Restaurante Dona Florinda, em Sampa

quinta-feira, 04 de novembro de 2010

Dia desses fomos eu e marido jantar em um simpático restaurante em Santana, cuja especialidade é o bacalhau, prato preferido do love. O destino era o restaurante DONA FLORINDA. Considerando o bairro que eu moro, tivemos que atravessar a cidade para jantar em Santana, mas desde que entramos no lugar sabíamos que não iríamos nos arrepender, a decoração cuidadosa, a luz na medida certa, os objetos que remetem à arte típica portuguesa, uma lindíssima e poderosa adega climatizada, além de muita madeira no ambiente e espelhos, o restaurante é muito acolhedor, propício para quem quer namorar e provar um bom vinho. De entrada pedimos um antepasto de nome um pouco obsceno para ser publicado aqui, mas que era delicioso! Composto de bacalhau desfiado e misturado com cebola picada, alho, azeite de oliva e azeitonas pretas, acompanha maravilhosamente bem um pão francês comum, mas bem feito. 
 
(O antepasto de nome “impronunciável”)
 
Em seguida provamos uma sequência de bacalhau, com 3 pratos, todos acompanhados de arroz. As receitas do Dona Florinda são inspiradas ora nas tradicionais receitas portuguesas, ora na ousadia do seu criador, como no caso do fantástico Bacalhau à Dona Dê, que consiste em uma tenra posta de bacalhau empanada em farinha e frita em azeite de qualidade em alta temperatura, e servida com brócolis ao alho e óleo, molho pesto de ervas frescas e uma generosa fatia de batata, para cair de vez nas graças do marido.
(Bacalhau à Dona Dê)
 
Ainda provamos um bacalhau com natas e um bacalhau cremoso em lascas com batata palha, ambos deliciosos. 
(Bacalhau cremoso com batata palha)
 
Fomos atendidos de forma muito especial e atenciosa pelo garçom Gil, que gentilmente posou para a minha foto “jornalística”, à frente da imponente adega.
 
 
Quando vier à São Paulo não deixe de ir, garanto que se você gosta de bacalhau não vai se arrepender.
 
Fabiana Pinfildi

11 Comentários para “Restaurante Dona Florinda, em Sampa

  1. minha linda, que delícia! o antepasto com o nome impronunciável, é sempre bem vindo na minha família. Só não falamos para os estranhos, ou aos menos chegados seu verdadeiro nome, para não chocar. mas que é delicioso com umas torradinhas, isso é inegável.

  2. Aminha nora nasceu e se criou em Santana, e provavelmente deve conhecer. Vou perguntar para ela. Eu aprendi a fazer um pão de mel igualzinho ao da Munik e ela me disse que ela foi criada vendo a Munik crescer, que a primeira loja é de Santana e ela sempre ia lá comprar delicinhas. Ela morava na Gabriel Pizza, agora mudou, porque casou…hehehe… mas a mãe dela continua lá! Ah, detalhe, a mãe dela é portuguesa, deve conhecer né mesmo?
    Bela reportagem querida!
    Beijos doces!

  3. Oi meninas, obrigada pelos comentários.
    Welze, acho que você sabe então o nome "impronunciável", mas demos muita risada no restaurante quando nos falaram dele.
    Cae, certamente sua nora conhece o lugar.
    Beijos,
    Fabi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *