Homus – Cozinha Árabe

quarta-feira, 07 de abril de 2010

(Foto: Juliana Pinfildi)
A receitinha de hoje é muito, mas muito simples. E, para quem aprecia a comida árabe é uma das poucas delícias que se prepara em pouco tempo e que é tão versátil. O Homus árabe é uma pastinha de grão-de-bico que pode ser servida com pães árabes diversos, rechear sanduíches árabes, acompanhar os espetos árabes – como aqueles Michuí de Mignom que eu já dei a receita AQUI – e ainda, compondo uma mesa completa de petiscos árabes que eu vou passando as receitas pra vocês gradualmente. Então, a primeira receita de petiscos árabes é esta delícia, uma das minhas preferidas. A receita é de família, veio da minha bisavó paterna, que a repassou à minha mãe.

Homus Árabe
Ingredientes:
4 xícaras de grão-de-bico cozido com temperos e escorrido
1/2 xícara de água do cozimento do grão-de-bico
1 colher de sopa de molho tahine (encontrado em empórios árabes)
suco de 1 limão tahiti grande
2 dentes de alho cozidos, bem molinhos
1/2 cebola crua pequena picadinha (opcional)
sal a gosto

(Foto: Juliana Pinfildi)
Preparo: Deixe o grão-de-bico de molho em água fria por no mínimo 10 horas. Cozinhe por 1 hora na panela de pressão com os temperos de sua preferência (cebola, alho, sal e óleo vegetal)  – coloque o grão-de-bico na panela e cubra com água fria até cobri-los e deixando 4 dedos acima. Quando a panela pegar pressão marque 1 hora cozinhando em fogo alto.  Após este tempo desligue a panela, aguarde que toda a pressão saia e se o grão-de-bico estiver macio inicie o preparo do homus, se achar que ainda está duro cozinhe mais um pouco com a panela destampada até alcançar o ponto desejado. Reserve 1/2 xícara da água do cozimento. No processador de alimentos ou no liquidificador bata o grã-de-bico com 1/2 xícara de chá da água do cozimento, o molho de tahine, o suco de limão, o alho (pode usar o mesmo do cozimento), a cebola crua e o sal até obter uma pasta de consistência cremosa e homogênea. Passe para um recipiente de servir e regue com azeite. Sapique salsinha fresca e sirva com pão sírio. 
Bom Apetite!
Fabiana Pinfildi

29 Comentários para “Homus – Cozinha Árabe

  1. nossa, mas eu amo amo amo homus.

    Fabi, é pra bater o alho e a cebola do cozimento junto com o grão-de-bico ou é cebola e alho crus?
    e eu já vi receitas que não usam o tahine. é opcional mesmo???

    brigada.
    ai, que pastinha linda!
    =***

  2. Acredita que nunca fiz Homus, nunquinha e olha que amo grão de bico, acho que foi falta de oportunidade, sei lá. O seu parece tão bom que até deu vontade.
    Beijos
    Patty Martins

  3. oi flor….sou suspeita a falar sobre essa receita rsrsrsrs…moro na Arabia Saudita e realmente essa pasta eh muito consumida aqui…eles gostam dessa pasta com bastante azeite…a culinaria arabe eh muito dliciosa, porem demais calorica….eles amam uma gaordura hehehe

    bjokas

  4. A foto ficou linda!
    Eu gosto muito de hummus e é assim mesmo que ele fica perfeito: com grão cozido em casa.
    no ponto!

    Beijinhos. :)

  5. Gente, realmente parece que a Bibi foi diretamente ao Líbano fazer um curso de comidas árabes. Ai ai minha bisavó ia se orgulhar de ver que suas receitas estão sendo muito bem feitas pelas mãos da bisnetinha dela!!! Façam! Presenciei todo o preparo e realmente é mto fácil!!! E O resultado D E L I C I O S O, comemos dois dias seguidos!!! Delícia Bibi, parabéns, da maninha, Juli.
    P.S. que foto liiiiiinda…hahaha

  6. Quéroul, o alho você pode usar o mesmo do cozimento (ou dentes de alho cozidos à parte), mas a cebola que vai na pasta de grão-de-bico tem que ser crua, picada bem pequena. O molho de tahine eu uso quando tenho, quando não tenho e quero fazer homus apenas aumento a quantidade de limão na receita e bato com um fiozinho de azeite. O sabor continua maravilhoso. Portanto, pode ser opção do cozinheiro sim.

    Oi Carla, que prazer receber uma legítima residente "das Arábias" aqui no blog. Sou descendente de libaneses e por isso a paixão pela cozinha árabe.

    Gaspar, tudo o que é cozido em casa não tem nem comparação com os cozidos enlatados, ou embalados à vácuo. Os caseiros são muito superiores mesmo.

    Obrigada a todas pelos comentários!

    Bjinhos

  7. Gosto tanto de humus, se deixar como às colheradas mesmo! Muito apetitoso, e bom saber que dá para fazer sem tahine, às vezes deixo de fazê-lo porque não tenho a pastinha.
    beijos

  8. Olá. Eu como a Gasparzinha gostei imenso da foto. Quanto à receita não conhecia, aliás, tuda a comida árabe,mas tem muito bom aspecto.Beijinho.

  9. Amo! Seguido vamos a um restaurante árabe aqui em Porto Alegre que tem o melhor quibe cru que eu já comi.
    Nunca me arrisquei a fazer alguma coisa desta culinária que eu adoro! Acho que esta receita de homus pode ser a minha estreia! Beijos, Ju

  10. Fabiana,

    Nem sabes ao tempo que ando para fazer hummus, mas ainda não calhou. Acho que vou seguir a tua receita, pois é fantástica.

    Beijinhos

  11. Gente, voltei aqui apenas para AGRADECER AOS ELOGIOS PARA AS FOTINHUS DESTA RECEITA!!! Muito obrigada mesmoooo, assim vcs me deixam super orgulhosa!!! Amo fotos, mas ainda sou amadora…rsrsrs. Beijos a todassssssss, Juli Pinfildi.

  12. ola fabiana, td bem?
    me tire uma duvida, o tal molho tahine que vc diz eh o msm que pasta de gergelim? que inclusive eu conheco somente da marca tahine? desde jah agradeco a atencao
    obrigada

  13. Adoro homus!!! Aliás a cozinha árabe é minha preferida. Gostaria que me tirasse uma dúvida: é necessário tirar a pele do grão de bico pra fazer essa pasta?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *