Risotto Light de Ráris 7 Grãos com Abobrinha e Espinafre

segunda-feira, 06 de setembro de 2010

Gente, esta receitinha aqui surpreende tanto pelo sabor maravilhoso quanto pela leveza do prato. Como eu procuro ingerir menos calorias durante a semana fico buscando alternativas mais light para matar a vontade de alguns pratos mais “gordinhos”, e isto me acontece sempre com massas e risottos, bate aquela vontade bem no meio da semana, então acabo indo na improvisação. Este risotto com ráris chegou em casa pra ficar porque é realmente maravilhoso, sempre usei este arroz, às vezes com legumes, às vezes com verduras, mas nunca assim como risotto mais cremoso. A receita não peguei de nenhum lugar, fui apenas fazendo as adaptações conforme eu achava que ia ficar do jeitinho que eu queria. Como eu dou sempre um jeito de colocar abobrinha em quase tudo o que eu faço, aqui não foi diferente, já que a abobrinha e o espinafre casaram muito bem com o risotinho natureba (já usei esta dupla em uma massa que dei a receita aqui no blog há tempos). Outro truque para tornar este risotto mais light é substituir o creme de leite por cream cheese light ou requeijão cremoso light
Risotto de Ráris 7 Grãos com Abobrinha e Espinafre
(rende 2 porções)
 
Ingredientes:
1 xícara de chá de arroz ráris 7 grãos
3 xícaras de chá de caldo de legumes quente (ou 2 tabletes dissolvidos em água quente)
1/2 xícara de chá de vinho branco seco
1 cebola pequena picadinha
2 dentes de alho picadinhos
1 xícara de chá de abobrinha italiana em cubos pequenos
1 xícara de chá de espinafre lavado e picado
1 colher de sopa bem cheia de cream cheese light
1 fiozinho de azeite
salsa fresca picada para finalizar
queijo parmesão ralado para servir (opcional)

Modo de Preparo: Em um fiozinho de azeite refogue a cebola e o alho até ficarem transparentes. Junte o arroz e frite rapidamente, mexendo sem parar. Acrescente o vinho branco e assim que o arroz parar de chiar adicione o caldo de legumes quente. Abaixe o fogo. Cozinhe por 10 minutos e junte a abobrinha e o espinafre. Continue mexendo em fogo baixo até que o arroz esteja al dente e o caldo tenha secado quase totalmente. Se for necessário, acrescente mais caldo ou água quente.  Quando o arroz estiver no ponto desejado desligue o fogo, acrescente o cream cheese e misture delicadamente até que esteja completamente dissolvido. Regue com mais um fiozinho de azeite, polvilhe salsinha fresca e sirva. Polvilhe um pouco de queijo parmesão ralado se preferir.
 
Bom Apetite!
 
Fabiana Pinfildi

14 Comentários para “Risotto Light de Ráris 7 Grãos com Abobrinha e Espinafre

  1. Maravilha. Também sou louca por abobrinhas, tanto que olha a "nhaca": toda vez que volto do trabalho, dou de cara na saída do metrô com meu vizinho e sua quitanda verdureira "sorrindo e brilhando" pra mim. Mil tipos de abobrinhas diferentes, resultado: geladeira cheia do mesmo legume em versos e versoes, esperando em fila pra serem devorados (antes que estraguem! rs). Amei seu blog, me visita tb quando tiver um tempinho…
    Beijao,
    Tata

  2. Fabi, nunca provei risoto light como esses q vc faz. São lindos… Vou tentar aqui em casa! Minha filha e o marido adoram abobrinha.

    Bjo gde e um ótimo feriado para vc!
    Dani :)

  3. não sou chegada a risotos, mas o seu está tão lindo, tão verdinho. parece que está leve e refrescante. super saudável também, bom feriado

  4. não sou chegada a risotos, mas o seu está tão lindo, tão verdinho. parece que está leve e refrescante. super saudável também, bom feriado

  5. ameeeeeeeei loucamente sua ideia.
    abobrinha = amor
    ráris = amor integral
    risotto = amor puro amor
    só pode ficar uma coisa impressionante de boa!

    (mas hoje eu fiz risotto gordinho mesmo, com arbóreo e alho poró. bom, bem bom… mas vou experimentar o seu).

    beijo de feriado. divirta-se.
    =*

  6. Nossa, deu muitoa vontade de provar!
    Vou testar lá em casa semana que vem, fato! Com um peito de frango ao limão no forno vai ficar perfeito!
    bjss

  7. Oi Fabiana, muito prazer!

    Eu fico muito feliz em ver receitas assim que certas muitas pessoas conseguem fazer com facilidade;
    eu fico triste porque o meu marido não gosta de nada (só gosta da comida da mãe dele)e tudo que eu "tento" fazer ele olha meio de lado…até provar e gostar…snif.
    É muito difícil cozinhar para uma pessoa que não pode ver cebola, não gosta de salada e então eu tenho que me anular literalmente na minha cozinha por não poder ousar as vzs!
    Mas fico feliz em poder ver que vc e muitas mulheres podem cozinhar e variar nos temperos, pois isso além de gostoso é uma terapia legal!
    Um abraço!

    Lúcia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *