Fettuccine Caseiro com Mix de Cogumelos

Postado em Clássicos, Cogumelo, Comfort Food, Fácil, Massas e Pizzas, Pratos Principais, Receitas de Família, Receitas Italianas - 27 de outubro de 2017

Fettuccine Fresco com Mix de Cogumelos

Uma das receitas favoritas na minha casa é este Fettuccine caseiro com molho de cogumelos na manteiga. Preparar massa caseira pode parecer difícil e demorado, mas na verdade é muito mais simples do que parece.

 

Eu aprendi a preparar massa caseira com a minha avó, que por sua vez aprendeu com a minha bisavó e eu sempre preferi massa fresca do que seca – tendo tempo não tenha dúvidas – mas o mais bacana é que atualmente eu faço massa caseira com muito mais frequência porque a Olivia adora me ajudar a passar a massa pelo cilindro e depois ajeitar os ninhos para deixar secar. Claro que ela também aproveita todas as sobras para brincar de massinha….é pura diversão e toda a família entra na dança. Me lembro da minha infância, e de como é legal para as crianças poderem participar deste ritual de preparar massa caseira. Esse tipo de programa também une a família, garante momentos de interação e muitas risadas.

 

Quando eu preparo massa caseira eu sempre dou preferência a molhos simples e poucos ingredientes, porque gosto de sentir o sabor delicado da massa recém preparada. Poucas coisas na vida são tão boas quanto um bom prato de massa fresca! Este molho de cogumelos na manteiga também é um deleite, e me promete que vai guardar esta receita com carinho porque você vai lembrar muito dela depois que prepará-la pela primeira vez. Aproveite e assista o vídeo em que eu ensino a preparar um Fettuccine Caseiro com Molho Caprese, com todos os detalhes e truques, inclusive para ver como se utiliza corretamente o cilindro de macarrão: ASSISTA AQUI!

 

Agora, se você ainda acha complicado, ou não tem tempo e não quer nem tentar preparar massa caseira, compre uma massa fresca de qualidade e faça este mesmo molho de cogumelos na manteiga. Uhlalá!!!

Fettuccine Fresco com Mix de Cogumelos2

FETTUCCINE FRESCO COM COGUMELOS NA MANTEIGA

(serve 4 pessoas)

 

Ingredientes (massa):

  • 300g de farinha de trigo tipo I
  • 3 ovos
  • 1 fio de azeite
  • 1/2 colher (café) de sal

Ingredientes (molho):

  • 100g de cogumelos portobello frescos
  • 100g de cogumelos shimeji frescos
  • 100g de cogumelos paris frescos
  • 2 colheres (sopa) de manteiga
  • 1/4 de xícara (chá) de vinho branco seco (opcional)
  • 1/3  de xícara (chá) de salsa fresca picada
  • 2 dentes de alho bem picados
  • azeite e sal a gosto

 

Modo de Preparo: DA MASSA: coloque a farinha em um bowl grande e faça um buraco no centro. Neste buraco quebre os ovos e junte o azeite e o sal. Comece misturando com um garfo a farinha para dentro dos ovos, aos poucos e com delicadeza, sempre em movimentos circulares puxando a farinha do centro até as bordas. Quando toda a farinha já estiver misturada com os ovos passe a amassar com as mãos e assim que a massa ficar mais consistente passe para uma bancada enfarinhada e passe a trabalhar bem com a massa, polvilhando mais farinha aos poucos até que a massa pare de grudar e fique bem lisa e homogênea. Faça uma grande bola com a massa, polvilhe um pouco de farinha sobre ela e deixe descansar por 30 minutos. Depois corte em porções e passe pelo cilindro para alisar e afinar a massa (eu gosto de passar até o nº6 para ficar bem fina mesmo). Depois de passar pelo cilindro liso deite as faixas de massa sobre uma toalha limpa e enfarinhe a superfície delas. Deixe descansar por mais 20 minutos e comece a cortar na largura desejada. Passe a massa pelo cortador do cilindro, estique para descansar e polvilhe farinha. Depois de uns 20 minutos faça os ninhos, que deverão descansar por mais uma hora. Na hora de cozinhar o macarrão você deve colocar água abundante para ferver com um punhado de sal e quando a água estiver fervendo coloque os ninhos para cozinhar por apenas 3 minutos. Não deixe passar do ponto, é rápido mesmo!

DO MOLHO: Limpe bem os cogumelos com uma escovinha ou papel toalha levemente umedecido. Separe os cogumelos shimeji e fatie os demais. Aqueça uma frigideira e coloque um fio de azeite e 1 colher de manteiga. Adicione o alho e deixe perfumar, mas sem dourar. Junte todos os cogumelos e salteie em fogo alto por 1 minuto. Regue com o vinho branco se estiver usando. Depois reduza o fogo e deixe refogar por uns 3 ou 4 minutos – geralmente é o mesmo tempo que a massa demora a cozinhar. Ajuste o sal dos cogumelos, adicione a salsa fresca picada, uma pitada de pimenta moída na hora e sirva sobre a massa cozida com uma porção generosa de queijo parmesão ralado na hora. Apenas irresistível!!!

 

Veja também a receita de Molho Funghi para massas: AQUI Ó!!

Fettuccine Fresco com Mix de Cogumelos3

Bom Apetite!!

 

Molho de Camarão e Mini Tomates para Massas

Postado em Comfort Food, Dicas, Fácil, Frutos do Mar, Massas e Pizzas, Molhos, Pratos Principais, Receitas de 30 minutos, Receitas Italianas, Receitas Rápidas - 14 de março de 2017

Massa Fresca com Molho de Camarões e Tomate Cereja_Blog Figos e Funghis

Massa com frutos do mar é um dos meus pratos preferidos da culinária italiana, e sempre que vou a algum restaurante que tem esta opção é quase impossível resistir! Quando estou na praia um dos meus passeios preferidos é ir ao Perequê, famoso bairro dos pescadores e de restaurantes caiçaras tradicionais no Guarujá justamente para comprar camarões e peixe fresco, e sempre volto com uma porção deles para congelar e ter em casa para quando der vontade.

 

Foi num desses finais de semana que “deu vontade” que surgiu esta receita. Eu tinha um pacote de massa verde artesanal em casa – aqui em SP eu gosto muito muitíssimo de comprar massas na Pastagrano, que além de ser praticamente minha vizinha tem as massas artesanais mais deliciosas e delicadas que eu conheço na cidade. [Não é jabá não, é dica preciosa mesmo, eu sou consumidora deles e recomendo de coração e sem medo de ser feliz!] Quando o produto é bom, o serviço idem e o preço é justo sou a primeira a indicar!

 

Mas voltando à receita do molho de camarões, uma massa boa requer um bom molho, feito no capricho ainda que seja daqueles bem rápidos de preparar, como este aqui, preparado com tomates frescos, camarões e temperinhos. Quem é que precisa de mais para ser feliz num almoço de domingo?! Então bora anotar, pinar muito e enviar para as amigas porque esta é uma receita facílima e rapidíssima, além de ser uma deliciosidade!!! Aliás, por falar em pinar muito, o perfil do Figos e Funghis lá no Pinterest está cada dia mais lindo, com todas as receitas do blog separadinhas por pastas específicas. Já temos uma pasta recheada de receitas para a Páscoa, então corre lá pra conferir ok?!

 

MOLHO DE CAMARÕES E TOMATES FRESCOS PARA MASSA

(rende 4 oorções)

 

Ingredientes:

  • 12 camarões grandes, bem limpos, sem casca mas com a cauda
  • 1 caixinha de tomates cereja (aproximadamente 300g)
  • 6 tomates italianos sem as sementes e bem picados
  • 1 xícara (café) de vinho branco seco
  • 3 colheres (sopa) de azeite
  • 2 dentes de alho fatiados
  • 1/2 cebola bem picada
  • 1 ramo de manjericão
  • 1 punhado de salsinha
  • pimenta moída e sal a gosto

 

Modo de Preparo: Aqueça bem uma frigideira grande ou caçarola e refogue a cebola até ficar transparente, depois junte o alho e não deixe dourar. Junte os camarões em seguida e salteie rapidamente até que fiquem branquinhos, mas sem deixar dourar. Retire e reserve. Regue a frigideira com o vinho branco e junte os tomates italianos picados, o manjericão, tempere com pimenta e sal, depois deixe cozinhar em fogo baixo por 10 minutos. Junte os tomates cereja, os camarões reservados e metade da salsinha, deixando cozinhar tampado por 5 minutos. Por fim junte a outra metade da salsinha e ajuste o sal se achar necessário. Sirva com alguma massa cozida de sua preferência.

 

Bom Apetite!

Nhoque de Ricota com Espinafre sem Glúten

Postado em Clássicos, Comfort Food, Fácil, Light, Massas e Pizzas, Pratos Principais, Receitas Especiais (s/ Glúten/Lactose), Receitas Italianas, Vegetarianas - 08 de novembro de 2016

gnocchi-de-ricota-com-espinafre_figos-funghis

Eu simplesmente AMO massas, de todos os tipos e formas, das secas às frescas, das longas às curtas e recheadas, mas vamos combinar que as massas não são exatamente amigas da boa forma, e eu confesso que minha vontade era comer massa todos os dias, mas se eu fizesse isso não teria coragem de me olhar no espelho de tão roliça que iria ficar…hahahahaha.

 

Para resolver (ou amenizar) este obstáculo eu fico procurando opções mais saudáveis e com menos calorias mas que dão conta de tapear o meu apetite italiano voraz, ao menos em dias de semana. Foi assim que surgiu a ideia de fazer este nhoque de ricota com espinafre – que eu adooooro – com farinha de arroz em substituição à farinha de trigo, e em pouca quantidade já que eu preparei o nhoque no VAPOR! E pausa para o assassinato da receita original, porque eu nunca vi ninguém preparar nhoque no vapor…ops, foi mal italianos, me perdoem. Mas tem um motivo, explico: a farinha de arroz não dá a mesma liga que a farinha de trigo dá na massa, e sendo assim quando você tenta colocar o nhoque feito com farinha de arroz na água ele simplesmente se desmancha todinho. Acredite em mim, eu testei antes de ter certeza. Já no vapor eles se mantém assim, redondinhos e lindos, exatamente no formato que você quiser.

 

Esta receita aqui também não leva batata, o que faz dela uma campeã em calorias reduzidas combinada com deliciosidade pura!!! Então pode se jogar porque é sem peso na consciência. Eba! E se você é um ser superior que não precisa se preocupar com a balança, basta fazer a receita tradicional, usando farinha de trigo comum no lugar da farinha de arroz, e para dar mais liga e maciez pode adicionar 2 batatas asterix (que devem ser cozidas com a casca e depois amassadas e aguarde esfriar para misturar ao restante da massa) na receita. Minha bisavó fazia assim, ela era rechonchuda e não ligava para a balança, mas eram outros tempos.

gnocchi-de-ricota-com-espinafre2_figos-funghis

NHOQUE DE RICOTA COM ESPINAFRE SEM GLÚTEN

(serve 4 pessoas)

Ingredientes:

  • 1 xícara (chá) de ricota fresca ralada, amassada ou esfarelada
  • 1 xícara (chá) de espinafre cozido no vapor
  • 2 colheres (sopa) generosas de farinha de arroz (ou outra de sua preferência)
  • 2 ovos
  • 3 colheres (sopa) de parmesão ralado (opcional, pode substituir por meia cura ou não usar)
  • 1 fio de azeite
  • sal a gosto

Modo de Preparo: Depois de cozinhar o espinafre no vapor esprema bem com as mãos até retirar o máximo de líquido possível das folhas e pique bem pequeno. Em uma tigela misture a ricota amassada com o espinafre picado, os ovos, o azeite, o parmesão e o sal. Em seguida junte a farinha de arroz e misture bem. Molde bolinhas com as mãos e ajeite-os em uma assadeira. Leve para firmar na geladeira por uns 15 a 30 minutos. Depois coloque sobre a cesta de uma panela de vapor e cozinhe no vapor sobre água fervente por 10 minutos. Retire e sirva com o molho de tomates mais caseiro, fresquinho e pedaçudo que puder preparar. Este molho é facílimo e você encontra a receita dele aqui ó:  “Molho de Tomates Express”

 

gnocchi-de-ricota-com-espinafre3_figos-funghis

 

Bom Apetite!

Molho Branco Falso ou Molho Branco de Couve-flor

Postado em Dicas, Fácil, Gastronomia Funcional, Light, Massas e Pizzas, Molhos, Pratos Principais, Receitas de 30 minutos, Receitas Especiais (s/ Glúten/Lactose), Receitas Rápidas, Vegetarianas - 05 de setembro de 2016

Molho Branco Falso_F&F

Eu já falei aqui outras vezes que sou totalmente apaixonada por couve-flor né? Mas também pudera, além de ser um vegetal muito saboroso tem também diversas qualidades nutricionais pois é rica em cálcio, fósforo e Vitamina C. Por outro lado a couve-flor quase não tem calorias pois não tem nada de gordura e o carboidrato contido nela é baixíssimo, o que faz dela um vegetal maravilhosamente versátil. Em casa todos amam! Gosto de preparar desde saladas e vinagretes a sopas, versões gratinadas, curry vegetariano, arroz falso de couve-flor, tabule de couve-flor (usando aquele “arroz de couve-flor” no lugar do trigo), purê de couve-flor e até hambúrguer vegetariano de couve-flor! Prova disso é que aqui no blog tem infinitas receitas com ela.

 

Dessa vez eu quis testar fazer a couve-flor como um molho bem cremoso e denso, para usar como molho de macarrão como se fosse um molho branco, e para isso eu usei o mesmo princípio de quando eu faço sopa cremosa de couve-flor, ou aquele molho pesto de brócolis que eu já ensinei aqui, deixando mais grosso e menos líquido. Já vi uma versão parecida em blogs gringos, mas todas usavam queijo parmesão ou outro queijo cremoso, o que para a minha finalidade – que queria um molho com quase nada de calorias – não servia. Decidi então cozinhar apenas os floretes de couve-flor no leite (pode ser leite zero lactose ou até mesmo leite vegetal) com um refogado bem perfumado de cebolas, alho, noz-moscada (tem algo que remeta mais a molho bechamel do que noz moscada gente?!) e no final processei tudo e tinha um “molho branco falso” absurdamente delicioso, cremoso e viciante para o meu macarrão integral. Se você estiver numa dieta brava daquelas que não pode nem pensar em chegar perto de macarrão esta mesma receita rende uma sopa de couve-flor divina para até 4 pessoas.

Molho Branco Falso montagem_F&FMolho Branco Falso montagem2_F&F

Com este mesmo “molho branco falso” e amigo da dieta você pode fazer receitas gratinadas, deixar o creme mais grossinho (usando menos leite) e fazer um purê para servir com alguma carne, enfim, dá pra usar bem a criatividade e usar o molho branco de couve-flor em tudo o que você usaria o clássico bechamel. Olha que maravilhosidade, uma receita magrinha, mega fácil de preparar e ainda por cima sem glúten e sem lactose, ou seja,uma receita para todos. Faz e depois me conta o que você achou, tenho certeza que esta receita vai virar figurinha fácil na sua cozinha assim como virou na minha.

Molho Branco Falso2_F&F

MOLHO BRANCO FALSO OU MOLHO BRANCO DE COUVE-FLOR

(rende 500g)

 

Ingredientes:

  • 2 pés de couve-flor pequenos ou 1 grande (somente os floretes)
  • 2 e 1/2 xícaras (chá) de leite desnatado sem lactose (ou outro de sua preferência) quente
  • 1 cebola bem picada
  • 2 dentes de alho bem picados
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • 1 pitada generosa de noz-moscada
  • pimenta moída a gosto
  • sal a gosto
  • 1 colher (sobremesa) de manteiga ghee

 

Modo de Preparo: Aqueça brevemente o azeite em uma panela e coloque a cebola para refogar. Quando começar a ficar transparente junte o alho (para esta receita não é necessário dourar a cebola). Enquanto isso retire somente os floretes do pé de couve-flor e pique-os em pedaços pequenos (não precisa fazer o arroz de couve-flor porque depois iremos processar tudo). Junte na panela do refogado de cebola e alho e rale uma boa quantidade de noz-moscada, sal e pimenta seca. Junte o leite quente, mexa, tampe e deixe cozinhar em fogo brando por 10 minutos. Enquanto isso cozinhe a massa em bastante água com sal. Retire a couve-flor do fogo e processe com um mixer ou jogue tudo dentro de um processador ou liquidificador. Bata bem até obter um creme denso e homogêneo. Se achar necessário pingue um pouco mais de leite quente até conseguir o ponto de molho branco. Escorra a massa e sirva com o molho branco de couve-flor. Se quiser reserve por até 2 dias em pote tampado na geladeira para usar em outras receitas.

 

Molho Branco Falso3_F&F

Bom Apetite!

 

E não se esqueça, esta receita você viu primeiro aqui, no blog Figos & Funghis!

 

Frango em Crosta de Chia com Salada de Macarrão

Postado em Aves, Fácil, Frango, Light, Massas e Pizzas, Receitas de 30 minutos, Receitas Rápidas, Saladas - 20 de julho de 2016

Filé de Frango em crosta de chia com salada de parafuso2_Figos & Funghis

A receita de hoje é uma alternativa super simples de variar o filé de frango de sempre. Envolto em uma crostinha de chia o filé de frango é grelhado até ficar com um aspecto dourado e é servido com uma salada de massa bastante colorida e completa.

 

Este prato representa muitas coisas que eu gosto quando penso em uma refeição rápida e nutricionalmente completa nos dias de semana, mas vamos combinar que ela também faz bonito em almoços para dias ensolarados (que não tem ocorrido por aqui nos últimos dias, infelizmente). A massa que eu costumo usar para esta receita é um parafuso  integral de linhaça, mas caso você prefira pode substituir por qualquer outra massa integral ou branca. Cubos de abacate, tomatinhos cereja, quinoa cozida, mozarela, cenoura e um punhado de folhas de agrião fazem minha alegria completa, mas você pode inovar e acrescentar beterraba ralada, usar outros queijos.

 

Além de linda e super saborosa esta salada é uma opção incrível pra você carregar para um churrasco na casa dos amigos ou para servir em potinhos individuais no melhor estilo finger food. E aí se optar pelo finger food eu aproveito e te dou mais uma dica: pique o filé de frango em cubos menores e misture tudo na salada, fica divino! Eu mesma já fiz um belo “mexidão” com esta receita e levei para o almoço na casa de uma amiga, foi sucesso total! Afinal, não deixa de ser uma salada de macarrão, e quem não gosta né?!

 

#prestatençãonestasalada !!! #lindezapura #deliciosidadepura

Filé de Frango em crosta de chia com salada de parafuso3_Figos & Funghis

SALADA DE MACARRÃO LIGHT COM FILÉ DE FRANGO EM CROSTA DE CHIA

(serve 2 pessoas como prato único, ou 4 como entrada)

 

Ingredientes:

Para o Frango:

  • 2 filés de peito de frango bem limpos e sem pele
  • 2 colheres (sopa) de chia
  • 1 colher (sopa) de azeite
  • pimenta e sal a gosto

 

Para a Salada de Macarrão:

  • 250g de macarrão integral cozido al dente em água fervente e sal
  • 1/2 xícara (chá) de quinoa cozida
  • 1 avocado descascado e cortado em cubos
  • 1/2 xícara (chá) de tomatinhos cereja cortados ao meio
  • 1 cenoura ralada
  • 8 bolinhas de mozarela cortadas ao meio (ou queijo branco cortado em cubos)
  • 1 punhado generoso de folhas de agrião bem lavadas
  • Azeite, limão e sal para temperar

 

Modo de Preparo: Tempere o filé com azeite, pimenta moída e sal dos dois lados. Polvilhe a chia sobre os filés. Aqueça bem uma frigideira e grelhe os filés de ambos os lados até dourarem (aproximadamente 3 minutos de cada lado para filés de altura média). Deixe descansar 3 minutos sobre uma tábua. Enquanto isso misture todos os ingredientes da salada e tempere com azeite, limão e sal a gosto. Fatie o filé de frango e sirva ao lado da salada.

Filé de Frango em crosta de chia com salada de parafuso_Figos & Funghis

 

Não dá pra resistir, dá?!

 

Saudável, linda e colorida! Dá até gosto andar na linha :)

 

 

Waffles de Batata – facílimo e delicioso!

Postado em Comfort Food, Comidinhas, Comidinhas da Oli, Dicas, Fácil, Massas e Pizzas, Receitas de 30 minutos, Receitas Rápidas, Sanduíches - 22 de junho de 2016

Waffles de batata1_Figos e Funghis

Depois que a Olivia nasceu – e principalmente agora que ela está com 2 anos e super interagindo – eu descobri porque minha mãe gostava tanto de me carregar para a cozinha desde bem pequena. É porque é uma delicia testemunhar a descoberta de uma criança pela “mágica” que acontece com a comida. Como é que o ovo vira omelete? Como é que a batata vira bolinho? Por que arroz cru não é gostoso? Entre tantas outras indagações eu me pego encantada quando percebo os olhinhos da Olivia brilhando ao me assistir em ação na cozinha. Pra ela tudo não passa de uma grande brincadeira ainda, mas já mostra que tem fascínio pelos barulhinhos, pelo cheiro, pelas cores e principalmente pelos apetrechos da minha cozinha. Com a máquina de waffle foi assim, na verdade eu a comprei porque a Olivia ganhou no último aniversário um kit de massinhas com todos os apetrechos para fazer waffles coloridos e não desgrudava mais dele, até que um dia ela quis comer os waffles de massinha e chorou compulsivamente quando eu lhe expliquei que massinha não era comestível. Quem tem criança em casa sabe como temos que nos esforçar no “blá blá blá” né?!

 

Aí eu pensei: se a Olivia ficou tão entusiasmada com a máquina de waffles de brincar, imagine então como ela reagiria diante de uma máquina de fazer waffles de verdade?! Depois de uma breve pesquisa no google encontrei uma máquina pequena, compacta, com ótimo preço e ainda por cima vermelha! Vermelho combina com a minha cozinha e ainda causa aquela sensação lúdica. A máquina chegou e o sucesso foi certo. Já preparamos waffles clássicos, waffles doces e um zilhão de sanduichinhos que viraram waffle kkkkk. Aliás, esta foi a melhor aquisição dos últimos tempos lá em casa – sem jabá gente, não estou nem mostrando a marca ok?! – porque além da função original ela virou a nossa sanduicheira oficial. Os sanduíches ficam super crocantes por fora e macios por dentro, um crime! Bem, depois de alguns testes com a traquitana eu resolvi testar fazer waffle de batata, inspirada em um bem gordão que eu vi em um blog gringo, mas aí pra consciência não pesar muito eu dei uma boa modificada na receita e saiu este aqui, que modéstia à parte ficou de matar!!! E tem outra coisa legal nesta receita: Se você tiver um pouco de purê de batatas sobrando na geladeira (como foi meu caso) já está com meio caminho andado. Só sei que comemos, comemos e recomemos os waffles por dois dias, porque a massa rende que é uma beleza! hahahaha

 

WAFFLE DE BATATA INCRIVELMENTE GOSTOSO

(rende 8 waffles)

 

Ingredientes:

  • 3 xícaras (chá) de purê de batatas (não pode ser muito mole, tem que ser firme) / ou 3 batatas grandes cozidas e amassadas
  • 2 ovos
  • 1 xícara (chá) de farinha de trigo
  • 1 colher (chá) de fermento químico em pó
  • 1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
  • 2 colheres (sopa) de azeite ou óleo de girassol
  • 3 colheres (sopa) de creme de ricota light
  • 1 pote de iogurte natural firme (gosto de usar o iogurte grego)
  • 1 xícara (chá) de queijo ralado (usei queijo da canastra, mas pode ser parmesão, mussarela ou prato)
  • 2 colheres (sopa) de ciboulette (aquela cebolinha francesa fininha) ou cebolinha comum bem picada
  • pimenta moída e sal a gosto

 

Waffles de batata_Blog Figos e Funghis

Modo de Preparo: Em uma tigela grande junte todos os ingredientes de uma só vez e misture até obter uma massa homogênea. Leve para gelar por 20 minutos (ou mais se puder) coberta com filme plástico para dar uma firmada na massa. Ligue a máquina de waffle e espere esquentar.

Colocando a massa na máquina

Coloque então porções da massa nas quatro partes da forma e espalhe em círculo, deixando algum espaço para a massa se espalhar quando fechar a máquina, se não vai escorrer mesmo. Feche a máquina e deixe por 8 minutos, sem abrir neste meio tempo, se não sua massa vai grudar na parte de cima e se desmanchar toda. Depois abra para dar uma espiadinha e deixe dourar até o ponto desejado. Pra mim 15 minutos no total para cada waffle fica no ponto ideal, com uma casquinha crocante e cremosinha na parte de dentro. Sirva bem quentinha com manteiga, requeijão, cream cheese, ou faça um iogurte temperado com azeite, sal e mais ciboulette.

Waffles de batata2_Figos e Funghis

 

É um absurdo, uma delicia!

 

Se fizer volta aqui e me conta tá?!

 

Beijo!

 

Tarteletes de Cebola Caramelizada e Queijo

Postado em Clássicos, Comfort Food, Comidinhas, Dicas, É Natal, Entradas, Fácil, Massas e Pizzas, No forno, Pães e Tortas, Receitas Rápidas - 18 de dezembro de 2015

Tartelete de cebola caramelizada e queijo2_F&F

 

Eu sou apaixonada por tortas e todas as suas variações: tortinhas, tarteletes, quiches, tortas abertas, tortas fechadas…são tantas! Outro dia abri a geladeira naquela quinta à noite (pra mim quinta é sempre um dia crítico, porque as compras para os dias de semana já estão acabando e ainda não fiz as compras para o final de semana, que costuma ser às sextas) e dentro as coisas que encontrei lá dentro logo me atraíram as cebolas, muitas cebolas – que eu havia trazido do hortifruti perto de casa e ainda não tinha tido oportunidade de usar, além de alguns vários pedaços de queijo (no meu caso de cabra, um dos meus vícios!) já começados e tcharam…… um bom pedaço de massa folhada comprada pronta!

 

Gente, quem foi que inventou a massa folhada pronta? Olha, eu acho incrível porque ela pode nos render comidinhas deliciosas sem dar quase nada de trabalho na cozinha e ainda por cima é ultra versátil. Dá pra fazer salgados, doces, palitinhos, pasteizinhos, empanadas improvisadas, TORTAS! Uma mão na roda! Eu confesso que eu amo preparar minha própria massa de torta, mas geralmente prefiro as massas menos pesadas, com menos manteiga, muitas vezes até preparo com farinha integral (como nesta receita AQUI). Mas ter uma opção dessas à mão de vez em quando salva aquele momento de fominha emergencial :)

 

Bom, só sei que com pouquíssimos ingredientes e trabalho quase zero – o “maior” deles foi caramelizar a cebola no vinho do Porto <3 – sim! Você leu isso: caramelizadas no vinho do Porto!!! E nem precisaria dizer que o resultado final foi óbvio com tantas combinações de coisinhas deliciosas no mesmo pedaço de massa crocantinha né? Faça, faça e faça! Sirva em festinhas e até na sua ceia de Natal se quiser. Você pode cortar a massa em quadradinhos ainda menores que os meus, e servir numa tábua bem linda, e esta é uma receita que mesmo fria é deliciosa. Eu acho super adequado, afinal é difícil ter um “petisco” assim tão lindo, que pode ser preparado rapidamente e ainda a um custo tão baixo!

 

TARTELETES DE CEBOLA CARAMELIZADA NO VINHO DO PORTO E QUEIJOS

(8 tarteletes individuais)

 

Ingredientes:

  • 8 retângulos pequenos de massa folhada
  • 2 cebolas grandes brancas
  • pedaços de queijo variados (usei queijo azul e brie de cabra, mas pode ser qualquer queijo de massa cremosa que derreta no forno)
  • 3 colheres (sopa) de vinho do Porto
  • 1 colher (sopa) de manteiga
  • 1 colher (copa) de azeite
  • folhas de tomilho a gosto
  • sal a gosto
  • 1 gema misturada com uma colher (café) de água

 

Modo de Preparo: Fatie das cebolas em rodelas finas e reserve. Em uma frigideira grande derreta a manteiga junto com o azeite e junte as cebolas fatiadas. Salteie em fogo alto por uns 2 minutos, aí acrescente o vinho do Porto, sal a gosto e quando o álcool evaporar (depois que “chia” e sobe aquela fumaça) reduza o fogo e deixe a cebola ali, até que esteja com uma cor de caramelo (mais uns 15 a 20 minutos na frigideira). Só não deixe derreter porque elas ainda irão ao forno. Desligue a cebola e deixe esfriar. Modele os retângulos de massa dobrando todas as bordas e demarcando um grande centro. Misture a gema de ovo batida com a água e pincele sobre toda a superfície das tarteletes. No centro demarcado pelas bordas coloque uma boa porção de cebolas caramelizadas e distribua aleatoriamente pedaços de queijo sobre as tortinhas. Depois, leve tudo para a geladeira por 20 minutos, enquanto isso preaqueça o forno a 180º. Retire as tarteletes da geladeira, polvilhe algumas folhinhas de tomilho e leve ao forno por 20 minutos, ou até que a massa esteja bem assada e dourada. Sirva quente ou fria, conforme desejar. Se for servir como entrada fica bem com salada verde.

 

Tartelete de cebola caramelizada e queijo_F&F

 

E aí, curtiram?

Bom Apetite!

 

Panquecas Rendadas, uma lindeza só!

Postado em Clássicos, Coisas Cute, Comfort Food, Comidinhas, Cozinhando para os Pequenos, Fácil, Massas e Pizzas, Receitas de 30 minutos, Receitas Rápidas, Sobremesas - 29 de setembro de 2015

Panqueca rendada_F&F

Eu sempre amei panquecas, desde as nossas abrasileiradas salgadas para rechear e gratinar até aquelas gorduchinhas que encontramos “na gringa” nos cafés da manhã e que podemos lambuzar com maple syrup (xarope de bordo) e coroar com tiras de bacon crocantes…uau, que gordice boa! Bom, e aí que meu marido também ama e a Oli também é alucinada por panquecas, tanto que do alto de seus 1 ano e 8 meses me enxerga no fogão virando as panquecas nos finais de semana de manhã e já entra na cozinha gritando: “Queca mamãe, queca” hahahahah.

 

Quando se tem filhos queremos fazer sempre o melhor por eles, e no meu caso como eu trabalho bastante durante a semana, gosto de dedicar o meu tempo para a Oli, preparar um café da manhã bem caprichado e desfrutá-lo na companhia dos meus amores na varanda sem nenhuma pressa e de preferência com um jazzinho bem gostoso de fundo. Tem jeito mais gostoso de começar o final de semana?

 

Pois bem, neste último final de semana preparamos panquecas, e não foi qualquer panqueca não viu. Há tempos eu vi uma versão de “panquecas rendadas” em alguns sites gringos e amei a ideia (podem achar breguinha, mas eu acho muito fofo!), mas nunca me lembrava de comprar a bisnaga para prepará-las, até que outro dia eu praticamente tropecei em uma e comprei por módicos R$ 1,99! A receita que eu usava não era muito bem aceita pelo marido e pela bebê, pois as “minhas” panquecas levam farinha de linhaça, chia, e não levam manteiga, enfim, pode ser considerada uma panqueca mais natureba por assim dizer, e então eu precisava de uma panqueca mais gordinha para agradar e imediatamente me dirigi ao blog do meu amigo Richie, que eu amoooo de paixão! Já recomendei ele aqui algumas vezes pra vocês né? O Richie é um doceiro de mão cheia e é simplesmente um mago quando o assunto são doces, massas de tortas e inclusive panquecas gordinhas, macias e infalíveis! Então eu elegi esta receita AQUI do blog do Richie a minha receita de panqueca de café da manhã preferida da vida! Agora vou usar sempre esta porque eu amei, eles amaram, e renderam panquecas rendadas lindas e super saborosas. Confere a receita então, que de diferente da do Richie só mesmo a canela em pó que eu acrescentei na massa:

 

PANQUECAS – RENDADAS OU NÃO RENDADAS, COMO PREFERIR :)

 

Ingredientes:

1 xícara (chá) de farinha de trigo;
1 pitada generosa de sal [algo como 3/4 da colher de chá];
1 pitada generosa de açúcar refinado [algo como uma colher de chá];
1 pitada de canela em pó;
1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio;
1/2 colher de sopa de fermento em pó;
1 ovo pequeno [se usar ovo do grande, diminua um pouquinho o leite];
3/4 de xícara [180ml] de leite;
1 colher de sopa de manteiga.
Modo de Preparo:  Em uma frigideira antiaderente (indispensável) leve a manteiga ao fogo, para derreter. Assim que derreter desligue o fogo e reserve. Em um bowl misture os  ingredientes secos, ou seja, a farinha, o sal, o açúcar, a canela, o bicarbonato e o fermento. Em outro bowl pequeno misture o ovo com o leite, e derrame sobre os ingredientes secos. Mexa rapidamente até desfazer quaisquer grânulos que se formem. Depois, junte a manteiga derretida, e mexa mais uma vez. O resultado será uma massa NÃO líquida, mas bastante cremosa e consistente, nos dizeres do Richie “quase como de bolinho de chuva”. Bom, agora sua massa de panqueca está pronta. Passe um papel toalha pelo fundo da frigideira, para retirar o excesso de manteiga, e volte-a ao fogo baixo.  Com uma concha média – aqui você decide se vai fazer panquecas rendadas ou comuns, se for fazer rendadas coloque a massa em uma bisnaga tipo de katchup e em vez de derramar sobre a frigideira de uma vez só vá apertando a bisnaga e fazendo desenhos na frigideira já quente. Eu e a Oli brincamos de fazer espirais, como se fosse um grande fio de telefone todo enrolado kkkk . A massa vai se assentar sozinha na frigideira. Rapidamente vão se formar bolhas na superfície da massa, em torno de 30 segundos mais ou menos, e isso quer dizer que chegou a hora de virar sua panqueca, então vire a panqueca com uma espátula e deixe o outro lado dourar. Ela vai crescer um pouquinho altura, ficar mais gorduchinha enquanto doura o segundo lado. Retire a panqueca com a espátula, e repita o procedimento com a massa restante. Esta receita rende em média 4 a 5 panquecas médias, mas como eu fiz rendadas o rendimento quase dobrou e consegui 7 panquecas. Sirva com geleias, queijos, doce de leite e o que mais gostar.
Dica: Se quiser preparar as panquecas com um pouco de antecedência basta aquecer o forno por uns 10 minutos na sua temperatura mais baixa quando estiver no momento de servir, aí desligue o forno e deixe as panquecas ali por uns 3 minutos, mas o ideal é prepará-las na hora mesmo.
Dica 2: Sobrou um pouco da massa e deixei na bisnaga dentro da geladeira até o dia seguinte. Aí então preparei mais uma panqueca e a massa ainda estava perfeita, deliciosa!
Panqueca rendada2_F&F
Então é isso! Bom Apetite!
Ah, amanhã é dia de vídeo novo lá no canal, inscreva-se para assistir em primeira mão aqui ó>>>>>>>>>>>>>>>>>  www.youtube.com/c/FigoseFunghisTv

Pão de Milho de Minuto, sem glúten

Postado em Comidinhas, Fácil, Massas e Pizzas, No forno, Pães e Tortas, Receitas de 30 minutos, Receitas Especiais (s/ Glúten/Lactose) - 15 de agosto de 2014

Pão de Milho_F&F

Há tempos que eu estava buscando uma receita nova de pão de milho, que fosse bem fácil e rápida de preparar, de minuto mesmo, para aqueles dias em que bate a vontade de comer um pão bem gostoso mas sem ter todo aquele trabalho. E para a minha alegria depois de alguns testes, esta receita aqui me deixou satisfeita, era mesmo o que eu queria!

 

O pão de milho, também conhecido como “cornbread” é uma receita muito tradicional nos Estados Unidos, típica da culinária sulista, mais precisamente, e lá as pessoas costumam comê-lo desde o café da manhã, acompanhado de queijos, manteiga e geleia, até o jantar acompanhado de sopas e ensopados. É uma receita bastante versátil e que pode ser incrementada adicionando-se ingredientes na cobertura, ou não. Tudo depende do gosto de quem prepara.

 

Eu testei este pão na versão com e sem glúten, e acho que as duas versões ficaram igualmente boas, então se você preferir a versão tradicional basta substituir a farinha de arroz por farinha de trigo. Coloquei tomatinhos, azeitona preta e flor de sal na superfície porque a minha intenção era servir no café da tarde. Olha, tenho que dizer que ficou muito bom, o único porém é que uma receita rende um pão pequeno, seja em fôrma de bolo inglês, seja em fôrma quadrada como a que eu usei. A minha tem 20cm x 20cm e o pão de milho ficou baixinho, então se você for servir pra muita gente eu recomendo dobrar ou até triplicar a receita, para render um pãozão!

Pão de milho2baixa_F&F

PÃO DE MILHO DE MINUTO, SEM GLÚTEN

(rende 1 pão de milho pequeno)

 

Ingredientes:

  • 1 xícara (chá) de farinha de arroz, peneirada
  • 1 xícara (chá) de farinha de milho fina
  • 1 colher (sopa) rasa de fermento químico em pó
  • 1/2 colher (chá) de sal
  • 2 ovos
  • 1 xícara (chá) de iogurte natural
  • 1/4 de xícara (chá) de azeite
  • 2 colheres (sopa) de mel
  • 2 colheres (sopa) de açúcar

 

Modo de Preparo: Preaqueça o forno em 190º. Unte e enfarinhe com a farinha de arroz uma fôrma de 20cm x 20cm (ou uma fôrma pequena de bolo inglês) e reserve. Em um bowl misture a farinha de arroz, a farinha de milho, o fermento, o sal e mexa bem. Em outro bowl bata os ovos com um garfo e misture o iogurte, os ovos, o azeite, o mel e o açúcar. Mexa até incorporar tudo. Adicione a misture líquida à mistura seca, despejando-a no centro do bowl. Misture tudo até todos os ingredientes secos estejam totalmente incorporados, mas não mexa muito, no máximo 20 segundos. Despeje a massa sobre a fôrma já untada e enfarinhada e asse imediatamente, em 190º por 25 minutos, ou até que passe pelo teste do palito e as bordas do pão tiverem começado a se soltar da assadeira. Sirva quente ou em temperatura ambiente, como preferir.

 

Bom Apetite!

 

Spaghetti com Camarão à Putanesca

Postado em Clássicos, Fácil, Frutos do Mar, Massas e Pizzas, Molhos, Pratos Principais, Receitas Italianas - 18 de junho de 2014

Spaghetti com camarão à putanesca_F&F

 

Eu amo massas, mas apesar de ter os meus molhos preferidos às vezes eu gosto de variar, e foi assim que surgiu a ideia de fazer um molho à putanesca com camarões. A variação deste molho clássico acrescido de camarões ficou simplesmente divina, tem um toque salgadinho e apimentado que faz toda a diferença. Para acompanhar e dar um charme a mais no prato eu fiz disquinhos de queijo parmesão, outra dica muito fácil de reproduzir aí na sua cozinha.

 

Esta massa fica linda e muito saborosa e é perfeita para os almoços de final de semana ou de feriado (andamos cheios de feriado por aqui hein?! Eba!). Tenho certeza que sua família e seus convidados irão se deliciar e pedir a receita :)

 

SPAGHETTI COM CAMARÕES À PUTANESCA

(serve 4 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 500g de camarões médios limpos, sem cabeça e sem casca
  • 500g de spaghetti
  • 4 tomates italiuanos sem pele e sem sementes picados
  • 1 lata de tomate pelado com o suco
  • 4 colheres (sopa) de azeitonas pretas sem caroço picadas
  • 4 colheres (sopa) de alcaparras
  • 1 pimenta dedo-de-moça sem sementes bem picada (ou outra de sua preferência)
  • 3 dentes de alho fatiados
  • 1 punhado generoso de manjericão fresco
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • sal a gosto

 

Para os discos de parmesão:

  • 200g de queijo parmesão ralado fino
  • 2 colheres (sopa) de farinha de trigo

 

Modo de Preparo: Leve água abundante para ferver para cozinhar o spaghetti. Enquanto isso aqueça o azeite em uma frigideira grande e doure levemente o alho fatiado. Junte os tomates italianos frescos picados, os tomates pelados com o suco e metade do manjericão. Cozinhe por 20 minutos e adicione as azeitonas e as alcaparras. Leve a massa para cozinhar na água fervente e adicione bastante sal na água. Cozinhe o molho por mais 5 minutos e junte os camarões limpos e descascados. Ajuste o sal e tampe a frigideira. Cozinhe por mais 5 minutos, escorra a massa e sirva com o molho por cima, finalizando os pratos com mais manjericão fresco picado e com um *disquinho de parmesão em cada prato. Sirva bem quente.

 

*Para fazer os discos de parmesão preaqueça o forno em 200º por 15 minutos. Misture o queijo parmesão com a farinha de trigo em um bowl e com a ajuda de um aro ajeite a mistura em uma assadeira antiaderente, fazendo o máximo de disquinhos que conseguir. Eles não podem ficar em uma camada grossa pois precisam ficar fininhos e crocantes ao final. Depois de moldar os disquinhos com um aro sobre a assadeira leve para o forno e asse por 15 a 20 minutos, ou até que os disquinhos estejam dourados. Retire do forno e espere esfriar. Depois de frios eles estarão crocantes para serem servidos com a massa.

 

Bom Apetite!

 

Spaghetti Integral com Couve-flor, ricota e amêndoas

Postado em Comfort Food, Dicas, Fácil, Massas e Pizzas, Receitas de 30 minutos, Receitas Rápidas - 12 de dezembro de 2013

Spaghetti integral de couve-flor com ricota_F&F

Eu sou uma pessoa apaixonada por massas! Se dependesse da minha vontade eu comeria massa pelo menos 3 vezes na semana, mas infelizmente as fartas calorias que uma singela massinha possui acabam me desencorajando. Mas para não ficar sem a minha amada massinha quando a vontade é incontrolável eu opto pela massa integral e faço um molho bem light pra ela, uma alternativa muito saborosa e totalmente possível!

 

Basta imaginar o que você gostaria que a massa tivesse e fazer as trocas saudáveis. Aqui, por exemplo, eu queria muito uma massa com couve-flor ao alho e óleo, mas tem muito azeite, então substituí o azeite por tomates pelados picadinhos, e para dar saciedade acrescentei ainda ricota esfarelada e amêndoas picadas. No final em vez do queijo parmesão optei por ralar um “cheirinho” só de queijo meia cura que eu amo! E assim pude desfrutar de um delicioso prato de spaghetti sem nenhuma culpa :)

 

Com relação à massa integral muitas pessoas me dizem que não gostam porque tem sabor forte, ou porque acham muito pesada, muito massuda, etc., etc., mas eu não acho isso não. Até já tive algumas experiências ruins comendo massa integral fora de casa, mas na minha opinião o segredinho está no tempo certo do cozimento e na escolha da marca. Eu já testei algumas marcas e posso dizer que hoje tenho a minha preferida, mas há algumas opções de boas marcas de massa integral no mercado, e o preço é muitas vezes igual ao da massa comum. Para evitar a história da massa ser pesada eu elegi a do tipo spaghetti como a minha preferida, acho esta bem mais leve que as massas integrais curtas.  Então se você é daqueles que ainda não experimentou fazer massa integral em casa por receio de que não seja bem aceita pela sua família, deixa isso de lado e experimenta fazer a troca uma vez, tenho certeza que algumas pessoas não vão nem perceber.

