segredo está justamente nele: “O” caldo caseiro! Sempre gosto de ter uns copinhos de caldo estocado em casa, principalmente para o inverno quando muitas sopinhas coloridas e fumegantes saem da minha cozinha :) – eu que amo a dupla frio/sopa sinto uma alegria suprema em escrever estas palavrinhas mágicas!

Continue Lendo …