Delicioso Arroz Proibido!!

quarta-feira, 15 de julho de 2009

O Arroz negro, também conhecido como “o arroz proibido”, é cultivado na China há mais de 4 mil anos, com fama de produto afrodisíaco e era chamado de “Arroz Proibido”, pois era consumido apenas pelo Imperador, cabendo a seus súditos somente a produção dos grãos. Especula-se que a ordem proibitiva do então Imperador chinês com relação a este arroz deu-se em razão de sua produção escassa naquele país em comparação ao arroz comum, e então por este motivo o Imperador declarou que era proibido consumi-lo, reservando assim para seu consumo exclusivo esta deliciosa e saudável espécie de arroz.

O arroz negro possui 20% a mais de proteína, 30% a mais de fibra, tem menos gordura e menor valor calórico que o arroz integral. É mais rico em compostos fenólicos que são benéficos à saúde humana, pois são substâncias que previnem o envelhecimento por seu poder antioxidante.
Dica: Existe uma marca nacional de arroz preto chamada Ruzene, que é bem acessível e de ótima qualidade. Esta marca possui pequenas caixinhas com o produto embalado a vácuo em porções de 250g.
Testei esta receita outro dia para receber um grupo de amigos para jantar, e devo admitir sem sombra de modéstia que ficou realmente DIVINA, e por este motivo irei dividi-la com vocês:
Risoto de Arroz Negro com Cogumelos Paris e Shiitake ao Malbec
Ingredientes:
250g de Arroz Preto
250g de Arroz Italiano tipo arbóreo
200g de cogumelos paris laminados
200g de cogumelos shiitake cortado em tiras
1 cebola grande inteira picada
1 colher de sopa de manteiga
2 cubos de caldo de legumes
1 taça de vinho tinto seco tipo Malbec
½ maço de salsinha picada
Pimenta-do-reino
Sal a gosto
Azeite extra virgem
Parmesão ralado
1,5 litro de Caldo de LegumesPreparo:

Doure a cebola na manteiga. Junte os cubos de caldo de legumes e 1 colher de sopa de água, amassando-os até que se desfaçam. Acrescente o arroz negro e o arbóreo e incorpore à cebola. Acrescente o vinho. Deixe evaporar o álcool e acrescente o caldo de legumes aos poucos conforme a água do arroz for secando. Quando o arroz estiver perto de ficar al dente, acrescente os cogumelos. Acrescente mais caldo de legumes se necessário. O risoto estará pronto para ser servido quando estiver al dente e ainda úmido. Desligue o fogo, salpique a salsinha por cima do risoto, regue com um fio de azeite e sirva com queijo parmesão ralado na hora. Caso prefira servir um acompanhamento, sugiro tournedos de filé mignom grelhados e temperados com pimenta-do-reino, sal, alecrim e azeite extra virgem. P.S. Esta receita serve muito bem 6 pessoas, então, caso pretenda fazer para duas pessoas, por exemplo, apenas diminua a quantidade de arroz para aproximadamente 100g de cada tipo (arbóreo e negro). Não vejo necessidade em diminuir os outros ingredientes, mas fica a critério de cada um.

Bebida Ideal:
Vinho tinto Argentino Altas Cumbres Malbec . Tinto escuro de aroma intenso de fruta madura com toques florais. Encorpado, maduro e com boa acidez.
Doce deleite:
Uma dica é servir após este prato uma sobremesa leve como uma taça de frutas com sorvete de baunilha light.
Bom Apetite!
Fabiana Pinfildi

13 Comentários para “Delicioso Arroz Proibido!!

  1. comprei o arroz proibido hoje pela primeira vez, estu preparando ele como se fosse o arroz comum, espero ficar gosto eu já comia o arroz cateto vermelho. vaos mver heh

  2. Oi, eu gostaria de saber se precisa misturar o arroz negro e o arbóreo, ou se posso fazer tudo com o negro. Pretendo fazer uma porção para duas pessoas.
    Obrigada!!

    • Marina, eu faço sempre somente o arroz negro, até porque o tempo de cozimento dos dois tipos de arroz é bem diferente. Em todo o caso, se você quiser misturar você precisa pré cozer o arroz arbóreo antes e quando o arroz negro estiver quase pronto você junta os dois.
      Ah, para duas pessoas 1 xícara (chá) do arroz cru é suficiente!
      Beijos

  3. Adorei a receita, mas fiquei com uma dúvida: na receita aparece 250gr de arroz negro e 250 gr de arboreo e manda acrescentar os dois e incorporar a cebola. Aí, na tua resposta para a Mariana, diz que o tempo de cozimento dos dois arroz é bem diferente. Como devemos fazer? Se for só com o arroz negro, vai ter a consistencia de risoto, por nao ser arboreo? e se fizer os dois separados, inicio os procedimentos do risoto (cebola, vinho, caldo) com o arboreo ou com o negro?

    • Oi Tanise! Sim, o tempo de cozimento deles é bem diferente. O que eu costumo fazer é cozinhar o arroz negro até ele ficar al dente, ou até meio durinho. Enquanto isso eu inicio o preparo do risoto com o arroz arbóreo e faço como de costume. Quando o arroz arbóreo estiver na metade do cozimento (quando você ainda enxerga o grãozinho bem branco no dentro) você junta o arroz negro cozido e escorrido (se ficou alguma água do cozimento). O arroz negro vai incorporar ao arbóreo e vai tingir o arroz todo da panela. Aí você termina o risoto acrescentando os ingredientes que quiser.
      Ah, também dá para fazer o risoto só com o arroz negro, mas como eu disse, é um pouco mais demorado.
      Será que eu ajudei?
      Beijos

  4. Era justamente essa receita que estava procurando para fazer neste reveillon!
    So que os cogumelos são shitake e shimeji. Vou fazer um pó de cogumelo desidratado e com esse pó empanar as laterais dos medalhoes de file mignon já descansados no leite e salgados. Depois é só fritar na manteiga/azeite. Nham! Agua na boca!!

  5. Fabi, sempre acompanho o blog e o insta. Adoro suas receitas!
    Você acha que ficaria bom fazer só com o arbóreo? E a quantos ml equivale uma taça mais ou menos?
    Obrigada!!
    Abraços

    • Oi Carol. Pode usar só o arbóreo sim, mas o seu risoto não vai ficar escuro como se você usasse o arroz negro. Uma taça tem mais ou menos 100ml.
      Beijo ;)

  6. Fabi, na realidade então o arroz negro só entra no finalzinho e já cozido. Uma dúvida, quando você cozinha ele separado como vc faz? Quanto de água? coloca cebola? Coloca vinho? Manteiga? Quanto tempo? Essas quantidades são para o arboreo? Ou divide as quantidades ao meio para o arbóreo e o negro?
    Obrigada!

    • Oi Patricia! Sim, só entra no final pois ele leva muito mais tempo para cozinhar. Quando eu preparo arroz negro eu o coloco numa panela com 3 vezes a quantidade de água, mas antes eu refogo cebola e alho em um pouco de azeite como se fosse fazer arroz comum. Depois que ferve eu abaixo o fogo e espero ficar macio, aí eu utilizo em outras receitas. Mas dá para fazer a receita direto também, obviamente, só que não misture com outro tipo de arroz que cozinhe mais rápido pois se não enquanto um cozinhar demais o outro ainda estará duro. Algumas pessoas gostam de cozinhar o arroz negro em panela de pressão, mas eu prefiro na panela comum pois consigo controlar melhor o ponto de cozimento que gosto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *