Peru Recheado com Couscous de Frutas Secas

Postado em Aves, Carnes, Clássicos, Datas Especiais, É Natal, No forno - 18 de dezembro de 2013

Peito de peru recheado2_F&F

Pois é, então é Natal! De novo! Nossa, a cada ano que chega ao fim eu tenho a sensação de que os meses passam mais e mais rápido, e quando percebemos deixamos uma longa lista de tarefas a fazer, de desejos a realizar, de amigos a rever, de lugares a visitar…mas o que conforta é aquela sensação de que podemos sim deixar tudo o que ficou para ser realizado no próximo ano, com a chance de começar tudo de novo, fazendo melhor e acertando mais.

 

O Natal é uma época linda, não só pelo seu real significado que já é algo muito especial, mas também pela oportunidade que temos de festejar e rever aqueles que amamos e que ficamos quase o ano todo (e às vezes o ano todo mesmo) sem ver, de comemorar, de confraternizar, de relembrar, de perdoar e de amar. Por mais que todos tenhamos alguns episódios tristes no ano sempre tentamos deixar a tristeza de lado e ficar na celebração, na comemoração de um ano que chega ao fim cheio de conquistas também, e tudo isso faz do Natal uma ocasião especial. Todos enchem o coração e a casa de amor e dão o seu melhor para espantar a tristeza e elevar o astral, e esta é pra mim a verdadeira magia do Natal!

 

E Natal celebra-se com comida gostosa né? Por mais simples que seja a sua ceia, uma comida preparada com amor e dedicação especiais para uma ocasião assim é sempre mais gostosa, ainda que não tenha nenhum glamour. O mais importante é ter o coração cheio e os queridos ao redor da mesa. Eu quase achei que não daria tempo de trazer pra vocês uma receita super gostosa e especial de peru para este final de ano, mas o tempo foi meu amigo nesses últimos dias e me deixou correr até aqui para deixar-lhes este mimo.

 

Este peru é recheado com couscous marroquino de frutas secas e couve manteiga, com um aroma delicioso de especiarias que tem tudo a ver com a ocasião. Preparei para levar em uma celebração na casa de uma amiga querida e adorei o resultado. Já comprei o peito de peru desossado, e apenas o peito, mas dá pra fazer a mesma receita usando um peru inteiro ou ainda substituindo o couscous por farinha de mandioca ou arroz pré-cozido. É uma receita deliciosa, tenho certeza que vocês também vão adorar!

 

Peito de peru recheado_F&F

PERU RECHEADO COM COUSCOUS DE FRUTAS SECAS E ESPECIARIAS

(serve bem até 8 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 1 peito de peru desossado já temperado de 2 kg
  • 1 xícara (chá) de vinho branco seco
  • 1 e 1/2 xícara (chá) de couscous marroquino (medida antes de hidratar)
  • 1/2 xícara (chá) de ameixa seca picada
  • 1/2 xícara (chá) de cranberry seca
  • 1/2 xícara (chá) de uvas passas pretas e brancas misturadas
  • 1/2 xícara (chá) de nozes sem casca picadas
  • 1 xícara (chá) de couve manteiga lavada e bem picada
  • 1/2 colher (chá) de curry
  • 1 pitada de canela em pó
  • 2 folhas de louro
  • sal e pimenta a gosto
  • 1 litro de água
  • manteiga sem sal o quanto baste
  • azeite a gosto

 

Modo de Preparo: Deixe o peito de peru descongelar em geladeira durante 24 horas. Retire da embalagem, coloque em um saco zip ou pote com tampa e regue com metade do vinho branco, deixando descansar por no mínimo 3 horas. Coloque todas as frutas numa tigela pequena e regue com a outra metade do vinho (ou conhaque, ou whisky) e deixe macerar por 2 horas. Aqueça a água com as folhas de louro e quando ferver adicione o curry, a canela em pó, a pimenta e o sal. Deixe cozinhar por 3 minutos e desligue. Coloque o couscous numa tigela e regue com este caldo de especiarias até cobrir todo o couscous (mas sem deixar sobrar muito caldo), depois tampe com um prato e embrulhe em um pano, deixando descansar e hidratar por 1 hora. Solte as bolinhas de couscous com um garfo e adicione as frutas secas já escorridas do álcool, as nozes, e a couve picadinha, misturando bem e adicionando azeite a gosto. Preaqueça o forno a 200º. Abra o peito de peru ao meio sem ir com a faca até o final e coloque o máximo de recheio que conseguir dentro da cavidade, fechando-o em seguida e amarrando toda a peça com um barbante, de ponta a ponta. Ajeite o peru recheado numa assadeira ou refratário com a pele para baixo. Cubra com papel alumínio e leve para assar por 1:30hs. Retire o papel alumínio, vire o peru com a pele para cima, cubra com pedacinhos de manteiga (mas use manteiga sem sal pois como o peru já vem temperado se usar a manteiga com sal vai ficar muito salgado) e asse por mais 1:30hs, verificando algumas vezes para certificar-se de que o peru não está grudando no fundo da assadeira. Quando o peru estiver bem dourado e com a pele crocante retire do forno e sirva. Se tiver sobrado couscous do recheio distribua em torno do assado e leve à mesa enfeitado com frutas secas e canela em pau.

 

Bom Apetite!

 

Pasta Básica de Ricota com Ervas

Postado em Antepastos, Clássicos, Comidinhas, Fácil, Light, Receitas de 30 minutos, Receitas Rápidas - 09 de dezembro de 2013

Pasta de ricota com ervas_F&F

Esta pastinha básica de ricota com ervas é um coringa! Pode ser servida como patê acompanhada de torradinhas, como recheio para massas, tortas, sanduíches, pode ser servido com crudités de legumes e verduras, como recheio de cogumelos assados, e outras tantas finalidades.

 

O que eu adoro nesta receita é que ela é muito simples, prática e super saborosa. Basta usar as ervas que tiver em casa e as que mais lhe agradarem. Eu costumo usar como base de recheios de sanduíches naturais e garanto que combina tanto com salmão defumado ou atum quanto com frango desfiado ou fatias rosadas de rosbife, e todo mundo adora! Agora no verão então eu faço sempre e sirvo com crudités (confira uma sugestão de como servir os crudités aqui: Petisco Light), que são deliciosos e super light!

 

E sabe do que mais? Esta pastinha bem básica de ricota com ervas é tão fácil de preparar que pode ser a sua salvação nos preparativos de última hora para os petiscos natalinos. Se quiser dar uma incrementada ainda maior dá pra colorir adicionando espinafre, beterraba ou cenoura. Para uma versão sem lactose basta usar o tofu firme em substituição à ricota e um leite sem lactose.

 

PASTA BÁSICA DE RICOTA COM ERVAS

(rende 1 xícara)

 

Ingredientes:

  • 300g de ricota fresca picada
  • 3 colheres (sopa) de azeite
  • 1/2 xícara (chá) de ervas frescas da sua preferência (gosto muito de usar alecrim, manjericão, hortelã e salsa)
  • 4 colheres (sopa) de leite desnatado
  • pimenta e sal a gosto

 

Modo de Preparo: Coloque todos os ingredientes juntos num processador de alimentos ou num liquidificador e bata até obter uma pasta bem homogênea, Ajuste o sal e a pimenta se achar necessário e mantenha na geladeira coberto com um fio de azeite até o momento de servir.

 

Bom Apetite!

 

Polenta gratinada com molho bolonhesa

Postado em Carnes, Clássicos, Comfort Food, Dicas, Molhos, Pratos Principais, Receitas Italianas - 05 de dezembro de 2013

Polenta gratinada_F&F

Tem alguém em casa que ama polenta e sempre me pede pra fazer, esteja frio ou calor. Outro dia eu estava um tanto sem ideia para um almoço de domingo e quando bati o olho no pacotinho de polenta na despensa logo pensei em usá-lo para agradar quem eu amo da forma que eu mais gosto: preparando uma comida especial que ele adora!

 

Como eu tinha carne moída bem fresquinha na geladeira parecia óbvio que o molho da polenta seria bolonhesa, mas não qualquer molho bolonhesa, mas sim o meu molho bolonhesa todo incrementado e com alguns segredinhos que eu vou compartilhar agora aqui com vocês. E para dar um toque ainda mais especial eu fiz as polentinhas em porções individuais e recheei com lascas de queijo gouda, aproveitando um pedaço que eu já tinha em casa. Olha, só posso dizer que ficou mara! Delicia, delicia, delicia!

 

POLENTA RECHEADA E GRATINADA COM MOLHO BOLONHESA

(rende 6 porções individuais)

 

Ingredientes:

  • 1 xícara (chá) de polenta instantânea pré-cozida (gosto muito da Divella)
  • 1 litro de caldo (2 dentes de alho inteiros, 1 folha de louro, 1 cebola cortada ao meio, 1 cenoura cortada ao meio, 1 alho poró inteiro, sal)
  • lascas de queijo gouda para rechear

 

Para o Molho Bolonhesa:

  • 300g de carne moída 
  • 4 tomates maduros sem pele picados
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • 1 dente de alho bem picado
  • 1/2 cebola bem picada
  • 1/4 de xícara (chá) de vinho tinto
  • 1 punhado de azeitonas pretas sem caroço picadas
  • 1 colher (café) de canela em pó
  • 1 pitada generosa de pimenta moída
  • folhas de manjericão fresco
  • sal a gosto
  • queijo parmesão ou pecorino ralado para gratinar

 

Modo de Preparo da Polenta: Coloque 1 litro de água para ferver junto com a cebola cortada ao meio, a cenoura, o alho poró, a folha de louro e os dentes de alho. Quando ferver retire os legumes e o louro do caldo, abaixe o fogo e acrescente devagar a polenta (farinha de milho), sem parar de mexer com um batedor de arame (fouet), para que não empelote. Cozinhe sem parar de mexer por uns 2 (como promete a embalagem) a 3 minutos e desligue. Distribua em um refratário grande ou em 6 individuais, preenchendo até a metade, faça uma camada com lascas de queijo (usei gouda, mas pode ser outro da sua preferência). Complete os ramequins com mais polenta, deixando espaço para o molho.

 

Molho Bolonhesa: Aqueça o azeite numa frigideira grande e refogue rapidamente a cebola e o alho. Acrescente a carne moída e refogue até que esteja levemente cozida. Junte os tomates picados, o vinho tinto e cozinhe em fogo médio com a panela tampada por 10 minutos. Após este tempo adicione a azeitona picada, a canela em pó, a pimenta moída, as folhas de manjericão e ajuste o sal. Cozinhe por mais 5 minutos e desligue. Cubra a polenta ainda quente com este molho, polvilhe queijo parmesão por cima e leve para gratinar por 10 minutos, ou até que o queijo esteja derretido e levemente dourado. Sirva bem quente com mais queijo ralado por cima.

 

Polenta gratinada2_F&F

 

Dicas: 

1) Eu gosto de cozinhar a farinha de milho (polenta) num caldo de legumes bem saboroso e aromático em vez de apenas água fervente, e acredito que isto dê um sabor muito mais especial ao prato, mas se quiser use apenas água fervente;

 

2) O meu molho bolonhesa sempre leva canela em pó, independentemente se isto é considerado correto ou não segundo a receita original, na minha opinião a canela casa perfeitamente com pratos que levam carne moída, assim como em alguns pratos da cozinha árabe;

 

3) Eu prefiro o molho bolonhesa mais encorpado e com menos caldo, mas se você quiser mais caldo basta acrescentar à receita suco de tomate, tomate pelado em lata à gosto ou ainda polpa de tomate diluída em água.

 

Bom Apetite!

 

Bolo Húngaro com Frutas Secas e Castanhas

Postado em Bolos, Clássicos, Datas Especiais, É Natal, Fácil, Receitas de Família, Receitas Especiais (s/ Glúten/Lactose) - 28 de novembro de 2013

Bolo seco de frutas e castanhas_F&F

Ah gente, que delícia esta época do ano né?! O Natal já está logo aí e com ele chegam as velhas nostalgias natalinas, as recordações de infância, o encontro com a família que mora longe, a confraternização com os amigos, e é claro, todas as comidinhas que tem cara, cheiro e sabor de Natal!

 

Este bolo aqui por exemplo, pra mim tem muita cara de Natal, faz lembrar minha infância quando minha avó preparava e a casa ficava toda perfumada a canela, cravo, baunilha…ah como é gostoso lembrar daqueles tempos, tempos de uma infância feliz em que as preocupações eram apenas comer, desfrutar do carinho dos avós, andar descalça, brincar até cansar e dormir exausta. Este bolo pra mim tem um outro aspecto especial, ele me lembra o meu doce avô que amava as frutas secas, as castanhas de todos os tipos e os panetones perfumados. Foi com ele que aprendi a gostar desde cedo destas gostosuras e foi também com ele que descobri a nossa preferência em comum por cerejas, nossa fruta mais amada – que também chega por aqui em abundância nesta época o ano. Hoje como infelizmente ele não está mais conosco eu posso trazê-lo um pouquinho para perto de mim quando faço estas receitas que ele amava.

 

Mas então, o bolo! É uma receita que alguns chamam de bolo húngaro (não me perguntem o motivo, e se alguém souber eu agradeço a contribuição), outros de bolo seco, outros de bolo de frutas e castanhas e outros de bolo de Natal (pois é, mais uma versão de bolo de natal por aqui), mas o que importa mesmo é a delícia que é este bolinho. Com pouca farinha e riquíssimo em fibras cada pedacinho dele tem um pouco de tudo que vai na receita, e no início pode atá parecer que não vai dar liga, que não vai crescer porque tem muito mais frutas e castanhas do que massa, mas olha, eu garanto que dá sim muito certo e não apenas cresce lindo como perfuma a casa toda. É irresistível! Dá até para separar em mini porções, colocar numa caixinha bonita e dar de presente, um verdadeiro mimo.

 

Bolo Húngaro com Frutas e Castanhas (ou mais um Bolo de Natal)

(rende 12 fatias)

 

Ingredientes:

  • 1 xícara (chá) bem cheia de farinha de trigo* (pode usar integral se preferir) (leia abaixo a sugestão para uma versão sem glúten)
  • 4 ovos
  • 2/3 de xícara (chá) de açúcar mascavo
  • 1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
  • 1 colher (chá) de fermento químico em pó
  • 200g de castanha do Pará picadas grosseiramente
  • 100g de amêndoas picadas grosseiramente (ou nozes)
  • 150g de ameixas secas sem caroço picadas grosseiramente
  • 150g de damascos secos picados grosseiramente
  • 150g de cerejas em calda escorridas (reserve 2 colheres de sopa da calda)
  • 1 colher (chá) de canela em pó
  • 1 colher (chá) de cravo em pó
  • 1 colher (chá) de gengibre em pó
  • 1 colher (chá) de essência de baunilha
  • 2 colheres (sopa) da calda das cerejas

 

Modo de Preparo: Preaqueça o forno em 180º. Unte com manteiga e enfarinhe uma forma de bolo inglês (retangular) e reserve. Numa tigela misture as frutas secas já picadas com as castanhas e junte as especiarias e a essência de baunilha e a calda de cereja. Separadamente bata rapidamente com um garfo os ovos. Junte-os à mistura de frutas e castanhas e depois some o açúcar, a farinha peneirada, o fermento e o bicarbonato também peneirados. Misture tudo com uma colher até que esteja bem incorporado e tenha pedacinhos de frutas e castanhas por toda a massa. Derrame na forma, dê leves batidinhas nela para a massa se alinhar e leve para assar por 1 hora (aproximadamente, dependendo do seu forno) ou até que esteja firme e levemente dourado na superfície. O teste do palito é super válido aqui também! Depois de assado retire o bolo do forno e só desenforme depois que estiver frio.

 

Dicas: 

1) Para tornar este bolo uma versão sem glúten substitua a farinha de trigo por farinha de arroz ou de linhaça.

 

2) Para uma versão sem açúcar substitua por adoçante culinário de forno e fogão, mas reduza a quantidade pela metade pois estes adoçantes são bem mais fortes. Se quiser também pode simplesmente excluir o açúcar da receita, ou para uma versão ainda mais natural use o mel.

 

3) Use as frutas secas e castanhas que tiver em casa se não achar todos os ingredientes, o importante é caprichar na quantidade.

 

Bolo seco de frutas e castanhas2_F&F

 

Bom apetite!

 

Carpaccio de Carne Caseiro

Postado em Carnes, Clássicos, Fácil, Light, Molhos, Petiscos - 13 de novembro de 2013

Carpaccio de Carne_F&F

Fazer o próprio carpaccio pode parecer dificílimo e até impossível à primeira vista, mas a verdade é que não é não. Basta prestar atenção em alguns pequenos truques e o carpaccio caseiro poderá ser uma realidade, e ainda mais barato do que o comprado pronto.

 

Eu amo carpaccio, e sei bem que grávidas são proibidas de consumi-lo – o que é bem triste no meu caso porque eu estou com uma saudade! – mas outro dia recebi alguns amigos em casa e como era um dia quente tive a ideia de fazer carpaccio com um molhinho bem gostoso e servir com folhas verdes e torradas. Tão bom!

 

Pois bem, o Natal está chegando e o ano novamente passou voando. Alguns leitores já me enviaram e-mails pedindo sugestões de receitas para a ocasião festiva – sim, a temporada de receitas natalinas está aberta aqui no blog, animem-se! – e resolvi começar por esta dica de petisco que é uma delícia, além de ser um verdadeiro clássico. Muitos amam carpaccio! E se for acompanhado de um molhinho no capricho então fica irresistível. Apenas lembre-se que a carne deve ser ultra fresca e muito bem conservada em geladeira até o momento de servir, pois carne crua é delicada e com este calor desértico que faz no final do ano não podemos bobear.

 

Outra dica: faça o seu próprio carpaccio se for servir numa recepção para poucas pessoas (no máximo 12 eu diria), porque se for fazer para um batalhão é um trabalho à toa, fica mais fácil comprar aquele da caixinha mesmo e tá tudo certo, sem drama.

 

CARPACCIO CASEIRO COM MOLHO DE MOSTARDA E MEL

(serve até 8 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 1 peça de 1 kg de lagarto bovino bem limpo e fresco 

Para o Molho:

  • 3 colheres (sopa) de mostarda (gosto da dijon, mas pode ser da comum também)
  • 3 colheres (sopa) de azeite
  • 1 colher (sopa) de mel
  • 2 colheres (sopa) de água filtrada
  • 2 colheres (sopa) de alcaparras bem picadas
  • queijo parmesão ou peccorino ralado a gosto
  • sal e pimenta a gosto
  • folhas de manjericão para finalizar

 

Modo de Preparo: Embrulhe bem a peça de lagarto em filme plástico, apertando a carne, e leve ao congelador por 3 horas. Depois deste tempo desembrulhe a carne do filme plástico e com uma faca bem afiada corte fatias bem finas – o mais finas que conseguir – e reserve. Se as fatias não ficarem tão finas quanto o desejado coloque uma a uma entre dois pedaços de filme plástico e amasse a carne com as costas de uma colher, ou dê leves batidinhas com um martelo de cozinha para que as fatias fiquem bem fininhas (também vale usar um rolo de macarrão se achar mais prático), mas tome cuidado para não rasgá-las. Ajeite todas as fatias em um prato grande, regue com o molho, finalize com o queijo ralado e sirva com folhas verdes e torradas. Se for preparar com antecedência reserve o molho para o momento de servir, cubra as fatias de carpaccio com filme plástico e mantenha em geladeira. O ideal é servir o carpaccio geladinho e bem fresco.

 

Para o molho: coloque todos os ingredientes – exceto o queijo parmesão – num pote de vidro com tampa, feche e agite muito bem. Regue o carpaccio com o molho e finalize com o queijo parmesão e com as folhinhas de manjericão.

 

Bom Apetite!

 

 

 

Strogonoff Light de Frango com Iogurte

Postado em Clássicos, Dicas, Frango, Light, Pratos Principais, Receitas de 30 minutos, Receitas Rápidas - 11 de novembro de 2013

Strogonoff de Frango Light_F&F

 

Eu faço esta receita há muitos anos, mas não sei por qual motivo ela nunca apareceu por aqui. É uma versão light do tradicional strogonoff de frango pois substitui o creme de leite por iogurte e apesar de muitos terem preconceito na substituição eu garanto que fica delicioso e digo mais: desde pequena eu aprendi a substituir o creme de leite por iogurte em diversas receitas e só ganhei com isso. Ganhei saúde, experiência e criatividade na cozinha.

 

Se eu gosto do strogonoff tradicional com creme de leite? Sim, é claro que eu gosto, mas sempre tenho esta carta na manga para quando bate aquela vontade de comer este delicioso prato bem no meio da semana, porque afinal de contas dar uma economizada nas calorias não faz mal a ninguém. Por isso o iogurte é um produto que não falta na minha geladeira, ele é tão versátil, tão saboroso e tão saudável que eu uso em muitos preparos, desde molhos para saladas até sobremesas levinhas.

 

Para aqueles que são intolerantes à lactose eu sugiro usar o tofu cream no lugar do iogurte, que também fica delicioso e muito saudável.

 

STROGONOFF LIGHT DE FRANGO COM IOGURTE

(serve 2 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 300g de filé de peito de frango bem limpo, sem nada de gordura
  • 1 cebola pequena picadinha
  • 1 dente de alho picadinho
  • 1 fiozinho de óleo vegetal ou azeite
  • 2 tomates sem pele batidos no liquidificador
  • 1 copo de iogurte natural desnatado, aprox. 170g (prefiro os mais cremosos)
  • 2 colheres (sopa) de catchup
  • 1 colher (sopa) de molho inglês
  • 1 pitada de páprica picante
  • 1/2 xícara (chá) de cogumelos paris frescos fatiados (ou champignon em conserva)
  • sal e pimenta a gosto
  • salsinha fresca picada para finalizar

 

Modo de Preparo: Corte os filés de peito de frango já bem limpos em tirinhas ou cubinhos, como preferir. Tempere com sal e pimenta e reserve. Enquanto isso refogue a cebola e o alho no fiozinho de óleo vegetal ou azeite. Junte o frango picado e refogue até que esteja branquinho de todos os lados e começando a dourar. Regue com os tomates batidos, junte o catchup, a páprica, o molho inglês e os cogumelos. Reduza o fogo para o médio e deixe cozinhar por 5 minutos, até quase começar a ferver. Junte o iogurte, mexa bem para incorporar ao restante do molho e cozinhe por mais 5 minutos. Ajuste o sal e a pimenta se achar necessário, finalize com a salsa fresca picada e sirva com arroz 7 grãos ou arroz branco, como preferir.

 

Bom Apetite!

 

Bruschetta de Bacalhau

Postado em Antepastos, Bacalhau, Clássicos, Comidinhas, Fácil, No forno, Petiscos - 18 de outubro de 2013

Bruschetta de bacalhau_F&F

 

Aqui em casa nós amamos bacalhau, e é justamente por isso que tem tantas receitas com este delicioso peixe aqui no blog. Outro dia, assistindo ao programa da Carla Pernambuco em que o tema eram as receitas com bacalhau ela preparou uma brandade e sugeriu bruschettas como uma das muitas formas de servir este delicioso prato. Minha brandade de bacalhau não é igual a dela, nem as minhas bruschettas ficaram iguais às dela, porque modéstia à parte eu amo a minha receita de brandade e já sei fazê-la de olhos fechados, e para a bruschetta preferi usar o que tinha em casa e saiu esta maravilha que vocês estão vendo, mas de qualquer forma o programa e as receitas me inspiraram a preparar este petisco para o meu amor, que sempre pede bacalhau!

 

Como eu já disse, a base para a bruschetta é a brandade, e esta minha receita de brandade é facílima e fica uma loucura…cremosa, saborosa e muito perfumada. Achei que a combinação com as cebolas caramelizadas, os tomatinhos picados e as azeitonas pretas ficou de arrasar, mas se você quiser combinar outros ingredientes fique à vontade. Para a torrada da bruschetta eu usei pão integral de sementes e grãos, um pão delicioso que eu sempre gosto de comprar lá no “lugar de gente feliz”, e como eu já disse aqui outras vezes eu prefiro fazer bruschettas com estes pães mais macios (o meu preferido para bruschettas é o pão ciabatta na verdade), porque depois de levado ao forno o pão italiano tradicionalmente usado nas bruschettas fica com a casca muito dura e isto me incomoda um pouco. Mas isto é uma questão de gosto pessoal mesmo, você pode usar o pão que mais gostar.

 

Gente, mas vamos ao que interessa, o que vocês precisam saber é que esta bruschetta é simplesmente irresistível e tem uma apresentação super fofa. Pode ser servida como entrada de um jantar acompanhada de saladinha, como petisco numa noite com amigos e até como um agrado pra você numa noite solitária acompanhada de uma taça de vinho. A brandade eu já fiz para sobrar, e no dia seguinte rolou spaghetti integral com molho cremoso de bacalhau aqui em casa, ou seja, 100% de aproveitamento, desperdício zero.

 

Bruschetta de bacalhau2_F&F

 

 

BRUSCHETTA DE BACALHAU

(rende 12 unidades médias)

 

Ingredientes:

  • 1 receita de brandade de bacalhau
  • 12 fatias grossas de pão integral (ou italiano, ou ciabatta, ou francês mesmo)
  • 1 dente de alho grande
  • 2 cebolas descascadas e fatiadas
  • 1 colher (sopa) de manteiga
  • 1 colher (sopa) de azeite
  • 1 tomate italiano sem sementes picadinho
  • 10 azeitonas pretas sem caroço picadinhas
  • salsinha fresca picada a gosto (no meu caso muita!)
  • pimenta e sal a gosto
  • azeite o quanto baste para finalizar

 

Modo de Preparo: Prepare a brandade de bacalhau, desligue e reserve. Deixe esfriar um pouco. Enquanto isso derreta a manteiga com o azeite numa frigideira e junte a cebola fatiada, deixando cozinhar em fogo médio e mexendo de vez em quando até quase caramelizar. Tempere as cebolas com sal e pimenta e reserve.Preaqueça o forno a 200º.  Enquanto a cebola cozinha, numa assadeira coloque as fatias de pão, dê uma esmagada no dente de alho e esfregue-o em cada uma das fatias.  Leve ao forno por 5 minutos. Retire os pães do forno, cubra cada um deles com uma porção generosa de brandade e retorne ao forno por mais 15 minutos, até a brandade dourar. Retire do forno, ajeite sobre uma tábua de madeira (ou um prato ou travessa) e monte as bruschettas. Por cima da brandade coloque uma porção da cebola caramelizada, depois um pouco do tomate picado, depois um pouco de azeitonas picadas e finalize com a salsa e regue com azeite. Sirva em seguida. A brandade deve estar bem quente e as cebolas mornas. Os tomates e as azeitonas vão frios.

 

Dica: Sirva as bruschettas com um saboroso molho de pimenta para acompanhar ;)

 

Bruschetta de bacalhau3_F&F

 

Bom Apetite!

 

Bruschetta de Cogumelos com Salada

Postado em Clássicos, Cogumelo, Entradas, Fácil, Receitas de 30 minutos, Receitas Rápidas, Sanduíches, Vegetarianas - 03 de outubro de 2013

Bruschetta de cogumelos_F&F

 

Para aqueles dias em que eu tenho vontade de uma refeição mais leve acabo optando sempre pela dupla bruschetta + salada ou torta + salada, e acho que formam combinações perfeitas. Esta bruschetta aqui, por exemplo, é bem simples mas com um sabor surpreendentemente delicioso, combinando cogumelos salteados no azeite, ervas e um toque cítrico do limão siciliano com a doçura do molho caseiro de tomates. A saladinha pode ser qualquer uma da sua preferência, porque hoje, aqui, ela é apenas uma coadjuvante.

 

Se você não curte ou se é mais difícil encontrar cogumelos na sua cidade eu sugiro substituí-los por alguma outra opção de vegetais, como alcachofras em conserva, pimentões vermelhos assados ou um mix de abobrinha com berinjela usando o mesmo tempero que vou mostrar aqui. Todas estas versões ficam deliciosas na bruschetta e acompanham muito bem uma saladinha leve e colorida.  O principal é saber que com fome e boa vontade você consegue resultados e combinações deliciosos!

 

BRUSCHETTA DE COGUMELOS

(para 2 unidades grandes, individuais)

 

Ingredientes:

  • 1 pão ciabatta cortado no sentido do comprimento
  • 1 dente de alho descascado e levemente amassado
  • 2 xícaras (chá) de cogumelos variados, limpos  (usei shiitake, paris e shimeji)
  • 4 colheres (sopa) de molho de tomate (eu usei aquele meu molho caseiro*)
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • 1 punhado de ervas frescas (usei manjericão, alecrim e salsa)
  • 1 boa espremida de suco de limão siciliano (ou tahiti se não tiver)
  • pimenta moída a gosto
  • sal a gosto

 

Modo de Preparo: Esfregue bem o dente de alho nas duas partes do pão (miolo) e grelhe com o miolo virado para baixo em uma grelha sobre a chama do fogão ou em um grill elétrico por uns 2, 3 minutos minutos. Enquanto isso aqueça o azeite e salteie os cogumelos com as ervas. Quando os cogumelos começarem a murchar junte as ervas frescas e tempere com pimenta e sal a gosto. Continue salteando até que os cogumelos comecem a pegar cor e desligue. Regue imediatamente com o limão espremido e reserve tampado no calor da frigideira. Retire as fatias de pão da grelha e imediatamente divida o molho de tomate em cada uma das partes. Cubra com os cogumelos salteados, regue com mais um fiozinho de azeite e sirva de imediato acompanhado de uma salada bem gostosa.

 

*A receita do meu molho de tomates caseiro está aqui NESTE POST! Corre lá pra conferir, é imperdível!

 

Bom Apetite!

 

Kibe de Berinjela

Postado em Berinjela, Clássicos, Cozinha Árabe, Fácil, No forno, Pratos Principais, Vegetarianas - 25 de setembro de 2013

kibe de berinjela_F&F

Em casa nós amamos comida árabe, e o kibe (ou quibe) é figura constante nas nossas refeições, e justamente por isso é que aqui no blog já tem várias versões dele: o clássico de carne, o vegetariano, o recheado com queijo cremoso, o de abóbora, o primavera, o de abobrinha, e agora chegou a vez da versão feita com a minha amada berinjela!

 

A receita vem lá do blog da minha amiga Faby, que arrasa muito nas receitinhas, e logo que bati o olho neste kibe eu sabia que ia me apaixonar por ele. E de fato fica maravilhoso, bem levinho, com um sabor meio defumadinho exatamente como eu esperava. Para acompanhar eu servi a saladinha de pepino com iogurte, a Tzatziki que ensinei aqui outro dia.

 

Esta receita é fácil de preparar e é uma opção vegetariana deliciosa para quem curte comida árabe mas não come carne.

 

KIBE VEGETARIANO DE BERINJELA

(serve até 4 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 1 xícara de trigo para kibe já hidratado em água por 1 hora
  • 2 berinjelas grandes bem lavadas e cortadas ao meio no sentido do comprimento
  • 1 pitada de garam masala (ou canela)
  • 1 cebola pequena bem picada
  • 1 dente de alho ralado ou bem picado
  • 1 pitada de pimenta síria
  • cebolinha picada a gosto
  • hortelã picada a gosto
  • 1 colher (chá) de manteiga (ou tahine)
  • 1 punhado pequeno de amêndoas picadas
  • azeite e sal o quanto base

 

Modo de Preparo: Depois de hidratar o trigo aperte-o bem para retirar qualquer excesso de água, deixe-o bem solto. Enquanto o trigo estiver hidratando faça cortes superficiais quadriculados nas polpas das berinjelas e tempere com sal e pimenta a gosto. Leve para assar até que a polpa esteja macia (mais ou menos 40 minutos em 180º). Retire as berinjelas do forno, raspe apenas a polpa com uma colher e transfira para uma tigela. Junte o trigo hidratado e tempere com o restante dos ingredientes. Ajeite o kibe de berinjela numa travessa, regue com um fio de azeite e leve para assar por 30 minutos em 180º ou até que a superfície esteja dourada. Sirva em seguida com os acompanhamentos que preferir.

 

Kibe de berinjela2_F&F

Para conferir outras receitas de kibe (ou quibe) já publicadas aqui:

 

Bom Apetite!

 

Moussaka Descomplicada

Postado em Berinjela, Clássicos, Comfort Food, Cozinha Árabe, Fácil, No forno, Pratos Principais - 18 de setembro de 2013

Moussaka fácil_1

Como uma apaixonada por este prato típico da culinária turca (e que foi adotado pela culinária grega também), a moussaka, é claro que eu tinha que ficar tentando descobrir uma forma mais prática e mais rápida de prepará-la para aqueles dias de muita pressa ou de muita preguiça, e acabei gostando deste “trucão” aqui, que trago pra vocês hoje.

 

Eu vou logo chamando de “trucão” porque é claro que eu sei que a moussaka original leva bem mais tempo para preparar, é um pouco mais trabalhosa e principalmente se apresenta de forma diferente desta de hoje. Já publiquei a receita da moussaka original aqui há tempos atrás, então se você ficar triste com esta versão descomplicada (e quase descaracterizada) da moussaka basta acessar o link da receita original (se é que em se falando de cozinha existe mesmo esse lance de “receita original” – original pra mim é tudo o que é gostoso e que dá prazer de comer!).

 

Então gente, o diferencial aqui é o seguinte: tudo picado em cubinhos, depois assado junto e montado junto, cobrindo com uma carninha refogada bem honesta e finalizada com o bechamel (pra mim ele nunca pode faltar, nem na versão descomplicada) antes de ir para o forno dar aquele deliciosa gratinada que deixa a comida com cara de “oh céus, que tentação”. Bora lá aprender?

 

MOUSSAKA DESCOMPLICADA

(serve bem 2 pessoas)

 

Ingredientes:

 

  • 1 berinjela grande descascada e cortada em cubos médios
  • 2 batatas grandes descascadas e cortadas em cubos médios
  • 500g de carne magra moída (de preferência passada duas vezes no moedor)
  • 1 colher (sopa) de óleo vegetal
  • 1/2 cebola picadinha
  • 1 dente de alho amassado
  • 3 colheres (sopa) de azeite
  • 1 colher (sopa) de manteiga
  • 3 colheres (sopa) bem cheias de farinha de trigo
  • 1 xícara (chá) de leite
  • sal e pimenta à gosto
  • salsinha fresca picada para finalizar
  • queijo parmesão à gosto para finalizar

 

Modo de Preparo: Depois de descascar e picar a berinjela e as batatas espalhe-as sobre uma assadeira levemente untada com azeite e regue com o azeite restante. Leve para assar em 180º por 30 minutos. Enquanto isso prepare a carne moída refogada começando a dourar a cebola e o alho no óleo e depois fritando a carne até dourar. Desligue e tempere com pimenta e sal à gosto. Reserve. Prepare o molho bechamel aquecendo a manteiga até derreter, depois juntando a farinha aos poucos, mexendo sempre até dourar e pingando o leite devagar mexendo sem parar em fogo baixo para desfazer todos os grumos que surgirem.  Ao final tempere com sal e pimenta à gosto e se desejar noz moscada e parmesão (aqui como acrescentei o parmesão por cima de tudo não o adicionei no bechamel). Desligue o bechamel e reserve. Quando a berinjela e as batatas estiverem macias forre o fundo de um refratário com elas, depois faça uma camada com a carne moída e por fim outra camada com o molho bechamel. Polvilhe parmesão à gosto sobre tudo e depois salsa fresca. Leve para assar em 200º por 20 minutos e sirva bem quente acompanhada de arroz e salada.

 

Moussaka fácil_2

Bom Apetite!!!

 

Tzatziki – ou salada de pepino com iogurte

Postado em Acompanhamentos, Antepastos, Clássicos, Cozinha Árabe, Fácil, Light, Petiscos, Receitas de 30 minutos, Receitas Rápidas - 13 de setembro de 2013

Tzatziki_F&F

Esta saladinha é bem conhecida por quem aprecia comida árabe e grega, cada uma delas com sua versão, mas a base é sempre a mesma: pepino + iogurte + temperinhos. Eu amo esta salada porque além de ser bem leve e refrescante é muito saborosa e rápida de preparar. Gosto de servi-la acompanhada de pratos quentes como o quibe ou apenas com pães sírios e torradas numa mesa de petiscos. Sim, alguém vai dizer que já tem uma versão desta salada por aqui, e tem mesmo, mas digamos que ela é “do século passado deste blog” e eu gosto de refazer algumas das minhas receitas preferidas com fotos mais bonitas e uma modificação ou outra que na minha opinião só melhoram com o tempo :)

 

Quando eu era criança este petisco era obrigatório nas mesas das festas e dos nossos finais de semana, fazendo parceria com o babaganoush, o homus e a coalhada seca. Acho que a minha mania de petiscar já vem daí, da minha infância e dos hábitos familiares. Em casa não pode faltar uma mesa farta de petisquinhos antes de qualquer reunião, grande ou pequena.

 

Escolhi esta receita hoje em comemoração ao verão que vem se aproximando. Mas comemoração por que? Eu não sou a virtuosa defensora e apaixonada pelo inverno? Sim, eu sou, acontece que eu já me cansei do frio e grávida só consigo pensar em comidinhas frescas e de preferência geladinhas. Não que isto seja motivo para vocês se preocuparem, as saladas e receitas frias estarão sim presentes por aqui neste período, mas sem dúvida alguma as receitas quentes e mui apetitosas também, afinal ninguém consegue viver só de salada, né?!

 

TZATZIKI – ou saladinha delícia de pepino com iogurte

(serve até 4 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 2 pepinos japoneses grandes parcialmente descascados e sem as sementes
  • 2 copos de iogurte natural desnatado (ou coalhada)
  • 4 colheres (sopa) de azeite
  • suco de 1 limão
  • 1/2 xícara (chá) de hortelã fresca picada
  • pimenta moída e sal à gosto

 

Modo de Preparo: Depois de descascar parcialmente os pepinos corte-os longitudinalmente e retire as sementes com a ajuda de uma colher de café ou boleador. Despreze as sementes. Fatie as metades dos pepinos em lâminas finas e coloque numa tigela. Enquanto isso misture o iogurte com o azeite, o suco de limão, a hortelã picada e tempere com pimenta moída na hora e sal à gosto. Regue os pepinos fatiados com o molho de iogurte e misture bem. Passe para um recipiente e sirva com pães sírios, torradas como petisco ou como acompanhamento de saladas, quibes e frango grelhado.

 

Bom Apetite!

 

 

Panqueca de frutas para a Sabores da Semana – Pão de Açúcar

Postado em Clássicos, Comidinhas, Fácil, Figos&FunghisTV, Receitas Rápidas, Vídeos - 28 de agosto de 2013

Há algumas semanas atrás eu recebi um convite super especial para participar de uma campanha* linda da revista Sabores da Semana, do Grupo Pão de Açúcar: gravar um vídeo com uma receita de café da manhã usando ingredientes orgânicos, feita com muito carinho para a minha família e que você pudesse fazer para a sua família também!

 

É claro que eu aceitei o convite já que eu adoro comidinhas fofas de café da manhã e dou muito valor aos alimentos orgânicos, mas o melhor motivo pra mim foi poder mostrar pra vocês que cozinhar usando alimentos orgânicos é super possível e é acessível, ou seja, aquele mito do alimento orgânico ser muito caro, ser difícil de ser encontrado já era. Qualquer um pode fazer receitas deliciosas usando alimentos orgânicos e ter um resultado lindo!

 

A receita escolhida foi PANQUECA DE LINHAÇA E MEL COM RECHEIO DE FRUTAS ORGÂNICAS, GELEIA E QUEIJO COTTAGE. Assista o vídeo e depois anote a receita aqui embaixo, combinado?!

 

Receita de Panquecas de Linhaça e Mel com Recheio de Frutas, Geleia e queijo Cottage
(rende 4 panquecas)

 

Ingredientes para a massa:

  • 1/2 copo de leite desnatado
  •  2 colheres (sopa) bem cheias de farinha de trigo
  •  1 colher (sopa) de linhaça
  •  1 colher (chá) rasa de açúcar orgânico
  •  1 ovo inteiro
  •  1 colher (sopa) de óleo de girassol
  • 1 colher (chá) de manteiga sem sal

 

Ingredientes sugeridos para o Recheio:

  • Frutas variadas bem lavadas, sem caroço ou sementes e picadas (usei frutas vermelhas)
  • queijo cottage, requeijão, cream cheese ou queijo branco à gosto
  • geleia de sua preferência à gosto
  • mel para finalizar

 

Modo de Preparo:  Bata todos os ingredientes no liquidificador, adicionando primeiro os líquidos. Depois frite a massa em pequenas porções em uma frigideira anti aderente preaquecida. Assim que despejar uma porção na frigideira não espalhe muito, espere levantar pequenas bolinhas na massa para então soltá-la das bordas para o centro e virá-las de outro lado. O tempo é em média 1 minuto de cada lado, em fogo baixo. Deixe dourar, retire do fogo e sirva com recheios de sua preferência. Você pode montar as panquecas em pilhas intercaladas com recheios, rechear e servir dobradas ao meio ou ainda servi-las sozinhas para cada um rechear como quiser.

 

*No decorrer deste mês, outras receitas bacanas preparadas por blogueiros serão compartilhadas no canal do Pão de Açúcar no YouTube e na Fan Page do Pão de Açúcar no Facebook, então fiquem de olho ;)

 

Bom Apetite!

Sopa de Cebola no Pão

Postado em Clássicos, Comfort Food, Fácil, Inverno, Sopas e Caldos, Vegetarianas - 20 de junho de 2013

Sopa de Cebola no Pão Italiano_F&F

Eu sou uma amante assumida das sopas, e na verdade pra mim nem precisa estar frio para ser dia de sopa em casa! Esta sopa de cebola é uma das minhas favoritas, principalmente porque além de deliciosa ela não é tão calórica e tudo o que tem cebola pra mim tem sabor de céu, de amor, e de tudo o que é bom, porque cebola é bom demais!

Continue Lendo …

Arroz de Braga

Postado em Arroz, Clássicos, Comfort Food, Fácil, Frango, Pratos Principais, Receitas de Família - 10 de junho de 2013

10_06_2013_14_24_43

 

Este arroz é o típico prato rápido e prático de ser preparado, talvez seja por este motivo que eu cresci comendo o arroz de braga preparado pela minha mãe. Esta receita é dela e é tão boa que eu simplesmente continuo seguindo-a à risca, pois não acho necessário qualquer aprimoramento ou adaptação. A não ser pelo fato de que eu prefiro usar as favas grandes quando eu encontro (aquelas que parecem grandes feijões brancos).

Continue Lendo …

Risoto milanês com ragu de costela

Postado em Carnes, Clássicos, Comfort Food, Fácil, Inverno, Pratos Principais, Receitas Italianas, Risotos - 10 de maio de 2013

Risoto milanês com ragu de costela_F&F

Na minha opinião não há comida que conforte mais do que um prato como este. Um delicioso e cremoso risoto com uma carninha bem suculenta é perfeito para aqueles dias em que se quer uma comida gostosa, com o mesmo efeito de um abraço :) O tempo por aqui está ajudando bastante porque as temperaturas já caíram e então uma refeição assim é sempre muito bem vinda.

Continue Lendo …

Bolo invertido integral de maçã com frutas vermelhas

Postado em Bolos, Clássicos, Doces, Fácil, No forno - 06 de maio de 2013

Bolo upside dow integral de maçã_F&F

 

Sim, eu confesso que tenho uma queda por bolos de maçã, realmente são os meus preferidos, ainda mais quando se tem A receita perfeita para fazê-lo. No caso a receita perfeita é para o meu paladar, para a minha felicidade e satisfação, não tenho a presunção de que ela seja perfeita para todos, até porque como eu sempre digo, a democracia também é válida para a cozinha, o que me deixa muito feliz por poder “sair da caixinha” e não ficar presa a receitas exatas.

Continue Lendo …

Brownie com Caramelo de Macadâmia e Flor de Sal

Postado em Bolos, Clássicos, Doces, Fácil, No forno, Receitas Rápidas, Sobremesas - 26 de abril de 2013

Brownie com macadâmia e Flor de sal_F&F

 

Um dos meus programas preferidos no final de semana é cozinhar! Entro na minha cozinha munida de ideias, ingredientes e muita energia e só saio de lá depois de estar totalmente satisfeita com os meus experimentos. Coisa de gente louca né? Sim, gente louca por esta terapia deliciosa que é cozinhar. Os probleminhas e os aborrecimentos já ficaram da porta para fora e eu volto a ser aquela pequena menina empolgada e curiosa que não largava da saia da mãe e da vó quando iam para a cozinha, feliz da vida porque ia pegar numa colher de pau.

Continue Lendo …

Tartar de Salmão com salsa de Abacate

Postado em Clássicos, Comidinhas, Entradas, Fácil, Light, Peixe, Petiscos, Receitas de 30 minutos, Receitas Rápidas - 18 de abril de 2013

Tartar de salmão_F&F

Já deu pra perceber que eu amo esta combinação de salmão com abacate né? Pois então, noutro dia me deu a maior vontade de comer um delicioso tartar de salmão, e como eu tinha na geladeira um pedaço bem fresco de filé de salmão e um abacate, na mesma hora olhei pra eles e sabia que juntaria os dois no mesmo prato.

Continue Lendo …

Bolo de Banana, Pecã e Uvas passas

Postado em Bolos, Clássicos, Dicas, Doces, Fácil, No forno, Receitas de Família - 11 de abril de 2013

Bolo de Banana_F&F

Como vocês sabem eu não sou muito fã de doces, mas esses bolinhos mais simples eu adoro! Outro dia ganhamos uma caixa de bananas do tipo nanica e depois de tanta granola com banana resolvi usar algumas delas para fazer um bolo com pecã e uvas passas que eu amo!

Continue Lendo …

Frango assado com legumes

Postado em Clássicos, Comida de Fazenda, Fácil, Frango, No forno, Receitas de Família - 08 de abril de 2013

 08_04_2013_12_45_05

Quando eu era criança minha mãe fazia muito nos almoços de dia de semana esta receita de frango assado com vegetais. A receita é bem simples de fazer, e a melhor parte é que o aroma do franguinho assando toma conta da casa toda, aquele cheiro de comida boa e bem feita, sabe?

Continue Lendo …