Nhoque de mandioquinha com ossobuco

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Sempre tive vontade de fazer nhoque em casa. Eu já tinha ajudado minha avó, minha mãe e quando criança até minha bisavó a fazer nhoque, mas sozinha nunca tinha feito. É engraçado como as lembranças voltam muito vivas na minha memória através da comida. Enquanto eu fazia a massa e depois separava as porções para enrolar e cortar parecia que eu já tinha feito nhoque sozinha umas 500 vezes antes, mas não era isso, eram as lembranças de quando eu ajudava no preparo quando criança. Um filme passou na minha cabeça e eu me vi criança ajudando minha bisa a preparar o nhoque de domingo. É tão gostoso poder viver esta nostalgia, tão gostoso poder lembrar desses momentos felizes.

Mas o nhoque…outro dia eu fui a um restaurante que eu adoro aqui em SP, o Veríssimo, e lá eu pedi um nhoque de mandioquinha com ossobuco que estava divinamente delicioso. A minha versão do prato ficou diferente daquela porque usei um molho bem rústico com pedaços de tomate e os legumes que tinham dado a base para o caldo da carne. Sempre gostei de ossobuco, uma carne até desvalorizada por muitos, mas que é uma das minhas preferidas, aprendi a cozinhá-lo com a minha mamy, mas aqui em SP não é tão simples de encontrar (acho que devido ao fato de não ser muito procurada), então acabo encontrando apenas na versão congelada, mas achei perfeita porque veio até com o tutaninho dentro do osso (indispensável pra mim!).

O nhoque de mandioquinha é muito mais saboroso do que o de batata na minha opinião, mas o modo de preparo é o mesmo. Não vou mentir pra vocês e preciso dizer que é trabalhoso sim. Se não tiver alguém ajudando leva mais tempo também, mas o resultado compensa, a receita rende bastante e dá pra congelar boa parte da produção e ir descongelando quando tiver vontade. Olha só que delícia:

Nhoque de Mandioquinha com Ossobuco

Para o nhoque:

Ingredientes:

  • 1kg de mandioquinha (batata baroa, batata salsa)
  • 4 xícaras (chá) de farinha de trigo
  • 4 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
  • 1 ovo inteiro
  • 1 colher (sopa) de azeite
  • 1 colher (chá) de sal
Modo de Preparo: Lave bem as mandioquinhas e leve para cozinhar até ficarem macias. Descasque as mandioquinhas e amasse com um espremedor de batatas ou num processador de alimentos. Passe o purê de mandioquinha para uma tigela e misture o ovo, o azeite, o sal e o queijo parmesão. Misture bem. Acrescente a farinha de trigo aos poucos até o ponto de enrolar. Se precisar junte mais farinha. Passe a massa para uma bancada enfarinhada e separe porções dela. Enrole cada porção como se fosse uma “minhoca” e depois corte os quadradinhos de nhoque. Separe a quantidade necessária para o preparo do prato e congele o restante envolvido em papel alumínio e depois em saquinhos plásticos. Leve os nhoques para cozinhar em água fervente, quando subirem à superfície é porque estão prontos.
Para a carne (ossobuco):
Ingredientes (para 2 pessoas):
  • 2 peças de ossobuco 
  • 2 tomates picados
  • 1 cenoura picadinha
  • 1/2 xícara (chá) de vagem picadinha
  • 1 cebola picadinha
  • 3 dentes de alho descascados e inteiros
  • 1 xícara (chá) de vinho branco seco
  • 2 xícaras (chá) de água
  • pimenta e sal a gosto
Modo de Preparo: Numa panela de pressão sele a carne dos dois lados até mudar de cor. Junte os vegetais picados, os dentes de alho, a água, o vinho branco e tempere com pimenta e sal a gosto. Tampe a panela de pressão e deixe cozinhar em fogo médio até começar a fazer barulho. Depois reduza o fogo para o mínimo e cozinhe por 40 minutos na pressão. Desligue e sirva a carne com o nhoque de mandioquinha com o próprio molho da carne por cima.

Eu considero este prato um prato típico de inverno. É completo, é bem quente, o molho é encorpado e acima de tudo é uma refeição simplesmente deliciosa. E olha só que coincidência: hoje é dia 29! E dizem que dá sorte comer nhoque em todo o dia 29 de cada mês, não é isso?

Bom Apetite!

4 Comentários para “Nhoque de mandioquinha com ossobuco

  1. Nhoque também lembra minha infância, minha mãe pedia prá eu dar aquela achatadinha com o garfo, sabe, prá ficar os risquinhos. Continuo fazendo assim até hoje! Fica lindinho.
    Bom fim de semana, Fabi.
    Beijos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *