Aceito um pedaço!

quarta-feira, 25 de julho de 2012

É engraçada essa estória de ter fama de saber cozinhar. Comigo sempre foi e continua sendo assim: “ah, esta é a Fabiana, ela sabe cozinhar!” como se fosse uma extensão da minha identidade, e depois disso é que vem o restante da apresentação: “filha de Fulano, neta de Ciclano, esposa de Beltrano….”. Mas não pensem que eu saio lucrando com isso, pois na verdade eu saio é perdendo! Perco convites para jantar, perco “presentinhos” alimentícios no meio da tarde como aquele bolo delícia que a prima fez, aquela torta linda que a amiga preparou e sempre me deparo com uma cara de apreensão quando recebo “comidinhas” de presente, daqueles poucos que criam coragem de me dar alguma coisa. Até minha irmã quando me dá alguma comida fica com medo do que eu vou achar, e para falar bem a verdade o Arroz com Frango que ela faz é mais gostoso que o meu! 

Gente, para com isso! Falo por mim ok, mas não é porque a pessoa sabe/gosta de cozinhar significa que ela já preparou ou provou todas as receitas do mundo, e não é porque a pessoa sabe/gosta de cozinhar que ela é “A” melhor cozinheira do planeta a ponto de achar que todas as outras comidas são ruins. Aliás, muito pelo contrário! Eu amo cozinhar e descobri esta paixão ainda criança, mas a cada dia que passa eu acho que preciso aprender mais e descobrir mais truques, mais segredinhos na cozinha e eu AMO provar da comida alheia, eu amo ganhar comidinhas, pedaços de bolos, tortas, aquele pote de doce caseiro ou seja lá o que for. Quando eu viajo sou daquelas que experimenta de tudo, esteja a comida com cara boa ou ruim, provo queijo na banca da feira, experimento tudo (ou quase) o que me oferecem, curto muito  um pastel de rua, enfim, eu sou uma mortal como outra qualquer!

Então olha, eu garanto que se você quiser me chamar para jantar na sua casa eu vou adorar, porque na verdade, na verdade MESMO o mais gostoso de jantar na casa dos amigos é curtir a companhia, o papo e a comida – que como sempre é preparada com amor – não tem como ser ruim! Ah, sem contar que a chance de você me surpreender com uma receita nova, ou com uma forma diferente de preparar aquele velho e indispensável estrogonofe é enorme! E não precisa ficar preocupada em fazer uma receita francesa ou húngara, afinal, quem é que consegue ser feliz sem estrogonofe? hahahaha

Ainda bem que eu não conheço todas as receitas do mundo, ainda bem que eu não sei preparar todas as receitas do mundo e ainda bem que eu ainda tenho muito o que aprender na cozinha, porque assim eu sempre terei uma desculpa para SIM, ACEITAR UM PEDAÇO DE BOLO como presentinho no meio da tarde! :)

Imagem: getty images

14 Comentários para “Aceito um pedaço!

  1. É fato Fabi! Depois que criei o blog os convites diminuíram e sinto que os amigos ficam com receio de cozinhar para mim!!! Que bobagem né? Gostei do teu post e vou compartilhar no Facebook para dar um “toque” para o pessoal, hehehe

    • Tá vendo Jú? É isso mesmo menina, as pessoas pensam que porque gostamos de cozinhar seremos terríveis na avaliação da comida alheia, e é pura bobagem!
      Fique a vontade para compartilhar viu :)
      Beijos

  2. Grande, Fabi! Adorei o post! E vc tem toda razão… Sofro desse seu mal e nem tenho blog especializado, só porque o povo sabe que gosto e sei cozinhar, que conheço umas coisinhas, já ficam me olhando com aquela cara de “qual nota ela vai me dar”. Mais engraçado é quando vou jantar na casa de amigos e o cozinheiro da vez acha de “competir” comigo! Oxi! Que bom que tu também sabe cozinhar, criatura! Vim aqui pra comer! hahahahah Em tempo, se vc morasse aqui por perto, pode ter certeza, que eu te mandaria um pedaço de um trem qq hehehe

    • ahahaha, Ivy, adorei a estória do cozinheiro da vez querer competir com você! Gente, as pessoas precisam acordar e perceber que receitas são compartilhadas, e não guerrilhadas! Acho que quem gosta de cozinhar tem que somar, sempre!
      Beijos!
      P.S. Aceito o pedaço de “um trem qualquer”, pode ser por sedex? kkkkk

    • Cae, é uma foto de bolo de maçã que eu peguei no getty images…acho que você não reparou, mas está no final do texto o crédito da imagem :)
      Beijo!

  3. Também sofro desse mal…rs Uma bobagem enorme, pois se gostamos de cozinhar adoraremos a troca, né!? E ainda falo pra todos (mesmo para os meus convidados, pois sou uma doida que sempre testa receitas novas com os convidados “cobaias” rs), pra que serve o telefone do telepizza grudado na geladeira, no caso de uma “emergência”?? hahaha
    Beijo!

  4. É tudo verdade Fabi! As pessoas acham que porque gostamos de cozinhar é sinal de que somos expert, e eu sempre digo que gosto de cozinhar, mas ainda não sei porque cozinha é um eterno aprendizado, sempre há algo novo a ser descoberto.Alem do que cozinhar envolve mais do que tecnicas, e num dia sem ter nem pra que uma receita perfeita desanda, fazer o que suspirar e começar de novo. Me dou o direito de errar, de fazer uma comida meia boca as vezes, de comer uma tranqueira se pinta vontade, de ter minhas preferencias mesmo se estranhas.
    E olha só, as melhores comidas que comi na minha vida foram feitas por pessoas que cozinham no dia a dia, com amor claro, mas em total ignorancia que cozinhar agora é cult, então que venham as comidas despretensiosas!!
    Bjs
    P.s: Amo cada dia mais teu blog.

  5. Fabiana, adorei o seu post e compartilho da mesma opinião que você!
    Descobri o seu site por acaso e adoro as receitas……sempre muito bem explicadas. Inclusise seu blog já adicionados em “Meus Favoritos” adoro as novidades quando publicadas..

    Aproveitando a sua citação, vai aqui um pedido humilde: Você poderia colocar esta receita de arroz com frango…..

    Abraços…..

  6. Oi Fabi,
    Gostei de seu depoimento (desabafo), a gente esta sempre aprendendo alguma coisa nova, adoro o seu blog, acompanho sempre as receitas e faço aquelas em que acho que vou agradar, até porque não sou uma cozinheira de mão cheia, e as vezes acabo sempre no trivial. Parabéns pelo seu trabalho e continue compartilhando com a gente tudo que vecê aprende.
    Beijo
    Janaina

    • Ô Lucimar, obrigada querida. Mas não é verdade? Ninguém no mundo é tão bom que não possa achar gostosa a comida preparada por outra pessoa.
      Beijinhos :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *