Tão difícil e tão fácil….

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Na verdade estas cebolas carameladas com farofinha de nozes pode ser o que você quiser! Petisco pra comer com pedaços do seu pão preferido, recheio de torta, ou talvez de sanduíche, acompanhamento para o churrasco, recheio de massa, molho de macarrão, componente do risotto, ou um delicioso acompanhamento para um belo peixinho, como foi o meu caso. [já volto a falar da receita, antes preciso contar-lhes um causo….com licença tá? – se quiser pular a historia e ler a receita vá para o texto em azul] Dia desses tive um dia de trabalho longo e cansativo, e ainda da sala de reunião mandei uma mensagem pro marido pedindo que ele cuidasse do nosso jantar….hahahah.
Pensei que seria um desafio pra ele pobrezinho, e uma deliciosa curiosidade pra mim, como eu me diverti com tudo aquilo, foi uma “mini vingança branca” gente (será que existe vingança branca? se não existe acabei de adotar), foi engraçado chegar em casa e avistar ainda da porta da sala algo marinando em uma travessa sem que tenha sido feito por mim, e depois me preocupando apenas em acompanhar o arroz 7 grãos com lentilhas que ele gentilmente deixou no fogo para que eu cuidasse enquanto o peixe marinava e ele desceu para nadar…pois é meninas, vamos com calma. Vocês acham que logo no primeiro jantar ele ia fazer tudo sozinho? Não sejamos tão exigentes, já é um começo, e afinal, o que é pra mim olhar uma panelinha de arroz para 2 pessoas? Bom, mas voltando ao assunto o lindo não lembrou que um jantar além de arroz e salmão precisa de algo mais molhadinho pra acompanhar, é inexperiente tadinho (mas tem um futuro promissor na cozinha!…cof, cof). O que custa pra mim descascar e cortar 2 cebolas e levá-las para caramelar? Bom, praticamente nada porque faço sempre, estou acostumada a fazer isso, é natural pra mim (mas não foi sempre assim, um dia eu também não soube cozinhar). Quando percebi já estava com a colher de pau em punho mexendo a bendita da cebola até que ficasse bem moreninha e doce como eu gosto! Marido retornou, grelhou seu peixe em menos de 20 minutos e comemos com delicioso arroz com lentilhas e as tais cebolas carameladas. Gente, essa historinha boba é só pra dizer que cozinhar é assim mesmo, cozinhar envolve amor, com toda certeza, mas envolve também prática, dedicação, pesquisa, algumas experiências ruins pelo caminho e alguma técnica. Isso quer dizer que quanto mais você cozinhar, mais você vai gostar de cozinhar e isso se tornará fácil pra você que talvez um dia ou outro chegue a pensar: cozinhar é difícil! Não gente linda, cozinhar não é difícil, mas como muitas coisas nesta vida pede prática e dedicação. 
 
Ah, e para as cebolas carameladas aí da foto: Numa frigideira junte manteiga, azeite, 2 cebolas grandes cortadas em cubos generosos, shoyu, e mexa em fogo baixo até começar a escurecer – uns 20 minutos. Quando estiverem bem escuras e doces pare de mexer, adicione sal, nozes picadas, mais 1 fio de azeite e delicie-se!
O salmão marinado no whisky que o marido fez
 
Não tenha medo, tente, erre, acerte, aprenda! E verá que é um enorme prazer fazer as pessoas felizes com a sua comida! 
 
E você, tem alguma história pra contar?
 
Beijos,
Fabi

9 Comentários para “Tão difícil e tão fácil….

  1. Bem , vc tem sorte meu marido nem chega perto da cozinha, acho que só fez uma vez um macarrao para mim , logo que nos casamos. Amo cebolas caramelizadas, faco uma torta com espinafre e cebolas caramelizadas , que aqui nao dura um segundo. O salmao de seu marido ficou otimo.

  2. Eu sempre gostei de cozinhar, e voce tem tda razao, cozinha requer amor e dedicacao, um pouco de pesquisa tbm e com certeza GOSTAR.
    Adorei a ideia de marinar o salmao no whisky, vou tentar um dia.
    bjs
    PAty

  3. Ahhhh nem tudo são flores, né!?
    eu adooro tentar.. e tentar… e tentar… até acertar.. rs. no caso o meu projeto "conquista" é o bendito rocambole… rs..
    o salmão do marido ficou com uma cara muito boa! E as cebolas então nem se fala!!!.
    Beijos

  4. Ai, fica dificil elogiar só um prato. Toda vez que passo por aqui tem tantas coisas gostosas e diferentes e de encher os olhos. Parabens! Sou mega fã! bjos

  5. Fabi, amei o texto todo. Li tudinho sobre a parte de gostar de cozinhar e da dedicação necessária. Eu tinha horror à cozinha e nunca preparo nada muito difícil, mas cada vez gosto mais de preparar algo interessante pra um jantar à dois! É muito prazeroso e estimulante! Um grande beijo!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *