Peixe Assado com Curry e Coco Fresco

Postado em Fácil, Light, No forno, Peixe, Pratos Principais, Receitas Rápidas - 03 de março de 2015

Peixe com Curry e Coco_reduzidaF&F

As férias se foram, o carnaval se foi e agora o ano aqui no Brasil pode oficialmente começar né?! hahahahaha. Brincadeiras à parte, desde que estava grávida a minha alimentação que já era boa ficou ainda melhor, com a inclusão de muito mais frutas e verduras no meu cardápio diário. Agora que a Olivia também já come de tudo a alimentação da minha família de uma maneira geral está 1000%. Estamos focando nos alimentos frescos, nutritivos e nos métodos de preparo que não agregam gordura, e se agregam é gordura pouca e boa. E querem saber? Eu estou amando ter esta rotina contínua de alimentação mais “limpa” e mais saudável, tanto é que as refeições fartas especialmente no período noturno não me fazem falta alguma, já que atualmente os jantares em casa são mesmo salada, grãos, peixes, frango ou alguma carne magrinha. Acho importante não só ensinar a Olivia a comer com qualidade, mas dar o exemplo pra ela, e o melhor modo de isso acontecer é transformando a nossa rotina alimentar de verdade. Com isso eu fui “presenteada” com 10 quilos a menos na balança!!! Uhu!

 

Em uma dessas noites corridas de dia de semana eu preparei um jantar gostosinho pra mim e pro marido, que além de delicioso não me tomou nem 30 minutos na cozinha. Resolvi dar uma cara nova para o clássico filé de peixe assado turbinando o tempero com curry e cobrindo com coco fresco ralado. O curry é uma especiaria deliciosa que vai bem tanto com peixes quanto com aves, carnes e pratos vegetarianos, eu uso bastante em casa. O coco ralado eu compro no hortifruti em uma quantidade razoável, uso o que preciso e congelo o restante para ir usando aos poucos em bolos, iogurte com granola, papinhas “doces” para a Olivia e também em receitas salgadas como esta delicia que vou passar agora pra vocês. Congelar o coco fresco não prejudica seu sabor e textura e garante que você tenha uma “gordura do bem” estocada em casa para quando precisar. Praticidade é tudo na vida!

 

Para acompanhar o peixe eu preparei uma saladinha de quinua vermelha com legumes refogados: cenoura ralada, abobrinha em cubinhos e cogumelos shimeji, azeite, alho e sal. Ficou delicia, super nutritivo, saudável e com pouquíssimas calorias.

 

PEIXE ASSADO COM CURRY E COCO FRESCO

(serve 2 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 2 postas médias de pescada branca (ou tilápia, ou outro peixe em filés de sua preferência)
  • 4 colheres (sopa) de coco fresco ralado
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • 1 colher (café) de curry em pó
  • 1 pitada de pimenta calabresa desidratada
  • sal a gosto
  • salsa fresca picada a gosto
  • sumo de 1/2 limão

 

Modo de Preparo: Disponha os filés de peixe sobre um refratário levemente untado com azeite e tempere com sal e pimenta. Divida o curry igualmente para os filés e esfregue o tempero com as mãos sobre os filés, envolvendo todo o peixe. Regue com um fiozinho de azeite e depois cubra com o coco fresco ralado. Regue com o azeite restante e leve ao forno preaquecido a 180º por 20 minutos, ou até que o coco fresco esteja douradinho. Retire do forno, regue com o sumo do limão e sirva com salsa fresca picada e um acompanhamento do seu gosto.

 

Dica: Aqui no blog tem muitas receitas levinhas e deliciosas com grãos e vegetais para acompanhar o seu peixe com curry e coco. Pesquise na caixa no alto do blog e divirta-se com as combinações!

 

Bom Apetite!

 

Rosbife Caseiro

Postado em Carnes, Clássicos, Comfort Food, Fácil, Pratos Principais - 29 de janeiro de 2015

Rosbife Caseiro_F&F

Esta é uma receita super queridinha pra mim, porque desde criança eu gosto de sanduíche de rosbife, que foi como aprendi a comer esta delicia, e hoje além de continuar amando o sabor marcante e ao mesmo tempo delicado deste preparo de carne eu também amo contar com a versatilidade desta receita. Não é à toa que esta é a terceira receita diferente de rosbife que aparece aqui no blog. O rosbife pode ser preparado e servido como recheio para sanduíche, complemento de uma salada, como petisco como foi o meu caso nesse dia, ou ainda quente com um purê ou algo do tipo. É ou não é um coringa?!

 

Se você nunca preparou rosbife na vida e acha que é difícil pode se animar porque a receita é bem simples, só que tem que seguir as etapas direitinho se quiser um rosbife bem rosado por dentro e com a carne firme, sem que seus saborosos sucos escapem ao cortá-la. Bom, eu pelo menos gosto assim. E devo avisar ainda, pra você aventureiro de primeira viagem no preparo deste prato, que um bom rosbife requer também paciência. Por isso eu não acho uma boa ideia prepará-lo quando estiver com fome ou com pressa, comece com algumas horas de antecedência e deixe ele descansar, quanto mais tempo, melhor!

 

Ah, outro detalhe que eu considero muito importante: eu gosto de fazer uma marinada seca para o rosbife (sem vinho, conhaque ou caldos), e só coloco sal quando ele já está na frigideira para ser selado, pois o sal desidrata a carne e pode deixá-la endurecida.

 

Casamentos perfeitos para o Rosbife: mostarda, picles de pepino, batatas, molho de vinho, vegetais assados.

 

ROSBIFE CASEIRO

(rende 1 kg)

 

Ingredientes:

  • 1 kg de lagarto em peça (o filé mignon também é um ótimo corte para o rosbife)
  • 4 colheres (sopa) de azeite
  • 1 colher (chá) de pimenta-do-reino moída na hora
  • 2 colheres (sopa) de alecrim bem picado
  • 1 colher (sopa) de tomilho bem picado
  • 1 colher (chá) de sal grosso moído (ou sal rosa, ou flor de sal)

 

Modo de Preparo: Num bowl pequeno misture bem o alecrim picado, o tomilho e a pimenta moída. Limpe bem a peça de carne retirando todas as eventuais gorduras e nervos. Besunte toda a peça com azeite. Forre um pedaço de filme plástico com a mistura de ervas e pimenta formando um quadrado. Role a peça de carne besuntada em azeite sobre esta mistura e depois enrole a carne no mesmo filme plástico. Leve à geladeira por 1 hora (se quiser também pode deixar de um dia para o outro). Após a marinada retire a carne da geladeira, deixe chegar à temperatura ambiente e aqueça bem uma frigideira. Preaqueça o forno a 220º, e se tiver uma grelha superior para dourar/gratinar deixe-a ligada. Sele a peça de carne de todos os lados, inclusive nas pontas até que forme uma película de cor bege quase dourada. Retire a carne da frigideira, leve para uma assadeira e coloque no forno preaquecido durante 10 minutos. Aí então retire o rosbife do forno e deixe descansar em temperatura ambiente por pelo menos 2 horas. Depois que esfriar você pode guardá-la na geladeira por até 4 dias. No momento de servir corte fatias bem finas com uma faca muito bem afiada. Gosto de servir acompanhado de uma boa mostarda, ou em pasta ou em grãos. É bom demais!


Rosbife caseiro2_F&F

 

Bom Apetite!

Molho Pesto de Brócolis

Postado em Fácil, Light, Molhos, Receitas Rápidas - 20 de janeiro de 2015

Molho Pesto de brócolis_F&F

Esta receita combina duas coisas que eu amo muito: molho pesto e brócolis. Uma das massas mais preparadas aqui em casa é a clássica com brócolis ao alho e óleo, mas preparo bastante massa com pesto tradicional de manjericão também, e gosto de brincar com diferentes variações deste molho tão saboroso. Dessa vez adicionei brócolis ao molho pesto e amei o resultado, pois ficou muito muito bom!

 

Uma coisa muito bacana nesta receita é que ela aproveita o pé de brócolis todinho, inclusive os talos, é zero desperdício. Para quem não curte muito talos eu garanto que nesta receita eles agregam ainda mais sabor e textura ao molho. Este molho é bem versátil pois além de ser usado em massas pode ser usado em saladas, no preparo de risotos, como pasta para recheio de sanduíches, e até mesmo como dip para vegetais crus servidos como petisco (os famosos crudités). Este molho pesto fica gostoso tanto na versão fria quanto na versão quente. Façam, vocês vão amar!

 

MOLHO PESTO DE BRÓCOLIS

 

Ingredientes:

  • 1 pé de brócolis japonês
  • 1/4 de xícara (chá) de azeite
  • 1/4 de xícara (chá) da água do cozimento do brócolis
  • 4 colheres (sopa) de amêndoas (com ou sem pele)
  • 2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
  • suco de 1/2 limão tahiti
  • 1 dente de alho
  • sal à gosto

 

Modo de Preparo: Lave bem o brócolis e pique em pedaços médios. Cozinhe no vapor até que estejam macios, mas ainda al dente e reserve 1/4 de xícara da água do cozimento. Num processador ou mixer junte o brócolis cozido, as amêndoas, o queijo parmesão, o azeite, o suco de limão, o alho e o sal e bata até obter uma pasta. Se achar necessário adicione a água reservada do cozimento aos poucos para alcançar a textura desejada, mais firme e cremosa ou mais líquida, dependendo para qual finalidade irá utilizar o molho pesto.

 

Para conferir a receita de Molho Pesto Clássico, assista ao vídeo: AQUI

 

Para conferir a receita de Crudités, um petisco fácil e rápido (foto abaixo) em que o molho pesto pode ser usado clique AQUI

Crudites_2-cópia

 

 

Bom Apetite!

Voltei cheia de saudades e muita energia!

Postado em Sem categoria - 19 de janeiro de 2015

SilviaSaito-2014-0404-Olívia--47

 

Olá queridos, como vão? Feliz ano novo à todos, que seja um ano lindo, repleto de boas notícias, alegria, saúde e sonhos realizados. Para os que chegaram a pensar que eu abandonei o blog a primeira boa notícia de 2015 é que não abandonei, e nem pretendo. Estou voltando hoje e cheia de planos bacanas para este espaço aqui que eu amo tanto.

 

Sim, o blog ficou um pouco largadinho em 2014 porque como vocês sabem a Olivia chegou, e quem é mãe vai me compreender quando eu digo que ela virou minha vida de cabeça para baixo, e não apenas na rotina propriamente dita, mas de uma forma geral mesmo. Muitas certezas deram lugar a novas ideias, alguns pontos de vista foram para o espaço e questionamentos surgiram. Junto com a Olivia veio também uma nova Fabiana, no meu entender melhor, mais madura, mais segura, mais generosa, que passou a enxergar muitas coisas com mais nitidez e compaixão, e a primeira mudança deste novo ser que vos escreve foi se permitir uma dedicação profunda e absurdamente prazerosa à pequena. Eu decidi que me dedicaria inteiramente e sem culpa, sem cobranças e sem nenhum arrependimento à minha bebê neste seu primeiro ano de vida. Não que eu não vá continuar me dedicando à ela durante toda a sua vida, mas julguei ser indispensável a nossa convivência íntima e quase que em tempo integral neste ano que se passou. Eu tive a alegria e o privilégio de poder estar ao lado dela em seus momentos mais especiais e nas suas primeiras conquistas, desde quando chorava nas primeiras noites, de fome, de cólica ou de medo, ou quando sorriu pela primeira vez, quando sentou pela primeira vez, quando teve a primeira febre, quando começou a engatinhar e a balbuciar as primeiras palavrinhas. Nunca mais estes momentos sairão da minha memória e do meu coração. Eu não gosto de cair nos velhos clichês, mas não dá para escapar da clássica frase: ser mãe é um sentimento único, inexplicável! E foi por isso que neste ano eu fiquei um pouco sumidinha, os posts não foram tão frequentes como de costume e por vezes um ou outro recado passou despercebido. Me perdoem pela ausência, quem me acompanha sabe o carinho imenso que eu tenho pelos meus leitores e como o blog é importante pra mim, mas esta ausência foi essencial para que eu cuidasse de outras partes importantes da minha vida.

 

A ausência também foi essencial para que um ciclo pudesse se fechar e outro totalmente novo se iniciasse. Reorganizei minhas ideias, meus planos e projetos e hoje eu sei muito bem onde e como eu quero chegar. Eu cuidei mais de mim, da minha saúde e da minha mente, estou com as energias renovadas para recomeçar o que parei de onde parei e de uma nova forma. E o blog se encaixa perfeitamente em tudo isso, porque é uma parte muito importante da minha vida, e os projetos pra ele também estão deliciosos!

 

Bom, dito isso eu abro este ano lindo aqui no blog, que tenho certeza será de muitas receitas deliciosas, boas energias e várias novidades, porque eu sei que vocês adoram uma novidadezinha né?! Aproveito para agradecer o carinho de vocês, que fazem deste espaço um lugar agradável de troca de dicas onde todos se ajudam, agradecer os e-mails recebidos, os recadinhos no Instagram, no Facebook e também o carinho dos mais de 10 mil leitores que já baixaram o app do Figos e Funghis no i-phone para usarem em suas cozinhas. Quem ainda não baixou corre lá na Apple Store e procura pelo “Receitas Figos e Funghis”, é fácil, é grátis, e tem mais de 130 receitas! Por enquanto só há a versão IOS, mas a versão para Android já está sendo desenvolvida e será lançada em breve!

 

Agora eu vou indo porque já tem post quentinho saindo!

 

Beijos!

 

P.S. A foto é do ensaio de newborn da Olivia, clicada em cima do meu fogão pela super querida e talentosa Silvia Saito.

Camarão flambado com purê de mandioquinha e quinua

Postado em Fácil, Frutos do Mar, Light, Pratos Principais, Receitas de 30 minutos, Receitas Rápidas - 29 de outubro de 2014

Camarão flambado com pesto2_F&F

Este prato é a prova de que é sim possível fazer receitas simples e fáceis com cara de receita elaborada, com um toque de sofisticação. Os camarões foram flambados, depois receberam uma generosa colherada de molho pesto por cima. Acompanhados por purê de mandioquinha – um clássico que combina perfeitamente com peixes e frutos do mar – e quinua negra ficaram com cara de festa!

 

Eu preparei este prato para jantar sozinha um dia desses em casa, porque a solidão no jantar não precisa ser sinônimo de macarrão instantâneo. Abri o congelador e bati os olhos em um pacote de camarão que eu havia trazido da praia. Imediatamente resolvi que seriam o meu jantar, e como flambar é o método mais rápido ( e na minha opinião o mais saboroso também) de preparar camarões eu os deixei descongelando e fui providenciar os acompanhamentos. O manjericão da minha hortinha de varanda viraram um delicioso molho pesto em menos de 5 minutos. As mandioquinhas orgânicas roubadas da gaveta de “papinha” da Olivia deram vida a um ultra simples porém delicioso purê, e a quinua negra trazida do Peru só agregou ainda mais sabor ao conjunto todo. Por falar nisso, quando você der de cara com um pacote de quinua negra no mercado não hesite em levá-lo para casa. Na minha opinião é a mais saborosa e crocante de todas as quinuas, uma pena ser tão difícil de encontrá-las por aqui, geralmente só encontro misturadas com a quinua vermelha e a branca. E se você for para o Peru faça como eu e lote sua mala desta delicia, porque além de todos os ótimos adjetivos a quinua por lá é muito mais barata que aqui.

 

Se você nunca se arriscou em preparar camarões saiba que há muitas possibilidades de preparo para eles, e que cozinham muito rápido, aliás tão rápido que você precisa ficar de olho pois se passarem do ponto ficam duros e pouco saborosos. O purê desta vez eu quis fazer uma versão mais light (não totalmente light porque sou filha de Deus e usei um tico de manteiga) e usei apenas a água do cozimento no lugar do leite (e prefiro assim). Para o molho pesto eu decidi não usar nenhum tipo de castanha ou amêndoa, porque eu queria que ficasse bem verdolengo e líquido, para escorrer sobre os camarões.

 

Esta receita é tão fácil mas tão fácil que qualquer iniciante bem intencionado na cozinha consegue reproduzir. Que tal agradar o marido, esposa, ou o seu próprio estômago preparando esta delicinha?

 

CAMARÕES FLAMBADOS COM PURÊ DE MANDIOQUINHA E QUINUA

(para 2 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 12 camarões grandes descascados e limpos
  • suco de 1/2 limão
  • 1/3 de xícara (chá) de cachaça (ou whisky, ou conhaque)
  • 4 mandioquinhas descascadas e fatiadas
  • 1/2 xícara (chá) da água do cozimento das mandioquinhas
  • 1 colher (chá) de manteiga
  • 1 xícara (chá) de folhas de manjericão
  • 1/3 xícara (chá) de azeite
  • 1/2 xícara (chá) de quinua (usei a negra, mas pode ser qualquer uma delas)
  • pimenta moída e sal a gosto
  • azeite a gosto

 

Modo de Preparo: Prepare primeiro o purê de mandioquinha, cozinhando-as em água até que estejam bem macias. Reserve a água do cozimento. Coloque em uma tigela (ou no liquidificador) a mandioquinha cozida, a água, a manteiga e o sal a gosto e bata com um mixer por apenas 2 minutos, até obter um purê bem liso e homogêneo. Também no mixer bata o azeite, as folhas de manjericão, a pimenta e o sal para fazer o molho pesto. Cozinhe a quinua no dobro da quantidade de água e sal por apenas 5 minutos após a fervura da água, pois elas devem ficar al dente. Agora prepare os camarões. Em uma tigela coloque os camarões e tempere com o suco de limão, a pimenta e o sal. Aqueça bem uma frigideira, adicione um fio de azeite e salteie os camarões por apenas 2 minutos. Regue com a cachaça (ou whisky ,ou conhaque) e incline a frigideira em direção á chama do fogão, deixando a chama subir e flambar os camarões. Sirva em seguida os camarões sobre uma “caminha” de quinua e acompanhados com purê de mandioquinha. Regue os camarões com uma porção generosa de molho pesto e seja feliz!

 

Camarão flambado com pesto_F&F

 

 

Bom Apetite!

 

Biscoitos funcionais de castanhas com geleia

Postado em Comidinhas, Doces, Fácil, Gastronomia Funcional, Light, No forno, Receitas Especiais (sem Glúten e/ou sem Lactose), Receitas Rápidas - 20 de outubro de 2014

Petit-four-funcional1_FF

Desde que eu fui apresentada à gastronomia funcional há alguns anos atrás pelo meu amigo Marcelo Facini, chef especialista na área, fiquei totalmente apaixonada por tantas possibilidades que as restrições ironicamente acabam proporcionando para as pessoas.

 

O fato é que embora eu não sofra nenhum tipo de intolerância alimentar eu sempre fui muito curiosa por aprender coisas novas sobre alimentação, sobretudo alimentação saudável. Aprendi que receitas funcionais não são boas apenas para quem tem intolerância, mas são maravilhosas para qualquer pessoa pois só fazem bem à saúde. É maravilhoso poder ter opções cheias de sabor mas sem conservantes, sem corantes e muitas vezes com baixíssimas calorias. E quando se tem filhos então, você só quer servir o melhor e mais saudável pra eles.

 

Estes biscoitinhos que eu também gosto de chamar de petit four funcionais nasceram desta minha curiosidade. Depois de procurar em muitos lugares diferentes e não encontrar uma receita de biscoitos que levasse muitas castanhas e zero açúcar, mas que não precisasse nem de ovos para dar liga na massa e alguns testes eu cheguei nesta receitinha deliciosa! Até eu me surpreendi com o sabor, a delicadeza e a textura crocante destes biscoitinhos, e fiquei muito feliz com o sucesso que eles fizeram entre os que tiveram a oportunidade de provar.

 

Como eu já mencionei, eles não levam açúcar nem adoçante na receita, pois são naturalmente adoçados com a pasta feita de tâmaras e ameixas secas preparada no processador de alimentos. Eles também não levam ovo, nem farinha de trigo e nem leite. A única gordura que eles tem é da manteiga de amendoim e do óleo de coco.

 

A receita é bem fácil de preparar, e fica pronta rapidinho, mas o uso do processador ou liquidificador é indispensável, principalmente para fazer a pasta de tâmaras e ameixas e para triturar as castanhas e amêndoas. Quando a massa está pronta para ser modelada a impressão que dá é que não vai dar liga, mas basta moldar o primeiro biscoito para ver que uma simples apertada entre as mãos faz com que a massa grude, e dá para enrolar como brigadeiro e servir cru, sem assar, se você quiser. Um acompanhamento muito saboroso e saudável para o café da manhã ou da tarde.

Petit four funcional2_F&F

 

BISCOITOS FUNCIONAIS DE CASTANHAS COM GELEIA

(rende 20 unidades)

 

Ingredientes:

  • 1 xícara (chá) de castanha de caju
  • 1 xícara (chá) de amêndoas com ou sem pele
  • 1/2 xícara (chá) de farinha de linhaça (pode ser farinha de amêndoas também)
  • 1/2 xícara (chá) de quinua em flocos
  • 1 xícara (chá) de pasta de tâmaras e ameixas secas* (veja abaixo como preparar)
  • 1/3 xícara (chá) de óleo de coco (ou de girassol)
  • 2 col (sopa) de manteiga de amendoim
  • 1 pitada de canela em pó
  • 1 pitada de sal
  • geleia à sua escolha o quanto baste (usei uma geleia diet sabor framboesa)

 

Modo de Preparo: Prepare a pasta de tâmaras e ameixas secas: triture no processador 1/2 xícara de chá de ameixas secas e 1/2 xícara de chá de tâmaras com 3 colheres de sopa de água e bata até conseguir uma pasta firme. Reserve. Triture grosseiramente a castanha de caju, e depois as amêndoas. Em um bowl misture a castanha de caju triturada, as amêndoas trituradas, a farinha de linhaça (ou de amêndoas se preferir), a quinua em flocos e mexa bem. Depois junte o óleo de coco, a pasta de tâmaras e ameixas, o óleo de coco, a manteiga de amendoim, a canela, o sal e misture bem com as mãos até obter uma massa semelhante a uma farofa úmida. Preaqueça o forno em 180º e modele os biscoitos fazendo bolinhas, depois achatando-as e fazendo uma cavidade no meio para colocar a geleia. Disponha todos os biscoitos sobre um silpat (aqueles tapetinhos de silicone próprios para assar), ou sobre uma assadeira antiaderente e preencha todos eles com a geleia da sua escolha. Leve para assar por 20 minutos, ou até que os biscoitos estejam dourados. Deixe esfriar fora do forno, de preferência sobre uma grade de resfriamento de biscoitos. Se quiser enfeite com amêndoas picadas. Sirva em temperatura ambiente.

Petit four funcional3_F&F

 

Bom Apetite!!!

 

Costelinhas caramelizadas com shoyu e mel

Postado em Carnes, Clássicos, Comfort Food, Fácil - 15 de outubro de 2014

Costelinha caramelizada REDUZIDA_F&F

 

Esses dias eu parei para pensar um pouco sobre as receitas que já passaram por aqui e me dei conta de que nunca havia postado uma única receita com costelinhas de porco, embora eu goste bastante. Pensando um pouco mais além eu percebi que há uma razão para que eu não cozinhe tanto carne de porco em casa, e isto é de certa forma cultural, herança familiar mesmo. Quando eu era criança minha mãe não tinha o hábito de preparar carne de porco com frequência, uma vez ou outra aparecia um arroz com suã, um lombo assado com batatas ou costelinhas assadas. E até então minha referência de carne de porco era esta, somada ao torresmo, claro, minha eterna paixão!

 

Mas o fato é que eu me casei e o meu marido não gosta e não come carne de porco de jeito nenhum, então quando eu tenho vontade fica mais fácil sair para comer ou pedir para a minha mãe preparar. Mas e quem disse que eu gosto só de coisas fáceis? Então, por isso mesmo quando eu vejo um bom pedaço de carne de porco na prateleira do meu açougue preferido eu levo pra casa e espero a ideia surgir. Desta vez eu resolvi testar o preparo da costelinha na panela de pressão e com aquele mesmo tempero de shoyu e mel que já passou por aqui acompanhado de um franguinho e depois de um salmão.

 

Preciso avisar que esta receita é muito fácil de preparar e fica tão deliciosa que é um perigo você perder a noção e comer em quantidades absurdas! Tudo aqui combina lindamente, vale à pena testar!

 

COSTELINHAS CARAMELIZADAS COM SHOYU E MEL

(serve 6 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 2 kg de costelinha de porco separadas umas das outras
  • 1/2 xícara (chá) de shoyu light
  • 1/2 xícara (chá) de mel
  • 1/2 xícara (chá) de vinho branco seco ou suco de laranja
  • 1 pimenta dedo-de-moça sem sementes e bem picada
  • 1 cebola média bem picada
  • 2 dentes de alho bem picados
  • salsa fresca a gosto
  • sal a gosto

 

Modo de Preparo: Coloque as costelinhas em uma tigela. Misture o shoyu, o mel e o vinho branco e derrame sobre as costelinhas, deixando marinar por 30 minutos. Doure a cebola e o alho em um fio de azeite na panela de pressão e junte toda a costelinha com a marinada. Junte a pimenta picada, salsa fresca a gosto e tampe a panela. Depois que pegar pressão reduza o fogo para a chama média e deixe cozinhar por 30 minutos. Espere a pressão sair e sirva em seguida acompanhada de arroz e salada. Provavelmente não vai precisar adicionar mais sal, mas se achar necessário basta acrescentá-lo ao final do cozimento.

 

Bom Apetite!

 

 

 

Comida Caseira fora de casa

Postado em Dicas, publieditorial - 08 de outubro de 2014

Giraffas

 

Quando temos que comer constantemente fora de casa tudo o que queremos é encontrar uma comidinha caseira feita com capricho, com ingredientes de qualidade e de forma saudável, com jeitinho de comida caseira mesmo.

 

A novidade é que agora ficou mais fácil encontrar um belo bife acebolado acompanhado de arroz, feijão e batata frita, do jeitinho que nós brasileiros amamos! O Giraffas resolveu unir duas coisas que todo mundo gosta: o sabor da comida caseira e o preço especial e por isso lança uma promoção irresistível durante todo este mês de outubro. Este delicioso prato de bife acebolado pode ser encontrado nas lojas Giraffas a qualquer hora do dia por um preço muito camarada. O prato custa apenas R$ 10,90!

 

Com uma promoção assim fica fácil comer bem fora de casa, sabendo que aquele bife acebolado vai estar ali bem gostoso num prato nutritivo com arroz, feijão e fritas com muita qualidade e capricho, igual comida de mãe. Porque comer fora de casa também precisa ser com qualidade!

 

E então, o que você está esperando para provar esta delicia?! Eu não vou esperar mais nada, fui…

 

 

artigo-patrocinado_F&F

Pão de Abóbora Fácil

Postado em Fácil, No forno, Pães e Tortas - 02 de outubro de 2014

Pão de Abóbora_F&F

Como já disse outras vezes aqui eu amo fazer pão, seja ele mais trabalhoso, daqueles que tem que sovar com vontade, seja daqueles mais fáceis que basta misturar tudo e despejar na assadeira. Para a alegria de vocês a receita de hoje se encaixa no segundo time, dos pães fáceis, aliás, facílimos, já que grande parte da receita é preparada no liquidificador.

 

Estava com muita abóbora na geladeira e há tempos queria tentar uma receita de pão de abóbora que fosse bem prática. Procurei na internet alguma receita assim mas nada de encontrar, a maioria delas era cheia de etapas e que exigiam mais tempo na cozinha. Então, em tempos de correria tudo o que eu não queria era passar horas na cozinha fazendo pão, e resolvi ir em busca da minha própria receita de pão de abóbora do jeito que eu queria. Se desse certo ótimo! E não é que deu mesmo? O resultado é um pão bem fofinho e muito saboroso, mas preciso avisar que ele fica melhor se for consumido no mesmo dia. No dia seguinte eu ainda comi dele, mas a textura já não era mais a mesma e o sabor nem de longe se compara ao pão feito na hora. Por isso eu recomendo que prepare esta receita para servir quentinha, recém saída do forno, pra manteiga derreter e escorrer mesmo, até porque é tão fácil e tão rápido de preparar que não vale a pena preparar na véspera.

 

Ah, eu fico tão feliz quando vejo um pão quentinho e perfumado saindo do forno! E vocês?

 

PÃO DE ABÓBORA FÁCIL

(rende 10 fatias)

 

Ingredientes:

  • 1 xícara (chá) de abóbora cozida e amassada
  • 1/3 de xícara (chá) de azeite
  • 1 ovo
  • 1 colher (chá) de sal
  • 1 colher (chá) de açúcar
  • 1/2 xícara (chá) de leite + 2 colheres (sopa)
  • 3 colheres (sopa) de sementes de abóbora torradas
  • 1 ramo de alecrim
  • 1 colher (chá) de manjericão seco
  • 1 colher (chá) de açafrão em pó
  • 1 saquinho (10g) de fermento biológico seco instantâneo
  • 2 e 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo

 

Modo de Preparo: No liquidificador junte a abóbora cozida e amassada, o azeite, o ovo, o leite, o açúcar, o sal, as ervas e o açafrão em pó e bata bem até conseguir um creme. Junte metade da farinha de trigo e bata novamente. Hidrate o fermento em 2 colheres (sopa) de leite morno e reserve. Despeje a massa do liquidificador em uma tigela e vá acrescentando devagar a farinha restante e o fermento hidratado no leite, mexendo a cada nova adição. Por fim adicione metade das sementes de abóbora e misture bem. Unte e enfarinhe uma fôrma de bolo inglês e despeje a massa de abóbora apenas até 2/3 para deixar espaço pra massa crescer. Deixe o pão descansar e crescer por 30 minutos. Preaqueça o forno em 180° por 10 minutos. Polvilhe o restante das sementes de abóbora sobre o pão e leve para assar por 30 a 40 minutos no forno preaquecido, até ficar com a superfície dourada e passar no teste do palito. Sirva quente.

 

Dica: Pessoas com restrição à lactose e ao glúten podem substituir o leite por qualquer leite vegetal, e a farinha de trigo por farinha de arroz ou metade de farinha de arroz (ou de grão-de-bico) e metade de fécula de batata.

 

Bom Apetite!

 

Bacalhau confit com purê de batata-doce roxa

Postado em Bacalhau, Clássicos, No forno, Peixe, Pratos Principais - 30 de setembro de 2014

Bacalhau confit com purê roxo_F&F

Quem acompanha o blog há tempos já sabe que eu adoro bacalhau, e o amor é tanto que eu já fiz inúmeras receitas e combinações com ele. Desta vez escolhi preparar o bacalhau confitado em azeite e servi-lo com purê de batata-doce roxa. O resultado ficou incrivelmente bom, o sabor forte e marcante do bacalhau casou muito bem com o adocicado do purê de batata-doce, e a cor ficou deslumbrante também. Para dar o toque final eu preparei uma crostinha de pinhão que além de ter ficado um charme só agregou mais sabor ao prato.

 

Para quem não sabe, o método de confitar nada mais é do que cozinhar o alimento em alguma gordura, em baixa temperatura e por um tempo mais longo. Eu gosto muito deste método de cozimento porque além de não alterar as fibras do alimento proporciona mais maciez e mais textura, e no caso do bacalhau é perfeito porque o peixe se desfaz em grandes lascas e o sabor fica ainda melhor em razão de ser cozido totalmente submerso em azeite.

 

Este prato não é apenas bonito, mas é muito saudável também já que o bacalhau possui muitas vitaminas e a batata-doce além de ser rica em fibras possui baixíssimas calorias. Tenho certeza que se for servido em um jantar em qualquer ocasião vai causar ótimas impressões.

 

BACALHAU CONFIT COM PURÊ DE BATATA-DOCE ROXA

(serve 4 pessoas)

 

Ingredientes:

  • 1 kg de postas de bacalhau limpas e sem pele
  • 500ml de azeite
  • 1 cebola grande cortada em pétalas bem finas
  • 1 colher (chá) de louro em pó
  • pimenta-do-reino moída na hora
  • sal a gosto
  • 10 pinhões cozidos e descascados

 

Para o purê de batata-doce roxa:

  • 4 batatas-doce roxa
  • 4 dentes de alho
  • 1/3 de xícara (chá) de iogurte natural
  • sal a gosto

 

Modo de Preparo: Corte as postas de bacalhau em quadrados médios (os pedaços menores cozinham mais rápido) e disponha em um refratário de modo que não sobre muito espaço vazio (assim o azeite cobre o peixe com mais facilidade e usa-se menos gordura). Tempere os pedaços de bacalhau com o louro em pó, a pimenta, o sal e cubra com as fatias de cebola. Regue com o azeite e leve ao forno a 150º (ou preaqueça em 200º, desligue e coloque o bacalhau com o forno desligado por 20 minutos, depois repita esta operação até que esteja cozido e macio), ou se o seu forno não tiver esta temperatura você também pode optar por cozinhar no fogão, em temperatura mínima por 50 minutos a 1 hora, com os pedaços de bacalhau totalmente submersos em azeite e controlando a temperatura do fogo para não deixar o azeite ferver de jeito nenhum. Enquanto isso prepare o purê de batata-doce roxa, colocando as batatas descascadas para cozinhar em água com sal até que estejam macias e os dentes de alho para assar com a casca regados com azeite e embrulhados em papel alumínio. Retire as batatas da água reservando uma xícara de chá do caldo do cozimento. Amasse as batatas, retire o alho assado do forno, extraia a polpa deles e amasse junto com o purê. Acrescente o iogurte e o caldo do cozimento das batatas até conseguir a consistência desejada (mais ou menos cremoso), ajuste o sal e reserve. Sirva o bacalhau sobre o purê de batata-doce roxa. Finalize com os pinhões bem picados e regue com azeite.

Bacalhau confit com purê roxo2_F&F

 

Bom Apetite!