FALAFEL ASSADO E CROCANTE – A receita infalível!

quarta-feira, 21 de março de 2018

Falafel_Figos e Funghis

Como costumo fazer, na semana passada mostrei no Stories em tempo real as etapas de preparo do falafel assado que eu estava fazendo para o meu almoço e da Oli daquele dia e quem viu ficou doido de vontade de provar, recebi uma chuva de mensagens inbox pedindo para publicar a receita logo. Então hoje é ela a estrela deste post, a minha receita de falafel assado à prova de erros.

 

É claro que em se tratando de cozinha caseira os erros acontecem, e o nome à prova de erros é uma brincadeirinha porque vários leitores me perguntam como eu faço para o falafel não se desfazer, dizem que não dá liga, que desmonta antes mesmo de assar ou fritar, enfim, eu sei que isso acontece às vezes, mas vocês sabem que eu sou amiga e vou contar todas as minhas dicas para o preparo deste prato delicioso, versátil, vegano, low carb e saudável que pode virar petisco, recheio de sanduíche, hambúrguer, acompanhamento de salada, de massas, de carnes e do que mais você desejar.

 

Se você nunca ouviu falar ou nunca comeu o FALAFEL me deixa te atualizar: trata-se de um prato típico do Oriente Médio à base de grão-de-bico (em alguns lugares substituem por favas, que parecem uns feijões grandes) e temperado com condimentos, ervas e especiarias. Originalmente os bolinhos são preparados fritos, mas como eu sempre procuro uma alternativa mais saudável pra tudo – afinal esta é a minha obsessão hahaha – eu gosto de prepará-los no forno, e posso garantir que ficam igualmente deliciosos e com uma casquinha crocante por fora, mantendo a umidade por dentro. Se você não provou até hoje agora chegou a sua oportunidade!

Falafel 2_Figos e Funghis

FALAFEL ASSADO MAGRINHO

(rende 12 bolinhos pequenos, ou 8 médios como os da foto)

 

Ingredientes:

  • 1 xícara (chá) de grão-de-bico seco
  • 1 xícara (chá) de salsinha fresca
  • 1/2 xícara (chá) de coentro fresco
  • 1 cebola branca picada
  • 2 dentes de alho crus
  • 1 colher (sopa) de gergelim branco
  • 1 colher (chá) de cominho em pó
  • 1 colher (chá) de pimenta síria
  • 1 colher (café) de bicarbonato de sódio
  • 1 colher (café) de sal
  • suco de 1/2 limão tahiti
  • 1 fio generoso de azeite

 

Modo de Preparo: Coloque o grão-de-bico de molho em água de um dia para o outro – 8 horas são suficientes. Escorra o grão-de-bico e coloque em um processador de alimentos junto com o azeite e bata no modo pulsar até que esteja grosseiramente triturado. Junte todos os outros ingredientes e bata novamente até obter uma massa grossa e com aspecto farelento. Unte levemente uma assadeira com azeite e preaqueça o forno a 180º. Unte as mãos e com delicadeza molde os bolinhos e achate-os levemente (como iremos assar quando achata-se a área da superfície e da base aumentam, tornando mais propícia a formação de uma crostinha crocante). Ajeite os bolinhos na assadeira dando uma distância de uns 2 dedos. Leve ao forno por 15 minutos, retire a assadeira do forno, vire os bolinhos e retorne a assadeira para o forno por mais 15 minutos, ou até que ambos os lados estejam douradinhos. Sirva em seguida com este molho de tahine que eu ensino neste post aqui: Bowl Vegetariano Colorido e Saudável

 

DICAS:

  1. Se você for fritar o seu falafel adicione à receita 2 colheres (sopa) de farinha de trigo ou outra farinha de sua preferência para dar mais liga e sustentação à massa;
  2. Se ao moldar os bolinhos achar que está muito mole ou esfarelando coloque toda a massa em um pano de prato, enrole e retire o excesso de líquido. Eu não costumo fazer isso (gosto dele bem umidinho depois de pronto), mas se a falta de sustentação da massa de incomodar muito na hora de moldar isso pode ajudar.
  3. Para que o seu falafel fique bem verdinho como em algumas fotos que vemos por aí aumente a quantidade de ervas (salsa e coentro) e bata-as antes de adicionar o restante dos ingredientes no processador de alimentos, como se fosse fazer um pesto;
  4. Não recomendo o uso de grão-de-bico enlatado nesta receita porque ele já vem cozido, e é mole demais para ser usado na receita, então quando for colocado no processador vai virar uma pasta rapidamente;
  5. Para variar a receita você pode substituir o grão-de-bico por feijão branco, na mesma quantidade;
  6. Use o coentro mesmo se não gostar, porque ele apenas integra o sabor do falafel como um todo, seu sabor não vai sobressair aos demais componentes da receita. Na minha opinião a composição de sabores é perfeita e se tirar algum ingrediente não vai ficar igual.

Tartar de beterraba e avocado_Figos e Funghis

 

Eu servi o meu falafel com este Tartar de Beterraba, quinoa e avocado (foto acima) que modéstia à parte ficou DI-VI-NO, mas como vocês podem perceber ele começou a desmoronar depois de montado porque eu sou gulosa e coloquei muito mais cubinhos de avocado do que a pobre camada de quinoa suportava…se quiser a receita deste tartar comenta aqui que eu posto!!

 

Se fizer me conta? Me marca lá no Insta (@figosefunghis) ? Curte, comenta, me mostra que eu não estou sozinha e que este blog é útil para alguém…eu sei que vocês gostam das receitas e fazem em casa porque recebo e-mails contando, mas às vezes ninguém comenta nada no post e eu me sinto tão solitária :( #chateada

 

Beijo!!!

 

9 Comentários para “FALAFEL ASSADO E CROCANTE – A receita infalível!

  1. Dica: Misturar favas secas (1 xícara) ao grão-de-bico (3 xícaras) dará um sabor incrível a massa. O molho tarator é imprescindível na finalização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *