Homus de Beterraba

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Homus de Beterraba3_Blog Figos e Funghis

Eu já contei algumas histórias aqui que vivi e já compartilhei com vocês diversas receitas que aprendi com a minha bisavó paterna, que era libanesa e que eu tive o prazer de conviver até os meus 15 anos de idade. Ela era uma velhinha muito fofinha que tinha um sotaque árabe bem forte e que tinha verdadeiras mãos de fada, até hoje me lembro das suas valiosas dicas de cozinha e chego a sentir o sabor inigualável do seu quibe crú, das suas mezes (as famosas pastinhas árabes) e dos doces árabes na minha boca. Tudo o que ela fazia era mágico, e por sorte a minha bisavó também tinha um enorme coração, e ensinou pacientemente tudo o que sabia para as mulheres da família, incluindo a minha mãe que era apenas uma agregada…kkkk.

 

Mas não, este não é o homus que a minha bisavó preparava. O homus tradicional da cozinha árabe aprendido com a família já passou por aqui algumas vezes, mas este aqui é uma inovação que não vem da cozinha árabe mas sim da culinária saudável e funcional. Não, não fui eu quem inventou, mas eu amo beterraba, e a primeira vez que provei foi há alguns aninhos atrás no pequeno restaurante Sainte Marie no bairro do Morumbi. Comandado pelo fofo chef Stephan Kawijian – um francês/armênio muito querido e talentosíssimo – que proporciona aos seus visitantes uma comida árabe deliciosa e criativa, com um toque de modernidade e originalidade que torna daquele lugar um dos metros quadrados mais disputados de São Paulo em qualquer dia da semana (ele só não abre aos domingos). Desde então eu sempre quis tentar fazer em casa, mas quando ia preparar não tinha beterraba, aí acabava saindo o homus tradicional mesmo. Dessa vez me programei e deu tudo certo, e deste homus rendeu até uma outra receita que depois eu vou dividir com vocês.

Homus de Beterraba2_Blog Figos e Funghis

Por ora deixo aqui a receita desta delicia fresca, saudável e com uma cor tão vibrante que fascina até mesmo quem não gosta de beterraba.

 

HOMUS DE BETERRABA

(rende 500g de homus)

 

Ingredientes:

  • 4 xícaras (chá) bem cheias de grão-de-bico já cozido
  • 4 beterrabas médias cortadas ao meio
  • 2 dentes de alho
  • 2 colheres (sopa) de tahine (pasta de gergelim)
  • suco de 2 limões
  • 4 colheres (sopa) de azeite
  • 1/2 xícara (chá) da água do cozimento do grão-de-bico
  • pimenta moída e sal a gosto

 

Modo de Preparo: Cozinhe o grão-de-bico em água com folhas de louro e sal até que estejam macios. Escorra e deixe esfriar, guardando 1 xícara de chá da água do cozimento. Cozinhe as beterrabas com a casca em água até que estejam macias, depois deixe esfriar e descasque-as. Corte as beterrabas em cubos. No processador junte o grão-de-bico, as beterrabas, a tahine, o azeite, o sal e a pimenta e bata até obter uma pasta bem grossa. Pingue a água reservada do cozimento do grão-de-bico aos poucos até obter a consistência desejada. A pasta tem que ser cremosa, mas ainda firme. Por fim junte o suco dos limões e bata novamente. Na hora de servir transfira para pequenos bowls, regue com azeite, enfeite com ervas frescas (o tomilho combina muito com beterraba), polvilhe mais pimenta e sirva com pão ou torradas. Esta pasta pode ser guardada em vidros com tampa e armazenada em geladeira por até 3 dias.

Homus de Beterraba4_Blog Figos e Funghis

E aí, gostaram? Além de super saudável esta pastinha é também muito versátil, pois pode servir como recheio de sanduíches, complemento de saladas ou ainda acompanhada de crudités, como neste receita que eu já mostrei AQUI. Sem contar que dá um visual incrível em qualquer mesa de petiscos, não acham?!

 

Aproveitem! Beijo!

 

 

2 Comentários para “Homus de Beterraba

    • Oi Ana, você não precisa necessariamente retirar as peles do grão-de-bico, a não ser que você se incomode com a textura, aí você retira as peles e depois processa os grãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *