Bacalhau Rústico

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Quem curte o Figos & Funghis e passa sempre por aqui já sabe que em casa somos fãs de bacalhau, mas no que depender do marido todo bacalhau deve ser feito apenas de uma forma, ou seja, a tradicional receita portuguesa com batatas, pimentões, azeitona, tomate, cebola e muito azeite. Esta versão mais tradicional é de fato deliciosa, não há o que contestar, eu também adoro! Porém como provavelmente ocorre com a maioria dos cozinheiros, eu sofro de “pânico da monotonia gastronômica” – hahahah, será que este termo existe? – e não me sinto confortável com a ideia de fazer sempre um determinado ingrediente da mesma forma, aliás, isso até me deixa um tanto quanto insatisfeita, então o remédio pra isso é inovar, fugir do comum, testar novos sabores, novos aromas, novas combinações, afinal aí está a graça de cozinhar! E o marido? Bom, o marido se não ficar quietinho e achar tudo delicioso fica com fome! Mentira, não sou tão má assim, de vez em quando eu faço o bacalhau tradicional, mas dessa vez eu queria mesmo era o bacalhau assado sozinho, bem rústico e que depois se desmanchasse em lascas para que eu pudesse servi-lo com o mais delicioso creme de espinafre ever. Para fazer um teste eu usei pedaços de lombo de bacalhau gadus morhua (cod para alguns) que já comprei dessalgados e congelados e ver se são realmente tão bons quanto a propaganda, e vou dizer que gostei! O preço foi honesto e o peixe também, felizmente era um autêntico gadus morhua (o que as vezes não acontece), quase não tinha espinhas e ao descongelar não soltou aquela aguaceira que acontece com outros tipos de peixe congelado – e que eu sempre procuro evitar, porque peixe bom é peixe fresco – com exceção ao bacalhau congelado que passou no meu teste. Agora eu sei que nos momentos de falta de tempo não terei problema algum em recorrer a ele pois já vem dessalgado. Olha só que coisa mais fácil esta receita gente:

Bacalhau Rústico – para 2 pessoas

Ingredientes:
2 pedaços grandes de lombo de bacalhau (aproximadamente com 200 gramas cada)
1 pitada generosa de lemon pepper
1 xícara de chá de azeite
1 pitada de ervas secas
ramos de salsa fresca a gosto (eu gosto de muito)
2 batatas inglesas cortadas em cubos médios com a casca
sal a gosto 

Modo de Preparo: Pré-aqueça o forno em 200º por 15 minutos. Enquanto isso disponha os pedaços de bacalhau em um refratário e tempere com o lemon pepper e as ervas secas. Coloque uma pitada de sal sobre cada pedaço e regue com o azeite. Leve ao forno por 15 minutos. Retire do forno, disponha os pedaços de batata em torno do bacalhau e cubra com a salsa picada. Regue as batatas com o azeite do próprio refratário e retorne ao forno por mais 15 minutos, ou até perceber que as batatas estão macias e o bacalhau bem assado. Retire e sirva com arroz e creme de espinafre.

Bom Apetite!

11 Comentários para “Bacalhau Rústico

  1. Fabi esse bacalhau tá delicioso!! Tb sofro dessa síndrome só q a minha é por risoto, já virei piada com alguns amigos pq sempre tem risoto lá no blog..rs :) É tão bom qdo gostamos de algo né?! Mas tb procuro sempre mudar o ingrediente pra não enjooar né!?rs Adorei!! =)) Depois passa lá no blog q tá tendo sorteio de uns livros bem legais pro natal! beijos Tereza

    • Oi Tereza, é isso mesmo amiga! Risotto é uma delícia, mas se for um pouquinho diferente é ainda melhor :) Vou dar um pulinho lá sim! Bjokas

  2. Fabi,
    Lindo, lindo! Qualquer dia testo, pois sempre quis fazer bacalhau congelado pra ver se era bom.
    Tereza (Cozinha Perfumada), também sofro do mesmo mal com risotto!…rsrs Tenho que fazer menos (mesmo trocando os ingredientes) pra não enjoar nem a mim e o marido, nem os amigos!…rs
    beijos!

  3. Ih, esse negócio de fazer sempre a mesma receita (por mais que ela seja maravilhosa) também não é comigo! Fica aquela coceirinha atrás da orelha, aquela sensação de “dá para fazer diferente?” que não sossega enquanto não vou lá e faço!

    Essa receita parece ótima! Minha mãe também só come esse bacalhau tradicional português, mas quem sabe eu faço essa sua receita para tirar ela do lugar comum =)

    Beijos!

    • Vivian, é isso mesmo, dá esta sensação de coceirinha de que poderia ter sido diferente, e quem disse que o diferente também não é bom, né?! Bjokas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *