Badejo Colorido e Perfumado Cozido em Papilotte

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Pelo nome vocês até poderiam ter pensado que a receita leva flores não é? Mas apesar de não levar flores, esta receita de badejo ficou deliciosamente colorida e perfumada, mesmo depois de cozida no vapor, em papilotte. Gente, juro que a cozinha ficou com um perfume maravilhoso, certamente devido à combinação (modestia à parte) bem acertada dos ingredientes. Quanto ao papilotte, confesso que sou viciadinha neste papelzinho amigo (no meu caso sou adepta do papel manteiga).

Qualquer coisa que se prepare neste papelzinho adorável fica perfeitamente cozida e tem seu perfume e cor preservados em razão do cozimento ser a vapor, mas é “aquele” vaporzinho diferente que você só vai descobrir quando fizer o teste. Salvador nos momentos de “e agora o que eu faço?”, num instante faz da sua refeição simplesinha um puro charme. É daqueles “must have” de toda dispensa na minha opinião. Anota a receita que usei desta vez, uma receita fácil e rápida para os que como eu, trabalham o dia todo, com um plus a mais: é amiga das dietas, é light!

Ingredientes:
2 filés de badejo limpos, de 150grs cada um
10 tomatinhos sweet grape cortados ao meio no sentido do comprimento
Fitas feitas com a casca de 1 abobrinha italiana pequena (utilizando o descascador de legumes)
2 colheres de sopa de amêndoas em lâminas
2 colheres de café de gergelim torrado (pretinho)
2 colheres de sopa de vinho branco seco
1 pitadinha de pimenta calabresa
1 pitadinha de pimenta-do-reino
azeite conforme a vontade do cozinheiro
gotinhas de limão
gotinhas de shoyu (opcional)
sal a gosto
ciboulettes para enfeitar
2 quadrados de 20cm por 20cm cada de papel manteiga
1 clara batida para untar e colar as extremidades
Modo de Preparo:
Montagem(foto2) : Deite um filé de peixe sobre cada quadrado de papel, bem no centro. Tempere-o com as pimentas calabresa e do-reino, sal e azeite. Faça um pequeno “edredom” sobre o peixe, atravessando as finas fitas de casca de abobrinha de uma ponta a outra do filé, até cobri-lo por completo. Arrume as metades dos tomatinhos sobre as abobrinhas. Salpique as lâminas de amêndoa sobre os filés de peixe e o gergelim torrado. Derrame 1 colher de sopa de vinho sobre cada filé. Regue com mais um fio de azeite. Bata uma clara de ovo com um garfo, apenas para que se torne homogênea. Com a ajuda de um pincel de cozinha, passe a clara em todas as bordas dos papéis manteiga. Junte todas as bordas formando uma trouxinha, primeiro as laterais mais largas e depois as mais curtas, de modo que sobre espaço interno para que o ar quente circule por dentro do papilotte. Depois de colar as extremidades, dê uma enroladinha nelas para se certificar de que as bordas não se abrirão no forno. Leve a forno alto e pré-aquecido durante 10 minutos. Retire do forno, abra cuidadosamente o papilotte. Pingue algumas gotas de limão, enfeite com duas ciboulettes e delicie-se! Se gostar de molho shoyu utilize-o à vontade. O peixe ficou tão leve mas tão leve que eu acabei ficando com peso na consciência de acrescentar o shoyu, acreditem! (Rende duas porções)
Dica de Vinho: O espumante branco seco mais gelado que você tiver na sua casa, esta receita não exige um grande vinho, pois ela se sustenta sozinha!
Espero que gostem!
Bom Apetite!
Fabiana Pinfildi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *