Babaganoush

quarta-feira, 16 de março de 2011

Este delicioso antepasto da cozinha árabe é de longe o preferido aqui em casa. Depois que nos mudamos e agora temos uma churrasqueira ficou tudo muito mais fácil. Sempre que fazemos churrasco em casa coloco muitos legumes na brasa, alguns para comer durante o churrasco e outros para as minhas receitas, porque é delicioso poder aproveitar o carvão bem quente para assar outras coisas além da carne. Adoro colocar abobrinhas, berinjelas, cebolas e pimentões na grelha da churrasqueira, e depois retirá-los deliciosamente defumados e regar com azeite, polvilhar temperinhos e comer junto com o arroz do churrasco e a carne, é realmente divino. Então o babaganoush aqui em casa é feito com berinjelas assadas na brasa, ainda mais tostadinhas e com muito sabor. Gostamos tanto que aqui além de antepasto ele vira recheio para sanduíche, acompanhamento de saladas, componente do brunch, etc. Bom, a receita é muito fácil, e depois de pronto o babaganoush dura até 1 semana na geladeira sem nenhum problema, ou seja, compensa muito você fazer uma boa quantidade e guardar na geladeira pra ir comendo devagar. Espero que vocês gostem de dividir esta receita comigo:
Babaganoush (Pasta Árabe de Berinjelas com Tahine)
(300g de babaganoush)
 
Ingredientes:
4 berinjelas grandes assadas na brasa ou na chama do fogão até amolecer
2 colheres de sopa de tahine (pasta de gergelim)
2 colheres de sopa de azeite
2 dentes de alho amassados
suco de 1/2 limão tahiti
sal à gosto
 
Modo de Preparo: Depois de assar as berinjelas deixe-as esfriando. Quando estiverem frias faça um corte nas cascas (no sentido longitudinal) e abra as berinjelas ao meio. Com uma colher retire toda a polpa da berinjela desprezando somente a fina casca delas. Coloque as polpas em um recipiente e amasse bem com um garfo, então acrescente o alho picado e o tahine. Misture bem até que tenha se formado uma pasta bem homogênea. Tempere com o suco de limão e o sal. Misture novamente. Por fim regue com azeite e sirva com pão sírio ou torradas. Enfeite com salsinha ou cebolinha.
 
Bom Apetite!

Fabiana Pinfildi

19 Comentários para “Babaganoush

  1. Mas que antepasto mais delicioso e de aspecto irresistivel…vendo os ingredientes Fabiana,só pode mesmo ser bom, obrigado pela sugestão que bem partilhaste,

    Beijos!!!

  2. Fabiana querida…Babaganoush realmente na grelha é divino, fica com sabor defumado mesmo, já fiz dessa forma tbém, eu como com meu pão integral, no almoço, na minha opinião ele cai bem com tudo..adoroooo…rsrs
    Tenho uma receita parecida com a sua no meu blog tbém.
    Bjss de luz

  3. Oi Fabi!

    Mesmo adorando comida árabe e, principalmente, beringelas, nunca tinha prestado atenção na receita de babaganoush…

    Adorei e vou preparar em casa!

    Obrigada pela dica. Bjos,
    Sâmia

  4. Pingback: Pimentão Defumado | Figos & Funghis

    • Juliana, no fogão é simples. Basta você espetar a berinjela inteira com um garfo grande (daqueles de churrasco, sabe?) para não se queimar e colocar a berinjela diretamente sobre a chama. Você precisa ir girando a berinjela (ou simplesmente deixe-a sobre a boca do fogão por alguns minutos, de todos os lados) até que toda a casca esteja chamuscada e a berinjela macia.
      Também dá para fazer na churrasqueira, colocando a berinjela direto sobre a grelha (inteira e com a casca) e virando quando a parte de baixo estiver tostada. Depois é só abrir e raspar toda a polpa dela.
      No forno é o mesmo procedimento: coloque a berinjela inteira em uma assadeira e leve ao forno por 30 minutos em 180º, ou até que a berinjela esteja macia e tostadinha por fora. No forno ela não fica com aquele sabor defumadinho tão destacado, fica mais suave, então como eu adoro o sabor defumado nesta receita eu prefiro sempre fazer na churrasqueira (aproveitando as brasas do final de um churrasco) ou na chama do fogão.

    • Jorgina, se ele amargou é porque muito provavelmente você deixou a berinjela esfriar totalmente antes de retirar a polpa da casca. Quando isso acontece o amargo que ficou na casca passa para a polpa. Por isso o ideal é raspar a polpa da casca logo após assar ok?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *