Pernil de Cordeiro aromático

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

A esta altura eu tenho certeza que a maioria de vocês já escolheu o que fazer na ceia de Natal, e sei também que o cordeiro é uma preferência de muitas famílias, como a minha por exemplo. Outro dia recebi em casa uma bolsa térmica linda de presente de Natal da Sadia (toda cheia de bolinhas coloridas), e dentro dela havia um pernil de cordeiro uruguaio e um peru gigante! Natal é tão bom, muitas delícias chegam na minha casa :) Decidi preparar o pernil de cordeiro num jantar de “Natal” para os nossos irmãos, uma oportunidade de nos reunirmos já que agora todos são casados e no Natal não conseguimos mais jantar juntos. Eu nunca havia preparado um cordeiro na minha vida, não por receio de errar, mas por uma razão pessoal mesmo que um dia eu conto pra vocês, e o que me deixou muito feliz foi ter acertado na primeira tentativa! Todos que provaram amaram e só sobrou o osso, literalmente. Até eu que não costumo comer cordeiro provei uma lasquinha para ver se tinha acertado no tempero e na textura – pois é, cozinheiro tem que provar tudo o que prepara gente – e aprovei. Isso quer dizer que quem nunca fez um cordeiro também é capaz de acertar, e para não ter erro eu segui todos os conselhos da minha mãe que cozinha muito bem e faz cordeiro há anos. Anota aí todas as dicas e depois arrasa na cozinha! 

PERNIL DE CORDEIRO AROMÁTICO – para 8 pessoas

Ingredientes:

1 pernil de cordeiro de aproximadamente 3kg (usei o pernil da marca Sadia)
1 xícara de chá de vinho branco seco de boa qualidade
1/2 xícara de chá de azeite 
2 dentes de alho descascados e inteiros
ervas frescas variadas (usei 1 ramo de alecrim, 1 de tomilho, 1 de hortelã e 1 de manjericão)
2 colheres de sopa de lemon pepper (se não tiver substitua por pimenta do reino moída na hora, sal e raspas da casca de 1 limão siciliano)
2 colheres de sopa de manteiga gelada picada
 

O tempero

Modo de Preparo: No liquidificador junte o vinho branco, o azeite, as ervas frescas, os dentes de alho e o lemon pepper. Forre uma assadeira com papel alumínio, com a parte brilhante para cima, e forre inclusive as bordas internas, para impedir que o caldo do cozimento vaze para fora do papel. Deixe sobrar papel suficiente de um dos lados para cobrir a assadeira. Acomode o pernil de cordeiro sobre o papel alumínio, com uma faca afiada e pontuda faça furos no pernil para ajudar o tempero a penetrar e regue com o molho do tempero. Cubra e deixe descansando por 2 horas. Quando o tempo da marinada estiver acabando pré-aqueça o forno em 160º. Regue o pernil novamente com o seu caldo e distribua a manteiga picada sobre a carne. Se você gostar de hortelã e alecrim coloque raminhos frescos em cada buraco que você fez com a faca. Leve o pernil para assar em 160º por 3 horas, retirando-o do forno a cada 1 hora para regar a carne com o caldo que se forma na assadeira, depois aumente a temperatura para 180º e asse sem cobrir por mais 1 hora, ou até perceber que a carne está muito macia e quase dourada por cima. Se achar necessário espete um garfo e gire delicadamente para sentir a textura da carne. Quando estiver pronto sirva com arroz, salada e batatas assadas.

Depois da marinada

Dicas preciosas:

1) Se você for utilizar um pernil de cordeiro orgânico, certifique-se de que a glândula foi retirada, assim a carne não ficará amarga. 

2) A baixa temperatura do forno é importante para que a carne cozinhe lentamente sem queimar, então quanto mais baixa a temperatura e quanto mais longo o cozimento, melhor será o resultado.

3) Caprichar no tempero que vai no liquidificador é importante para que sua carne não fique sem graça e sem sal. Sempre prove o tempero antes, ele deve estar um pouco mais salgado do que o aceitável pelo seu paladar, lembre-se que o pernil é grande e que não tem tempero algum.

4) O tempo de marinada é importante para que a carne absorva bem os temperos, então durante este tempo regue a carne algumas vezes com o preparo da assadeira.

5) O tempo total de forno pode variar de forno para forno, então para não correr o risco da sua carne ficar crua ou queimar é bom ficar de olho no forno, e a cada 30 minutos retirar o pernil e dar uma olhadinha.

6) Esta receita deixa o pernil bem macio e suculento, então fazer um molho a parte não é indispensável, mas se você quiser um molho eu sugiro um de frutas vermelhas ou uma vinagrete de hortelã:

Molho de frutas vermelhas: Numa panela pequena leve para ferver 2 xícaras de chá de frutas vermelhas da sua preferência, 2 colheres de sopa bem cheias de açúcar e 1/2 xícara de chá de água. Quando levantar fervura abaixe o fogo para o mínimo e cozinhe até engrossar. Eu gosto do molho com pedaços, mas se você gostar bem líquido basta bater o molho com um mixer ou no liquidificador. Este molho acompanha bem diversos tipos de carnes vermelhas.

Vinagrete de hortelã: Num pilão junte 1 xícara de folhas de hortelã frescas e 1/2 xícara de chá de azeite. Amasse levemente e depois junte suco de 1/2 limão, pimenta moída a gosto e sal a gosto. Misture tudo, coloque numa molheira e leve para a mesa junto com o cordeiro.

Bom Apetite!

12 Comentários para “Pernil de Cordeiro aromático

    • Oi Clarice, tudo bem? Isso mesmo, eu asso o tempo todo com o alumínio para não ressecar e só tiro no final para dourar por cima, só na última hora. Faça porque vale a pena viu. Beijos!

    • Vânia, eu acho esta receita bem fácil, é demorada pra fazer, mas é fácil. Quando o cordeiro começa a assar o perfume das ervas aromáticas tomam conta de toda a casa. Bem com cara de Natal mesmo! Beijos!

  1. Oi Fabiana, gostei muito da tua receita. O cordeiro é bastante utilizado aqui no Sul. A Rosley já assou alguns que ficaram ótimos.
    Uma coisa: dei uma navegada no site da Sadia e não achei o cordeiro…
    Ótima sugestão de molhos para acompanhar.
    Abraços!

    • Oi Jotta! Então, este cordeiro é um lançamento da Sadia, então por isso talvez não esteja no site deles ainda. Mas provavelmente você irá encontrá-lo nos melhores supermercados aí perto de você.
      Quanto aos molhos, pode apostar que eles ficam mesmo deliciosos, fico feliz que tenha gostado :)
      Beijos e Feliz Natal pra você e toda sua família!

    • Ricardo, #obrigada! Na verdade ficou muito molinha mesmo, se você reparar na foto, logo abaixo do osso teve um pedaço de carne que se desprendeu de tão derretendo que ficou :)
      Mas o único segredo é o tempo de forno mesmo, essencial para a carne ficar bem cozida sem ressecar.
      Beijos e ótimo Natal!

  2. Pingback: Legumes assados | Figos & Funghis

  3. Oi Fabi, tudo bem? Sempre acompanho seu blog, sou leitora assídua, amo suas dicas! Estou com um pernil (só que de porco) e ainda não sei como fazê-lo. Será que usando esta receita, dará certo? Ou você tem alguma outra receita preferida pra fazer o pernil de porco? Obrigada!

    • Oi Stéfanie, tudo bom! Você pode usar esta mesma receita sim, e no final, quando estiver faltando mais ou menos 20 minutos para ficar pronto retire-o do forno, pincele 3 colheres de sopa de karo e retorne ao forno por mais 20 minutos. Testa e depois me conta ok? Beijo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *