Omelete oriental

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Omelete? Como assim? “Mas Fabi, omelete é tão fácil de fazer, não tem segredo nenhum”….mas olha só, vou dizer que a receitinha de hoje entra mais na parte dicas do que receitas propriamente ditas, embora eu saiba que quem está apenas começando a cozinhar acha omelete difícil de fazer sim, e tem toda a razão de achar, pois por mais fácil que pareça ser uma omelete tem seus truques e segredinhos. Meninas inexperientes, peguem seus caderninhos e venham aqui um pouco! De hoje em diante vocês podem dizer com orgulho que sabem fazer uma boa omelete. Para este aprendizado achei que a melhor opção seria a omelete oriental, aquela bem fininha que os restaurantes orientais servem cortadinhas em tiras no meio do arroz ou dentro do sushi, sabe né? Então, esta é mais fácil de fazer porque é fininha e não tem aquele monte de recheio que deixa a omelete gorducha e pesada, que torna a tarefa de virar praticamente impossível pra quem não tem o hábito da “manobra radical da omelete”. Mas calma, com o tempo e a prática até as omeletes mais gorduchas parecerão saídas da melhor cozinha francesa quando na verdade saíram mesmo da sua cozinha caseira. Olha só como é fácil!

Omelete Oriental (rende 4 unidades)

Ingredientes:
3 ovos inteiros
ervas frescas a gosto
1 fiozinho (inho mesmo) de azeite
sal a gosto

Passo 1: Numa tigela média e de bordas mais altas com a ajuda de um garfo ou fouet (vulgo batedor de arame) bata muito bem os ovos, vigorosamente, para que fiquem bem misturadinhos e formem um líquido amarelinho homogêneo (como o da foto abaixo).

Passo 2: Depois de obter o líquido amarelinho junte as ervas frescas – eu usei alecrim, salsa e cebolinha – o azeite e o sal. Torne a bater para misturar os ingredientes.

Passo 3: Aqueça bem uma frigideira de panquecas (se não tiver use uma frigideira comum, a mais plana que puder) e bem no centro adicione uma concha da mistura de ovos. Imediatamente faça movimentos circulares com a frigideira para que o ovo se espelhe, tentando formar uma omelete redonda, mas prestando a atenção ao espalhar os ovos para que sua omelete fique fina.

Passo 4: Com o auxílio de uma espátula de cozinha vá desgrudando as bordas da omelete da frigideira, indo em direção ao centro. Como sua frigideira já estará quente o passo 3 e 4 tem que ser feitos rapidamente.

Passo 5: Depois de desgrudar a omelete e perceber que está cozida dobre-a ao meio e depois dobre novamente, formando um pequeno leque. Sirva quentinha.

Dicas: Use uma frigideira antiaderente. Deixe-a bem quente antes de despejar a primeira concha para fazer a primeira omelete. O procedimento é bem parecido com o processo de fazer panquecas, não se preocupe se errar nas primeiras, continue tentando e perceberá que suas omeletes vão ficar cada vez mais bonitas.

Bom Apetite!

Fabiana Pinfildi

7 Comentários para “Omelete oriental

  1. Oi Fabi, essa omelete fininha assim como panqueca eu sempre faço…só que coloco no meio uma fatia de muçarela…ai gordice!! hihi, bjsss.

    • Márcia, eu também gosto muito de colocar queijo na omelete, coloco sempre queijo branco em cubinhos. Mas esta é uma receitinha beeeem básica mesmo.
      Bjo

  2. Sabe que eu comecei com as omeletes pesadonas, bem ao estilo nordestino, que alem de tudo leva uma chuvinha de farinha de mandioca, e as recheadas com queijo e presunto e eu não acreditava muito nessa simplesinha, mas depois da primeira me convenci, é simples mas é deliciosa. E tem razão a Angela, tem truques sim, e as maiorias das pessoas que estão aprendendo a cozinhar se enroscam na cozinha do dia a dia, eu por exemplo fazia massa caseira de boa, mas enrosquei no arroz durante um bom tempo, então acredito receitas de comidas caseiras e simples são sempre muitoooo bem vindas.
    Bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *