Batata-doce Rústica

Postado em Acompanhamentos, Clássicos, Comidinhas, Dicas, Fácil, Light, No forno, Petiscos - 06 de outubro de 2017

Batata-doce rústica capa

Batata é um alimento amado no mundo todo, mas acho que a maior estrela entre os pratos de batata certamente são as famosas e deliciosas batatinhas fritas. Elas são unanimidade entre crianças e adultos, são versáteis, quase sem nacionalidade, tem aquele cheirinho inconfundível e quando bem feitas são crocantes por fora e macias por dentro. Esse é o meu conceito de batatinhas perfeitas, quando vale mesmo à pena dar aquela escapadinha da rotina saudável.

 

Aqui no blog já tem uma série de receitinhas de batatas rústicas, mas essas são especiais porque é natural que com o tempo e depois de tanto repetir nossas receitas preferidas acabamos sempre aprimorando algumas coisinhas. E foi isso o que aconteceu aqui, além dessa brincadeira que eu fiz com a produção da foto de servir as batatinhas dentro de um cone para serem consumidas com garfinho, do mesmo jeito que os carrinhos de comida de rua vendem as batatinhas fritas na Holanda.

 

Mas para a nossa alegria é possível fazer essas mesmas batatinhas na versão assada, no forno de casa sem precisar usar fritadeira e sem precisar sucumbir a uma friturinha para matar a vontade de comer “batata frita”. Algumas pessoas já vieram reclamar pra mim que tentaram fazer batatas fritas no forno sem sucesso, porque ficam molengas e encharcadas de óleo ou azeite. Mas o que eu sempre digo é que fazer batatinhas fritas assadas perfeitas você precisa estar atento a uma série de fatores. O forno precisa estar na temperatura ideal para não tostar antes que as batatas cozinhem corretamente por dentro, as batatinhas precisam estar cortadas em palitinhos porque os pedaços grandes não ficam crocantes (bota carinho na hora de cortar tá miga?!), as batatinhas não podem ficar amontoadas, o correto é deixá-las espalhadinhas na assadeira. Se seu forno tiver grelha superior (ou dourador) é ideal utilizá-la, além da grelha inferior que todos tem, assim as batatinhas assam por igual. Dá pra conseguir batatinhas fritas assadas? Sim, dá, mas vai precisar de uma dose extra de carinho. Dito isso tá moleza de preparar essa delícia em casa, e aqui eu substituí as batatas comuns por um mix de batatas-doces, o que deu uma cor linda e um sabor que na minha opinião é mil vezes melhor que o da batata inglesa.

Batata-doce rústica

Confere só!

 

BATATAS-DOCES RÚSTICAS

(rende 2 porções)

 

Ingredientes:

  • 1 batata-doce rosada grande
  • 1 batata-doce roxa grande
  • 6 dentes de alho inteiros
  • ramos de alecrim fresco
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • sal a gosto
  • pimenta moída a gosto

 

Modo de Preparo: Preaqueça o forno a 180º. Lave bem as batatas e seque. Corte as batatas em fatias no sentido longitudinal, e depois corte cada fatia em palitos, tentando manter um tamanho e formato padrão. Transfira os palitos de batata-doce para uma assadeira grande, tempere com azeite, sal e alecrim e misture bem, para que cada pedaço fique coberto com um pouquinho do tempero. Esmague grosseiramente cada dente de alho e junte na assadeira. Depois espalhe os palitos de forma que não fiquem amontoadas, sem que nenhuma batata fique sobre a outra. Leve a assadeira para o forno e depois de 10 minutos retire, solte algum pedaço que ficar grudado na assadeira, dê uma leve sacudida na assadeira para as batatas se espalharem novamente e torne ao forno por mais 10 a 15 minutos, ou até que os palitos estejam dourados. Retire do forno e deixe descansar por 3 minutos ainda na assadeira antes de servir, isso fará com que as batatinhas fiquem crocantes. Sirva quente.

Batata-doce rústica fecha

Muitas vezes a felicidade está numa comidinha simples, e este é o caso destas deliciosas batatinhas.

 

Bom Apetite!

 

 

 

Como fazer o ovo perfeito

Postado em Acompanhamentos, Clássicos, Comfort Food, Comidinhas, Dicas, Fácil, Receitas Rápidas - 01 de março de 2017

Ovo Perfeito2_Blog Figos & Funghis

Ovo é uma das minhas paixões alimentares. É bem difícil eu passar mais do que dois dias sem comer ovo, na verdade acho que isso nunca me aconteceu…Mas ovo não é só gostoso e versátil não, ele é também um alimento riquíssimo em nutrientes super importantes para o ser humano, e já foi inclusive rotulado como o segundo melhor alimento do mundo (ficando atrás apenas do leite materno) por relatórios de nutrição mundial adotados por diversos órgãos internacionais extremamente confiáveis.

 

Bem, então como uma “egg lover” eu devo confessar que muitos dos pratos com carinha de comfort food que chegam à minha frente eu me pergunto se não caberia um ovo por cima, e algumas vezes ele faz tanta falta que o prato até perde a graça. Por exemplo: imagine um prato de polenta cremosa, bem quentinha com um molho bolonhesa e me diga. Não caberia um belo ovo pochê, ou até mesmo frito ali no topo?! Levaria o prato de polenta à glória certamente. E imagine ele ali lindão coroando um baião de dois? Aff, me dá até água na boca…Mas a verdade é que aquele ditado popular de que “Fulano não sabe nem fritar um ovo” acontece mesmo na vida de muitas pessoas, e para isto basta não ter nenhuma intimidade com o fogão, mas aqui vai uma palavra de incentivo: nunca é tarde para aprender, e não precisa ter vergonha, porque a partir de agora você vai aprender todas as dicas e truques para preparar o ovo que quiser e fazer com que ele fique perfeito! Quer ver só?!

 

OVO FRITO: Use uma frigideira pequena e prepare um ovo de cada vez, mas se você não liga para perfeição e precisa preparar vários ovos ao mesmo tempo use uma frigideira grande e vá em frente, depois é só dar aquele separada básica caso um ovo emende no outro. Deixe a frigideira bem quente, adicione um fio generoso de azeite ou de óleo vegetal da sua preferência e em seguida quebre o ovo com a frigideira ainda em fogo alto. Polvilhe um pouco de sal. Com a ajuda de uma escumadeira vá dando aquele “banho” gostosinho no ovo, até que ele crie aquela película de clara cozida por cima da gema, que ainda deve estar mole (ou não, depende do ponto que você prefere). Quando a clara estiver totalmente cozida retire o ovo da frigideira e deite-o sobre um prato forrado com papel absorvente. Sirva em seguida.

 

OVO COZIDO E SEUS PONTOS: Este é o jeito mais fácil de se preparar um ovo, mas antes você precisa saber algumas regrinhas essenciais. Para que seja cozido é melhor que o ovo esteja em temperatura ambiente, assim a casca não racha quando a água esquentar e fica mais fácil calcular o ponto de cozimento em minutos. Ah, tem também aquele teste que você faz para saber se o ovo está bom ou não. Encha um copo grande de água e coloque o ovo cru dentro, se ele afundar está bom para ser consumido, se ele boiar a chance de estar estragado é bem grande, pois ovos velhos juntam mais oxigênio em seu interior. Coloque o ovo em temperatura ambiente em uma caçarola e cubra com água, depois ligue a chama do fogão em fogo alto e cozinhe o ovo por: 3 minutos para ovo mole (aquele que sua mãe gostava de preparar quando você era criança e você só cortava a tampinha na casca e comia o ovo de colher), 4 minutos e 30 segundos (kkkk, não é brincadeira, é sério, eu fiz vários testes até chegar no ponto ideal para o meu gosto) para clara mais firme ao ponto de descascar e a gema em ponto de geleia com uma leve escorrida da gema (meu preferido!), 6 minutos para clara bem firme e gema mais brilhante mas que não escorre e 9 minutos para ovos bem firmes tanto na clara quanto na gema. Depois de atingir o tempo desejado escorra imediatamente a água fervendo e cubra o ovo cozido com água fria. Descasque de imediato (com exceção do ovo bem mole) e sirva.

 

OVO MEXIDO: Acho que a grande maioria aqui concorda comigo que ovo mexido tem que ser cremosinho, com aquele aspecto de nuvem e de cor amarelo clarinho, certo? Não aquele ovo mexido “cremoso quase líquido” que alguns hotéis tentam fazer errando feio, mas aquele ovo mexido que dá vontade de comer uma tigela todinha com apenas umas torradinhas e virou o seu café-da-mahã/almoço/jantar. O segredo? Muito fácil! Bata rapidamente 3 ovos em uma tigelinha apenas para estourar as gemas, junte 2 colheres (sopa) de leite da sua preferência (trucão!) e despeje em uma frigideira untada com um fiozinho de azeite ou óleo vegetal em fogo médio. Tempere com sal e mexa por alguns (poucos) minutos até os ovos coagularem. Não deixe o ovo grudar na frigideira nem por um milésimo de segundo, ou seu ovo ficará com aquele saborzinho indesejado de casquinha queimada. Quando ainda houver alguns pontinhos de gema mal passada e seus ovos mexidos estiverem com uma cor amarelo claro desligue a frigideira e sirva imediatamente.

 

OVO POCHÉ: Este é de longe o mais temido dos ovos, até mesmo alguns chefs de cozinha ou cozinheiros caseiros super acostumados com a cozinha sentem um friozinho na barriga quando o assunto é o preparo de um ovo poché perfeito. Há duas formas de prepará-lo, da forma tradicional e “na raça”, ou usando o velho truque da “bolsinha” de filme plástico (Coloque o ovo em um pedaço de plástico filme e enrole as pontas, certificando-se de que está bem vedado. Você pode usar uma xícara para esta etapa. Ponha as ‘bolsinhas’ na água fervente e cozinhe por 3 minutos. Retire do plástico antes de servir.) Se pra você aprender a fazer um ovo poché de verdade não é assim uma questão de honra, use a bolsinha de filme plástico e seja feliz, mas se você é daqueles que quer provar pra você mesmo que é capaz de dominar todas as técnicas de preparar um ovo então preste atenção: Leve uma caçarola com água para o fogo alto até começar a levantar fervura, aí reduza o fogo para o mínimo apenas para manter a temperatura sem deixar ferver e acrescente uma colher de sopa de vinagre branco (gosto de usar vinagre de arroz que é bem suave), depois quebre o ovo dentro de uma tigelinha pequena e aproxime-o da água, fazendo um leve redemoinho na água com uma colher, e em seguida deixando o ovo escorregar para o centro deste redemoinho. Deixe cozinhar sem mexer por 3 minutos e 30 segundos, de modo que a clara fique cozida e firme e a gema ainda mole. Retire da água com cuidado com uma escumadeira e sirva em seguida.

 

OMELETE: Tem várias receitas de omelete aqui no blog, tanto a clássica como a de forno e também a fritata, que é uma variação da omelete. Para navegar por essas delicias basta acessar este link aqui ó: http://figosefunghis.com.br/?s=Omelete&submit=

 

Ovo perfeito_Blog Figos & Funghis

 

Pronto! Agora com essas dicas todas eu garanto que vai ser praticamente impossível você não aprender a preparar um ovo, ou vários né?!

 

Beijo!

 

Bolinhos de Batata-doce Assados

Postado em Abobrinha, Acompanhamentos, Antepastos, Comidinhas, Comidinhas da Oli, Cozinhando para os Pequenos, Fácil, Light, Molhos, No forno, Petiscos, Receitas Rápidas, Vegetarianas - 06 de fevereiro de 2017


Bolinho de batata-doce2_Blog Figos e Funghis

Vira e mexe eu falo aqui sobre termos opções saudáveis sim, mas ao mesmo tempo comida saudável tem obrigação de ser gostosa. Inclusive, a denominação “comida saudável” pra mim me remete imediatamente a alimentos frescos, naturais e que a natureza nos dá. São tantas possibilidades que os alimentos da terra nos proporcionam, e embora eu sempre tenha tido muito interesse pela comida saudável foi depois de ter me tornado mãe que esta questão virou uma espécie de obsessão pra mim, e o motivo é bem simples: eu tinha pânico de que minha filha se tornasse uma criança seletiva que rejeitasse legumes, frutas e verduras. Por isso desde quando a Olivia iniciou a introdução alimentar eu fico imaginando novas formas de servir um determinado alimento. Dessa vez quem virou bolinho foi a batata-doce, que todos em casa adoram!

 

Na verdade esta é uma receitinha bem básica, muito fácil de preparar e que pode ter algumas variações. No lugar da batata-doce você poderia usar abóbora japonesa, cenoura, mandioquinha e até mesmo batata inglesa. Os temperinhos são os responsáveis pelo sabor, e a temperatura alta do forno garante a casquinha crocante do lado de fora. Pode ser servido como entrada em tamanho menor, pode ser servido como prato principal de uma refeição vegetariana e pode ainda ser usado como substituto do hambúrguer carnívoro em um delicioso sanduíche.

 

Esta receitinha tem o plus de instigar a curiosidade das crianças, porque toda criança ama bolinhos para comer com as mãos, e lá em casa a Olivia adora ficar chuchando o bolinho em algum molho. Neste dia que tirei as fotos eu servi os bolinhos acompanhados de um delicioso relish de abobrinha que eu também ensino hoje aqui. Aliás, já vou avisando que este relish é altamente viciante por ser absurdamente delicioso, além de durar até 1 semana armazenado em pote com tampa na geladeira!! Espero que gostem! Se alguém fizer a receita ou alguma variação dela vem aqui contar, combinado?

 

BOLINHOS DE BATATA-DOCE ASSADOS

(rende 6 unidades grandes ou 12 pequenas)

 

Ingredientes:

  • 2 batatas-doces bem lavadas
  • 2 ovos
  • 1/2 xícara (chá) de quinoa já cozida
  • 1 fio de azeite
  • salsinha picada a gosto
  • 1 colher (chá) de curry
  • sal

 

Modo de Preparo: Preaqueça o forno em 220º. Leve as batatas-doces para cozinhar com a casca até que estejam bem macias. Escorra e descasque. Em uma tigela coloque as batatas e amassa-as. Junte os ovos, o curry, a quinoa cozida, e a salsinha picada. Por fim adicione o azeite e o sal. Misture tudo muito bem até obter uma massa firme e temperada por igual. Modele os bolinhos no formato que desejar (bolinhas ou mini hambúrgueres) e ajeite sobre a assadeira levemente untada com um fio de azeite. Leve para assar por 15 minutos, depois retire do forno, vire os bolinhos e torne a assar por mais 15 minutos. Sirva quente.

Bolinho de batata-doce_Blog Figos e Funghis

 

RELISH DE ABOBRINHA

(rende aproximadamente 300g)

 

Ingredientes:

  • 3 abobrinhas pequenas bem lavadas e cortadas em cubinhos
  • 1/2 cebola bem picada em cubinhos
  • 2 dentes de alho ralados ou triturados
  • 1/4 de xícara (chá) de vinagre branco (usei de arroz, mas pode ser de maçã)
  • 1 colher (sopa) de semente de mostarda em grãos
  • 1 pitada de açúcar demerara
  • 1 dente de cravo
  • 1 folha de louro
  • 1/4 de xícara (chá) de azeite
  • sal a gosto
  • pimenta moída a gosto (opcional – se for servir para crianças não coloque)

 

Modo de Preparo: Em uma frigideira aqueça rapidamente um fio de azeite. Refogue em seguida a cebola até ficar transparente, e o alho rapidamente. Junte a abobrinha picada e salteie por apenas 2 minutos. Elas devem ficar crocantes mesmo. Reserve. Em outra panelinha junte o vinagre, a folha de louro, o dente de cravo, o açúcar e o sal e deixe ferver. Desligue e espere esfriar. Coloque a abobrinha reservada em um pote e regue com a mistura de vinagre, completando com o azeite em seguida. Armazene fechado em geladeira e sirva com bolinhos, pães, torradas ou como complemento de sanduíches.

Bolinho de batata-doce3_Blog Figos e Funghis

Que tal preparar esta receita fácil e deliciosa nesta #segundasemcarne ?

 

Bom Apetite!

 

Salada Caesar – Um clássico que não tem erro!

Postado em Acompanhamentos, Clássicos, Entradas, Fácil, Frango, Light, Receitas de 30 minutos, Receitas Rápidas, Saladas - 14 de dezembro de 2016

salada-caesar_blog-figos-e-funghis

Eu amoooo saladas! Saladas de todos os tipos, desde as saladas de folhas até as saladas de grãos, as de legumes e até as mornas para quando o clima está mais frio. E não é papo de quem quer se convencer não, é sério. Além de serem saudáveis as saladas são leves, frescas e muito saborosas, perfeitas para o verão que estamos prestes à encarar, mas também muito adequada para compor a sua ceia de natal ou ano novo, afinal as saladas não podem faltar em um menu festivo, certo?

 

E foi justamente pensando em uma salada básica, leve e que combina com um menu bem eclético que eu resolvi trazer hoje esta receita da clássica Salada Caesar. Salada Caesar é neutra, é tipo o “café com leite” do mundo das saladas, é difícil alguém não gostar. Se a pessoa só come alface ela fica feliz, se ela não come nem alface ela se apega nas lascas de frango e nos croutons, mas fato é que esta é uma salada simples e que não vai te tomar muito tempo na cozinha. Dá até para reaproveitar as sobras de peru no dia seguinte à ceia e usar as lascas na salada caesar do almoço de Natal. Ó, que ideia de gênio ;)

 

Há algumas versões de Salada Caesar, mas reza a lenda que ela surgiu numa versão mais simples, sem nenhuma carne, apenas composta por folhas de alface romana, ovos cozidos picados, pão torrado, azeite, limão e sal. Aos poucos foi ganhando variações com outros tipos de alface, bacon, frango, anchovas e até camarões. A minha versão preferida é a que leva apenas alface (gosto de mesclar 2 tipos), queijo parmesão ralado na hora, croutons, filé de frango grelhado em tiras (ou lascas) e um suave molho à base de maionese ou iogurte, dependendo da minha vontade e humor.

 

SALADA CAESAR

(serve 4 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 1 pé pequeno de alface americana
  • 2 pés de alface romana
  • 2 filés de peito de frango sem pele nem gordura
  • 1 xícara (chá) de croutons
  • 1/2 xícara (chá) de queijo parmesão ralado

 

Para o molho caesar:

  • 1 e 1/2 colher (sopa) de maionese light (ou 3 de iogurte)
  • 3 colheres (sopa) de azeite
  • suco de 1/2 limão tahiti
  • sal a gosto

 

Modo de Preparo: Coloque todos os ingredientes do molho em um pote com tampa, feche e agite muito bem até que tudo esteja bem incorporado. Reserve. Tempere os filés de peito de frango com alho espremido, pimenta, ervas frescas ou secas, 1 fio de azeite e sal. Grelhe os filés em frigideira bem aquecida, deixe dourar dos dois lados e desligue. Reserve. Separe as folhas de alface e lave bem. Ajeite-as em um prato ou travessa de servir. Salpique uma parte do queijo parmesão e uma parte dos croutons. Fatie em tiras os filés de frango grelhados e ajeite-os sobre as folhas. Termine a montagem com a outra parte do queijo e dos croutons. Sirva com o molho.

 

Dica: Se for servir esta salada em uma mesa para as pessoas se servirem no estilo buffet coloque uma molheira ao lado com o molho caesar, assim as folhas não murcham e cada um coloca a quantidade que preferir direto no prato.

 

Bom Apetite!

 

 

Farofa de Soja Crocante

Postado em Acompanhamentos, Clássicos, Fácil, Receitas de 30 minutos, Receitas Rápidas, Vegetarianas - 14 de setembro de 2016

farofa-de-soja-crocante_blog-figos-funghis

A primeira vez que fui apresentada para esta farofa de soja crocante e surpreendente foi em um almoço na casa de uma prima, ela havia aprendido com a mãe e me mostrou como fazia. Estranhei um pouco o aspecto e confesso que subestimei o sabor, mas quando provei foi amor à primeira garfada! Gente, eu nunca imaginei que proteína de soja texturizada pudesse render uma farofa tão deliciosa, crocantinha e viciante.

 

A versão da minha prima não é misturada com farinha de mandioca, é servida pura, mas aí eu acabei indo a uma festinha de aniversário de uma amiguinha da Olivia – ah que fase deliciosa esta das festinhas! – e a mãe da amiguinha fez buffet de churrasco para o almoço, e aí eu pergunto a vocês: quem estava na mesa? Quem?!!! Sim, ela, a farofa crocante de soja, mas desta vez na versão misturada à farinha de mandioca, o que a deixou ainda mais interessante e ainda mais irresistível. Óbvio que eu resgatei aquele meu espírito nordestino e quase me afoguei sozinha na tigela gigante de farofa de soja…hahahahha. Em casa todos amamos farofa de paixão!

 

Aí que no feriado do dia 7/9, resolvemos quebrar o gelo do feriadinho sem graça em plena quarta-feira e fizemos churrasco em casa. O pacote de soja texturizada já estava ali na despensa há uns 15 dias aguardando o momento ideal de testar a receita da farofa e foi logo para a panela. Minha mãe que estava aqui amou, e olha que de cozinha e de farofa ela entende. O único ponto negativo fica por conta do método de preparo: friturinha :( . Vou ser muito sincera com vocês e dizer que eu resisti á fritura por imersão. O que eu fiz foi colocar uma boa quantidade de azeite em uma frigideira grande e fui tostando a soja em fogo bem quente, até que ela ficasse douradinha e crocante, o que acontece muito rápido e você precisa ficar de olho para não queimar. Ocorre que desta forma a farofa fica um pouquinho mais trabalhosa porque dependendo da quantidade que você quer precisa fazer isso algumas vezes, aos poucos. Já quando você frita a soja por imersão o grão fica dourado e crocante quase que instantaneamente e fica até mais crocante. Agora vocês conhecem os dois caminhos e podem escolher qual deles seguir….

 

FAROFA CROCANTE DE SOJA

(serve bem de 6 a 8 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 2 xícaras (chá) de soja texturizada miúda
  • 2 xícaras (chá) de farinha de mandioca do tipo bijú
  • 1 cebola grande bem picada
  • 2 dentes de alho bem picados
  • 1/2 xícara (chá) de salsa fresca picada
  • azeite ou óleo o quanto baste
  • sal a gosto

 

Modo de Preparo 1: Cubra todo o fundo de uma frigideira grande com azeite e deixe bem quente. Refogue a cebola e o alho rapidamente. Coloque em pequenas porções a proteína de soja e mexa por alguns minutos até que estejam douradinhas e crocante (é sempre bom provar pra ver o ponto). Quando estiver crocante junte na mesma frigideira a farinha de mandioca bijú, a salsinha fresca picada e mexa por uns 2 minutos. Desligue e sirva.

 

Modo de Preparo 2: Refogue a cebola e o alho em azeite, junte a farinha de mandioca bijú, a salsinha picada, mexa por alguns minutos, desligue e reserve. Em outra panela coloque bastante óleo e deixe aquecer. Quando o óleo estiver bem quente coloque a proteína de soja em porções e frite até que estejam douradinhas e crocantes. Retire com uma escumadeira e coloque para escorrer em papel toalha. Junte à farofinha de mandioca bijú, ajuste o sal se for necessário e sirva.

farofa-de-soja-crocante2_blog-figos-funghis

 

E aí, gostaram? É rápida, é fácil e é um luuuuxo para inovar na farofa do churrasco do final de semana, garanto que vai agradar até que não curte soja ;)

 

Se fizer volta aqui e me conta, tá?!

 

Beijo!

Peixe Assado em Crosta Crocante e Spaghetti de Vegetais

Postado em Abobrinha, Acompanhamentos, Comidinhas da Oli, Cozinhando para os Pequenos, Dicas, Fácil, Light, No forno, Peixe, Pratos Principais, Receitas de 30 minutos, Receitas Rápidas - 04 de abril de 2016

Peixe Assado Crocante com spaghetti vegano_F&F

Tenho o hábito de preparar bastante peixe em casa, pois todos nós amamos e é uma proteína rica em vitaminas, além de ser uma escolha leve e saudável. O peixe é muito versátil, e pode ser preparado de infinitas maneiras diferentes: assado, ensopado, frito, gratinado, cru. São mesmo muitas possibilidades, mas uma das minhas formas prediletas é preparar o peixe assado. Gosto muito da textura do peixe assado, fica macio, suculento e suave. Desta vez resolvi fazer uma crosta de pão temperada com algumas ervas, azeite e sal e colocar uma camada grossa sobre o peixe, para que ficasse bem crocante quando ficasse pronto. A ideia era servi-lo com um acompanhamento delicioso e super neutro: Spaghetti de Legumes!

 

Outro dia nos meus passeios pela internet eu encontrei um utensílio de cozinha que se parece com aqueles descascadores baratinhos, sabem? Mas além de descascar ele tem um plus: faz perfeitas tirinhas de vegetais que ficam idênticas as spaghetti! Óbvio que comprei para testar (me custou apenas R$ 9,90), e quando chegou não botei muita fé no resultado, estava achando tudo muito simples. Quando passei a lâmina pela abobrinha eis a minha surpresa: fios caíam prontos sobre a tábua, como se fosse mágica! Eu já tinha feito spaghetti de legumes outras vezes (tem inclusive algumas receitas aqui), e talharim também, mas fazia na raça, depois de laminar na mandolina ou com o descascador de legumes eu mesma cortava as tirinhas. Mas este aparentemente inofensivo apetrecho faz o trabalho duplo com um único movimento. Genial!

 

Já falei pra vocês que a Olivia ama comer saudável né? Tenho certeza que esta preferência dela por comida natural vem da educação que damos e principalmente do exemplo que ela tem em casa. Durante a gestação eu e meu marido mudamos muitas coisas na nossa vida alimentar, e hoje eu vejo que foi a melhor escolha que fizemos para a vida da nossa família. Nossos filhos são o espelho do que vêem em nós, pais e mães. Bom, mas tô falando isso porque lá no Instagram do blog (@figosefunghis) vocês vão poder ver um videozinho da Oli (de algumas semanas atrás, role a tela para procurar) comendo esse Spaghetti de legumes que fiz pra nós usando palmito pupunha natural e abobrinhas italianas bem novinhas.

 

<<< DICA PRECIOSA>>>Procure no hortifruti e você vai achar abobrinhas pequenas. Elas são fundamentais para fazer spaghetti porque ainda não tem muitas sementes e por isso não soltam muita água durante o cozimento, o que garante uma textura incrível depois de prontas! Ah, as abobrinhas pequenas também são perfeitas para fazer esta receita de LASANHA DE ABOBRINHA SEM GLÚTEN que eu publiquei AQUI.

 

RECEITA DE PEIXE EM CROSTA CROCANTE COM SPAGHETTI DE VEGETAIS

(serve 4 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 4 filés altos de peixe (usei robalo, mas pode ser qualquer filé gorduchinho que você encontre)
  • 1 xícara (chá) de pão amanhecido ralado grosso
  • 2 colheres (sopa) de azeite extra virgem
  • 1 colher (sopa) de tempero seco para peixes (há várias marcas naturais hoje no mercado)
  • pimenta e sal a gosto

Para o Spaghetti de Vegetais:

  • 3 abobrinhas italianas pequenas bem lavadas e sem as extremidades
  • 200g de palmito pupunha cortado em fios (ou compre o tolete, abra e faça os fios)
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • 2 dentes de alho triturados
  • 2 colheres (sopa) de água
  • sal a gosto

 

Modo de Preparo: Preaqueça o forno a 190º. Unte uma travessa refratária com um fio de azeite e ajeite os filé de peixe lado a lado. Em uma tigela pequena misture bem o pão amanhecido ralado, o azeite, os temperos para peixe, a pimenta e o sal. Cubra cada um dos filés com uma boa porção da farofa de pão amanhecido, pressionando com as pontas dos dedos para formar uma camada firme. Leve ao forno por 20 minutos, ou até que a superfície esteja com uma cor levemente dourada. Enquanto o peixe assa prepare os fios de abobrinha usando um apetrecho como o descrito acima, ou faça lâminas com um descascador de legumes e depois empilhe-as, para em seguida cortar fazendo os fios. Misture os fios de abobrinha com os fios de pupunha e reserve. Aqueça o azeite e doure o alho, em seguida junte os fios de abobrinha e de pupunha, regue com a água e cozinhe em fogo muito baixo até que estejam al dente. Você também pode cozinhar no vapor se preferir, e regar com o azeite de alho depois. Sirva o spaghetti de vegetais com o peixe assado em crosta crocante. Bom demais!

Peixe assado crocante com spaghetti vegano2_F&F

 

E aí, gostaram?

Bom Apetite!

 

Molho Barbecue Caseiro facílimo

Postado em Acompanhamentos, Clássicos, Fácil, Molhos - 20 de janeiro de 2016

Molho Barbecue2_F&F

Em casa nós amamos receber os amigos para um churrasco quando o tempo favorece, e eu sempre faço questão de preparar algo diferente. Num desses últimos eu havia comprado uma peça de costelinha de porco e imediatamente pensei em prepará-la com molho barbecue (aquele famosésimo molho americano para churrasco), e aí aproveitei para fazer uma receitinha de molho barbecue que eu fazia muito na adolescência para acompanhar fondues e que nunca apareceu aqui no blog…eu estava com saudade dela.

 

Tá bom Fabi, mas molho barbecue eu posso comprar pronto né? Pode sim, claro! Mas vou te dizer que esta receita é tão rápida e tão descomplicada que você vai ter até vergonha de ir ao mercado e comprar o barbecue pronto ;) Ah, e o mais bacana é que se você for usar o molho barbecue para assar carnes de cozimento mais lento que vão ficar um bom tempo no forno (ou na churrasqueira, ou na panela) você nem precisa cozinhar o molho barbecue antes, pois ele cozinhará juntamente com a carne e ficará bem encorpado, lindão, mas sem correr o risco de queimar. Não sei se é tecnicamente correto, mas eu gosto de fazer assim e sempre dá certo! Então anota aí e depois me conta o que achou, combinado?

 

MOLHO BARBECUE CASEIRO – FACÍLIMO

(rende aproximadamente 300g)

 

Ingredientes:

  • 1/2 cebola ralada ou triturada
  • 1 dente de alho ralado ou triturado
  • 1 fio de azeite
  • 2 colheres (sopa) de açúcar mascavo
  • 1/3 de xícara (chá) de vinagre de maçã ou de arroz (prefiro sempre o de arroz por ser mais suave)
  • 1/3 de xícara (chá) de água
  • 2 xícaras (chá) de ketchup
  • 2 colheres (sopa) de molho inglês
  • 1 colher (sopa) de mostarda dijon
  • 2 colheres (sopa) de mel
  • 1 colher (chá) de páprica defumada
  • 1 pitada de cominho em pó
  • pimenta preta moída na hora a gosto
  • 1 colher (café) de sal

 

Modo de Preparo: Aqueça o azeite em uma panela e refogue rapidamente a cebola e o alho, e quando começarem a suar junte o ketchup, o vinagre, o açúcar mascavo, a água, a mostarda, o molho inglês e o mel e mexa bem. Ainda em fogo alto junte a pimenta, a páprica defumada, o cominho em pó e o sal. Misture novamente. Deixe cozinhar em fogo alto até levantar fervura, mexendo ocasionalmente. Depois de levantar fervura reduza o fogo e deixe cozinhar por aproximadamente 30 minutos com a panela destampada e mexendo ocasionalmente. Ao final do cozimento o molho estará bem encorpado e com uma cor mais escura. Deixe esfriar e armazene em potes de vidro com tampa por até 1 mês na geladeira.

Molho barbecue_F&F

 

Bom Apetite!

 

Arroz Farofado Express

Postado em Acompanhamentos, Arroz, Fácil, publieditorial, Receitas de 30 minutos, Receitas de Família, Receitas Rápidas, Vegetarianas - 13 de janeiro de 2016

Arroz farofado express_F&F

Outro dia repassando algumas receitas do blog eu descobri que nunca postei aqui uma receita que é um verdadeiro clássico na minha família: o arroz “farofado”! Bom, sei que o nome não é dos mais ortograficamente corretos, mas desde criança eu conheço a receita por este nome então acho que tenho licença poética para transgredir um pouquinho só a língua portuguesa né?! hahahah

 

Muitos de vocês já devem ter se deparado com este tipo de receita em mesas de churrasco, e ela é realmente deliciosa, mas o que mais me conquista nela é a praticidade e a rapidez no preparo! E os motivos são bem simples: utiliza-se arroz que já esteja pronto, farofa também já pronta e temperada e outros poucos ingredientes que você quiser acrescentar. No meu eu gosto de usar sempre cenoura ralada, milho verde e salsinha, mas minha mãe coloca ainda ovo cozido picado e pimentões vermelhos. Também fica uma delicia! É um prato super democrático e combina perfeitamente com churrasco. A farofa dá um toque crocante ao arroz e você pode prepará-lo poucos minutos antes de servir, de tão simples e tão rápida que é esta receita. Serve também para improvisar um almoço gostoso nos dias de correria.

 

Esses dias voltei de férias depois de passar quase 20 dias fora da minha casa, ou seja, geladeira estava praticamente vazia e o que me salvou foi a despensa. Nela eu tinha um pacote de arroz pronto e já temperado que pode ser aquecido em forno de micro-ondas, um lançamento que a Uncle Bens havia me mandado para testar. Trouxe das minhas férias um pacote de farofa de milho temperada que ganhei de um amigo que mora em Goiás, aí foi só juntar milho cozido, cenoura ralada, salsinha da horta e pronto, em menos de 10 minutos, sim, eu disse 10 minutos!!! eu tinha um arroz farofado super delicioso para o almoço, na companhia de um bife grelhado. Aqueci o arroz no micro-ondas e depois juntei tudo direto na tigela de servir, não sujei nem uma panela sequer, eba, isto quer dizer que esta receitinha faz parte do #MovimentoPanelaLimpa kkkk. E não precisei de mais nada para ser feliz!

 

ARROZ FAROFADO EXPRESS

(serve até 4 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 240g ou 2 xícaras de chá de arroz pronto (branco ou integral)
  • 1 caixinha de milho verde cozido
  • 1 cenoura grande descascada e ralada
  • 1/2 xícara (chá) de farofa pronta temperada (à sua escolha)
  • 1/3 xícara (chá) de salsa fresca bem picada
  • 1 fio de azeite

 

Modo de Preparo: Aqueça o arroz conforme as instruções da embalagem. Já na tigela que irá servir misture o arroz, o milho, a cenoura, a salsinha e o fio de azeite. Depois junte o arroz e a farofa já temperados. Mexa tudo delicadamente, enfeite com salsa fresca e sirva. Mais fácil impossível!

 

Arroz farofado express2_F&F

 

Ah, quanto ao arroz pronto testado está super aprovado, o tempero é suave e os grãos são soltinhos, além de ser um quebra galho enorme pela praticidade, mas se você quiser fazer o teste também fique sabendo que por enquanto esta linha só está sendo vendida na região Sul do país, ou seja, nos Estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

 

Beijinhos!

 

artigo-patrocinado_FF

Farofa de Maracujá com Bacon

Postado em Acompanhamentos, Fácil, Receitas de 30 minutos, Receitas Rápidas - 09 de janeiro de 2014

Farofa de maracujá final_F&F

Esta farofa delicia eu preparei para levar num jantar prévio de Natal super especial que a minha amiga Faby fez na casa dela no final do ano passado, mas por conta da correria eu ainda não tinha trazido pra vocês.

 

E pra falar a verdade pouco importa a ocasião para preparar esta receita, já que (pelo menos na minha casa) sempre é tempo de farofa! Almoços de dia de semana com arroz e feijão fresquinho, acompanhando o churrasco do final de semana ou brilhando numa linda mesa de jantar de uma ocasião especial eu garanto que esta farofa de maracujá e bacon vai fazer sucesso e render muitos elogios. Eu amo maracujá e amo farofa, e nesta receita aqui o azedinho do maracujá combina lindamente com o salgadinho defumado do bacon, uma perdição!

 

Como a grande maioria das receitas daqui, esta farofinha é coisa simples de preparar, e fica pronta em menos de 15 minutos! Olha só que delicia:

 

FAROFA DE MARACUJÁ COM BACON

(serve até 10 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 3 xícaras (chá) de farinha de mandioca do tipo bijú
  • polpa de 2 maracujás azedos grandes
  • 200g de bacon picadinho
  • 2 cebolas médias descascadas e bem picadas
  • 1 dente de alho amassado ou triturado
  • 1 colher (sopa) de manteiga
  • 1/2 xícara (chá) de salsa fresca picada
  • sal a gosto

 

Modo de Preparo: Aqueça bem uma panela e frite nela os pedacinhos de bacon (sem adicionar nada mais de gordura), deixando que fritem na própria gordura que irá derreter. Mexa e acompanhe até dourar. Junte a cebola picada, o alho amassado e a manteiga, refogue por 5 minutos e então adicione a polpa dos maracujás. Abaixe o fogo e deixe cozinhar por uns 5 minutos. Junte a farinha de mandioca, a salsa fresca picada, mexa bem para incorporar todos os ingredientes e desligue em seguida. Por fim ajuste o sal se achar necessário. Reserve até o momento de servir.

 

Bom Apetite!

 

 

Salada de grãos com frango

Postado em Acompanhamentos, Comidinhas, Fácil, Light, Receitas Rápidas, Saladas - 18 de novembro de 2013

Salada de grãos e frango_F&F Esta salada super nutritiva e saborosa vem lá do blog da minha amiga Faby, que assim como eu é uma apaixonada pelas receitas com grãos, principalmente a quinua.

Nós duas, acompanhadas de mais companhias femininas super divertidas e interessadas no mesmo tema: COMIDA, estivemos juntas no Peru em setembro deste ano para o Festival Gastronômico MISTURA, que acontece anualmente em Lima.

 

Como a maioria de vocês deve saber, o Peru é um país famoso pela diversidade da quinua que é produzida por lá. Digamos que eles podem ser chamados de reis da quinua, tamanha a variedade de cores, tamanhos e propriedades de cada tipo. No MISTURA, inclusive, havia uma tenda enorme só em homenagem à quinua, chamada Mundo da Quinua, em que diversos expositores mostravam e vendiam suas produções.

 

É claro que todas nós trouxemos alguns pacotinhos na mala, e esta saladinha da Faby foi uma das melhores receitas frias que eu já provei com quinua. Ela levou um bowl cheio desta delícia para uma reunião entre amigos que fiz na minha casa e eu garanto que não sobrou um único grão para contar história no dia seguinte.   O bom desta salada é que até quem torce um pouco o nariz para a quinua vai gostar porque ela é uma salada leve e refrescante que combina também couscous marroquino e lentilha. É viciante! E já fica a dica para preparar esta delícia para as festas de final de ano, por ser uma salada rica, colorida e que combina com praticamente tudo.

 

SALADA DE GRÃOS COM FRANGO

(ligeiramente adaptada* do blog Pimenta no Reino)

Serve até 8 pessoas

 

Ingredientes:

  • 4 filés de peito de frango bem limpos e cortados em cubinhos
  • 1 fio de óleo de gergelim
  • 2 maçãs pequenas sem casca e sem sementes, picadas (não usei pois não tinha no dia)
  • 2 talos de alho poró fatiados* (apenas a parte branca e a verde clarinha)
  • 1 cebola pequena picada
  • 2 dentes de alho amassados
  • 1 punhado de uvas passas (usei pretas)
  • 1/2 xícara (chá) de vinho branco seco
  • 1/2 xícara (chá) de couscous já hidratado em caldo ou água
  • 1 xícara (chá) de lentilhas cozidas em água e sal e escorridas
  • 1/4 de xícara (chá) de quinua cozida al dente em água e sal e escorrida (usei a negra, mas pode ser a vermelha, a branca ou a tricolor)
  • 1 cenoura grande ralada
  • pimenta e sal a gosto
  • ervas picadas a gosto (usei manjericão e salsa)
  • 1/2 limão espremido*
  • 2 colheres (sopa) de molho de soja

Modo de Preparo: Tempere os cubos de filé de frango com sal e pimenta. Coloque o óleo de gergelim numa panela e frite os cubinhos de frango até dourarem. Junte as maçãs picadas (se estiver usando) e deixe dourar junto com o frango (no meu caso usei alho poró). Acrescente o molho de soja, a cebola, o alho e deixe dourar por mais alguns minutos. Depois acrescente as uvas passas e o vinho branco e deixe o álcool evaporar. Ajuste o sal e a pimenta se necessário e desligue o fogo. Num bowl misture o couscous já hidratado, a quinua cozida, a lentilha já cozida e escorrida, a cenoura ralada, e o frango refogado. Misture tudo delicadamente e regue com azeite a gosto, limão espremido, ervas picadas, pimenta e ajuste o sal se achar necessário.

 

Dicas:

1) A Faby sugere que quem não curte maçã pode substituir por damascos, abacaxi ou figos picados

2) A dica para os vegetarianos é substituir o frango por cogumelos

3) Para deixar tudo ainda mais saboroso você pode hidratar o couscous em um bom caldo de legumes ou frango (caseiro de preferência que é sempre mais gostoso)

4) Cozinhe a quinua sempre na proporção de 1 para 2, ou seja, 1 medida de quinua para 2 de água. Junte uma pitada de sal e cozinhe até que esteja al dente.

 

Bom Apetite!

 

Salada Refrescante de Batata com Hortelã

Postado em Acompanhamentos, Comfort Food, Fácil, Receitas de Família, Receitas Rápidas, Saladas, Vegetarianas - 07 de outubro de 2013

Salada de Batata com hortelã_F&F

 

Em casa nós conhecemos esta salada como “kibe de batata”, mas olhando assim de kibe ela não tem nada. Não leva trigo, é sempre servida fria – quanto mais fria melhor aliás – não precisa ser amassada com as mãos, não tem pimenta síria, mas desde que eu era criança pra mim é kibe de batata…

 

O que você precisa saber desta saladinha é que ela é simplesmente divina para almoços de verão. A combinação de temperos faz com que ela seja mesmo irresistível e super refrescante. Eu gosto de fazer esta salada quando faço churrasco em casa, e fica uma delícia inclusive para comer com pão e torradas, substitui lindamente a tradicional “salada de maionese”, e o melhor: sem um tico de maionese sequer. Esta saladinha também pode ser base de uma bruschetta (aí é só colocar sobre o pão com alho e levar ao forno para dar aquela douradinha básica), e pode ser inclusive assada e misturada ao trigo de kibe para se tornar uma versão de kibe vegetariano – ahá, será que vem daí então a tradição da minha família em chamá-la de kibe de batata? Bom, sei lá.

 

O fato é que com uma saladinha tão versátil assim você pode partir para várias outras formas de servir, e como eu amo receitas versáteis e práticas que podem ser adaptadas para várias outras, esta salada é um verdadeiro coringa pra mim. Mas cuidado, esta salada não é tão inofensiva quanto parece, eu garanto que olhando assim você pode não dar muito valor, mas basta colocar na mesa para perceber que esta combinação de ingredientes é viciante e quando fizer churrasco aproveite e faça bastante, porque ela desaparece rapidinho! Gente, peraí, é BATATA né?! Quem não ama?! Eu amo muito esta salada de batatas, e dentre todas as que já fiz e já provei na vida esta é sem dúvida a minha preferida, um verdadeiro vício!

 

SALADA REFRESCANTE DE BATATA COM HORTELÃ

(serve até 6 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 4 batatas grandes e bem lavadas com a casca
  • 1 cebola pequena bem picada
  • 1 dente de alho grande ralado ou triturado
  •  4 colheres (sopa) de azeite extravirgem
  • suco de 1 limão
  • 1/2 xícara de hortelã fresca picada
  • pimenta moída na hora
  • sal a gosto
  • mais azeite para finalizar

 

Modo de Preparo: Cozinhe as batatas em água abundante até que estejam macias – mas não desmanchando. Descasque as batatas e amasse-as ainda quentes. Em seguida junte a cebola, o alho e tempere com o suco de limão, o azeite, o sal e a pimenta. Misture bem. Por fim acrescente a hortelã picada e misture novamente. Ajuste o sal e a pimenta se precisar e passe para uma tigela de servir. Alise a superfície e passe um garfo, para fazer a apresentação. Regue com uma porção de azeite, cubra com filme plástico e leve à geladeira por pelo menos 30 minutos. Sirva bem fria com um ramo de hortelã por cima, pães, torradas e o que mais desejar.

 

Bom Apetite!

 

Palitos Crocantes de Abobrinha

Postado em Abobrinha, Acompanhamentos, Comidinhas, Dicas, Light, Molhos, No forno, Petiscos, Vegetarianas - 23 de setembro de 2013

Palitos de abobrinha_2

 

Esta receita é surpreendente e deliciosa! É tão gostosa que dá até pra duvidar que seja mesmo light! Mas é light sim porque os palitos de abobrinha são empanados numa mistura de farinha integral e depois assados. Quando esta delicinha sai do forno está crocante parecendo batata frita, um acompanhamento super saudável para sanduíches ou uma opção de petisco leve para receber os amigos em casa.

 

Como tudo na vida tem o seu lado B, esta receitinha aqui também tem uma parte chatinha, porque dá um pouco de trabalho para empanar os palitos um a um, mas nada tão aterrorizante assim, nada que você mulher poderosa na cozinha não tire de letra :) e eu garanto que os minutos de chatice valem muito à pena depois pelo resultado! Quando fiz em casa quase não sobrou pra mim, porque “alguém” que duvidava do sucesso da receita atacou os potinhos de abobrinha como se não houvesse amanhã…

 

Ó, a receitinha de hoje tem um bônus: o meu molho caseiro preferido de tomates! Pra vocês usarem e abusarem!

 

PALITOS CROCANTES DE ABOBRINHA

(rende 2 porções)

 

Ingredientes:

  • 3 abobrinhas médias bem lavadas e cortadas ao meio
  • 3 colheres (sopa) de farinha de trigo integral
  • 3 colheres (sopa) de farinha de trigo comum
  • 2 colheres (sopa) de farinha de milho
  • 1 colher (sopa) de queijo parmesão (opcional)
  • 1 colher (café) de sal
  • 1/2 colher (café) de pimenta moída
  • 2 ovos batidos com o garfo
  • azeite o quanto baste

 

Modo de Preparo: Preaqueça o forno em 250º. Enquanto isso unte uma assadeira com azeite e reserve. Numa tigela misture as farinhas, o queijo parmesão, o sal e a pimenta. Com uma colher de chá retire as sementes das metades das abobrinhas e depois corte-as em palitos. Passe os palitos de abobrinha pelos ovos batidos e depois pela mistura de farinhas e coloque na assadeira untada. Repita esta operação até que todos os palitos de abobrinha estejam empanados. Regue as abobrinhas com um fio de azeite (se tiver um borrifador de azeite o resultado será ainda melhor) e leve ao forno preaquecido por 10 minutos, retire, vire as abobrinhas e asse por mais 10 minutos do outro lado. Sirva bem quente com um molho de tomates básico*.

 

Meu molho de tomates básico: bata no liquidificador ou mixer 1 lata de tomates pelados com o suco (geralmente eu não bato, pois uso este molho com massas, mas para este tipo de receita – e também para pizzas – eu prefiro bater pra ficar mais homogêneo). Numa panela refogue 2 dentes de alho bem picados no azeite e junte o tomate batido + 1 colher rasa de café de sal. Quando o molho começar a ferver junte 1 colher de sopa rasa de açúcar mascavo – pois é, pra mim o açúcar mascavo faz TODA a diferença neste molho – e folhas frescas de manjericão (eu sempre coloco bastante e só uso o da folhona grande e brilhante). Abaixe o fogo, tampe a panela e deixe apurar por uns 40 minutos. Ajuste o sal e a pimenta se for necessário e desligue. Este molho pode ser armazenado em potes de vidro com tampa na geladeira por até 4 dias (dá pra congelar também). Fica delicioso com uma massa cozida. Só isso já faz a felicidade de alguém, pode confiar!

 

Quer uma dica de ouro? Anota a receitinha deste molho e leva pra vida, você certamente irá encontrar muitas receitas para usá-lo e por favor, lembre-se de mim quando o sentimento de felicidade e satisfação invadir o seu ser! hahahahaha

 

Neste vídeo AQUI eu ensino a fazer o meu molho de tomates preferido! Caseirinho e delicioso!

 

Palitos de abobrinha_1

 

Bom Apetite!!!

 

 

Tzatziki – ou salada de pepino com iogurte

Postado em Acompanhamentos, Antepastos, Clássicos, Cozinha Árabe, Fácil, Light, Petiscos, Receitas de 30 minutos, Receitas Rápidas - 13 de setembro de 2013

Tzatziki_F&F

Esta saladinha é bem conhecida por quem aprecia comida árabe e grega, cada uma delas com sua versão, mas a base é sempre a mesma: pepino + iogurte + temperinhos. Eu amo esta salada porque além de ser bem leve e refrescante é muito saborosa e rápida de preparar. Gosto de servi-la acompanhada de pratos quentes como o quibe ou apenas com pães sírios e torradas numa mesa de petiscos. Sim, alguém vai dizer que já tem uma versão desta salada por aqui, e tem mesmo, mas digamos que ela é “do século passado deste blog” e eu gosto de refazer algumas das minhas receitas preferidas com fotos mais bonitas e uma modificação ou outra que na minha opinião só melhoram com o tempo :)

 

Quando eu era criança este petisco era obrigatório nas mesas das festas e dos nossos finais de semana, fazendo parceria com o babaganoush, o homus e a coalhada seca. Acho que a minha mania de petiscar já vem daí, da minha infância e dos hábitos familiares. Em casa não pode faltar uma mesa farta de petisquinhos antes de qualquer reunião, grande ou pequena.

 

Escolhi esta receita hoje em comemoração ao verão que vem se aproximando. Mas comemoração por que? Eu não sou a virtuosa defensora e apaixonada pelo inverno? Sim, eu sou, acontece que eu já me cansei do frio e grávida só consigo pensar em comidinhas frescas e de preferência geladinhas. Não que isto seja motivo para vocês se preocuparem, as saladas e receitas frias estarão sim presentes por aqui neste período, mas sem dúvida alguma as receitas quentes e mui apetitosas também, afinal ninguém consegue viver só de salada, né?!

 

TZATZIKI – ou saladinha delícia de pepino com iogurte

(serve até 4 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 2 pepinos japoneses grandes parcialmente descascados e sem as sementes
  • 2 copos de iogurte natural desnatado (ou coalhada)
  • 4 colheres (sopa) de azeite
  • suco de 1 limão
  • 1/2 xícara (chá) de hortelã fresca picada
  • pimenta moída e sal à gosto

 

Modo de Preparo: Depois de descascar parcialmente os pepinos corte-os longitudinalmente e retire as sementes com a ajuda de uma colher de café ou boleador. Despreze as sementes. Fatie as metades dos pepinos em lâminas finas e coloque numa tigela. Enquanto isso misture o iogurte com o azeite, o suco de limão, a hortelã picada e tempere com pimenta moída na hora e sal à gosto. Regue os pepinos fatiados com o molho de iogurte e misture bem. Passe para um recipiente e sirva com pães sírios, torradas como petisco ou como acompanhamento de saladas, quibes e frango grelhado.

 

Bom Apetite!

 

 

Legumes Gratinados com Tofu

Postado em Acompanhamentos, Fácil, Light, No forno, Vegetarianas - 02 de setembro de 2013

Legumes gratinados com tofu2

Esta receita é uma delícia vegetariana. Bem levinha, nutritiva e temperada no ponto certo, pode ser uma ótima opção para refeições pouco calóricas e para aquela controlada básica nos dias de semana. Receitinha fácil, daquelas que se faz até em dias de preguiça.

 

Eu sou suspeita para falar sobre o tofu – queijo de soja para quem não conhece – porque eu simplesmente amo e pra mim ele é delicioso até puro com um pouquinho de molho de soja e ervinhas picadas, mas engana-se quem pensa que tofu serve apenas para complementar uma salada ou para acompanhar a comida japonesa. Eu por exemplo faço infinitas receitas com tofu, e esta é uma delas, usando o tofu numa receita quente no lugar do queijo “gordo” para dar aquele arzinho de “queijo gratinado”. Mas é claro que como o tofu não possui gordura ele não derrete, mas dá uma douradinha, fica com um sabor delicioso e combina muito bem com os legumes assados.

 

Aqui eu usei apenas abobrinha, berinjela e tomate, mas poderia acrescentar outros legumes e verduras que ficaria igualmente bom! E tem coisa melhor do que comer uma comidinha deliciosa e depois não ficar com peso na consciência (nem na balança)?

 

LEGUMES GRATINADOS COM TOFU

(serve até 4 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 1 berinjela grande fatiada (com ou sem a casca, como preferir)
  • 1 abobrinha grande fatiada
  • 2 tomates grandes fatiados
  • 1/2 tomate sem sementes picado
  • 1 talo de alho poró fatiado
  • 1 copo de suco de tomate (ou tomate pelado batido no liquidificador)
  • 6 fatias de tofu firme
  • 1 colher (sopa) de azeite
  • ervas frescas a gosto (usei alecrim, manjericão e hortelã)
  • pimenta e sal a gosto

 

Modo de Preparo: Forre o fundo de um refratário com metade do suco de tomate. Faça uma camada de berinjela, depois uma de abobrinha e uma de tomates, temperando cada camada com as ervas frescas, uma pitada de sal e pimenta. Regue com a outra metade do suco de tomate, depois com o azeite e por fim distribua as fatias de tofu. Finalize com o alho poró fatiado, com as ervas frescas e o tomate picadinho. Leve ao forno preaquecido em 180º por 40 minutos ou até que os legumes estejam macios e o tofu levemente dourado. Sirva em seguida.

 

Legumes gratinados com tofu1

Bom Apetite!

 

Couscous com Pesto de Agrião

Postado em Acompanhamentos, Fácil, Massas e Pizzas, Molhos, Receitas de 30 minutos, Receitas Rápidas, Vegetarianas - 29 de julho de 2013

Couscous com pesto de agrião_F&F

Eu adoro couscous porque acho um prato fácil, rápido e muito versátil, que aceita muitas combinações diferentes. É como se fosse macarrão, você pode fazer o molho que tiver vontade que vai ficar bom! Só que dessa vez eu usei um couscous diferente, conhecido como “couscous israelense” ou “pearl couscous” (que traduzindo para o português seria couscous pérola).

Continue Lendo …

Batatas Hasselback – ou batatas laminadas

Postado em Acompanhamentos, Fácil, Livros, No forno, Vegetarianas - 14 de junho de 2013

Batatas Hasselback_F&F

Estas batatas são uma fofura não são? Pois é, desde a primeira vez em que eu as vi no livro Forever Summer da Nigella me apaixonei! Depois disso as vi outras vezes no Pinterest até que durante a última viagem que eu fiz tive a oportunidade de provar algumas variações desta típica receita de batata sueca que me serviram de inspiração para esta aqui.

Continue Lendo …

Almôndegas de Berinjela

Postado em Acompanhamentos, Berinjela, Comfort Food, Comidinhas, Fácil, Light, Vegetarianas - 11 de junho de 2013

Almôndegas de berinjela

 

Então como vocês já estão cansados de saber eu sou uma apaixonada assumida por berinjela! Desde criança quando não gostava muito de comer (quem diria) uma das poucas coisas que eu comia e gostava era berinjela, principalmente uma berinjela à milanesa que a minha mãe fazia que tinha uma casquinha tão grossa que mais parecia um bolinho. Nossa, aquilo era um sucesso na hora do almoço!

Continue Lendo …

Legumes Gratinados com Tofu

Postado em Acompanhamentos, Fácil, Light, No forno, Receitas Rápidas, Vegetarianas - 09 de abril de 2013

09_04_2013_11_36_48

Eu ando numa fase totalmente apaixonada por tofu! Aliás, na maioria das vezes eu preciso me controlar para não comer o tofu todinho só com shoyu, gengibre ralado e um pouco de cebolinha. É simplesmente delicioso!

Continue Lendo …

Salada de Soja com Cenoura e Vinagrete

Postado em Acompanhamentos, Dicas, Fácil, Light, Receitas de 30 minutos, Receitas Rápidas, Saladas, Vegetarianas - 04 de abril de 2013

Salada de soja_F&F

 

Esta saladinha além de ser super saudável é também muito saborosa e refrescante. Apesar de muitos terem preconceito com a pobrezinha da soja eu gosto bastante e em casa consumimos muito, e não é para levantar nenhuma bandeira de “ser ou não ser natureba” como alguns gostam de dizer, mas sim por achar saborosa, nutritiva e versátil para usar em infinitas receitas.

Continue Lendo …

Farofa de couve-flor

Postado em Acompanhamentos, Fácil, Receitas de 30 minutos, Receitas Rápidas, Vegetarianas - 01 de abril de 2013

Farofa de couve-flor_F&F

 

Passado o feriadão e as receitas especiais de Páscoa a vida retoma sua rotina e a semana volta a ficar agitada, sobrando pouco tempo para comidas mais elaboradas. Para esses dias o trivial é a solução. Um prato de arroz, feijão, bife e farofinha é capaz de tornar melhor até o dia mais cinzento. Quem é que não fica feliz com um pf?

 

Continue Lendo …