 

Olha só que facilidade de receita:

 

SPAGHETTI INTEGRAL COM COUVE-FLOR, TOMATE, RICOTA E AMÊNDOAS

(serve bem 2 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 250g de massa integral do tipo spaghetti
  • 2 xícaras (chá) de couve-flor (somente os buquês)
  • 1/2 xícara (chá) de ricota fresca esfarelada
  • 1/2 lata de tomates pelados picados e com o suco
  • 4 colheres (sopa) de amêndoas picadas
  • 1 colher (sopa) de azeite
  • 1 dente de alho picado
  • pimenta e sal a gosto
  • salsa fresca a gosto
  • queijo meia cura ralado para finalizar (ou outro da sua preferência)

 

Modo de Preparo: Coloque o macarrão para cozinhar conforme as instruções da embalagem. Refogue o alho no azeite até começar a dourar. Junte a couve-flor já separada em pequenos buquês, o tomate com o suco e cozinhe por uns 5 minutos com a panela tampada. Diminua o fogo, junte a ricota esfarelada, as amêndoas picadas, e tempere com sal e pimenta a gosto. Cozinhe por mais 3 minutos, finalize com a salsa fresca picada e junte a massa já cozida nesta panela do molho, se precisar acrescente 1/3 de xícara da água do cozimento da massa para deixar o molho mais molhadinho. Misture bem e sirva com o queijo meia cura ralado na hora.

 

Bom Apetite!

 

 

Couscous com Pesto de Agrião

Postado em Acompanhamentos, Fácil, Massas e Pizzas, Molhos, Receitas de 30 minutos, Receitas Rápidas, Vegetarianas - 29 de julho de 2013

Couscous com pesto de agrião_F&F

Eu adoro couscous porque acho um prato fácil, rápido e muito versátil, que aceita muitas combinações diferentes. É como se fosse macarrão, você pode fazer o molho que tiver vontade que vai ficar bom! Só que dessa vez eu usei um couscous diferente, conhecido como “couscous israelense” ou “pearl couscous” (que traduzindo para o português seria couscous pérola).

Continue Lendo …

Massa com molho de abóbora

Postado em Comfort Food, Fácil, Inverno, Massas e Pizzas, Receitas de 30 minutos, Receitas Rápidas, Vegetarianas - 28 de maio de 2013

28_05_2013_11_40_44

A minha estação preferida do ano acaba de começar por aqui. Eu amo o frio e com ele chega também o momento das comidinhas quentes, fumegantes, perfumadas e muito reconfortantes também. Massas, risotos, sopas, cremes, gratinados e assados são uma ótima desculpa para manter forno e fogão ligados, e pra mim não há cenário mais delicioso do que este: fogo aceso, comida cheirosa na panela, aquele vaporzinho na janela da cozinha, um gostoso cobertor no sofá da sala enquanto a comida não fica pronta e para completar uma taça de vinho como companhia. Isto pra mim é um dos maiores sinônimos de felicidade :)

Continue Lendo …

Massa integral com couve-flor e abobrinha

Postado em Fácil, Massas e Pizzas, Pratos Principais, Receitas Rápidas, Vegetarianas - 25 de março de 2013

massa integral_F&F

Esta massa integral é perfeita para aqueles dias em que bata uma vontade incontrolável por um macarrão e você precisa maneirar nas calorias. Eu gosto muito desta combinação com abobrinha, couve-flor e mussarela de búfala, acho que fica bem leve e muito saborosa.

Continue Lendo …

Nhoque de Abóbora

Postado em Massas e Pizzas, Pratos Principais, Receitas Italianas, Vegetarianas - 20 de março de 2013

Nhoque de abóbora_F&F

Eu nunca fui tão fã de nhoque quando era criança, sempre achava sem graça, muito massudo e sem cor, mas como acontece com muitas outras coisas na vida com o tempo eu acabei me rendendo aos encantos desta bela massa italiana.

Continue Lendo …

Mac & Cheese

Postado em Clássicos, Comfort Food, Fácil, Massas e Pizzas, Pratos Principais, Queijo, Receitas Rápidas - 05 de março de 2013

 Mac & Cheese_F&F

Uma das minhas comidas preferidas no mundo é massa, sem dúvida alguma. Pra mim é muito difícil resistir a um bonito prato de massa, e para falar a verdade quem é que resiste? Massa pra mim é algo que reflete o humor. Há aqueles dias para massas com molhos mais encorpados e fumegantes, há outros para um molho simples de tomates com manjericão, há ainda os dias de molhos incrementados e de salada de macarrão e os outros de macarrão na sopa. É impressionante como o macarrão tem presença forte na nossa cultura alimentar.

Continue Lendo …

Pizza de Panela de Pressão

Postado em Clássicos, Comidinhas, Fácil, Massas e Pizzas, Receitas de Família - 22 de fevereiro de 2013

pizza de panela3_F&F

Esta pizza de panela de pressão é uma tradição na família do marido. Minha sogra é especialista nelas e faz para os filhos desde que eram crianças. Desde a primeira vez que eu provei eu simplesmente me apaixonei pela massinha leve e saborosa e também pela facilidade no preparo, até que outro dia resolvi fazer em casa uma noite de pizzas e a receita escolhida foi a pizza de panela de pressão. Sucesso garantido!

Continue Lendo …

Massa Caseira ao Molho Funghi

Postado em Clássicos, Comfort Food, Massas e Pizzas, Pratos Principais, Receitas de Família, Receitas Italianas - 01 de fevereiro de 2013

Massa ao funghi2_F&F

Eu simplesmente amo massa caseira, amo fazer e comer, claro! A delicadeza e suavidade de uma massa caseira é simplesmente incomparável, a massa fica fininha, leve e muito saborosa. É engraçado dizer isso porque parece óbvio, mas depois da primeira massa feita em casa todas as outras deixarão de ter o mesmo sabor.

Continue Lendo …

Torta Invertida de Cebola Caramelizada

Postado em Massas e Pizzas, No forno, Pães e Tortas, Receitas de Família - 24 de janeiro de 2013

Torta de cebola invertida_F&F

Ah, vocês sabem que eu adoro uma tortinha né? Além de serem deliciosas as tortas são uma refeição muito prática e combinam muito bem com um prato de salada ou com uma noite de petiscos. Fazia tempo que eu queria tentar fazer uma torta invertida de cebolas, e pensei que deixando as cebolas todas por baixo da massa isso facilitaria para que elas caramelizassem no forno, e para a nossa felicidade deu certo!!!

Continue Lendo …

Torta de Milho e Peito de Peru de Liquidificador

Postado em Clássicos, Comidinhas, Dicas, Fácil, Massas e Pizzas, No forno, Receitas de Família, Receitas Rápidas, Tortas - 11 de dezembro de 2012

Ai ai, eu suspiro por esta delícia só de olhar para a foto! Sendo uma pessoa loucamente apaixonada por milho eu tinha que inventar um dia esta tortinha de liquidificador que leva o milho verde batido já na massa, um dia eu chegaria à conclusão de que isso fica uma irresistível…e fica mesmo!!!!

Continue Lendo …