Rosbife Caseiro

Postado em Carnes, Clássicos, Comfort Food, Fácil, Pratos Principais - 29 de janeiro de 2015

Rosbife Caseiro_F&F

Esta é uma receita super queridinha pra mim, porque desde criança eu gosto de sanduíche de rosbife, que foi como aprendi a comer esta delicia, e hoje além de continuar amando o sabor marcante e ao mesmo tempo delicado deste preparo de carne eu também amo contar com a versatilidade desta receita. Não é à toa que esta é a terceira receita diferente de rosbife que aparece aqui no blog. O rosbife pode ser preparado e servido como recheio para sanduíche, complemento de uma salada, como petisco como foi o meu caso nesse dia, ou ainda quente com um purê ou algo do tipo. É ou não é um coringa?!

 

Se você nunca preparou rosbife na vida e acha que é difícil pode se animar porque a receita é bem simples, só que tem que seguir as etapas direitinho se quiser um rosbife bem rosado por dentro e com a carne firme, sem que seus saborosos sucos escapem ao cortá-la. Bom, eu pelo menos gosto assim. E devo avisar ainda, pra você aventureiro de primeira viagem no preparo deste prato, que um bom rosbife requer também paciência. Por isso eu não acho uma boa ideia prepará-lo quando estiver com fome ou com pressa, comece com algumas horas de antecedência e deixe ele descansar, quanto mais tempo, melhor!

 

Ah, outro detalhe que eu considero muito importante: eu gosto de fazer uma marinada seca para o rosbife (sem vinho, conhaque ou caldos), e só coloco sal quando ele já está na frigideira para ser selado, pois o sal desidrata a carne e pode deixá-la endurecida.

 

Casamentos perfeitos para o Rosbife: mostarda, picles de pepino, batatas, molho de vinho, vegetais assados.

 

ROSBIFE CASEIRO

(rende 1 kg)

 

Ingredientes:

  • 1 kg de lagarto em peça (o filé mignon também é um ótimo corte para o rosbife)
  • 4 colheres (sopa) de azeite
  • 1 colher (chá) de pimenta-do-reino moída na hora
  • 2 colheres (sopa) de alecrim bem picado
  • 1 colher (sopa) de tomilho bem picado
  • 1 colher (chá) de sal grosso moído (ou sal rosa, ou flor de sal)

 

Modo de Preparo: Num bowl pequeno misture bem o alecrim picado, o tomilho e a pimenta moída. Limpe bem a peça de carne retirando todas as eventuais gorduras e nervos. Besunte toda a peça com azeite. Forre um pedaço de filme plástico com a mistura de ervas e pimenta formando um quadrado. Role a peça de carne besuntada em azeite sobre esta mistura e depois enrole a carne no mesmo filme plástico. Leve à geladeira por 1 hora (se quiser também pode deixar de um dia para o outro). Após a marinada retire a carne da geladeira, deixe chegar à temperatura ambiente e aqueça bem uma frigideira. Preaqueça o forno a 220º, e se tiver uma grelha superior para dourar/gratinar deixe-a ligada. Sele a peça de carne de todos os lados, inclusive nas pontas até que forme uma película de cor bege quase dourada. Retire a carne da frigideira, leve para uma assadeira e coloque no forno preaquecido durante 10 minutos. Aí então retire o rosbife do forno e deixe descansar em temperatura ambiente por pelo menos 2 horas. Depois que esfriar você pode guardá-la na geladeira por até 4 dias. No momento de servir corte fatias bem finas com uma faca muito bem afiada. Gosto de servir acompanhado de uma boa mostarda, ou em pasta ou em grãos. É bom demais!


Rosbife caseiro2_F&F

 

Bom Apetite!

Molho Pesto de Brócolis

Postado em Fácil, Light, Molhos, Receitas Rápidas - 20 de janeiro de 2015

Molho Pesto de brócolis_F&F

Esta receita combina duas coisas que eu amo muito: molho pesto e brócolis. Uma das massas mais preparadas aqui em casa é a clássica com brócolis ao alho e óleo, mas preparo bastante massa com pesto tradicional de manjericão também, e gosto de brincar com diferentes variações deste molho tão saboroso. Dessa vez adicionei brócolis ao molho pesto e amei o resultado, pois ficou muito muito bom!

 

Uma coisa muito bacana nesta receita é que ela aproveita o pé de brócolis todinho, inclusive os talos, é zero desperdício. Para quem não curte muito talos eu garanto que nesta receita eles agregam ainda mais sabor e textura ao molho. Este molho é bem versátil pois além de ser usado em massas pode ser usado em saladas, no preparo de risotos, como pasta para recheio de sanduíches, e até mesmo como dip para vegetais crus servidos como petisco (os famosos crudités). Este molho pesto fica gostoso tanto na versão fria quanto na versão quente. Façam, vocês vão amar!

 

MOLHO PESTO DE BRÓCOLIS

 

Ingredientes:

  • 1 pé de brócolis japonês
  • 1/4 de xícara (chá) de azeite
  • 1/4 de xícara (chá) da água do cozimento do brócolis
  • 4 colheres (sopa) de amêndoas (com ou sem pele)
  • 2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
  • suco de 1/2 limão tahiti
  • 1 dente de alho
  • sal à gosto

 

Modo de Preparo: Lave bem o brócolis e pique em pedaços médios. Cozinhe no vapor até que estejam macios, mas ainda al dente e reserve 1/4 de xícara da água do cozimento. Num processador ou mixer junte o brócolis cozido, as amêndoas, o queijo parmesão, o azeite, o suco de limão, o alho e o sal e bata até obter uma pasta. Se achar necessário adicione a água reservada do cozimento aos poucos para alcançar a textura desejada, mais firme e cremosa ou mais líquida, dependendo para qual finalidade irá utilizar o molho pesto.

 

Para conferir a receita de Molho Pesto Clássico, assista ao vídeo: AQUI

 

Para conferir a receita de Crudités, um petisco fácil e rápido (foto abaixo) em que o molho pesto pode ser usado clique AQUI

Crudites_2-cópia

 

 

Bom Apetite!

Camarão flambado com purê de mandioquinha e quinua

Postado em Fácil, Frutos do Mar, Light, Pratos Principais, Receitas de 30 minutos, Receitas Rápidas - 29 de outubro de 2014

Camarão flambado com pesto2_F&F

Este prato é a prova de que é sim possível fazer receitas simples e fáceis com cara de receita elaborada, com um toque de sofisticação. Os camarões foram flambados, depois receberam uma generosa colherada de molho pesto por cima. Acompanhados por purê de mandioquinha – um clássico que combina perfeitamente com peixes e frutos do mar – e quinua negra ficaram com cara de festa!

 

Eu preparei este prato para jantar sozinha um dia desses em casa, porque a solidão no jantar não precisa ser sinônimo de macarrão instantâneo. Abri o congelador e bati os olhos em um pacote de camarão que eu havia trazido da praia. Imediatamente resolvi que seriam o meu jantar, e como flambar é o método mais rápido ( e na minha opinião o mais saboroso também) de preparar camarões eu os deixei descongelando e fui providenciar os acompanhamentos. O manjericão da minha hortinha de varanda viraram um delicioso molho pesto em menos de 5 minutos. As mandioquinhas orgânicas roubadas da gaveta de “papinha” da Olivia deram vida a um ultra simples porém delicioso purê, e a quinua negra trazida do Peru só agregou ainda mais sabor ao conjunto todo. Por falar nisso, quando você der de cara com um pacote de quinua negra no mercado não hesite em levá-lo para casa. Na minha opinião é a mais saborosa e crocante de todas as quinuas, uma pena ser tão difícil de encontrá-las por aqui, geralmente só encontro misturadas com a quinua vermelha e a branca. E se você for para o Peru faça como eu e lote sua mala desta delicia, porque além de todos os ótimos adjetivos a quinua por lá é muito mais barata que aqui.

 

Se você nunca se arriscou em preparar camarões saiba que há muitas possibilidades de preparo para eles, e que cozinham muito rápido, aliás tão rápido que você precisa ficar de olho pois se passarem do ponto ficam duros e pouco saborosos. O purê desta vez eu quis fazer uma versão mais light (não totalmente light porque sou filha de Deus e usei um tico de manteiga) e usei apenas a água do cozimento no lugar do leite (e prefiro assim). Para o molho pesto eu decidi não usar nenhum tipo de castanha ou amêndoa, porque eu queria que ficasse bem verdolengo e líquido, para escorrer sobre os camarões.

 

Esta receita é tão fácil mas tão fácil que qualquer iniciante bem intencionado na cozinha consegue reproduzir. Que tal agradar o marido, esposa, ou o seu próprio estômago preparando esta delicinha?

 

CAMARÕES FLAMBADOS COM PURÊ DE MANDIOQUINHA E QUINUA

(para 2 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 12 camarões grandes descascados e limpos
  • suco de 1/2 limão
  • 1/3 de xícara (chá) de cachaça (ou whisky, ou conhaque)
  • 4 mandioquinhas descascadas e fatiadas
  • 1/2 xícara (chá) da água do cozimento das mandioquinhas
  • 1 colher (chá) de manteiga
  • 1 xícara (chá) de folhas de manjericão
  • 1/3 xícara (chá) de azeite
  • 1/2 xícara (chá) de quinua (usei a negra, mas pode ser qualquer uma delas)
  • pimenta moída e sal a gosto
  • azeite a gosto

 

Modo de Preparo: Prepare primeiro o purê de mandioquinha, cozinhando-as em água até que estejam bem macias. Reserve a água do cozimento. Coloque em uma tigela (ou no liquidificador) a mandioquinha cozida, a água, a manteiga e o sal a gosto e bata com um mixer por apenas 2 minutos, até obter um purê bem liso e homogêneo. Também no mixer bata o azeite, as folhas de manjericão, a pimenta e o sal para fazer o molho pesto. Cozinhe a quinua no dobro da quantidade de água e sal por apenas 5 minutos após a fervura da água, pois elas devem ficar al dente. Agora prepare os camarões. Em uma tigela coloque os camarões e tempere com o suco de limão, a pimenta e o sal. Aqueça bem uma frigideira, adicione um fio de azeite e salteie os camarões por apenas 2 minutos. Regue com a cachaça (ou whisky ,ou conhaque) e incline a frigideira em direção á chama do fogão, deixando a chama subir e flambar os camarões. Sirva em seguida os camarões sobre uma “caminha” de quinua e acompanhados com purê de mandioquinha. Regue os camarões com uma porção generosa de molho pesto e seja feliz!

 

Camarão flambado com pesto_F&F

 

 

Bom Apetite!

 

Biscoitos funcionais de castanhas com geleia

Postado em Comidinhas, Doces, Fácil, Gastronomia Funcional, Light, No forno, Receitas Especiais (s/ Glúten/Lactose), Receitas Rápidas - 20 de outubro de 2014

Petit-four-funcional1_FF

Desde que eu fui apresentada à gastronomia funcional há alguns anos atrás pelo meu amigo Marcelo Facini, chef especialista na área, fiquei totalmente apaixonada por tantas possibilidades que as restrições ironicamente acabam proporcionando para as pessoas.

 

O fato é que embora eu não sofra nenhum tipo de intolerância alimentar eu sempre fui muito curiosa por aprender coisas novas sobre alimentação, sobretudo alimentação saudável. Aprendi que receitas funcionais não são boas apenas para quem tem intolerância, mas são maravilhosas para qualquer pessoa pois só fazem bem à saúde. É maravilhoso poder ter opções cheias de sabor mas sem conservantes, sem corantes e muitas vezes com baixíssimas calorias. E quando se tem filhos então, você só quer servir o melhor e mais saudável pra eles.

 

Estes biscoitinhos que eu também gosto de chamar de petit four funcionais nasceram desta minha curiosidade. Depois de procurar em muitos lugares diferentes e não encontrar uma receita de biscoitos que levasse muitas castanhas e zero açúcar, mas que não precisasse nem de ovos para dar liga na massa e alguns testes eu cheguei nesta receitinha deliciosa! Até eu me surpreendi com o sabor, a delicadeza e a textura crocante destes biscoitinhos, e fiquei muito feliz com o sucesso que eles fizeram entre os que tiveram a oportunidade de provar.

 

Como eu já mencionei, eles não levam açúcar nem adoçante na receita, pois são naturalmente adoçados com a pasta feita de tâmaras e ameixas secas preparada no processador de alimentos. Eles também não levam ovo, nem farinha de trigo e nem leite. A única gordura que eles tem é da manteiga de amendoim e do óleo de coco.

 

A receita é bem fácil de preparar, e fica pronta rapidinho, mas o uso do processador ou liquidificador é indispensável, principalmente para fazer a pasta de tâmaras e ameixas e para triturar as castanhas e amêndoas. Quando a massa está pronta para ser modelada a impressão que dá é que não vai dar liga, mas basta moldar o primeiro biscoito para ver que uma simples apertada entre as mãos faz com que a massa grude, e dá para enrolar como brigadeiro e servir cru, sem assar, se você quiser. Um acompanhamento muito saboroso e saudável para o café da manhã ou da tarde.

Petit four funcional2_F&F

 

BISCOITOS FUNCIONAIS DE CASTANHAS COM GELEIA

(rende 20 unidades)

 

Ingredientes:

  • 1 xícara (chá) de castanha de caju
  • 1 xícara (chá) de amêndoas com ou sem pele
  • 1/2 xícara (chá) de farinha de linhaça (pode ser farinha de amêndoas também)
  • 1/2 xícara (chá) de quinua em flocos
  • 1 xícara (chá) de pasta de tâmaras e ameixas secas* (veja abaixo como preparar)
  • 1/3 xícara (chá) de óleo de coco (ou de girassol)
  • 2 col (sopa) de manteiga de amendoim
  • 1 pitada de canela em pó
  • 1 pitada de sal
  • geleia à sua escolha o quanto baste (usei uma geleia diet sabor framboesa)

 

Modo de Preparo: Prepare a pasta de tâmaras e ameixas secas: triture no processador 1/2 xícara de chá de ameixas secas e 1/2 xícara de chá de tâmaras com 3 colheres de sopa de água e bata até conseguir uma pasta firme. Reserve. Triture grosseiramente a castanha de caju, e depois as amêndoas. Em um bowl misture a castanha de caju triturada, as amêndoas trituradas, a farinha de linhaça (ou de amêndoas se preferir), a quinua em flocos e mexa bem. Depois junte o óleo de coco, a pasta de tâmaras e ameixas, o óleo de coco, a manteiga de amendoim, a canela, o sal e misture bem com as mãos até obter uma massa semelhante a uma farofa úmida. Preaqueça o forno em 180º e modele os biscoitos fazendo bolinhas, depois achatando-as e fazendo uma cavidade no meio para colocar a geleia. Disponha todos os biscoitos sobre um silpat (aqueles tapetinhos de silicone próprios para assar), ou sobre uma assadeira antiaderente e preencha todos eles com a geleia da sua escolha. Leve para assar por 20 minutos, ou até que os biscoitos estejam dourados. Deixe esfriar fora do forno, de preferência sobre uma grade de resfriamento de biscoitos. Se quiser enfeite com amêndoas picadas. Sirva em temperatura ambiente.

Petit four funcional3_F&F

 

Bom Apetite!!!

 

Costelinhas caramelizadas com shoyu e mel

Postado em Carnes, Clássicos, Comfort Food, Fácil - 15 de outubro de 2014

Costelinha caramelizada REDUZIDA_F&F

 

Esses dias eu parei para pensar um pouco sobre as receitas que já passaram por aqui e me dei conta de que nunca havia postado uma única receita com costelinhas de porco, embora eu goste bastante. Pensando um pouco mais além eu percebi que há uma razão para que eu não cozinhe tanto carne de porco em casa, e isto é de certa forma cultural, herança familiar mesmo. Quando eu era criança minha mãe não tinha o hábito de preparar carne de porco com frequência, uma vez ou outra aparecia um arroz com suã, um lombo assado com batatas ou costelinhas assadas. E até então minha referência de carne de porco era esta, somada ao torresmo, claro, minha eterna paixão!

 

Mas o fato é que eu me casei e o meu marido não gosta e não come carne de porco de jeito nenhum, então quando eu tenho vontade fica mais fácil sair para comer ou pedir para a minha mãe preparar. Mas e quem disse que eu gosto só de coisas fáceis? Então, por isso mesmo quando eu vejo um bom pedaço de carne de porco na prateleira do meu açougue preferido eu levo pra casa e espero a ideia surgir. Desta vez eu resolvi testar o preparo da costelinha na panela de pressão e com aquele mesmo tempero de shoyu e mel que já passou por aqui acompanhado de um franguinho e depois de um salmão.

 

Preciso avisar que esta receita é muito fácil de preparar e fica tão deliciosa que é um perigo você perder a noção e comer em quantidades absurdas! Tudo aqui combina lindamente, vale à pena testar!

 

COSTELINHAS CARAMELIZADAS COM SHOYU E MEL

(serve 6 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 2 kg de costelinha de porco separadas umas das outras
  • 1/2 xícara (chá) de shoyu light
  • 1/2 xícara (chá) de mel
  • 1/2 xícara (chá) de vinho branco seco ou suco de laranja
  • 1 pimenta dedo-de-moça sem sementes e bem picada
  • 1 cebola média bem picada
  • 2 dentes de alho bem picados
  • salsa fresca a gosto
  • sal a gosto

 

Modo de Preparo: Coloque as costelinhas em uma tigela. Misture o shoyu, o mel e o vinho branco e derrame sobre as costelinhas, deixando marinar por 30 minutos. Doure a cebola e o alho em um fio de azeite na panela de pressão e junte toda a costelinha com a marinada. Junte a pimenta picada, salsa fresca a gosto e tampe a panela. Depois que pegar pressão reduza o fogo para a chama média e deixe cozinhar por 30 minutos. Espere a pressão sair e sirva em seguida acompanhada de arroz e salada. Provavelmente não vai precisar adicionar mais sal, mas se achar necessário basta acrescentá-lo ao final do cozimento.

 

Bom Apetite!

 

 

 

Pão de Abóbora Fácil

Postado em Fácil, No forno, Pães e Tortas - 02 de outubro de 2014

Pão de Abóbora_F&F

Como já disse outras vezes aqui eu amo fazer pão, seja ele mais trabalhoso, daqueles que tem que sovar com vontade, seja daqueles mais fáceis que basta misturar tudo e despejar na assadeira. Para a alegria de vocês a receita de hoje se encaixa no segundo time, dos pães fáceis, aliás, facílimos, já que grande parte da receita é preparada no liquidificador.

 

Estava com muita abóbora na geladeira e há tempos queria tentar uma receita de pão de abóbora que fosse bem prática. Procurei na internet alguma receita assim mas nada de encontrar, a maioria delas era cheia de etapas e que exigiam mais tempo na cozinha. Então, em tempos de correria tudo o que eu não queria era passar horas na cozinha fazendo pão, e resolvi ir em busca da minha própria receita de pão de abóbora do jeito que eu queria. Se desse certo ótimo! E não é que deu mesmo? O resultado é um pão bem fofinho e muito saboroso, mas preciso avisar que ele fica melhor se for consumido no mesmo dia. No dia seguinte eu ainda comi dele, mas a textura já não era mais a mesma e o sabor nem de longe se compara ao pão feito na hora. Por isso eu recomendo que prepare esta receita para servir quentinha, recém saída do forno, pra manteiga derreter e escorrer mesmo, até porque é tão fácil e tão rápido de preparar que não vale a pena preparar na véspera.

 

Ah, eu fico tão feliz quando vejo um pão quentinho e perfumado saindo do forno! E vocês?

 

PÃO DE ABÓBORA FÁCIL

(rende 10 fatias)

 

Ingredientes:

  • 1 xícara (chá) de abóbora cozida e amassada
  • 1/3 de xícara (chá) de azeite
  • 1 ovo
  • 1 colher (chá) de sal
  • 1 colher (chá) de açúcar
  • 1/2 xícara (chá) de leite + 2 colheres (sopa)
  • 3 colheres (sopa) de sementes de abóbora torradas
  • 1 ramo de alecrim
  • 1 colher (chá) de manjericão seco
  • 1 colher (chá) de açafrão em pó
  • 1 saquinho (10g) de fermento biológico seco instantâneo
  • 2 e 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo

 

Modo de Preparo: No liquidificador junte a abóbora cozida e amassada, o azeite, o ovo, o leite, o açúcar, o sal, as ervas e o açafrão em pó e bata bem até conseguir um creme. Junte metade da farinha de trigo e bata novamente. Hidrate o fermento em 2 colheres (sopa) de leite morno e reserve. Despeje a massa do liquidificador em uma tigela e vá acrescentando devagar a farinha restante e o fermento hidratado no leite, mexendo a cada nova adição. Por fim adicione metade das sementes de abóbora e misture bem. Unte e enfarinhe uma fôrma de bolo inglês e despeje a massa de abóbora apenas até 2/3 para deixar espaço pra massa crescer. Deixe o pão descansar e crescer por 30 minutos. Preaqueça o forno em 180° por 10 minutos. Polvilhe o restante das sementes de abóbora sobre o pão e leve para assar por 30 a 40 minutos no forno preaquecido, até ficar com a superfície dourada e passar no teste do palito. Sirva quente.

 

Dica: Pessoas com restrição à lactose e ao glúten podem substituir o leite por qualquer leite vegetal, e a farinha de trigo por farinha de arroz ou metade de farinha de arroz (ou de grão-de-bico) e metade de fécula de batata.

 

Bom Apetite!

 

Biscoito Fit de Banana

Postado em Comidinhas, Doces, Fácil, Gastronomia Funcional, Light, No forno, Receitas de 30 minutos - 24 de setembro de 2014

Biscoitinhos fit de banana_F&F

Ah como eu estou em falta com vocês! Me desculpem pelo sumiço, a vida anda bastante corrida por aqui. Teve viagem, teve retorno ao trabalho, tem a rotina com a Olivia e mais algumas coisas acontecendo ao mesmo tempo, uma verdadeira loucura. Também estou curtindo sem culpa esta fase bebê da Olivia porque sei que esta fase não volta nunca mais e ela precisa de mim mais do que qualquer outra coisa na minha vida neste momento. Por outro lado tem uma novidade linda pintando em breve, relacionada ao blog e que está me tomando um tempo absurdo mas que tenho certeza que vocês vão amar!!! Então eu só peço mais um pouquinho de paciência para vocês, queridos que me acompanham desde o início do blog e gostam tanto daqui, porque já estou organizando a vida e colocando tudo nos eixos.

 

Agora vamos falar da receita de hoje que é uma receitinha ultra mega simples, fácil e rápida de preparar, e que pode ser consumida sem culpa alguma já que não leva nem gordura, nem açúcar, nem glúten e nem leite. Isto quer dizer que pode ser consumida por todos, inclusive por diabéticos e pessoas intolerantes ao glúten e à lactose.

 

Eu gosto de chamar de biscoitinho fit porque o pessoal da “maromba” costuma preparar estes biscoitinhos para saciar a fome na hora dos lanchinhos e como ele não tem açúcar e nem gordura não pesa na balança e não detona a dieta de ninguém. Além disso é rico em fibras e vitaminas, podendo ser também um ótimo lanchinho para bebês que já foram introduzidos à alimentação sólida e para crianças. Bom demais né?

 

A receita é preparada com apenas 3 ingredientes. Tenho que avisar que estes biscoitos não ficam crocantes, tem uma consistência mais macia e apesar de não levar açúcar são docinhos e muito saborosos.

 

BISCOITINHO FIT DE BANANA

(rende 12 unidades)

 

Ingredientes:

  • 2 bananas nanicas grandes e maduras
  • 1 xícara (chá) de quinua em flocos
  • 1 colher (chá) de canela em pó

 

Modo de Preparo: Preaqueça o forno a 190º. Amasse bem as bananas com um garfo e misture a quinua em flocos e a canela até obter uma massa cremosa e homogênea. Unte levemente uma assadeira com azeite (ou use um tapetinho de forno forrando uma assadeira, conhecido como Silpat, e aí não precisa untar) e espalhe a massa em pequenas colheradas, modelando os biscoitos com a própria colher e mantendo uma distância de alguns centímetros entre um biscoito e outro. Asse por 30 minutos, ou até perceber que os biscoitos estão dourados e firmes. Desligue o forno e deixe que esfriem lá dentro. Armazene por até 3 dias em um pote bem vedado.

Biscoito fit2_F&F

Dica: Se você não encontrar quinua em flocos pode substituí-la por aveia em flocos, o resultado fica igualmente bom, mas aí a receita passará a conter glúten.

 

Bom Apetite!

 

O mesmo processador do Jamie agora na minha cozinha

Postado em Fácil, Figos&FunghisTV, publieditorial, Vídeos - 01 de setembro de 2014

 

Há alguns dias atrás eu fui convidada pela Polishop a conhecer e testar o novo processador de alimentos da linha do Jamie Oliver, o mesmo que ele usa no programa “15 minutos e pronto!”. É claro que eu topei na hora e fiquei super ansiosa aguardando a chegada do meu novo companheiro de cozinha. Quando ele chegou fui logo testando e fiquei muito feliz com o desempenho, as minhas expectativas foram correspondidas de forma muito positiva, ele é  mesmo um arraso! É fácil de manusear, super potente, com várias opções de lâminas e batedores e além de tudo é fofo.

 

Hoje vou mostrar para vocês uma receita rapidinha de molho pesto feito no processador Jamie Oliver. A receita escolhida é muito versátil e pode ser usada de três formas diferentes! Ficou curioso? Então assista o vídeo abaixo e saiba como fazer, porque além de prática, é muito gostosa.

 

 

E então, gostou? É bem fácil fazer molho pesto não é mesmo? Eu adoro a praticidade e o sabor único desta receita!

 

Para saber mais sobre o processador Jamie Oliver, que é fabricado pela Philips Walita, basta clicar aqui.

 

Bom Apetite!

 

 artigo-patrocinado_F&F

 

Pão de Milho de Minuto, sem glúten

Postado em Comidinhas, Fácil, Massas e Pizzas, No forno, Pães e Tortas, Receitas de 30 minutos, Receitas Especiais (s/ Glúten/Lactose) - 15 de agosto de 2014

Pão de Milho_F&F

Há tempos que eu estava buscando uma receita nova de pão de milho, que fosse bem fácil e rápida de preparar, de minuto mesmo, para aqueles dias em que bate a vontade de comer um pão bem gostoso mas sem ter todo aquele trabalho. E para a minha alegria depois de alguns testes, esta receita aqui me deixou satisfeita, era mesmo o que eu queria!

 

O pão de milho, também conhecido como “cornbread” é uma receita muito tradicional nos Estados Unidos, típica da culinária sulista, mais precisamente, e lá as pessoas costumam comê-lo desde o café da manhã, acompanhado de queijos, manteiga e geleia, até o jantar acompanhado de sopas e ensopados. É uma receita bastante versátil e que pode ser incrementada adicionando-se ingredientes na cobertura, ou não. Tudo depende do gosto de quem prepara.

 

Eu testei este pão na versão com e sem glúten, e acho que as duas versões ficaram igualmente boas, então se você preferir a versão tradicional basta substituir a farinha de arroz por farinha de trigo. Coloquei tomatinhos, azeitona preta e flor de sal na superfície porque a minha intenção era servir no café da tarde. Olha, tenho que dizer que ficou muito bom, o único porém é que uma receita rende um pão pequeno, seja em fôrma de bolo inglês, seja em fôrma quadrada como a que eu usei. A minha tem 20cm x 20cm e o pão de milho ficou baixinho, então se você for servir pra muita gente eu recomendo dobrar ou até triplicar a receita, para render um pãozão!

Pão de milho2baixa_F&F

PÃO DE MILHO DE MINUTO, SEM GLÚTEN

(rende 1 pão de milho pequeno)

 

Ingredientes:

  • 1 xícara (chá) de farinha de arroz, peneirada
  • 1 xícara (chá) de farinha de milho fina
  • 1 colher (sopa) rasa de fermento químico em pó
  • 1/2 colher (chá) de sal
  • 2 ovos
  • 1 xícara (chá) de iogurte natural
  • 1/4 de xícara (chá) de azeite
  • 2 colheres (sopa) de mel
  • 2 colheres (sopa) de açúcar

 

Modo de Preparo: Preaqueça o forno em 190º. Unte e enfarinhe com a farinha de arroz uma fôrma de 20cm x 20cm (ou uma fôrma pequena de bolo inglês) e reserve. Em um bowl misture a farinha de arroz, a farinha de milho, o fermento, o sal e mexa bem. Em outro bowl bata os ovos com um garfo e misture o iogurte, os ovos, o azeite, o mel e o açúcar. Mexa até incorporar tudo. Adicione a misture líquida à mistura seca, despejando-a no centro do bowl. Misture tudo até todos os ingredientes secos estejam totalmente incorporados, mas não mexa muito, no máximo 20 segundos. Despeje a massa sobre a fôrma já untada e enfarinhada e asse imediatamente, em 190º por 25 minutos, ou até que passe pelo teste do palito e as bordas do pão tiverem começado a se soltar da assadeira. Sirva quente ou em temperatura ambiente, como preferir.

 

Bom Apetite!

 

Abobrinha e Berinjela Recheadas à moda síria

Postado em Abobrinha, Berinjela, Carnes, Comidinhas, Cozinha Árabe, Fácil, No forno, Receitas Rápidas - 13 de agosto de 2014

Abobrinha recheada_F&F

 

Esta receitinha surgiu de uma geladeira quase vazia num dia de correria em que o almoço precisava ser preparado rapidamente e com o que tinha disponível no momento. Mesmo assim ficou delicioso e o resultado surpreendente.

 

A inspiração veio da comida árabe, que eu amo de paixão, mas com ares de comidinha saudável já que a carne do recheio foi preparada com quase nada de gordura (no caso usei apenas azeite). A combinação de canela com pimenta síria e carne ficou um arraso com as cranberries secas, os piñoles e as sementes de abóbora torradas. Ok, pode não ter ficado a mais árabe das comidas, mas o que importa é que deu super certo! Tudo bem simples, rápido e cheio de sabor!

 

ABOBRINHA E BERINJELA RECHEADAS À MODA SÍRIA

(para 2 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 400g de carne moída magra
  • 1 abobrinha italiana média
  • 1 berinjela média
  • 3 colheres (sopa) de cranberries desidratadas ou uvas passas
  • 1 colher (sopa) de piñoles
  • 2 colheres (sopa) de sementes de abóbora torradas
  • 1 colher (sopa) de azeite
  • 1 colher (café) de pimenta síria
  • 1 pitada de canela
  • 6 folhas de hortelã picadas
  • sal a gosto

 

Modo de Preparo: Preaqueça o forno a 200º. Lave bem a berinjela e a abobrinha e corte-as ao meio no sentido do comprimento. Regue com um fiozinho de azeite e leve ao forno por 20 minutos. Enquanto isso aqueça azeite em uma frigideira e refogue a carne moída com a pimenta síria, a canela e o sal. Reserve. Aqueça novamente a frigideira e toste rapidamente os piñoles e as sementes de abóbora. Por fim junte os piñoles, as sementes de abóbora, a hortelã picada e as cranberries na carne moída refogada e misture bem. Retire a abobrinha e a berinjela do forno e recheie com a mistura de carne. Retorne ao forno para aquecer um pouco e sirva em seguida.

 

Bom Apetite!

 

Quinua com Ratatouille

Postado em Comfort Food, Fácil, Light, Pratos Principais, Vegetarianas - 06 de agosto de 2014

Quinua com Ratatouille_F&F

 

Se tem uma coisa que eu faço questão na minha vida é de manter uma alimentação saudável, e desta forma eu consumo diariamente produtos ricos em nutrientes, vitaminas e é claro, sem abrir mão do sabor. No setor “produtos naturais e saudáveis que eu amo” a quinua está sem dúvida entre os primeiros lugares. Costumo fazer muito tabule de quinua em casa, mas também faço outros tipos de salada e outros preparos quentes como hambúrguer e tortas, o que quer dizer que as possibilidades com a quinua são muitas!

 

Este delicioso grão de origem andina é uma das principais bases da alimentação peruana e lá é utilizado até mesmo no preparo de sobremesas. Quando estive no Peru ano passado fiquei surpresa com a infinidade de espécies de quinua que eles produzem por lá, de todas as cores, da amarela à pink, umas com sabor mais forte e outras mais suaves, e é claro que eu trouxe alguns pacotes de quinua que foram rapidamente consumidos.

 

E assim, de tanto usar a quinua em casa é que surge a necessidade de criar novas combinações e pratos com este delicioso grão, como esta quinua com ratatouille que saciou a fome de uma mãe enlouquecida num dia de semana qualquer, mas com muito sabor!

 

QUINUA COM RATATOUILLE

(para 2 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 1 xícara (chá) de quinua
  • 1 berinjela cortada em cubos
  • 1 abobrinha cortada em cubos
  • 1 cebola grande cortada em meia lua
  • 12 tomatinhos cereja cortados ao meio
  • 3 colheres (sopa) de azeite
  • 1 colher (sopa) de molho inglês
  • 1 pitada de pimenta calabresa
  • sal a gosto

 

Modo de Preparo: Cozinhe a quinua em água em fogo médio até que esteja al dente, isto vai levar aproximadamente 15 minutos. Preaqueça o forno em 190º. Espalhe todos os vegetais picados sobre uma assadeira, tempere e misture bem. Leve ao forno por 30 minutos ou até que estejam macios. Retire os vegetais do forno e misture com a quinua já cozida. Sirva em seguida.

 

Dica: Esta receita pode ser consumida quente, morna ou até mesmo fria como salada. Você pode utilizar outros vegetais da sua preferência para adaptar esta mesma receita. Se quiser faça como eu, pra deixar o prato ainda mais completo e gostoso frite um ovo e coloque por cima.

 

Bom Apetite!

 

Ceviche Peruano

Postado em Clássicos, Comidinhas, Entradas, Fácil, Light, Peixe, Receitas de 30 minutos, Receitas Rápidas - 04 de agosto de 2014

Ceviche reduzida_F&F

 

Desde que eu era pequena o meu pai, que adora pescar, sempre trazia muitos peixes pra casa e nos fazia experimentar de todo jeito: assado, na brasa, recheado, frito e inclusive cru. Em casa sempre teve ceviche e sashimi e o resultado disso é que hoje a comida peruana e a comida japonesa estão entre as minhas preferidas no mundo!

 

Outro dia, em meio à Copa do Mundo, me bateu uma vontade de preparar um ceviche fresquinho para acompanhar junto com os amigos o jogo do Brasil x Chile. Ok, ceviche é peruano, mas saibam que a influência gastronômica do Peru sobre o Chile é gigante! Bom, os amigos se encarregaram das compras e voltaram com o Robalo mais fresquinho comprado no Ceagesp, aqui em Sp. Batata doce orgânica, cebola roxa e pimenta dedo-de-moça compuseram lidamente o ceviche, agregando cor e muito sabor! Como eu adoro o ceviche peruano acompanhado dos famosos “choclos” gigantes e por aqui não é tão fácil de encontrá-los resolvi fazer uma pequena adaptação e misturar ao ceviche uma espiga de milho verde cozido ao vapor, bem docinho. Bom, o resultado foi sucesso total, todos amaram o ceviche, que por termos exagerado um pouco na quantidade, mais tarde aqui em casa virou recheio de Fish Tacos…hahahahha

 

O que eu achei sensacional sobre o ceviche e resolvi utilizar nesta receita é o processo de cocção no gelo, e não apenas deixar o ceviche ali marinando no suco de limão temperado (o tal leche de tigre) por um tempão. Dizem que antigamente no Peru o ceviche era preparado assim, deixado marinando por horas a fio, mas que hoje a técnica mais moderna pede a cocção no gelo, talvez por ser mais rápido e mais prático.

 

CEVICHE PERUANO 

(serve 6 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 600g de robalo bem limpo e cortado em filés
  • 1/2 xícara (chá) de suco de limão (misturei 1 limão siciliano e 2 tahiti)
  • 1 cebola roxa cortada em meias luas bem finas
  • 1 pimenta dedo-de-moça sem sementes fatiada finamente
  • 1 punhado de coentro picado
  • sal a gosto
  • 4 pedras de gelo
  • 1 espiga de milho cozida (ou uma caixinha)
  • 1 batata doce cozida al dente

 

Modo de Preparo: Corte os filés de robalo ou outro peixe branco da sua preferência em tiras e depois em cubos médios e reserve. Adicione o sal, a pimenta dedo-de-moça e misture bem. Em outro recipiente misture bem o gelo com o suco de limão e regue o peixe cortado. Junte a cebola roxa, o coentro e misture bem, sem parar de mexer por uns 5 minutos. Prove o tempero, prove a consistência do peixe que deverá ser firme. O peixe fica levemente cozido na parte de fora e cru no interior. Ajuste o sal se achar necessário e adicione um pouco de água se estiver muito ácido. Finalize juntando o milho cozido já retirado da espiga (ou sirva rodelas da espiga ao lado do ceviche, como preferir) e com a batata doce cozida cortada em bastões. Enfeite com tirinhas de pimenta fatiada e folhas de coentro. Sirva em seguida.

 

Dica: Misture limão siciliano e limão tahiti para suavizar o sabor forte do limão.

 

Bom Apetite!

 

 

Robalo Grelhado com Cogumelos Salteados

Postado em Cogumelo, Fácil, Light, Peixe, Pratos Principais, Receitas de 30 minutos, Receitas Rápidas - 29 de julho de 2014

Robalo Grelhado com cogumelos salteados

 

Se tem uma receita que pode ser ao mesmo tempo rápida de fazer e ultra saborosa é esta aqui! Perfeita para quando dá vontade de comer um peixe bem feito, grelhadinho e acompanhado de algo bem delicioso e igualmente light! Aqui o peixe usado foi o robalo, mas esta receita pode ser preparada com qualquer outro peixe de carne firme da sua preferência, como salmão, atum, badejo, congrio, entre outros.

 

Para acompanhar o robalo grelhado preparei cogumelos portobelo salteados com alho poró em azeite e temperinhos, além de uma batata doce que fiz assada no estilo rústico que ficou de comer de joelhos de tão boa! Sabe quando fica meio crocante por fora e nas pontinhas e cremosinha por dentro? Ficou exatamente assim!

 

Receita linda para festejar tanto peixe delicioso que temos por aqui, deixar a barriguinha feliz e ainda por cima não sair da linha! É uma receita bastante versátil e simples de preparar, que pode ser servida em refeições em dias de semana ou em um jantar mais especial para convidados queridos, afinal este prato faz bonito na mesa, e quem curte um peixinho vai se impressionar!

 

ROBALO GRELHADO COM COGUMELOS SALTEADOS

(para 2 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 2 postas altas de robalo, livre de pele e espinhas
  • 1 fio de azeite
  • 1 colher (sopa) de raspas de casca de limão siciliano
  • pimenta e sal a gosto

 

Modo de Preparo: Tempere as postas de peixe com o azeite, o sal, a pimenta e as raspas de limão siciliano e esfregue bem. Aqueça uma frigideira e quando estiver bem quente coloque as postas de peixe. Deixe grelhar por 5 minutos de cada lado ou até perceber que o peixe está bem cozido sem deixar passar do ponto, o que deixaria o peixe ressecado.

 

Para os Cogumelos Salteados:

  • 200g de cogumelos portobelo limpos e cortados em pedaços médios
  • 2 talos de alho poró fatiados em pedaços de 3 cm
  • 1 dente de alho espremido
  • 2 colheres (ssopa) de azeite
  • 1 ramo de tomilho fresco
  • pimenta e sal a gosto

 

Modo de Preparo: Aqueça o azeite numa frigideira e frite rapidamente o alho e o ramo de tomilho. Junte o alho poró e refogue por 3 minutos, então junte os cogumelos e salteie na frigideira por 5 minutos. Ajuste o sal e a pimenta a gosto. Deixe os cogumelos bem firmes ainda e desligue. Sirva junto com o peixe grelhado.

Robalo Grelhado com cogumelos salteados2_F&F

Risoto de Cevadinha com Cogumelos

Postado em Comfort Food, Fácil, Light, Pratos Principais, Risotos, Vegetarianas - 14 de julho de 2014

Risoto de cevadinha com cogumelos e ovo reduzida_F&F

 

Nem todo risoto precisa ser feito de arroz arbório para ser delicioso. No caso deste risoto aqui, por exemplo, o arroz foi substituído por cevadinha, que com um delicioso caldo de funghi e cogumelos frescos variados transformou-se num belo risoto saudável para o jantar.

 

Você também pode variar o tradicional risoto preparado com arroz para aqueles dias em que bate uma vontade enorme de comer risoto mas numa época em que você não está pretendendo consumir todas as calorias de um risoto tradicional. Saiba que é possível sim matar um pouco da vontade usando ingredientes mais nutritivos e menos calóricos que o arroz, e que ainda agregam um sabor delicioso e diferente ao prato. Aqui em casa eu gosto de fazer estes “risotos falsos” usando cavedinha, quinua, amaranto, arroz cateto e arroz multigrãos integrais. Eles ficam mesmo deliciosos e super levinhos, não há quem resista!

 

Use a criatividade e faça a sua versão de risoto saudável. Arrisque e mescle grãos integrais com legumes, verduras, frutas e queijos para ter um delicioso prato como este sempre que tiver vontade e se deleite sem peso na consciência! Comida gostosa, comfort food, daquelas que abraçam mesmo não precisam ser necessariamente gordinhas. E comer é tão bom…

 

RISOTO DE CEVADINHA COM COGUMELOS FRESCOS

(serve 2 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 1 xícara (chá) de cevadinha integral lavada e escorrida
  • 1 cebola roxa bem picada
  •  2 dentes de alho bem picados
  • 300g de cogumelos frescos variados cortados em pedaços (usei shitake, shimeji e paris)
  • 3 colheres (sopa) de azeite
  • 1 litro de caldo de funghi seco*
  • 50g de funghi seco
  • 1 ramo de alecrim
  • 1 ramo de tomilho
  • pimenta e sal a gosto
  • 2 ovos para finalizar (opcional)

 

Modo de Preparo: Comece preparando o *caldo de funghi seco. Leve ao fogo 1,5 litro de água para ferver com 50g de funghi seco, quando o caldo ferver retire o funghi da panela, pique e reserve. coe o caldo que ficou em um coador de café para retirar qualquer sujeira ou areia que tenha ficado no fundo. Torne o caldo para a panela e mantenha aquecido em fogo médio. Em outra panela inicie o preparo do risoto. Refogue a cebola no azeite até começar a amolecer, então junte o alho, o funghi picado, o alecrim, o tomilho e a cevadinha. Refogue por uns 2 minutos e junte o caldo de funghi. Reduza o fogo para o baixo e deixe cozinhar com a panela semi tampada por 20 minutos, mexendo de vez em quando. Quando a cevadinha estiver al dente junte todos os cogumelos frescos cortados em pedaços e deixe cozinhar por mais 5 minutos. Ajuste o sal e a pimenta. Se quiser finalize quebrando dois ovos sobre cada lado da panela e cozinhe-os até o ponto desejado sobre o risoto com a panela tampada em fogo bem baixo. Sirva em seguida com um ovo sobre cada prato de risoto. Regue com azeite e aproveite!

 

Bom Apetite!

 

Cheesecake que não vai ao forno

Postado em Clássicos, Doces, Fácil, Receitas de Família, Sobremesas, Tortas - 26 de junho de 2014

Cheesecake sem assar_F&F

 

Aqui em casa nós adoramos Cheesecake, uma tradicional receita americana de torta com base de massa crocante e recheio de cream cheese. Além de ser deliciosa esta torta é bem fácil de fazer, e esta versão aqui que não precisa ir ao forno é mais fácil ainda e fica igualmente deliciosa!

 

O bom de não precisar levar ao forno é que ela pode ser preparada em menos tempo e em praticamente qualquer lugar, basta ter uma geladeira à disposição. Para acompanhar fiz uma caldinha de mirtilos (ou blueberries) com açúcar orgânico que ficou simplesmente divina, mas no lugar dela poderia ser também a clássica combinação de frutas vermelhas, ou uma camada generosa de geleia caseira. Outro ponto bastante interessante é que como não precisa ir ao forno esta torta pode ser preparada por crianças que amam ir pra cozinha e sem oferecer nenhum risco, ou seja, é diversão garantida na cozinha!

 

CHEESECAKE QUE NÃO VAI AO FORNO

(rende 12 fatias médias)

 

Ingredientes:

  • 1 pacote e 1/2 de bolacha maizena
  • 12 colheres (sopa) de manteiga sem sal em temperatura ambiente
  • 2 colheres (sopa) de açúcar
  • 750g de cream cheese (ou 5 caixinhas de 150g)
  • 1 lata de leite condensado
  • suco de 1 limão
  • 1 colher (chá) de extrato ou essência de baunilha

 

Para a calda de mirtilos:

  • 300g de mirtilos frescos
  • 10 colheres (sopa) de açúcar orgânico
  • 1 colher (café) de suco de limão

 

Modo de Preparo: Coloque todo o pacote de bolacha dentro de um saco zip, feche e bata bastante com um martelo de cozinha até que esteja tudo bem triturado. Passe para um bowl e junte o açúcar e a manteiga e misture bem até formar uma massa com aspecto de “areia” bem grossa. Espalhe bem esta massa sobre uma forma de aro removível e aperte bem contra o fundo e até 1 dedo de altura nas laterais. Leve para o freezer por 15 minutos. Enquanto isso prepare o recheio. Coloque todo o cream cheese numa batedeira e bata em velocidade média até que esteja bem aerado e aumentado de volume. Junte o leite condensado, o suco de limão e a essência de baunilha e bata mais um pouco para incorporar. Desligue a batedeira e passe todo este recheio para a forma com a massa que estava no freezer, alisando bem a superfície com uma espátula. Leve para a geladeira por no mínimo 2 horas para firmar o recheio. Quando estiver bem firme retire da forma, corte em fatias médias e sirva com a calda de mirtilos por cima e uma porção de chantili se quiser. Eu ainda acrescentei umas tirinhas de limão cristalizado compradas prontas para dar um charme.

 

Para a calda : Coloque todo o mirtilo em uma caçarola e misture o açúcar e o suco de limão. Leve para cozinhar em fogo baixo até engrossar e obter um ponto de xarope, que é quando você colocar a colher na calda e ela ficar toda recoberta com o líquido, sem escorrer completamente.

 

Bom Apetite!

 

Spaghetti com Camarão à Putanesca

Postado em Clássicos, Fácil, Frutos do Mar, Massas e Pizzas, Molhos, Pratos Principais, Receitas Italianas - 18 de junho de 2014

Spaghetti com camarão à putanesca_F&F

 

Eu amo massas, mas apesar de ter os meus molhos preferidos às vezes eu gosto de variar, e foi assim que surgiu a ideia de fazer um molho à putanesca com camarões. A variação deste molho clássico acrescido de camarões ficou simplesmente divina, tem um toque salgadinho e apimentado que faz toda a diferença. Para acompanhar e dar um charme a mais no prato eu fiz disquinhos de queijo parmesão, outra dica muito fácil de reproduzir aí na sua cozinha.

 

Esta massa fica linda e muito saborosa e é perfeita para os almoços de final de semana ou de feriado (andamos cheios de feriado por aqui hein?! Eba!). Tenho certeza que sua família e seus convidados irão se deliciar e pedir a receita :)

 

SPAGHETTI COM CAMARÕES À PUTANESCA

(serve 4 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 500g de camarões médios limpos, sem cabeça e sem casca
  • 500g de spaghetti
  • 4 tomates italiuanos sem pele e sem sementes picados
  • 1 lata de tomate pelado com o suco
  • 4 colheres (sopa) de azeitonas pretas sem caroço picadas
  • 4 colheres (sopa) de alcaparras
  • 1 pimenta dedo-de-moça sem sementes bem picada (ou outra de sua preferência)
  • 3 dentes de alho fatiados
  • 1 punhado generoso de manjericão fresco
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • sal a gosto

 

Para os discos de parmesão:

  • 200g de queijo parmesão ralado fino
  • 2 colheres (sopa) de farinha de trigo

 

Modo de Preparo: Leve água abundante para ferver para cozinhar o spaghetti. Enquanto isso aqueça o azeite em uma frigideira grande e doure levemente o alho fatiado. Junte os tomates italianos frescos picados, os tomates pelados com o suco e metade do manjericão. Cozinhe por 20 minutos e adicione as azeitonas e as alcaparras. Leve a massa para cozinhar na água fervente e adicione bastante sal na água. Cozinhe o molho por mais 5 minutos e junte os camarões limpos e descascados. Ajuste o sal e tampe a frigideira. Cozinhe por mais 5 minutos, escorra a massa e sirva com o molho por cima, finalizando os pratos com mais manjericão fresco picado e com um *disquinho de parmesão em cada prato. Sirva bem quente.

 

*Para fazer os discos de parmesão preaqueça o forno em 200º por 15 minutos. Misture o queijo parmesão com a farinha de trigo em um bowl e com a ajuda de um aro ajeite a mistura em uma assadeira antiaderente, fazendo o máximo de disquinhos que conseguir. Eles não podem ficar em uma camada grossa pois precisam ficar fininhos e crocantes ao final. Depois de moldar os disquinhos com um aro sobre a assadeira leve para o forno e asse por 15 a 20 minutos, ou até que os disquinhos estejam dourados. Retire do forno e espere esfriar. Depois de frios eles estarão crocantes para serem servidos com a massa.

 

Bom Apetite!

 

Arroz com tomates, linguiça defumada e vinho tinto

Postado em Arroz, Comfort Food, Comidinhas, Fácil, Receitas de 30 minutos, Receitas Rápidas - 16 de junho de 2014

Arroz com tomates, linguiça defumada e vinho_F&F

 

Sabe aquela geladeira abastecida com o que sobrou do final de semana? Ela pode render muitas opções de comidinhas que você nem imagina, como esta deliciosa receita de arroz com tomates, linguiça defumada e vinho tinto que ficou mesmo de babar!

 

Um pacotinho de linguiça defumada daqui, uns tomates dali, umas cebolas, um restinho de vinho tinto, uma porção de arroz integral que já estava cozido e pronto, estava feita a minha alegria. E com tantas tarefas e dias atribulados por aqui nada foi tão bom quanto este prato aí da foto, que foi preparado e não mais do que 15 minutos! Pois é, o improviso às vezes surpreende e produz maravilhas!

 

ARROZ COM TOMATES, LINGUIÇA DEFUMADA E VINHO

(serve 1 pessoa)

 

Ingredientes:

  • 2 linguiças tipo calabresa defumada fatiadas
  • 8 tomatinhos do tipo cereja ou uva
  • 1 cebola grande fatiada
  • 1 xícara (chá) de arroz integral (ou branco) já cozido
  • 4 colheres (sopa) de vinho tinto seco
  • 2 dentes de alho bem picados
  • azeite a gosto
  • pimenta e sal a gosto
  • salsa fresca picada

 

Modo de Preparo: Numa frigideira bem quente coloque um fiozinho de azeite e adiciona a linguiça fatiada. Deixe dourar bem e acrescente a cebola. Refogue por uns 3 minutos e junte o alho picado e os tomatinhos. Quando a cebola estiver bem murchinha junte o vinho tinto e mexa. Refogue por uns 5 minutos mexendo e junte o arroz, a salsinha e regue com azeite, mexendo e deixando cozinhar em fogo baixo com a frigideira tampada. Quando o arroz estiver bem quente junte mais azeite e salsinha e pronto! Pode comer e ser feliz!

 

Bom Apetite!

 

Quer ficar mais pertinho de mim? Então segue o Figos e Funghis no Facebook, Instagram e Twitter! As redes sociais do blog estão sempre cheias de novidades, fotos, dicas de lugares e um gostoso bate papo virtual :)

 

Goulash

Postado em Carnes, Clássicos, Cogumelo, Comfort Food, Fácil, Inverno, Pratos Principais, Receitas de Família - 29 de maio de 2014

Goulash_F&F

O friozinho delicia já chegou por aqui e é claro que as comidinhas também ficam mais quentes, mais suculentas e mais reconfortantes. Eu amo uma comida com caldos e molhos, e pra mim os ensopadinhos são a escolha número um no inverno quando preparo alguma receita com carne.

Esta receita aqui, por exemplo, o Goulash, é uma das minhas receitas preferidas desde criança. É quase uma carne de panela, mas se diferencia um pouco por conta dos temperinhos extras que são típicos desta receita húngara com molho à base de páprica que por aqui ganhou a companhia de cebolas, cenouras e cogumelos. Olha, só digo uma coisa, o caldinho temperado colocado sobre uma porção de arroz fresquinho pode causar muita alegria em um dia frio e chuvoso. Eu não resisto, e você?

GOULASH

(serve duas pessoas)

Ingredientes:

  • 300g de carne bovina cortada em cubos (alcatra, coxão mole, peito ou músculo)
  • 2 cebolas grandes cortadas em pétalas
  • 2 cenouras grandes descascadas e fatiadas
  • 100g de cogumelos paris limpos e fatiados
  • 2 dentes de alho
  • 1 lata de tomates pelados
  • 2 xícaras (chá) de caldo de carne ou legumes
  • 1 xícara (chá) de vinho branco
  • 1 colher (sopa) de páprica picante
  • 1 colher (sopa) de páprica doce
  • 1 colher (sopa) de óleo de girassol
  • pimenta moída a gosto
  • sal a gosto
  • salsa fresca picada para finalizar

 

Modo de Preparo: Numa panela de pressão aqueça o óleo e refogue a carne até dourar. Junte o alho, as pápricas, os tomates pelados, o vinho, o caldo e as cenouras e mexa. Feche a panela, cozinhe por 40 minutos em fogo médio após pegar a pressão, espere a pressão sair, abra a panela e junte as cebolas e os cogumelos. Cozinhe com a panela destampada por mais 15 minutos, ajuste o sal e a pimenta a gosto e sirva sobre arroz ou sobre purê de batatas. Finalize com a salsa fresca picada a gosto.

 

Bom Apetite!

 

Maçãs Recheadas com Granola e Frutas Secas

Postado em Comidinhas, Doces, Fácil, Frutas, Light, No forno, Receitas de 30 minutos, Receitas Rápidas, Sobremesas - 22 de maio de 2014

Maçãs recheadas reduzida_F&F

Às vezes bate uma vontade de comer um docinho né? O problema é que quando estamos querendo perder uns quilinhos fica complicado porque quase tudo engorda, e apesar de amar frutas confesso que acabo enjoando de comê-las in natura. E quem é que não curte uma novidade, certo?

 

Foi num dia assim que surgiu a ideia de assar as maçãs, mas para dar uma graça a mais decidi recheá-las com granola e frutinhas secas, inspirada em uma receita que eu vi no livro 30 minutos, do Jamie Oliver. Bom, não preciso nem dizer que as maçãs quando estão assando perfumam a casa toda né? Tudo que é feito com maçã deixa um cheirinho irresistível no ar…eu amo!

 

Além de ser uma opção light de docinho para os dias de compulsão é uma sobremesa levinha que pode ser servida desde o café da manhã acompanhada de colheradas de iogurte até o jantar e sem decepcionar. Se quiser – e puder – dar um toque de gordice adicione um pouco de doce de leite, um tico de chocolate meio amargo ralado ou uma caldinha doce da sua preferência. Também fica uma delícia servida com uma fatia de bolo num chá da tarde. E esta mesma receita pode ser feita com peras e pêssegos para dar uma variada.

 

MAÇÃS RECHEADAS COM GRANOLA E FRUTAS SECASInspirada no livro “30 Minutos”, de Jamie Oliver

(rende 8 porções)

 

Ingredientes:

  • 4 maçãs gala cortadas ao meio
  • 4 damascos secos picados
  • 4 ameixas secas picadas
  • 1 punhado de uvas passas brancas
  • 1 punhado de uvas passas pretas
  • 1 punhado de nozes picadas
  • 2 colheres (sopa) de mel
  • 1 colher (sopa) de azeite
  • 4 colheres (sopa) de granola

Maçãs assadas_F&F

Modo de Preparo: Preaqueça o forno em 180º. Unte uma assadeira com um fio de azeite. Retire parte do miolo das maçãs com as sementes e descarte. Numa tigela misture a granola, as frutas secas, as nozes, o mel, o azeite e misture bem. Recheie as metades das maçãs com a mistura de granola e frutas secas e ajeite-as na assadeira untada. Leve ao forno por 20 minutos e sirva com iogurte, sorvete ou com uma fatia de bolo.

 

Bom Apetite!

 

Salpicão de Cenoura e Quinua

Postado em Comidinhas, Entradas, Fácil, Light, Receitas de 30 minutos, Receitas Especiais (s/ Glúten/Lactose), Receitas Rápidas, Saladas, Vegetarianas - 15 de maio de 2014

Salpicão de cenoura e quinua_F&F

Não, esta salada não tem frango desfiado, salsão picado ou maçã, mas eu decidi chamá-la de salpicão de cenoura porque ela fica com uma aparência de salpicão e o tempero deixa um sabor azedinho doce típico do salpicão. Olha, honestamente foi a melhor salada dos últimos tempos aqui em casa, e isto porque comemos salada quase diariamente. Sem contar que ela fica linda, com uma cor vibrante e se você colocar em potes de vidro transparentes vai valorizá-la ainda mais!

Sabe quando você abre a geladeira, abre a despensa e vai pegando coisinhas gostosas para juntar e dá sorte no resultado? Pois é, foi assim que nasceu o meu salpicão de cenoura, uma combinação divina na minha opinião. Tem o adocicado das cranberries, o crocante das amêndoas e da cenoura, a textura delicinha da quinua, a suavidade da lentilha vermelha e por aí vai, cada ingrediente contribuindo com o seu melhor…hahahaha

Bom, só sei que a salada foi pra levar no almoço de Dia das Mães, em menos de 30 minutos cozinhei a quinua e a lentilha, montei a salada e coloquei pra gelar enquanto me arrumava. Uma praticidade só! Fiz um bowl enorme para umas 10 pessoas e não sobrou nadinha, nadinha. Acho que todos gostaram porque já saí de lá com pedidos para colocar a receita no blog. Então aqui está, espero que gostem ;)

 

SALPICÃO DE CENOURA, QUINUA E LENTILHA

(Serve até 10 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 6 cenouras grandes descascadas e raladas
  • 2 talos de alho poró bem lavados e fatiados em finas fatias
  • 1 xícara (chá) de quinua (usei a vermelha)
  • 1 xícara (chá) de lentilha (usei a vermelha, mas pode ser qualquer uma delas)
  • 1/2 xícara (chá) de vinagre de arroz (não recomendo a substituição pois o sabor do de arroz faz toda a diferença nesta receita)
  • 150 gramas de cranberries
  • 150 gramas de amêndoas cruas picadas
  • 1/2 xícara (chá) de azeite extra virgem
  • sal a gosto
  • pimenta moída a gosto

Salpicão de cenoura e quinua2_F&F

Modo de Preparo: Cozinhe a quinua e a lentilha separadamente, em água abundante até que estejam al dente. Deixe as amêndoas inteiras de molho em água fria por 20 minutos, enquanto a quinua e a lentilha cozinham. Prepare o molho misturando o vinagre de arroz, o azeite, o sal e a pimenta e reserve. Escorra e passe pela água fria corrente a quinua e a lentilha. Escorra e pique as amêndoas. Junte em um bowl em camadas a cenoura ralada, a quinua, a lentilha, o alho poró, cranberries e amêndoas e regue com parte do molho. Misture bem com a ajuda de duas colheres de pau ou garfos grandes, delicadamente. Repita as camadas, misture tudo novamente e cubra com filme plástico. Leve à geladeira até o momento de servir.

 

Bom Apetite!

Siga o Figos e Funghis no Instagram, e participe das novidades fresquinhas e conteúdo exclusivo :)

Te espero AQUI então!