Risoto milanês com ragu de costela

sexta-feira, 10 de maio de 2013

Risoto milanês com ragu de costela_F&F

Na minha opinião não há comida que conforte mais do que um prato como este. Um delicioso e cremoso risoto com uma carninha bem suculenta é perfeito para aqueles dias em que se quer uma comida gostosa, com o mesmo efeito de um abraço :) O tempo por aqui está ajudando bastante porque as temperaturas já caíram e então uma refeição assim é sempre muito bem vinda.

 

O risoto milanês (que já passou por aqui há um tempão atrás), mas desta vez eu usei pistilos de açafrão mesmo (estes fiozinhos vermelhos das fotos) e não o açafrão da terra (cúrcuma) que também é delicioso, mas os pistilos dão um charme à mais. Estes que eu tenho são iranianos, ganhei da sogra que foi para a Turquia e trouxe várias coisinhas gourmet pra mim. Aqui eles custam preço de ouro, então se você quiser economizar faça com o açafrão da terra mesmo que o resultado também é ótimo.

 

O ragu de costela bovina eu preparei usando aquela DICA da costela que desmancha que publiquei aqui no blog há tempos atrás e que todo mundo ama. Depois da etapa de pré-preparo da costela para retirar o máximo de gordura possível e amaciar a carne eu separei toda a carne do osso e tornei a colocá-la na panela de pressão para fazer o ragu com um molho bem especial. Se não quiser fazer o ragu na panela de pressão pode fazer em cozimento lento e baixo em panela comum (nas de ferro o resultado é ainda melhor), e em aproximadamente 3 horas você terá o melhor ragu de todos os tempos!

 

RISOTO MILANÊS COM RAGU DE COSTELA

(serve bem 4 pessoas)

 

Ingredientes:

 

Para o risoto:

  • 1 xícara (chá) de arroz arbório
  • 1 a 1,5 litro de caldo de carne ou de legumes (se for usar o industrializado dissolva 1 cubo nessa quantidade de água quente)
  • 1 colher (chá) de pistilos de açafrão (ou de açafrão da terra em pó)
  • 1/3 de xícara (chá) de água quente para deixar o açafrão de molho
  • 100g de queijo parmesão ou grana padano ralado
  • 2 colheres (sopa) de manteiga
  • 1/3 xícara (chá) de vinho branco seco
  • 1 cebola pequena bem picada
  • salsa fresca para finalizar

 

Para o ragu de costela:

  • 1 kg de costela bovina com osso
  • 4 tomates sem pele picados
  • 1 cebola picada
  • 1 cenoura picada
  • 1 alho poró fatiado
  • 1/2 xícara (chá) de vinho tinto ou branco
  • 2 xícaras (chá) de água
  • 1 colher (sopa) de óleo de girassol
  • pimenta e sal a gosto

 

Modo de Preparo do risoto: Coloque os pistilos de açafrão na água quente e reserve. Mantenha o caldo bem aquecido em uma panela em fogo baixo. Em uma wok (ou frigideira grande e funda) refogue a cebola em metade da manteiga até ficar macia. Junte o arroz e dê uma breve fritada. Regue com o vinho branco e aguarde o álcool evaporar para acrescentar a água com os pistilos de açafrão (se for usar o açafrão em pó junte-o direto sobre o arroz). Depois acrescente a primeira concha de caldo e continue cozinhando o risoto em fogo alto, mexendo a cada nova adição de caldo. Aguarde uma concha secar para adicionar a próxima, até que o arroz esteja al dente. Por fim junte o queijo parmesão, a manteiga restante e mexa vigorosamente o risoto para que adquira a consistência cremosa. Tampe a panela, desligue o fogo e deixe descansar por 2 minutos antes de servir. Deve ser servido bem quente.

 

Modo de Preparo da Carne: Coloque os pedaços de costela com osso diretamente na panela de pressão (sem água, sem óleo, sem nada), coloque no fogo alto e quando pegar pressão diminua o fogo e deixe cozinhar por 30 minutos. Desligue o fogo, deixe a pressão sair e retire a costela de dentro da panela – todo o excesso de gordura ficará no fundo da panela – jogando a gordura fora (procure sempre se desfazer da gordura conforme as indicações em prol do meio ambiente). Coloque a costela para escorrer eventual gordura em papel absorvente e depois separe a carne do osso e dê uma rápida desfiada em pedaços grandes. Depois de jogar a gordura que ficou na panela de pressão lave-a e aqueça o óleo para refogar o alho poró e a cebola. Junte o tomate, a cenoura, a costela desfiada, o vinho e tempere com pimenta e sal a gosto. Cubra com água e torne a cozinhar na pressão por mais 30 minutos. Quando abrir e achar que precisa cozinhar mais termine o cozimento com a panela destampada e acrescente mais água se precisar. Ajuste o tempero a gosto e sirva sobre o risoto. Finalize o prato com salsa fresca picada e um pouco do caldo em torno do arroz.

Risoto milanês com ragu de costela_F&F

Aproveitando a ocasião, se você ainda não pensou em nada para o almoço de dia das mães ou se estava indeciso(a) pode preparar esta receita porque tenho certeza, você vai conseguir agradar a todos e brilhar muito!

Bom Apetite!

8 Comentários para “Risoto milanês com ragu de costela

  1. Fabi, querida, estou sempre aqui pelo blog e adoro demais! Porém, fiquei com uma dúvida desde a primeira vez em que postasse a dica da costela: colocas a carne, sem água ou óleo, na panela de pressão tradicional, aquela com válvula? A minha é dessa mais antiguinha e confesso que fiquei com medo de colocar sem líquido algum… Parabéns pelo trabalho e mais sucesso!

  2. Fiz a receita do risoto com ragu de costela ontem , segui a receita direitinho,o resultado foi ótimooo.Adoro suas receitas.

  3. Fiz hoje…se o fato de não sobrar nadinha significar que estava bom, então bom é pouco, estava delicioso! Achei gostoso e fácil de fazer. Mas pra mim o melhor de tudo foi o jeito de fazer essa costela…já fiquei cheia de ideias…obrigada por compartilhar conosco!

    • Que bom Carine! Eu sempre fico muito FELIZ quando os leitores voltam para comentar, principalmente quando vocês gostam, claro! hahahah
      Eu também só faço costela desse jeito em casa, para tudo quanto é receita que leve costela eu só faço assim, na pressão para tirar toda a gordura e amaciar bem a carne, mas sou suspeita pra falar porque costela é a minha parte preferida da carne bovina ;)
      Este mesmo ragu de costela dá para ser feito com massa também e fica divino!
      Beijos

  4. Oi Fabiana, sei que vc disse nessa preparação que na primeira etapa a costela vai pra panela de pressão sem nada, mas no link DICA vai uma colher de sopa de sal. Fiquei em dúvida se o sal então é opcional ou se apenas pra receita do ragu ele não é necessário? Obrigada!

    • Dani, para fazer o ragu ela vai sem nada mesmo porque na etapa seguinte ela é temperada à gosto. No post DICA ela é colocada na pressão com o sal porque depois vai direto para a grelha da churrasqueira ou para o prato ;)
      Bjo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *