Um pouco mais sobre as especiarias….

sábado, 04 de setembro de 2010

Oi pessoal, tudo bem? Feriadão delicioso, perfeito pra descansar, curtir o tempo livre fazendo o que gosta, viajar, passear, namorar….e ler o Figos & Funghis, né?! 
Bom, hoje eu trouxe pra vocês um pouquinho mais sobre as especiarias ou temperos prontos à base de especiarias. Como eu costumo utilizá-los nas minhas receitas as pessoas me perguntam: do que é feito? o que vai neste tempero? qual o sabor? Então, por este motivo acho que nunca é demais a gente conhecer um pouquinho mais sobre os temperos que podemos usar a nosso favor na cozinha, e em alguns casos eles são a estrela do prato. Vamos falar sobre….
…o tempero tandoori: Este tempero é um dos meus queridinhos, eu usei recentemente em uma receita daqui do blog, o Arroz com Frango. Sempre que eu faço frango eu tempero com bastante tandoori e deixo marinando com suco de limão e azeite. É sensacional! Este preparo é bem avermelhado e é composto de sal, cominho, canela, mostarda, gengibre, alho e pimentas . Fica maravilhoso em um molho de iogurte, limão e sal para acompanhar frangos grelhados. Também fica ótimo deixar carnes de churrasco marinando neste molho com iogurte e depois levá-los na grelha.
 
…o lemon pepper: Este aqui já é velho conhecido de quem curte cozinhar. É mais comum encontrá-lo em supermercados e algumas marcas famosas já o produzem. O lemon pepper é composto basicamente de raspas da casca de limão siciliano e pimenta-do-reino moída, mas encontra-se por aí já adicionado de sal, alho e às vezes cebola. Fica muito bom no preparo de legumes, peixes, frango e massas.
 
…o aji amarillo: Esta é uma pimenta em pó, de origem peruana, originária de uma pimenta seca ao sol e depois moída e processada. Tem um ardor moderado, uma cor amarelada, um aroma bem forte e o sabor lembra pimentão. Fica gostoso com carne, peixe, arroz e legumes. Também combina muito bem com receitas típicas mexicanas.
 
…o zathar: Este tempero é muito utilizado no preparo das receitas árabes e sírio/libanesas. É composto por gergelim, coentro, manjerona, colorífico, contém ácido cítrico, sendo que o nome Zathar também serve para designar as folhas de Tomilho.  Minha família usa muito o zathar para fazer uma coalhada seca típica da culinária árabe, fica parecendo uma ricota temperada, depois de pronta corta-se em fatias, rega-se com bastante azeite e come-se com pão sírio ou torrada. Também é usado para temperar o purê de batatas e na cobertura de carnes brancas, em pedaços antes de grelhar ou fritar. 
 
…o baharat: Esta mistura traz nuances do exótico Oriente Médio, misturando especiarias doces e pungentes. É composto por páprica doce, pimenta do reino, cominho, coentro, canela, cravo da Índia, cardamomo e noz moscada. Costuma ser utilizado em molhos de tomates, sopas e peixe grelhado.  
 
…o chimichurri: Este tempero já é um velho conhecido nosso. É composto de alho, cebola, salsa, orégano, pimenta vermelha, louro, mostarda, tomate, pimentão, noz moscada, cebolinha e manjericão. Nós costumamos utilizá-lo muito em forma de vinagrete, para acompanhar churrascos. A receitinha é assim: para 3 colheres de sopa de chimichurri, coloque 1 xícara de chá de vinagre branco (se preferir mais suave coloque 1/2 de água e 1/2 de vinagre), 1 xíc. de azeite de oliva, mexa e deixe marinando por no mínimo 2 horas. Depois utilize na sua carne de churrasco ou para grelhar frango que também fica muito bom! 
 
…o cajun: Este tempero é muito usado na culinária creola. Eu particularmente adoro este tempero porque ele é picante na medida certa e muito aromático. É composto de pimenta do reino, cominho, mostarda, páprica doce, pimenta vermelha, orégano, tomilho, sal, alho e cebola. Esta mistura é originária de New Orleans, nos Est.Unidos. Para experimentar polvilhe-a sobre pedaços de frango, deixe marinar por 1 hora e em seguida grelhe ou frite e obtenha o original frango cajun, prato famoso da culinária creola. 
 
…o chilli powder: Este é um dos meus queridinhos, indispensável no preparo do chilli mexicano que eu já passei a receita aqui no blog. É bastante picante e é composto de pimenta vermelha, cominho, páprica doce, orégano e sal. Esta mistura é obviamente originária do México, e combina demais com qualquer receita mexicana. Use no chilli de carne moída com feijão (receita do Figos & Funghis) e no preparo de tacos, tortillas e quesadillas.
 
…o garam masala: Este tempero é um pouco forte e é bem aromático. Para quem não gosta de cardamomo é melhor nem provar porque o cardamomo na minha opinião predomina neste preparo que é composto de: cardamomo, coentro, cominho, cravo da Índia, canela, pimenta do reino , louro e macis. Uma curiosa mistura que adiciona sabor sem ardência, muito utilizada na culinária do Sul da Índia, em receitas com frutos do mar e peixes. É muito utilizada no preparo de receitas indianas.
 
…Ervas de provence: Este tempero é delicioso e muito versátil. Fica perfeito em massas e carnes. É composto por tomilho, manjerona, sálvia, segurelha, manjericão, alecrim e louro em folhas. Tradicional mistura de ervas da França e usada na maioria das receitas europeias. Você pode colocar este tempero desde o início da preparação culinária pois essas ervas resistem a cocções demoradas. Use em cozidos de frango, de carne, em molhos de massas ou em sopas. 
 
Espero que tenham gostado da matéria, e que agora possam acrescentar novas cores e novos sabores às suas receitas. Experimentar é sempre uma forma rica de descobrir novos pratos e novas receitas para inovar no seu dia a dia!
 
Beijo e ótimo feriado!
 
Ah, e não se esqueçam de VOTAR NO FIGOS & FUNGHIS pessoal! O prêmio Blogbooks que vai transformar um blog em livro ainda está rolando, e eu preciso do seu voto se você quiser ver o Figos & Funghis em formato de livro, ok? Vota vai, são só dois clicks, mas se você votar mais de 1 vez também vou ficar muito feliz! O link é este: VOTE AQUI! 
 



Fabiana Pinfildi

6 Comentários para “Um pouco mais sobre as especiarias….

  1. Fabiana, descobri seu blog há pouco tempo e tenho que dizer que ele é simplesmente viciante! Tudo o que você faz é lindo e delicioso, meus parabéns!
    Agora é caminho obrigatório pra mim na net.
    Beijos,
    Wanessa Dias

  2. Eu sou Boliviana, e quero que você me perdoe por te corrigir, o aji Amarildo não é somente de origem peruano, como você falou, pois pela própria história, Bolívia y Perú eram denominados alto e bajo Perú, por tanto o mais correto seria falar que ele é andino, além del ají Amarildo, temos el aji rojo, la quilquiña y otras espaciarías

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *